História Amizade Colorida - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Amizade Colorida, Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Visualizações 171
Palavras 1.460
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: FemmeSlash, Orange, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Enquanto Camila banca a atriz com o @, eu posto esse capítulo. Lembrem-se: prestem atenção nos detalhes e no sincronismo.

Capítulo 6 - 6. Novos romances


“C-Camz! Continua!”

Lauren está sentada no meio das pernas de Camila, seu tronco colado ao peito dela. Os dedos da latina estavam dentro de si, acertando todos os pontos certos, enquanto Lauren fincava suas unhas na coxa de Camila, tentando não gritar de tanto prazer. Mas estava difícil porque Camila sabia exatamente como tocá-la. Três dedos estavam atingindo o ponto G de Lauren enquanto a palma da mão da latina esbarrava no clitóris dela a cada movimento. Para deixar as coisas ainda mais intensas, Camila apertava o seio de Lauren em sua outra mão enquanto distribuía beijos pelo pescoço da morena.

“Gosta disso, linda?”

“Amo,” Lauren puxa Camila para um beijo meio torto, mais língua do que lábios, por causa da posição em que estavam. Lauren até tentou, mas não conseguiu segurar seu orgasmo.

“Porra!”

Quando Lauren goza, ela sente que o contato entre elas é reconfortante nesse aspecto. Camila beija a testa de Lauren e cuidadosamente retira seus dedos dentro dela. Com delicadeza, ela acaricia a barriga de Lauren, tentando ajudá-la a controlar sua respiração de novo. Os carinhos e os toques gentis de Camila, fazem Lauren se sentir segura e confortável nos braços dela. Ela não queria sair daquele abraço tão cedo.

"Podemos ficar assim um pouco?" Lauren perguntou, um pouco envergonhada

"Claro, Lo!"

"Eu sei que isso ultrapassa um pouco as linhas do nosso acordo, mas-"

"Lauren, eu nunca te negaria isso," Camila plantou outro beijo na têmpora da defensora e sentiu ela relaxando contra seu corpo. Então, Camila deitou-as de lado, abraçando Lauren por trás.

“Você é muito boa nisso,” Lauren elogiou.

“Eu tento,” Camila sorriu sem jeito e escondeu seu rosto no vão do pescoço de Lauren.


 

Lauren acordou nos braços de Camila, aquecida e protegida. E isso a assustava.

Ela estava carente. Era só carência. Lauren tentava se convencer enquanto pensava em Camila e no relacionamento estranho que elas tinham. Lógico, tudo começou com uma amizade colorida. Mas as linhas estavam se misturando e isso era perigoso para a sanidade de Lauren.

Camila seria tão perfeita para ela. Elas tinham uma compatibilidade sexual incrível e Camila sempre prezava pelo seu conforto e prazer acima de tudo (sim, Lauren gostava de ser tratada como uma princesa na cama, mas ela nega até a morte essa informação). Além disso, Camila era sua amiga, o que significava que elas tinham muito respeito uma pela outra.

Mas Camila era sua amiga e Lauren não queria perdê-la.

Então, Lauren fez algo que nunca tinha feito: desvencilhou-se dos braços de Camila e foi embora sem dizer uma palavra. Sem nenhum bilhete ou SMS de aviso. Saiu na surdina, porque não queria lidar com os sentimentos que estavam crescendo dentro dela. Isso não poderia acontecer.

Lauren não podia se apaixonar por sua melhor amiga.
 

 

Uma semana depois, ignorando as ligações de Camila, Lauren estava almoçando quando um rosto conhecido apareceu.

"Lauren? Que bom te ver por aqui!" Era Brad, o amigo bonitinho de Normani, "Posso almoçar com você?"

"Sim, claro!"

Os dois almoçam juntos e conversam sobre casos e direito. A conversa entre eles parece não ter fim e Lauren fica impressionada. É a primeira vez em muito tempo que ela tem esse tipo de conexão com uma pessoa. Talvez Brad não seja tão ruim, afinal. No final, Brad paga a conta, apesar de muitos protestos da morena. Ele a acompanha até o trabalho e dá um beijo na bochecha dela.

"Lauren, o que você acha de jantar comigo?"

Lauren fica balançada pelo convite. Não se sentia particularmente atraída por Brad, mas lembrou-se das palavras de Normani. Não precisava ser nada sério e sair com Brad poderia ser bom para esquecer Camila. Ele não era feio e tinha um papo interessante. Por que não?

"Pode ser," Lauren aceitou, "Você me pega sexta às19h?"

"Pego sim!" Brad parecia mais feliz do que um homem que ganhou a loteria, "Preciso ir agora, Lauren. Bom trabalho!"

"Bom trabalho," Ela respondeu, sem muita empolgação.


 

Por causa da situação, Lauren se viu obrigada a visitar Camila para explicar o que estava acontecendo. Não era justo Lauren sumir naquele momento, ainda mais quando elas haviam combinado total transparência neste quesito.

"Lo?" Camila parecia muito feliz quando viu Lauren em sua porta. Lauren não teve nem tempo para respondeu porque Camila a pressionou contra a porta e atacou seus lábios.  Por instinto, Lauren correspondeu inicialmente, puxando Camila contra si. Entretanto, quando a língua de Camila invadiu a sua boca e as mãos dela começaram a dançar por debaixo de sua camisa, Lauren finalmente se viu forçada a parar a latina.

"Camz, não."

Camila parou instantaneamente, abraçando a morena.

"Ei, tá tudo bem?"

"Sim, é só que..." Lauren se soltou de Camila para ser capaz de falar, "Eu queria te contar uma coisa."

"Pode falar."

"Eu vou sair com um cara na sexta," Lauren revelou, "O nome dele é Brad. Ele é colega de trabalho da Normani."

"Hum... entendi," Camila se afastou um pouco mais e tentou não mostrar nenhuma expressão.

"Eu estou te falando porque é o que tínhamos combinado quando... você sabe."

"Eu sei," Camila deu de ombros, "Bem... obrigada por me avisar."

"Sim," Lauren assentiu e evitou olhar para Camila. O silêncio entre elas era constrangedor.

"Bem, eu preciso ir agora," Lauren foi até a porta, "Até mais, Camila."

"Até," Camila respondeu, meio desolada.


 

Naquela noite, Camila apareceu de repente no restaurante de Dinah com lágrimas nos olhos.

“Chancho!” Dinah estava feliz por ver sua melhor amiga, mas logo seu sorriso sumiu ao ver a tristeza de Camila, “O que aconteceu??”

“Você estava certa, Chee,” Camila abraçou Dinah, procurando conforto.

“É sobre a Lauren?”

“Ela só me vê como a amiga colorida dela e eu estava me deixando levar,” Camila enterrou seu rosto no ombro de Dinah e fungou.

“Por quê?”

“Ela vai sair com um tal de Brad.”

“Amigo da Mani? Merda!” Dinah xingou baixinho. Ela não tinha contado para sua namorada sobre a situação de Camila e Lauren. Afinal, o que havia entre elas era de cunho extremamente pessoal.

“Você conhece ele?”

“Só de ouvir falar. Ele trabalha com a Mani.”

“Merda!”

“Chancho, não fica assim!” Dinah apertou Camila contra si, “Vocês não tinham exclusividade, nem nada.”

“Eu não sei o que eu faço, Chee.”

“Continue normalmente.”

Camila revirou os olhos e Dinah riu.

“É sério! Você é uma pessoa maravilhosa, Walz! Se Lauren não souber reconhecer isso, outra mulher irá!”

“Você tem razão,” Camila assentiu.

“Só não vai sair por aí pegando todas na balada!” Dinah alertou e Camila riu, “Sério, Chancho!”

“Quem sabe não funcione? A Lauren ficou muito brava da última vez que eu fiquei com uma mulher na balada.”

“Ela ficou brava porque você quis transar com ela depois de ter ficado com aquela loira,” Dinah relembrou da história que havia arrancado de Camila, “Ninguém gosta de ser a segunda opção. E nem pense em inventar uma dessas! Não use alguém só pra causar ciúmes na Lauren!”

Camila bufou, sabendo que sua amiga tinha razão, “Você tá certa, Chee!”

“Eu sempre tenho!” Dinah respondeu, fazendo pose de estrela e jogando seu cabelo para o lado, “Agora, senta aqui que vou fazer uma sobremesa bem gordurosa pra você!”

Camila agradeceu. E devorou três bananas split.


 

Alguns dias depois, Camila estava conseguindo afastar Lauren da sua cabeça. Ela estava evitando a morena e Dinah estava ajudando-a a evitar encontros com o resto do pessoal também. No momento, Camila estava estudando enquanto comia uma rosquinha em seu intervalo quando ouviu alguém se aproximando da sua mesa na lanchonete.

"Esposinha!" A voz animada de Ariana se fez presente e Camila ficou tão surpresa que ela largou seu lanche na mesa e abraçou sua ex-namorada. Camila havia namorado Ariana Grande por três anos enquanto estudavam medicina na UCLA. Eram amigas antes de namorar e continuaram amigas depois do término (e tiveram algumas recaídas). Ariana foi a primeira namorada séria de Camila e a latina sempre a guardaria num lugar especial por causa disso.  Elas não eram loucamente apaixonadas uma pela outra, mas sempre se tratavam com o devido respeito, "Nossa, isso tudo é saudade?!"

"Não brinca, esposinha," Camila murmurou contra o cabelo dela, "É lógico que é saudade."

"Se eu soubesse, teria vindo antes!" Ariana a soltou e as duas se sentaram.

"O que está fazendo aqui?"

"Bem, vou participar de um congresso na Universidade de Miami e depois vou aproveitar para pegar um sol," Ariana fez uma pose e Camila riu, "Vou ficar aqui por um mês."

"Nem pense em ficar num hotel. Tem espaço suficiente no meu apartamento pra você!" Camila convidou.

"Não sei, esposinha," Ariana fez um pouco de charme, "Não quero atrapalhar."

"Você nunca atrapalha, Ari."

"Então, eu aceito o convite para conhecer sua humilde residência," Ariana piscou e Camila riu.



 


Notas Finais


Ariana e Brad no pedaço. A história está esquentando, hehehe. Comentem abaixo o que vocês acharam e façam uma autora feliz :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...