1. Spirit Fanfics >
  2. Amnésia >
  3. Fotografias e lembranças

História Amnésia - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um! Espero que gostem meus queridos e queridas! Boa leitura!

Capítulo 4 - Fotografias e lembranças


Por algum motivo, Hinata não conseguia dormir bem desde que voltara para a casa de seu pai. Passava as noites acordando e as vezes chegava até a levantar e ficar algumas horas em claro antes de conseguir voltar a dormir. Sentia-se incomodada em relação a isso, mas também não sabia bem o que fazer para resolver.

Tomou um banho quente. Depois de alguns dias, estava muito melhor, mas ainda ficava ansiosa quando Naruto aparecia. Eles haviam combinado de que ele iria hoje e levaria algumas fotos e álbuns da família. A mulher sentia um frio na barriga ao mesmo tempo que se sentia animada e curiosa sobre o que sairia desse dia.

Não usou as roupas que Naruto trouxe. Chegou a olhá-las e não as achou feia, apesar de acha-las muito simples e informais. Além de várias peças serem customizadas e sujas de tinta, não eram exatamente seu estilo. Também tinha o fato de que, quando as experimentou, sentiu como se estivesse usando as roupas de outra pessoa e então decidiu sair e comprar novas junto em Hanabi. Então, agora, vestiu um vestido preto de gola alta e mangas longas, indo até um pouco a cima dos joelhos. Então colocou uma meia-calça preta e botas de cano alto também pretas. Saiu de seu quarto e se sentou na sala, esperando Naruto. Assim que ele chegou, ela abriu a porta e ele a olhou de cima a baixo, fazendo a corar.

- Tem algo de errado? – ela disse, dando espaço para que ele entrasse na casa.

- Não! Não, é só que... Você está diferente... Suas roupas... Estão diferentes. – ele disse enquanto entrava – Quero dizer, você está bonita. Diferente, mas bonita. Como sempre.

Ela corou ainda mais, fechando a porta e guiando-o até o sofá e se sentando.

- Desculpe... – ele disse, percebendo que ela ficara sem graça com o elogio. Sentou-se ao lado dela a uma distância segura, segurando uma sacola retornável cheia.

- Como está seu braço? – ela perguntou ainda um pouco acanhada.

- Melhor... – ele lhe mostrou o braço ainda enfaixado – Tenho que trocar várias vezes o curativo, por causa da queimadura, mas Sakura, uma de nossas amigas, é enfermeira e tem me ajudado bastante. Ela é a esposa de Sasuke, meu melhor amigo... Eles também têm me ajudado bastante com Himawari e Boruto, além de meus pais... Aí fica fácil cuidar do braço.

- Fico feliz de saber que você tem ajuda... Sinto muito por eu não conseguir contribuir muito...

- Imagina, Hinata, você precisa se recuperar você mesma primeiro, depois veremos o que fazer... Mas, agora nós combinamos de fazer algo hoje, certo? – ele sorriu.

- Você trouxe? – ela disse se referindo às fotos que ele prometera trazer e lhe mostrar, olhando animada para a sacola.

- Sim! Trouxe tudo que encontrei. – ele sorriu animado e brincalhão – Qual você quer ver primeiro? – Vasculhou sacola.

- Por que não seguimos a ordem cronológica? – ela sugeriu – Qual desses é o mais velho?

Naruto vasculhou a sacola e tirou um álbum de couro, preto, com bordas pintadas de dourado.

- Esse daqui. – ele abriu – É do nosso casamento. – ele sorriu e Hinata corou ligeiramente, mas ele olhava tão concentrado para a primeira foto que nem reparou – Estávamos tão felizes... – ele virou o álbum para ela, colocando-o em seu colo.

Ela respirou fundo e olhou. Estava com um vestido extremamente simples. Mais simples do que imaginou que usaria se algum dia se casasse. Eles estavam em um jardim ao ar livre, olhando um para o outro extremamente próximos, mas sem se beijar, de mãos dadas em frente aos seus corpos. Então ela virou a página e era uma foto que mostrava os convidados sentados de costas e exatamente o momento em que ela e Naruto se beijavam, com o padre atrás. Ela corou, virando a página rapidamente e vendo ela com as madrinhas. Reconhecia todas, mas não se lembrava de ser tão amiga delas: Sakura, Ino, Tenten e Temari. Depois viu Naruto e seus padrinhos: Sasuke, Sai, Neji e Shikamaru. Parou quando viu Neji... Ele estava tão feliz, arrumado com seu terno, extremamente elegante, enquanto abraçava Naruto com um dos braços e ria.

Virou a página e se viu abraçada com Naruto e provavelmente os pais do mesmo. Um homem extremamente parecido com o loiro, os mesmos olhos e cabelos, sorrindo sereno, ao lado de uma mulher ruiva tão animada quanto o noivo, com o mesmo sorriso.

- Esses são meus pais... – ele sorriu apontando para foto – Meu pai, Minato. E Kushina, minha mãe.

Ela sorriu em resposta e então virou novamente outra página. Estavam todos juntos, a família de Naruto, os padrinhos, as madrinhas e alguns outros amigos, colegas e familiares. Mas seu pai e sua irmã não apareciam em nenhuma foto até agora. Resolveu não perguntar sobre isso ainda, vendo que na próxima página a foto era de Neji a levando para o altar. Ela franziu o cenho. Antes que pudesse falar algo, Naruto comentou:

- Ele estava tão feliz nesse dia... Neji... Ficou tão feliz por nós. – Naruto sorriu, olhando para foto com carinho.

- Imagino... Mas... Por que ele está me levando para o altar ao invés do meu pai?

Naruto congelou, erguendo as sobrancelhas.

- E cadê o resto da minha família? – ela perguntou.

- Bem... Você convidou Neji para te levar... E seu pai não pode ir para o nosso casamento, sabe. O lugar também era meio longe, deixamos a lista de convidados mais sucinta possível...

- Mas e Hanabi? – ela ainda estava confusa.

- Talvez você deva perguntar isso à eles... – Naruto coçou a cabeça – Que tal ver outro álbum? O álbum de quando você estava grávida de Boruto e de quando ele nasceu.

- Ah... Claro. – ela não estava satisfeita com aquela resposta, mas concordou.

Ele remexeu a sacola, tirou outro álbum e o repousou no colo da mulher. Ela analisou rapidamente a capa colorida e alegre, abrindo-o. A primeira foto era uma foto dela com Naruto abraçados, segurando um teste positivo de gravidez. Ela sorriu quase que automaticamente. Era uma foto tão doce, que era impossível não sentir alegria ao olhá-la, mesmo não sentindo que aquela pessoa da foto era ela.

- Meus pais ficaram tão felizes quando fomos contar... – ele disse assim que ela virou a página, revelando uma foto de todos eles juntos, provavelmente alguns meses depois, pois a barriga dela já estava começando a ficar visível.

Depois, uma foto deles junto a todos os amigos que anteriormente estavam em seu casamento. Em outra página, uma foto de Naruto olhando para o ultrassom extremamente apaixonado.

- Você que tirou essa foto, quando fomos ver Boruto pela primeira vez... – ele apontou, sorrindo e levemente corado – Eu... Eu chorei tanto que você teve que brigar comigo para parar. – ele riu sem graça.

- Ah é? Por quê? – ela o olhou também corada, achando a situação toda engraçada.

- Bem... Nós já estávamos casados por um tempinho... E a gente já tinha conversado sobre constituir família, que era um grande desejo meu ser pai... Você também queria ser mãe, mas como sempre, você estava bem mais responsável e consciente sobre toda a situação do que eu... Eu fiquei tão feliz de ver Boruto pela primeira vez nesse dia, mas de repente me veio o pensamento de que eu não era bom o suficiente para ser pai... Aí um choro que era de emoção e felicidade se tornou um choro de desespero e você teve que me dar uma dura para que eu parasse de chorar.

Ela riu.

- E o que eu te disse? – perguntou curiosa.

- Bem... Primeiro você me deu um tapa na cara. Mas foi de leve. – ele riu e então corou novamente, refazendo as frases dela  – Então você disse: “Naruto, pare. Você vai ser um ótimo pai, eu sei disso, você sabe disso. Só o fato de você querer ser um bom pai e amar o quanto você já ama esse nosso carinha, já faz de você um bom pai. Você é um ótimo homem, eu sei disso. Foi por isso que eu me casei com você. E além do mais... Você sempre me terá do seu lado para consertar qualquer cagada que fizer”.

A mulher se emocionou e também se entristeceu. Era lindo a forma como ele se sentia em relação a ela e também como ela aparentemente já se sentiu em relação a ele. Seu coração se apertou de culpa por não saber onde aquele sentimento havia ido. Olhou para baixo, respirando fundo e triste. Naruto percebeu rapidamente, mas antes que ele pudesse falar algo, ela disse:

- Naruto... Me desculpe.

- Pelo que?

- Por não me lembrar disso. Por não saber o que fazer agora. Por sentir que não posso cumprir essa promessa que te fiz anos atrás... Por não conseguir ser a mãe que nossos filhos merecem...

- Hinata... – a voz de Naruto voltou àquele tom sério e sereno que deixava a mulher calma – Quem te deve desculpas sou eu. Eu devia pensar mais antes de te falar essas coisas. Nada disso é sua culpa... Dessa forma que eu coloco, falando sobre nosso passado, você deve se sentir mal sobre nossa atual realidade. Mas não é isso que eu quero. O que a gente tem aqui hoje é uma bênção... Podíamos ter perdido um ao outro... E não digo só eu e você, mas Himawari e Boruto também. – ele coçou a bochecha com o dedo indicador, sorrindo um sorriso que parecia transmitir seu calor – Acho que somos verdadeiramente sortudos. E que tudo vai se resolver da melhor forma possível... Seja ela qual for.

Hinata sorriu. Sentiu-se feliz por Naruto ser tão compreensivo. Não esperava tanto dele.

- Quem sabe você pode trazer Boruto e Himawari aqui na próxima visita? – ela sugeriu.

Naruto respirou fundo.

- Que tal você ir nos visitar? Acho melhor do que trazer os dois aqui... – ele respondeu e ela percebeu que algo o incomodava. Ele imediatamente tentou disfarçar – Eles são barulhentos e bagunceiros, acho melhor não darmos a oportunidade para eles destruírem a casa do seu pai... – brincou – Sem falar que não sei como vão reagir a essa situação... é bom que eles estejam em um lugar que para eles é seguro e usual. Além de você ter a chance de conhecer sua antiga casa de novo... O que acha? – ele sorriu – Se achar muito apressado, podemos deixar para depois.

- Acho ótimo... – ela concordou – Quem sabe eu consigo me lembrar de algo quando visitarmos a casa...

- Pode até ser... Mas não se pressione. As crianças já vão ficar animadas o suficiente de te ver. – ele continuava a sorrir – E também tem seu estúdio de artes, fica literalmente do lado da nossa casa... Mas não precisa ver tudo no mesmo dia. Aliás, vou te trazer a chave do seu estúdio para você poder visitar quando quiser e quando puder. Não precisa nem avisar, ele é seu mesmo. Sem falar que você nunca gostou muito que eu aparecesse por lá enquanto você terminava seus projetos... Bom, eu te trago a chave e a gente discute melhor isso outro dia. Acho que vou deixar essas fotos aqui para você ver com calma depois. E vou embora porque não posso abusar da gentileza dos meus pais para cuidar das crianças...

- Certo. – Hinata sorriu de volta.

- Até. – ele disse, passando a mão na cabeça de Hinata rapidamente, acariciando seus cabelos e então se levantou e se retirou.

Hinata teve certeza que nunca havia conhecido alguém tão sorridente quanto Naruto. Muito menos alguém tão compreensivo.


Notas Finais


Muito obrigada por ler!
Sintam-se a vontade para comentar o que acharam, eu adoro ler os comentários de vocês!
E se encontrarem algum erro, só me avisar que eu corro consertar.
Caso tenham gostado, confiram algumas outras fics minhas!
Beijos, até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...