História Amizade colorida - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 651
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Rafael


Os gemidos de Rafael só não ecoavam pelo banheiro porque Mateus tampava sua boca, naquela manhã dentro de um banheiro de uma escola pública em uma das cabines, Rafael e Mateus faziam sexo igual a dois animais, a tampa do vaso sanitário estava fechada e servia de  apoia ao garoto que era estocado sem dó nem piedade, este pussuidor de olhos verdes e um belo corpo era Rafael, e o garoto bronzeado que estava perto de um orgasmo era Mateus, ambos eram conhecidos na escola por serem os melhores amigos do peito. Mas ambos sabiam que aquilo não era apenas amizade.

Enquanto Mateus socava cada vez mais forte dentro de Rafael, ele parecia que iria morrer Mateus era muito mal pondo aquele anel peniano em si, ele só queria gozar!

Uma das mãos de Mateus pasava na cintura de Rafael, pois garoto não estava no aguentando mais, e a outra estava na boca dele o proibindo de emitir sons, que Mateus queria muito escutar.

- P-por F-favor_ um sorriso sádico brotou nos lábios de Mateus.

- "Por favor" oque ? _disse o garoto bronzeado levantando o corpo de Rafael até suas costas do mesmo,estarem coladas na sua barriga.

- Ah v-você sa-sabe.

- Eu não faso a mínima ideia.

- ahh D-deixe-me gozar !!!

E Mateus sorriu e passou a estocalo mais repido e quando sentiu que estava perto retirou o Anel do pênis do garoto, vendo ele gozar de forma ambudante, as paredes internas de Rafael lhe apertou o fazendo enfim gozar no dentro do garoto. 

Mateus saiu de si, ofegante e mexeu na sua mochila a procura de algo, então pegou seu celular e olhou as horas e arregalou os olhos.

- Rafael é melhor você correr.

- oque!?! por que?

- o time vem tomar banho em dez minutos.

E então o garoto esbranquiçado foi correndo saindo da cabine  direção às duchas.

- Você também não deveria tomar um banho?_ perguntou Rafael curioso.

- não lembra que eu estou "machucado"_ disse fazendo aspas com os dedos

- E como vai explicar ao professor todo esse suor? Hum?

- Tá calor pra caralho e eu também posso dizer que eu tô morrendo de dor.

- Ah claro.

Rafael tomou uma ducha o mais rápido possível, e quando estava quase acabando de ventir suas roupas o time chegou.

Mateus tinha fingindo que tinha caído no final da partida, mais ou menos 30 minutos pro final e o professor o colocou pra fora e mandou ele esperar no vestiário e Rafael sendo o bom amigo que era foi ao professor e deu uma de super preucupado,e pediu pra cuidar do seu melhor amigo, e usando seus olhos verdes chorões o professor não teve como não deixar.

E agora os caras do Time se dividiam entre tomar banho e ir ver se Mateus estava bem, e ele fingia estar melhor.

O sinal tocaria daqui a pouco devia ser umas 11:35 mas eles faziam projeto, então ficavam na escola de 07:00 da manhã às 17:30 da tarde.

E quando todos saíram do vestiário, Mateus resolveu tomar um banho e fez um rapidinha debaixo do chuveiro com Rafael,Saíram do vestiário e subiram a sua sala.

•••

Pela tarde, enfim veio o tão esperado intervalo mais conhecido como recreio, saíam da Sala lado a lado, mas então uma garota da sala ao lado veio de encontro ao Rafael passando a Mão pelo pescoço do mesmo, enquanto comprimentava Mateus, e o mesmo não gostou do jeito da garota sobre Rafael.

Então Rafael e a menina passaram a caminhar pro terceiro andar, deixando Mateus sozinho se comendo de raiva, ele sabia bem oque eles iriam fazer.

Ele desceu pro primeiro andar onde passo o recreio com o pessoal de time de futebol.

•••

Rafael só voltou quando era pra entrar em sala e ele pode ver as marcas de batom no pescoço do garoto, e se sentiu ainda mais raivoso.

"Ora quem aquela vadiazinha pensa que pode marcar o meu Rafael" 

" Mas essa digraça só pode ter deixado"

Deixa você Rafael oque é seu tá guardado








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...