1. Spirit Fanfics >
  2. Amnésia - Tsukishima Kei >
  3. 4. “Melhor amigo”

História Amnésia - Tsukishima Kei - Capítulo 4


Escrita por: bbyarmin

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 4 - 4. “Melhor amigo”


Fanfic / Fanfiction Amnésia - Tsukishima Kei - Capítulo 4 - 4. “Melhor amigo”



A sua mente se afundava em meio um sono profundo. Um sono no qual você não desejava acordar, após a noite turbulenta, dormir era a única forma de fugir dos seus problemas. Aos poucos, sua mente foi despertando por um tocar em sua testa, a imagem do seu melhor amigo Yamaguchi Tadashi se desenhou em seus olhos. 



— Bom dia! - Yama sorriu ao ver seus olhos se abrindo calmamente. 


— Bom dia?! Que horas são? - Enquanto você levantava e se sentava no sofá, sentia as costas doendo um pouco, por dormir de mal jeito. 


— São onze e meia do dia seguinte, você dormiu um dia inteiro, [Nome]. Fiquei preocupado com você. 


— As vezes eu esqueço que eu te dei uma chave extra do meu próprio apartamento. - Vocês riram juntos. 


— É bom assim, as vezes você nem consegue cuidar de si mesma. 


— Eiiii, Olha como você fala comigo! Esqueceu que tá na minha casa? 


— Calma! Calma! - Yama levantou as duas mãos se rendendo - Para me redimir com a dona da casa, trouxe comida para você! - Ele mexeu na mochila que trazia consigo pegando uma bacia de isopor. - Tá quentinho, peguei tudo que você mais gosta do buffet. 


— Ah Yama...Você realmente cuida mais de mim do que eu mesma. 


— Você merece. - ele respirou fundo - Ainda mais depois do que aconteceu com o Tsukki. 


— Como você se sente em relação à isso? Você e o Kei sempre foram tão próximos, deve estar doendo. 


— Não vou negar [Nome], eu tô muito mal de ver meu melhor amigo assim. Mas estou pior ainda por você, já que ele...não..e-ele... 


— Já que ele não lembra de mim. 


— É....an...O que você pretende fazer agora? Se você quiser eu te ajudo com alguma coisa. 


— Não, não se incomoda com isso. Você já ajudou demais vindo aqui. Eu só preciso de um guia, sabe? Tô perdida. 


— Por que você não vai lá no hospital hoje? Conversar com ele. Talvez ajude e faça ele lembrar de algo. 


— Vou tentar. De qualquer forma eu vou ter que seguir em frente, odeio ser assim desse jeito. Preciso tomar um rumo de uma vez. 


— Você está certa, mas também não se cobre tanto. 



Os segundos evoluíram para minutos, a conversa dos dois fluía tranquilamente. Yama conseguiu colocar sua cabeça no lugar novamente, você conseguia sentir-se minimamente viva de novo. Após comer sua marmita, você tomou um banho e colocou uma roupa confortável e boa para sair, encontrando Yama te esperando na sala de estar. 



— Vou te levar lá, o Teru me falou que o Tsukki tá sozinho agora e que seria bom você ir. 


— Beleza, vamos? 


— Com certeza! 


Desceram no elevador juntos, seguiram seus caminhos para o carro de Yama, sentando-se nos bancos e iniciando o caminho. 


— E a Yachi? Ela tá bem? - Você perguntou, colocando seu cinto de segurança. 


— Sim! Conheci a família dela fim de semana passado, ainda tô me recuperando. 


— Não acredito! haha, e como foi lá? 


— No geral foi bom, exceto uma das tias dela que não parava de fazer algumas perguntas....constrangedoras. Acho que eles me odiaram. 


— Sinto muito por isso, conhecer família é muito vergonhoso. Mas eu discordo de ti, tenho certeza que eles te amaram. Inconvenientes acontecem.


— Eu realmente desejo que você esteja certa. Semana que vem é a vez da Yachi! 


— A sua mãe vai amar ela! 


— Acho que ela vai roubar meu posto de favorito da família, mas tudo bem, eu deixo. - Os dois riram juntos, distraindo-se. 



Yachi e Yama começaram a namorar recentemente, estão iniciando com calma, do jeitinho deles. Você não consegue deixar de sorrir ao lembrar dos dois, realmente parecem que são partes perdidas da mesma alma. As chamadas almas gêmeas. Chegando próximos ao hospital, a conversa foi se encerrando, deixando apenas um silêncio confortável. Estacionando ao lado do passeio da rua, Yama virou-se para você antes de falar. 


— Boa sorte, [Nome]. 


— Obrigada, Yama. Não quer ir junto? 


— Querer, eu quero. Mas eu não posso, preciso ir na faculdade e justificar a sua ausência. 


— Eu esqueci completamente disso. — Você disse esfregando as têmporas. 


— Não se preocupa! Ainda tenho outras coisas pra fazer lá, mais tarde eu venho aqui ver ele. Já conversei com o Tsukki por ligação. 


— Entendi. - você respirou fundo levando a mão para abrir a porta do carro. - Obrigada por tudo hoje Yama, te amo amigo. 


— Também te amo, [Nome]. Força lá, você consegue. 


Você sorriu uma última vez antes de sair do carro e entrar no hospital. Seguindo para o quarto após conseguir a permissão da recepção. O tempo passou voando e as suas mãos já estavam no trinco gelado da porta, girando-o. Você entrou no quarto e seguiu para perto de Kei, que te olhava desde que entrou no quarto. Ele estava lendo alguma coisa antes, mas parou quando te viu. 


— Oi. 


— Oi, você tá bem? 


— Sim, meus braços já não estão doloridos e eles já arrumaram meus curativos. 


— Que bom! An...eu vim aqui conversar contigo, esclarecer algumas coisas e-


— Eu sei, Akiteru já me falou. Ele me contou que somos namorados, mas falou que você quem iria me contar a nossa história. - Você percebeu que Kei estranhou e hesitou em falar “nossa história”, esse pequeno ato te desestabilizou um pouco, mas você não deixou-se abalar. 


— Sim, isso mesmo. Quer que eu comece por onde? 


— Do começo. - Kei falou óbvio, se esse momento não fosse tão ruim, você provavelmente riria da sua própria tolice. 


— Bem, tudo começou quando... 






Continua! 


Notas Finais


Obrigada por ler até aqui, espero que tenha gostado. Me desculpe por qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...