História Amizade Colorida-Evansson - Capítulo 42


Escrita por: ~

Visualizações 61
Palavras 3.134
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo novo eeeeeee
Esse capítulo está escrito em forma de uma contagem regressiva, preparem os coraçãozinhos ❤❤❤ e torcida para que nenhuma tragédia aconteça quando essa contagem chegar no 1
Leiam as notas finais, porfavor

Capítulo 42 - Momentos Decisivos -part 1


10............................

Pov' Narrador
_É sobre a Scarlett! -aquelas palavras soaram para Chris como um fio de esperança, mais acompanhado de uma enorme desconfiança. Jenny e Romain foram amantes e Evans sabia o quanto, aquela mulher odiava Scarlett.
_Você tem alguma coisa haver com o sequestro dela? -Chris questionou firme e nervoso.
_Nos podemos entrar, e conversar a sós? -Jenny pediu. -Por favor Chris.
_Tudo bem, vamos conversar -Chris respondeu e saiu do caminho para que ela entrasse.
_O que faz aqui, Jenny? -Cobie perguntou ao vê-la. -Eu sei do seus podres, você foi cúmplice, não foi? Sumiu com a Scarlett e agora voltou.
_Pode ser que vocês duvidem, mais eu não desejo o mal da Scarlett, nem da pequena Rose. -Ela falou com um olhar triste -E estou arrependida por todo e qualquer mal que fiz a ela um dia.
_Não consigo acreditar em nada que saía dessa sua boca -Cobie respondeu.
_Hunter, Cobie, acredito que nosso assunto esteja encerrado. Porfavor vão embora -Evans pediu.
_Estamos indo -Hunter respondeu. Cobie pegou a bolsa e andou em direção a Jenny.
_Se eu descobrir que você está envolvida nesse sequestro. Eu acabo com a sua raça -Cobie sussurrou no ouvido de Jenny. E os dois saíram.
_Thomas está? -Jenny perguntou.
_Não, a minha mãe o levou para brincar na praça. -Chris respondeu.
_Ele virou um menininho lindo -Jenny falou pegando o porta retrato. Com uma foto do menino sorrindo.
_Chega de enrolação Jenny. O que sabe sobre a Scarlett?
_Ele merecia uma mãe melhor -Ela começou a chorar descontroladamente. -Me perdoa, Chris. Me perdoa, eu sou um monstros. Coloquei um alvo na cabeça do meu filho.
_Como assim? -Chris perguntou confuso.
Ela se acalmou. Respirou fundo. E contou toda história.
_Quando eu soube que você tinha pedido ela em casamento, eu pirei. Viajei para Paris para encontra-lo. Eu tinha certeza que ele me ajudaria a separar vocês. A princípio não o encontrei em lugar nenhum. Fiquei desconfiada afinal pessoas não somem assim. Depois de muita investigação eu encontrei um comparsa do Romain, ele me disse que desconfiava que Scarlett e Hunter haviam feito algo com ele. Disse que tinha contatos e que se eu pagasse bem poderia tentar descobrir a localização dele. Eu paguei, e ele descobriu, eu fui até a tal clínica psiquiátrica. Planejei e ajudei Romain a fugir. Eu juro que não sabia que ele pretendia sequestrar Scarlett e Rose. Mais foi o que ele fez. Eu o confrontei sobre os seus planos e ele me contou tudo, que pretendia. Eu tentei ajudar a Scarlett a fugir, mais fui pega e ele fez isso -ela apontou pro seu pescoço cheio de hematomas. -Ele ameaçou matar o Thomas, me deixando sem opções.
_Como, sem opções?
_Ele pediu para que eu te entregasse isso -ela tirou um celular da bolsa. E Chris continuou sem entender nada. -Ele vai entrar em contato com você. Romain vai te atrair para uma armadilha, pra te matar.
_Não vou cair em armadilha nenhuma daquele crápula!
_Vai. Vai sim. Porque você a ama. Ele vai te oferecer uma troca, a sua vida pela dela. -Jenny explicou. E cá entre nós sabemos qual será a sua escolha.

......................9.........................

_O que vai fazer comigo? Pra onde vai me levar? -Scarlett questionou Romain. Enquanto alguns de seus comparsas tiravam tudo da cabana.
_Um lugar melhor. Vamos levanta logo daí -ele a segurou pelo braço. E a fez andar rumo a porta.
_O cerco está se fechando não é? A policia ja deve saber sobre esse lugar. -Scarlett o provocou -Esta pronto pra ir pra cadeia?
_Cale-se -ele respondeu. Eles saíram, haviam duas caminhonetes pretas do lado de fora, na única trilha no meio do mato.
_Não manda em mim. Deve se acostumar com a comida horrível e um macacão laranja. E com o fato de que ninguém vai te visitar -ela disse rindo.
_Eu não vou pra cadeia. Não antes de mandar o seu amorzinho pra cova. A sua filha pra longe. E deixar você sozinha, vadia. Se a minha vida se tornar um inferno, a sua vai virar algo bem pior.
_Aí está você, o seu eu verdadeiro não aquele que diz que suas ações são por amor. Cansou de usar a máscara?Deixou sair o monstro -Ele a empurrou contra a porta da caminhonete e a segurou forte.
_Se o que está vendo aqui, é um monstro. Saiba que você o criou, você o alimentou, e o fez crescer. Agora aguente as consequências. -Ele respondeu e a cabana começou a pegar fogo. Os comparsas saíram de lá. Romain colocou uma fita na boca de Scarlett e um saco na sua cabeça e a jogou no banco de trás.

.........................8........................

_Não é possível ninguém desaparece assim. Cada rodovia, ponte, aeroporto, estação de trem de Nova York, está sendo vigiada pela polícia. A foto do sequetrador está em todos os veículos da mídia, como podemos não ter nada? -A Tenente Olivia questionou.
_Talvez ele tenha saído da cidade. Antes de começarmos a investigação! Ou talvez esteja aqui no meio do alvoroço, sem sair do esconderijo afinal não podemos bater de porta em porta atrás dele. -Rollins respondeu.
_Se ele está escondido uma hora vai ter que sair. Carise vá até o departamento de trânsito e peça pra ver as filmagens dos ultimos dias se ele esteve aqui vai ter que aparecer em alguma. Amanda, Finn fiquem atentos ao disk denúncia e investigue cada possível pista que aparecer. Eu vou voltar a tentar contatar algum parente ou conhecido do nosso suspeito. -ela mandou e foi andando em direção a sua sala. Quando encontrou Elizabeth no caminho.
_Tenente, preciso falar com você -Lizzy parecia nervosa -Acho que me lembrei de algo, importante.
_Vamos até minha sala. -Olivia pediu. E elas foram juntas. -Do que se lembrou?
_Eu estava apavorada por mim, e pelo bebê. Romain apontava a arma para minha cabeça. Ele pediu pra que Scarlett fosse até o quarto pegar Rose.
_Sim, você contou isso no seu depoimento oficial.
_Quando ela foi até o quarto, ele recebeu uma ligação. Eu estava morrendo de medo, e chorando muito. Ele gritou e mandou eu me calar. Ele atendeu essa ligação, falou em francês. 256974 Norte. Na hora eu não assimilei aquela informação, e talvez por isso tenha apagado da minha mente. Mais agora pouco, me lembrei então pesquisei no Google Maps descobri que é uma localização. A floresta de Williams-Cosworth é uma área enorme, e protegida. As pessoas usam para acampar, tem muitas cabanas por lá. Talvez ela esteja sendo mantida lá. Eu devia ter me lembrado disso antes.
_Não querida. É normal que as vítimas apaguem da suas memórias alguns detalhes. O importante é que você se lembrou, e agora vamos investigar.
_Tenente achei uma coisa nas câmeras de segurança. E de três noites atras. -Carisi entregou uma foto imprimida. Era Romain, ele foi capturado por uma câmera de segurança. -Ele estava indo, rumo...
_A floresta de Williams-Cosworth. -A tenente completou. Pegou o telefone e discou um número -Aqui é da UVE precisamos de reforços, da polícia estadual e da guarda florestal. Temos motivos para acreditar que o cativeiro da atriz Scarlett Johansson e na floresta Williams-Cosworth

.......................7.......................

_Ei, olá. Tem alguém ai? -Scarlett perguntava. Depois que eles chegaram nesse suposto lugar. A deixaram amarrada e vendada em uma cadeira -Onde estou?
_Em casa -ela ouviu a voz de Romain que tirou a venda de seus olhos.
_Você disse que ia me levar para minha filha. Onde ela está? -Scarlett questionou.
_Ela está aqui nessa casa. No andar debaixo. -Ele respondeu e se aproximou dela. -Mais antes de vê-la, você fará algo por mim.
_O que você quer?
_Você verá -ele respondeu e pegou o celular. Colocou na câmera no modo gravação e sacou a arma.

*modo gravação*
_Bom se você está vendo esse vídeo é porque Jenny foi uma boa garota e lhe entregou o meu presente, Senhor Evans. Agora preciso dar lhe o meu recado. -Ele colocou a arma na cabeça de Scarlett, gravando tudo. -Está vendo? Ela está nas minhas mãos, e eu vou machuca-la muito. A não ser que faça algo por mim. Se você a ama de verdade nos encontre amanhã as 10hrs no píer abandonado em Staten Island . Tem um navio bem antigo lá, chamado death.
_Não vá Chris é uma armadilha, não vá -Scarlett gritou chorando e Romain deu um tapa forte em sua cara.
_Se você não for. Ela morre!
Romain parou de gravar e saiu novamente do quarto.

.......................6..........................

A policia e a guarda vasculhou cada milha da enorme floresta do estado de Nova York. E tudo que encontram foi uma cabana recém incendiada, e voltaram a estaca zero. Nenhuma notícia do sequestrador, de Scarlett ou de Rose. Chris recebeu a notícia de que não haviam achado nada em Williams-Cosworth. E ainda não havia recebido nada do telefone que Jenny o entregou. Ja era noite quando Lizzy foi visita-lo.
_Sinto muito, Chris. Talvez se eu tivesse me lembrado antes, a polícia poderia ter encontrado ela. -Lizzy falou um pouco triste.
_Não fique assim, Lizzy. -Chris a abraçou -A polícia não encontrou nada que mostrasse que a Scarlett estava lá.
_Eu sei, é por isso que eu sinto mais. -ela respondeu.
_Elizabeth Olsen olha pra mim. Onde está a sua fé. Nos vamos encontra-la, vamos trazer Scarlett e Rose de volta.
_Tem razão, temos que acreditar. -ela respondeu -Posso usar o banheiro?
_Claro, a casa é sua -Chris respondeu.
Lizzy foi até o banheiro e quando saiu, viu Jenny com Thomas no colo. Não disse nada, apenas desceu as escadas e voltou a falar com Chris.
_Não sabia que a Jenny havia voltado.
_Ela chegou hoje. Está passando por um momento difícil.
_Mais difícil do que, o que você está passando?
_É complicado Lizzy.
_Quanto complicado? -Lizzy perguntou desconfiada -Chris ela ja aprontou muito, não sei se deveria confiar nela. Além do mais ela sumiu por meses, não acha estranho ela aparecer assim justamente agora que a Scarlett sumiu. Ela ao menos te disse onde esteve?
_Ela estava morando em Seattle, me disse que conheceu alguém e se apaixonou loucamente. Se meteu em um relacionamento abusivo e voltou para Nova York para fugir disso. Ela esta muito machucada mentalmente e fisicamente. Vou ajuda-la e acolhela porque ela é a mãe do meu filho. -Chris inventou toda essa história pois era o jeito que ele encontrou para explicar para todos os hematomas de Jenny e sua presença sem compromete-lá.
_Entendi, mais abre os olhos okay.
_Okay.

......................5.......................

_Vamos limpe esse rosto e sorria. Não quero que assuste a minha filha -Romain falou enquanto a desmarrava.
_Vai me deixar vê-lá?
_Eu falei que ia. E então eu vou -Romain respondeu. -Pode sair, ela está lá embaixo brincando.
Scarlett levantou e andou até a porta.
_Scarlett -Romain a chamou. -Nem pense em fugir pelas janelas. Meus homens estão vigiando a casa toda.
Ela o ingnorou e saiu desceu as escadas e viu a sua princesinha brincando em cima do tapete da sala. Chorou de alívio assim que viu que sua filha estava bem.
_Rose -ela chamou e a garotinha correu em direção mãe sorrindo.
_Mamãe, que saudade -ela pulou no seu colo e a abraçou -Você está triste mamãe?
_Não meu amor, eu estou muito feliz. Só que estava morrendo de saudade de você minha filha. -Scarlett respondeu secando suas lágrimas.
_Tá dodói? -a pequena encostou no rosto da mãe onde estava roxo por conta das agressões que sofreu de Romain.
_A mamãe bateu na porta do carro. Estava muito distraída. Mais vai ficar tudo bem, daqui a pouco sara. Agora vamos brincar. -ela falou colocando a menina no chão. E se sentando com ela. -O que você é o papai fizeram nos últimos dias meu amor?
_Ele me contou toda a história disse que eu ja sou grandinha pra entender as coisas.
_Que coisas meu amor? O que o papai disse pra você?
_Disse que a gente ta escondido porque tem alguns homens maus que querem machucar você e o papai. Que eu vou ter que passar um tempo com uns amigos. Nos tiramos fotos para a nova identidade, ele me fez usar peruca, eu não gostei porque fazia meu cabelo coçar muito -ela respondeu enquanto coloria um desenho. -Ele disse que eu vou ter que fazer uma cena, assim como você faz nos filmes.
_E como será essa cena?
_Eu vou ter que dizer, se me perguntarem que sou filha desses amigos. -ela respondeu meiga e ingênua. Mais Scarlett entendeu tudo o que Romain pretendia.
_Esculta meu amor. Vou te pedir para que faça uma cena, assim como as que a mamãe faz nos filmes. Quando você chegar em um lugar que tenha muita gente, ou algum policial, segurança você vai gritar bem alto. Vai pedir socorro e em hipótese nenhuma deixe que esses amigos do papai te levem de avião ou ônibus pra algum lugar.
_Por que mamãe?
_So faça o que eu estou te pedindo e não fale nada para o seu pai sobre isso. Vai ser como uma grande e importante cena. E quando tiver uma oportunidade eu prometo que te levo para as minhas gravações.
_Eba. -ela comemorou e deu um abraço e beijo na mãe -Prometo fazer tudo direitinho.


.......................4.......................

Chris quase não durmiu a noite inteira. Esperando aquele telefone tocar, e tentando digerir tudo o que havia descoberto sobre Scarlett, as revelações feitas por Jenny. Sobre o plano de Romain. Ele pegou no sono ja eram 4 da manhã, mais foi acordado as 8:30 com o telefone apitando. Era uma mensagem, não estava escrito nada mais continha um vídeo. Chris ficou completamente atordoado depois que viu aquilo. A arma apontada para a cabeça da mulher que ela ama, a agressividade de Romain.
_Você não pode ir, sabe que é uma armadilha. -Jenny falou depois que Evans mostrou a ele o que havia recebido.
_Eu sei, mais eu não tenho escolha. Não vou deixar que ele a machuque mais. Se for preciso me sacrificarei por ela sem nem pensar duas vezes. -ele respondeu.
_Thomas precisa de você, pense na sua mãe, nas suas irmãs, no seu filho. Pense na sua familia.
_Eu ja pensei em tudo e não vou poder viver sabendo que eu podia ter salvado a minha amada. Adeus Jenny, e um longo caminho até o píer.
Chris beijou a sua mãe que preparava o café da manhã e abraçou Thomas que lhe deu sorrisso lindo. E saiu.

*batidas na porta
_Entre -Jenny respondeu.
_Não queria incomodar tão cedo. Mais vim ver Chris e como ele saiu e Lisa disse que você estava aqui trocando Thomas. Passei pra lhe falar. -Lizzy explicou.
_Me falar? -Jenny perguntou, Lizzy notou que ela estava abatida.
_Eu sei que ja tivemos nossas desavenças. Mais Chris me contou o que te aconteceu, e eu realmente sinto muito.

_O que me aconteceu?
_Sim, sobre o seu namorado agressivo. O cara que fez isso no seu pescoço.
_Claro, isso.
_Posso te dar um conselho? -Lizzy nem esperou que ela respondesse e falou -Você devia denuncia-lo.
_Não posso. -Jenny respondeu e terminou de vestir o menino.
_Por que?
_Você não entenderia. Isso vai expor meu filho.
_Eu tenho certeza, que ele vai entender que você não é culpada disso. E vai te ver como uma mulher corajosa que não foge de nada. Quando ele crescer, vai ficar orgulhoso por saber que fez a coisa certa. -Lizzy segurou na mão de Jenny.
_Você está certa, não posso me acovardar. -Jenny pegou Thomas no colo e deu um beijo em sua testa, ja com os olhos marejados. -Vou fazer a coisa certa meu amor, e você vai ter orgulho de mim.
Ela entregou o menino para Elizabeth
_Obrigada, pelas suas palavras e apoio -ela falou -Cuida dele.
_Claro, com muito prazer. Nunca vou desamparar o meu afilhado. -Lizzy respondeu.
E Jenny saiu.

...........3................2.............1 vocês estão prontos?

Dez horas, navio death. Chris, Scarlett e Romain frente a frente.
_Sabia que você viria. -Romain falou rindo.
_Solta ela, não era isso que queria. Então estou aqui, deixe-a em paz -Chris gritou.
_Sabe porque o dono desse navio escolheu esse nome? Quando James o dono da empresa que fazia viagem de cargas outros navios como esse. Perdeu vários funcionários e mercadoria em um naufrágio. Ele resolveu dar esse nome a toda a sua frota nova de navios cargueiros. Morte! Assim a morte estaria sempre com os navios e nunca se revoltaria com os seus funcionários -Romain contou a história. Segurando Scarlett pelo braço e apontando a arma hora para Chris e hora para Scarlett. -E sabem o que aconteceu depois? James faliu depois que outras duas embarcações naufragaram e pederam as mercadorias, também com todos aqueles processos que ele teve que responde.
_Solta ela, Dauric. -Chris falou.
_Não. -Ele respondeu -Sabe de tudo o que, essa mulher fez comigo? Ela me mandou para um manicômio, e eu aguentei, aguentei tudo so pensando nesse momento. E aqui estamos nós. Olha pra mim, Scarlett. Veja isso tudo, olha o que você causou.
_Eu sinto muito -Ela respondeu com os olhos cheios de lágrimas. -Mais o que está feito, está feito.
_Tem razão, e agora é hora do meu acerto final com vocês dois. -Ele apontou a arma para Chris
_Então faça -Scarlett se soltou do braço de Romain e entrou na frente pra ele. -Me mata. Se isso vai te fazer se sentir bem, me mata.
_Scarlett, não -Chris pediu e tentou se aproximar mais Romain apontou pra ele.
_Eu te amo, Chris e sempre vou te amar.
_Que linda, tão benevolente. Disposta a morrer -Romain ironizou.
_Você me disse no caminho pra cá que alguém tinha que morrer hoje. Que se você morresse eu nunca saberia pra onde levou minha filha. Que se eu amasse Chris realmente, iria sofrer com a culpa pelo resto da minha vida. Então esse é o resultado óbvio da equação, eu morro e tudo acaba. -Scarlett respondeu e segurou a mão de Romain a levando até sua cabeça. -Apenas puxe o gatilho.
_Não tão fácil, querida. Você merece sofrer, agonizar -Romain havia amarrado a perna de Scarlett numa corda, atada a uma âncora de ferro quando eles chegaram. E agora a empurrou. Scarlett foi puxada e caiu no mar.
_Scarlett -Chris gritou e correu até a borda para tentar segura-la mais ja era tarde.
_Você pula e esse navio explode -Romain mostrou o controle. -Eu enchi esse navio de explosivos, acha mesmo que pode nadar rápido o suficiente para salva-la? E como se salvaram dos destroços do navio? Como voltaram a superfície?
_Maldito -Chris gritou o encarando e voltou a olhar pra água -Scarlett aguente, porfavor.
Scarlett se debatia dentro d'água tentando se soltar da corda. Mais tudo foi em vão e depois de alguns segundos ela perdeu a consciência.





CONTINUA...

Notas Finais


E agora o que vai ser da Scarlett e do Chris????
O próximo capítulo também será dividido dessa forma, so que começarei do 1 e não vou nem falar que quando chegar no 10 e bem provável que vocês chorem um pouco. Vai ser triste, vai tenso, vai ser um capítulo daqueles*_* posso dizer que talvez Evansson talvez não chegue vivo no final do próximo capítulo
Quero desejar muito boa sorte pra quem vai fazer a segunda parte do Enem amanhã, to torcendo por vocês ❤❤❤❤

P.S não faço a mínima ideia de onde tirei o nome dessa floresta


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...