História Amnésia - KagaKuro - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Personagens Akashi Seijuro, Aomine Daiki, Himuro Tatsuya, Hyuga Junpei, Kagami Taiga, Kise Ryouta, Kiyoshi Teppei, Kuroko Tetsuya, Midorima Shintarou, Momoi Satsuki, Murasakibara Atsushi, Riko Aida, Takao Kazunari
Tags Gay, Kagakuro, Kagami, Kurokaga, Kuroko, Lemon, Lgbt, Yaoi, Yaoi Lemon
Visualizações 48
Palavras 1.368
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Drama (Tragédia), Esporte, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desde já agradeço pela sua atenção e peço, antecipadamente, desculpas por qualquer erro aqui cometido.


(Obs.: A imagem de abertura deste capítulo não é de minha autoria, portanto deixo os devidos créditos à pessoa que a fez e peço desculpas por usá-la aqui.)

Capítulo 8 - Aqueles dias que você esqueceu.


Fanfic / Fanfiction Amnésia - KagaKuro - Capítulo 8 - Aqueles dias que você esqueceu.

Após o filme acabar, Kagami observou o azulado encolhido em seus braços e sorriu, apertando o abraço e recebendo uma mordida no antebraço.

-Não aperte tão forte, Kagami-kun. -Kuroko resmungou após o ruivo soltar o diminuir a força.

-Não resisti com você tão fofo nos meus braços outra vez. -Falou sorrindo radiante e o menor desviou o olhar.

-Como nós éramos? Quando estávamos juntos antes... -O azulado indagou encarando as próprias mãos e Kagami afagou seus cabelos.

-Não muito diferente do normal. Mas às vezes você fazia cada coisa fofa...


             -Flashback On-


-Kagami-kun! Kagami-kun! -O azulado chamou puxando na barra de sua camisa.

-O que foi? -Taiga indagou ao se virar e deparou-se com Kuroko usando uma tiara com orelhinhas de gato. -Qu...

-Achei nos fundos do vestiário. Ficou bom? -Indagou envergonhado e o ruivo o beijou de repente.

-Meu coração não aguenta, Kuroko. -Kagami sussurrou o puxando para mais perto e o beijou outra vez.

Quando o ruivo ergueu o pequeno no colo e sentou no banco com ele sobre si, Hyuga abriu a porta com tudo e os garotos separaram o ósculo assustados.

-Vo-vocês... -Junpei rosnou com o olhar sombrio e suspirou. -Peguem suas coisas e tranquem o ginásio. -Disse indiferente e virou de costas. -Andem logo!

-Estamos indo. -Kuroko falou ao sair do colo do ruivo e Taiga teve que se controlar para não gritar de frustração. -Kagami-kun.

-Eh? Já estou indo! -Falou voltando a si e sorriu ao ver que o menor permanecia com as orelhinhas, resolvendo por deixar e ver até aonde o azulado ia sem perceber.


             -Flashback Off-


-E você me deixou andar com aquilo por aí?! -Kuroko resmungou envergonhado e o ruivo riu.

-Não por muito tempo, já que você estava atraindo atenção e... -Se interrompeu coçando a nuca.

-"E..."? -Kuroko indagou querendo saber o resto.

-E eu fiquei com ciúmes. -Balbuciou um pouco corado e Kuroko sentiu as bochechas queimarem.

-E o que aconteceu depois?

-Bem... Nós viemos para cá e eu te fiz usar a tiara de novo, então fomos para o quarto e-

-Já entendi! -Kuroko exclamou cobrindo o rosto e o ruivo riu mais.

-Teve uma vez que você me deu um susto enorme. Pensei que havia se machucado...


            -Flashback On-


-Não é o Kuroko lá no meio? -Tatsuya indagou olhando para um bolo de garotos altos onde o azulado estava quase desmaiando.

-Kuroko! -Kagami exclamou e correu na direção deles, vendo o menor cambalear e cair ajoelhado no chão. -O que aconteceu? O que vocês fizeram?! -Rosnou extremamente assustador e os garotos da volta se afastaram.

-Kagami-kun... Eu perdi... -Kuroko choramingou e deixou o corpo cair no chão frio, já sem forças.

-Kuroko, ei! -Chamou o pegando no colo e o azulado segurou na manga de sua camisa. -O que eles fizeram com você? Você está bem? -Indagou preocupado.

-Perdi... a partida. -Completou ofegante e se deixou desmaiar de cansaço nos braços do ruivo, que apenas teve vontade de atirar o azulado longe.

-E isso lá é algo para se ficar assim?! -Bravejou e começou a sacudir o pequeno. -Eu pensei que você estivesse machucado, droga!

-Ei, Taiga... Ele já está inconsciente, quer matá-lo? -Himuro indagou segurando no ombro do amigo.

-Quero! -Exclamou ainda irritado e encarou a expressão calma do menor enquanto estava inconsciente. -Droga... Vamos, Tatsuya. Vou levar ele para casa. -O ruivo falou se levantando com o azulado nos braços e encarou friamente os garotos que estavam na volta.


            -Flashback Off-


-...E acabou que você dormiu o resto daquele dia quando chegamos na sua casa. Fiquei uns dois dias irritado com aquilo. Você me assustou muito. -O ruivo suspirou ao lembrar daquele dia cansativo em que havia dormido na casa do menor só para saber se ele estaria melhor na manhã seguinte.

-Desculpe. Não lembro disso. -Kuroko falou sorrindo fraco e Kagami afagou seus cabelos.

-Já passou. Mas ainda foi melhor do que o dia em que tivemos nossa primeira briga séria...


             -Flashback On-


Kagami estava irritado. Totalmente possesso de raiva e ciúmes. Afinal, quem Aomine Daiki pensava que era para, deliberadamente, abraçar seu azulado daquela forma? Havia poucos dias que Kuroko falara ao ruivo sobre o relacionamento que teve com Aomine nos tempos da Teiko, e isso deixou Taiga com ainda mais ciúmes do que já nutria pelo moreno. E a raiva só aumentou quando viu Aomine pegar Tetsuya no colo em um abraço para nada de amigável. O ruivo simplesmente foi até os dois com passos firmes e apressados e pegou o menor dos braços de Aomine, deixando a ambos os de cabelos azuis surpresos.

-Não acha que já passou o tempo em que podia encostar nele? -Taiga rosnou apertando Tetsuya nos braços.

-O quê? O Tetsu é meu amigo e o abraço quando eu quiser. -Daiki devolveu sério e desafiador.

-Mas é meu namorado, então você não pode sair pegando ele assim, Aomine. -Rosnou outra vez e Daiki os encarou surpreso. -Sim, estamos juntos agora.

-Kagami-kun. -Kuroko chamou sem encarar o ruivo.

-O que foi? -Indagou e sentiu o azulado se afastar do abraço.

-Aquela loira... -Kuroko falou baixo e apertou as mãos. -Aquele beijo. -Disse apertando mais as mãos e encarando o chão, frustrado e triste.

-Você viu?! -O ruivo exclamou nervoso e o menor apenas deu dois passos para trás.

-Então é verdade... -O menor resmungou se afastando mais.

-Kuroko! -Chamou quando viu o azulado correr para longe deles.

-Nossa... Você é tão idiota. -Aomine se pronunciou e o ruivo cerrou os dentes em raiva. -Eu já sabia que estavam namorando, Bakagami. Fiquei surpreso por seus ciúmes idiotas... -Comentou com escárnio. -Você magoou o Tetsu, imbecil. -Disse se aproximando e segurando na gola da camisa do ruivo.

-Ei! Não é assim! Era só a Alex! -Taiga falou segurando no pulso do moreno e o afastando. -Ela sempre faz isso! Não temos nada!

-Eu não me importo. Só não quero ver o Tetsu mal daquele jeito. -Aomine ralhou o soltando e virando as costas. -Eu já fiz muita merda para ele e me redimi, então não quero que o Tetsu sofra mais.

Então, Aomine saiu sem dar importância ao ruivo e Kagami finalmente percebeu a enrascada em que estava; o azulado já era cauteloso e reservado, com marcas inseguras do passado com Aomine, e só piorava com a atual situação. Alex sempre fora do tipo invasiva e Kagami não se importava tanto, não mais do que reclamar sobre os beijos que ela dava sem permissão, mas isso era antes de namorar e o ruivo já deveria saber que era melhor ter avisado à loira sobre o namoro, e talvez as coisas não estivessem daquele jeito.

Assim, Kagami resolveu se apressar e procurar pelo baixinho, primeiro mandando mensagens e sendo totalmente ignorado. O ruivo guardou o celular no bolso, irritado consigo mesmo, e pôs-se a caminhar para a casa do menor. Assim que chegou, Taiga bateu na porta e foi recebido pela mãe de Tetsuya, que o deixou entrar com um sorriso enorme de "boas-vindas", falando para o ruivo subir, pois o azulado estava no quarto.

-Kuroko? -Taiga chamou ao abrir a porta e viu o menor com lágrimas nos olhos e abraçado ao travesseiro. -Kuroko, tenho que te expl-

-Não quero ouvir. Você me enganou. -Disse magoado e encarou o ruivo com olhos frios.

-Não fiz isso! Aquela loira que você viu era a Alex. Ela sempre faz esse tipo de coisa! -Exclamou se aproximando com o coração na mão ao ver o estado do baixinho. -Não temos nada!

-Sempre? Então, já beijou ela várias vezes? Quando começamos a namorar também? -Indagou com a voz embargada e ferida, que fez o ruivo sentir uma pontada horrível de culpa e raiva por si mesmo.

-Kuroko, eu nunca traí você. Eu sei que deveria ter dito para ela não fazer aquilo, mas esqueci dessa mania. Por favor, acredite em mim; eu não quero outra pessoa além de você. -Taiga falou se ajoelhando em frente à cama e encarando os olhos marejados do menor.

-Não consigo esquecer aquela visão... Dói, Kagami-kun. -Falou apertando o travesseiro e escondendo as lágrimas. -Por favor, vá embora, Kagami-kun.

-Kuroko...

-Vá embora. -Falou mais firme e o ruivo sentiu o coração comprimir.

-Eu nunca quis te machucar. Me desculpe, Kuroko. -Falou antes de se levantar e sair.







                                                       ...


Notas Finais


Novamente agradeço pela sua atenção e peço desculpas por qualquer erro aqui cometido.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...