História Among Royally~ Larry Stylinson ~Mpreg - Capítulo 36


Escrita por:

Postado
Categorias Ed Sheeran, One Direction
Personagens Ed Sheeran, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Gemma Styles, Larry Mpreg, Larry Stylinson, Mpreg, Ned Shoran, Prince, Reis, Royalty, Tronos, Ziam Mayne
Visualizações 102
Palavras 2.588
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Fantasia, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei, eu sei, mas os meus problemas psicológicos estão indo e vindo com tanta intensidade... Me desculpem, por favor.

Irei explicar melhor no final do capítulo.

【Atualização de dados da fanfic】

→Idades atuais;
• Louis - 15 anos 
• Harry - 18 anos
• Zayn - 16 anos
• Liam - 18 anos
• Niall - 16 anos
• Ed - 19 anos 
• Theo - 4 anos
• Lottie - 14 anos 
• Gêmeas - 5 anos 
→Gestações;
• Louis - 4 meses 
•Johhanah - 7 meses 
• Zayn  - Já ganhou, Talassa Nura Margaret Javadd Malik-Payne tem dois dias. 
→Mês da Fanfic
• Julho
→Estação da Fanfic
• Verão

*-*

Capítulo 36 - Games


Fanfic / Fanfiction Among Royally~ Larry Stylinson ~Mpreg - Capítulo 36 - Games

Louis encarava o castelo pouco iluminado. A carruagem balançava de um lado para o outro, soldados corriam se escondendo entre as árvores na margem da estrada. Kore estava sentado sob suas patas traseiras, atento a qualquer anormalidade. Seus pelos brancos e lisos voavam com a brisa fria da noite.

As outras carruagens seguiam o mesmo rumo que a primeira, o castelo nos arredores de Londres. 

-Foi realmente uma boa ideia viajar durante a noite? -Louis sussurrou para Harry. Não pretendia acordar sua mãe e sua sogra. Ambas demoraram para se entregarem ao sono, estavam todos cansados. Zayn não queria sair do lado de sua pequenina, e Liam não os deixaria também. Theo havia se mostrado mais manhoso durante os dois dias da fuga para um local seguro.

-Eu não tenho tanta certeza, porém... Essa foi, sem dúvidas, a melhor escolha. -Harry segurou os dedos do marido, passando seu dedo anelar pela aliança de ouro ali. -Vamos conseguir sair desse labirinto de guerras, Lou... Nós somos Rei Louis e Harry Tomlinson-Styles da Inglaterra. Nossas famílias são poderosas.

-E traiçoeiras. -O pequeno suspirou. -Estive pensando, e não... Não quero que haja segredos entre nós, por isso pretendo contar-lhe tudo o que eu andei... Andei escutando e vendo, mas prometa! Prometa que ainda me amará!

-Eu... Louis, eu sempre irei te amar. -Os olhos de Harry transmitiam a realidade, fazendo-o se sentir em casa. Em seu lar. 

-Eu andei conversando com pessoas... Pessoas importantes.

-Quem exatamente? 

-Killan anda me fazendo favores, ele entrega as cartas pessoalmente pela segurança... A rainha dos Estados Unidos... Alguns aliados... Pessoas realmente importantes, mas entenda Harry... Estamos em guerra e eu, eu agi, por isso estou convocando um conselho, sem a corte, apenas pessoas da minha confiança  e certeza.

-Meu pai não está entre essas pessoas... Certo?

-Certo. -Louis olhou para seus pés, suspirou se sentando corretamente. Odiava ser novo de mais, odiava a ideia de ser um monarca tão jovem, mas era o seu dever e já havia aceitado seu destino. -Mas eu... Eu não o farei, se não quiser. Você é meu marido. Porém, entenda, meu dever para com o meu povo vem a cima de tudo, e se ele estiver tramando algo, irei matá-lo sem dó, então por favor Harry, entenda...

-Eu entendo... Ainda assim, preciso pensar. -Soltou o ar encarando os lindos olhos azuis de seu esposo. -Prometo lhe responder o mais breve possível.

-Certo, meu alfa. -Os olhos de Louis brilharam, sua mão foi de encontro a de Harry pousada em seu rosto.

-Que belo ômega eu conquistei. -Sussurrou deixando selares pelo pescoço do grávido.

***

-Mande chamar três criadas, diga a elas para que venham bem dispostas, pretendo mantê-las por perto o dia inteiro. -Louis foi o primeiro a sair da carruagem, o céu ainda não se iluminou, o que significava que antes da verdadeira guerra, poderiam dormir. -Mande um bom homem aquecer a casa, diga aos criados para se acomodarem em alguns quartos do castelo, está ficando frio e a casa dos empregados não tem aquecedor à lenha.

-Certo, vossa grassa. -A criada sorriu verdadeiramente fazendo uma referência.

-Obrigado. -O rei se virou para os outros, soltando um suspiro aos vê-los ali. -Certo, todos estão aqui? -Encarou Lottie, sua mãe, sua sogra, Ed, Niall e Theo e por fim a família Malik-Payne. 

Zayn estava cansado, mas ainda assim carregava a pequena Talassa Nura Margaret Jawaad Malik-Payne, um nome digno de uma garotinha nascida com o título de princesa.

-Certo, vamos cada um para seus respectivos aposentos, durante a manhã quero todos para o café da manhã e então... Decidirei o que fazer.  -Por mais cansado que todos estivessem, assentiram. Uma criada guiou o pequeno grupo pelo castelo, mostrando onde dormiram.

-E aqui está a suíte real. -Sussurrou envergonhada. -É menor que a de Londres, porém... Limpamos e redecoramos... Esperamos que esteja do agrado de Vossas majestades.

-Está perfeito, obrigado. -Louis abriu um pequeno sorriso. -Pode ir se agasalhar para dormir. -A criada assentiu saindo pela porta de madeira. O rei girou a chave da fechadura, trancando o quarto onde dormiria com seu marido. -Sozinhos...

-Finalmente. -Harry pousa sua mão na coxa do ômega, puxando-o para o seu colo. Sua mão livre intuitivamente envolve o ventre arredondado do menor, acariciando levemente, sentindo o ronronar do seu marido. -Tão belo... Deus está nos presenteando depois de tantas coisas... Devemos fazer uma festa! Uma festa para comemorar.

-Uma festa? Harry, estamos fugindo e...

-E é perfeito! Todos que deveriam estar na festa estão aqui, você está aqui, nosso bebê... Louis... Vamos nós divertir! Zayn acabou de ganhar a Tessa, ele está abalado, e Liam não sabe mais o que fazer... Portanto, para você e para ele faremos uma grande festa... Cantoria, comida, oh sim! Várias coisas... O que me diz?

-Parece tentador... Uhm... Vamos esperar a chegada dos outros amanhã... A reunião, entao daremos início a festa, chamaremos apenas os barões, baronesas, lordes, Lady's, duques, duquesa e parte da corte cortesã, apenas os mais próximos, e mesmo assim, seguiremos para um próximo castelo amanhã.

-Certo, como o meu rei quiser. -Seus olhos verdes se iluminam, e antes que Louis pudesse pensar em gritar seu corpo girou, delicadamente apesar de tudo, pousando nos mantos jogados sobre a cama. -Você está tão lindo... O brilho em seus olhos, essa barriga tão perfeita... Amor... Meu amor... Gema para seu alfa, gema baixinho enquanto fazemos amor.

-H-hazz... -O sussurro do ômega arrepiou todo o corpo do alfa, fazendo-os se agarrarem ainda mais. 

Uma brisa fria passou entre a fresta da janela, arrepiando a pele de Louis.

-Oh meu ômega... -Os dedos de Harry trabalharam com rapidez, soltando todas as fitas e fios dos trajes do menor, livrando-o das roupas formais, deixando seu marido com apenas roupas íntimas, essas que foram desfeitas cuidadosamente. -Tão lindo... -Seus olhos passeavam pelo corpo do seu ômega, mas não se daria o luxo de deixar seu marido com frio. Passou as cobertas pelo corpo de ambos, vetando-os do frio.

-Alfa... M-meu alfa... -Louis sussurrou rouco. Seus dedos percorreram pelas vestes de couro e pano, seus dedos trabalhavam nos botões e cordões. O colar de ouro, em forma de cruz, foi tirado do pescoço do cacheado e jogado no chão. -M-me tome para si hoje... Me faça seu... Meu alfa. - Harry ouviu atentamente, livrando-se do restante de suas roupas.

Finalmente estavam livres de roupas, suas peles roçando de maneira lenta e gostosa. Os dedos do cacheado passaram pela cintura e coxas do menor, voltando pela mesma curva, até seus dedos passarem lentamente pela entrada lubrificada do ômega. 

-Oh, céus... Ômega... Você... Irá me enlouquecer! -Gemeu apertando a pele de sua bunda.

Harry não se moveu, apenas aproveitou a pele de seu membro roçando contra a do seu marido, em um ir e vir lento.

-M-me p-preencha! -Louis soltou um gritinho cravando suas unhas nas costas do maior. -H-hazz... -Murmurou manhoso. 

O príncipe forçou seu pênis para dentro da pequena entrada, sentindo seu corpo tremer e Louis se retrair.

-N-não se feche... I-irá doer mais... -Soltou o ar, deixando selares pela pele do pescoço de Louis. Mordeu e marcou ao redor da marca avermelhada na pele branca, sentiu suas costas arderem, e tinha a certeza que gotículas de sangue desciam pelas suas costas.

Louis respirou, soltando gemidos baixos, indo e vindo lentamente enquanto Harry começava a se mover. Não era totalmente prazeroso, mas ainda assim lhe trazia boas sensações. 

-O-oh... Louis... -Os cachos do príncipe se desfizeram, ficando irreconhecíveis, mas ainda assim, tão belos. Suas mãos firmes protegiam a pequenina barriga do ômega, a outra apoiava a coxa do menor rente ao seu corpo, puxando-o para frente e para trás.

Os movimentos não aumentaram, apenas se intensificaram, passando a ficarem mais intensos, lentos ainda, fazendo ambos fecharem seus olhos, puxarem, arranharem e gemerem. 

-O-oh... -O gemido de Louis foi o primeiro audível. Aquele gemido arrancou de Harry um rosnado arrastado e um puxar de cintura mais firme.

Seus lábios se encontraram, sôfregos por contato. 

Os dedos do ômega passearam pelo cabelo longo do seu alfa, puxando-o para trás, seus lábios se moveram mais intensamente, de acordo com os movimentos fortes e precisos do alfa. 

O gosto e ardor das boca juntas faziam Louis soltar murmúrios e pequenos ronronares.

-E-eu... O-oh Hazz... -O suspiro do ômega alertou o alfa de que estavam quase vindo, pois se seu esposo gozasse, ele viria logo em seguida.

E assim fizeram.

Harry acertou o ponto de Louis diversas vezes gemendo o mais baixo que conseguia, enquanto unhas e mordidas marcavam sua pele. 

Seu nó inchou dentro do menor, fazendo-o soltar um resmungo. 

-Está satisfeito, amor? -Harry questionou passando seus dedos pelo rosto do pequeno.

-Estou... Estou muito satisfeito. -Sussurrou fechando seus olhos, acomodando-se no corpo do maior, com o mesmo ainda em si.

***

Batidas na porta de madeira ecoaram pelo quarto despertando os dois reis ainda adormecidos. 

-Sim? -A voz rouca de Harry questionou enquanto puxava Louis mais para si, tapando o corpo do menor.

-Os convidados chegaram, Alteza. -Um homem de farda respondeu.

-Oh, convidados? -Louis se cobriu, para o guarda não o ver.

-Sim... Alguns barões, lordes e duques... Mas o senhor Daniel e... E sua convidada, o príncipe Killan e o Lord Nicholas estão atravessando os portões do palácio.

-Oh, estamos descendo! -Louis soltou um gritinho quando o guarda saiu. 

Seus pés se agilizaram ao correr pelo quarto recolhendo roupas, jogando-as para Harry. -Vista esse! Ele combina com o meu, e será um dia no jardim. -O rei murmurava. Os trajes de Harry se destacava entre as cobertas. Sua blusa branca, o colete de dentro marrom escuro, o terno por fora vermelho, quase laranja, as calças são pretas e apertadas, o cinto marrom combinando com as botas e colete.

-Céus, se acalme! -Harry riu colocando a água quente na banheira de cerâmica.

-Estou calmo. -Respondeu observando as criadas entrarem. Cada uma se dirigiu a um rei, começando a passar loções e esfoliantes em seus corpos. Não demoraram para lavá-los, passaram água nos cabelos dos homens, terminando seus trabalhos, outras duas criadas entraram, uma cuidou das vestes de Harry, encaixando as peças e a espada onde deveriam ficar, após terminar indo para os cachos do príncipe. 

Louis já estava aos cuidados de 3 criadas. Uma para seu cabelo, outra para o secar e uma para o vestir.

Suas vestimentas combinam com as de Harry. A blusa da parte de dentro branca, de seda. O blazer de calda, fechado por botões de ouro, com renda por todo o seu acabamento, nos finais das mangas babados de pano, cobrindo suas pequeninas mãos. Sua calça também de cor clara, grudada ao seu corpo, o cinto em sua cintura de cor marrom, como suas botas.

Seu cabelo bagunçado, foi cuidadosamente alinhado a coroa de rosas vermelhas, fazendo um contraste entre suas vestes e a de seu alfa. 

-Acabamos, majestades. -A garota se curvou.

-Obrigado. -Louis olhou para o canto do quarto, onde Kore dormia em seu ninho. -Vamos. -Comandou, recebendo um aceno com a enorme cabeça, o lobo seguiu para a porta esperando pelo casal.

-Quando o piquenique irá começar? -Harry ofereceu seu braço, esse que foi aceito por Louis.

-Vamos receber nossos hóspedes, Killan, Nick, Daniel, as gêmeas, Trisha, Maura e Karen... Também temos que receber seu pai. -Sussurra pensativo. -Eles devem estar chegando.

-Creio que sim... E Lou... -O cacheado beijou seus lábios. -Lamento por meu pai.

-Esta tudo bem, traições sempre irão acontecer na corte inglesa. -Sorri sincero.

-Cheganos tarde de mais? -Ed perguntou segurando Theo em seus braços enquanto Niall amarrava as botas do garotinho.

-Não, ainda falta os outros. -Harry tranquiliza o casal se sentando em um dos bancos do salão de entrada.

-Oh deus, eu disse que estávamos atrasados! -Zayn vinha resmungando pela escadaria. -Deus, perdoem-nos pelo atraso, Tessa não queria vestir o pequeno vestidinho de jeito nenhum.

-Está tudo bem, ainda falta nossas mães e as meninas... -Louis deu de ombros se aproximando da porta.

-Chegamos! Estamos todos aqui, vamos? -Jay se apressou ajudando Lottie com seu vestido. -Estamos todos prontos.

-Certo, primeiro Louis e Harry, Jay e Anne, logo em seguida Lottie e Gemma, e para finalizar Niall e Ed, Liam e Zayn. Prontos? -A governanta deu o sinal para as portas se abrirem.

-Vamos. -Harry e Louis ficaram lado a lado andando até a enorme entrada do palácio. Cortesãos dançavam com fitas, eles ocupavam as laterais da passagem longa até o palácio, pessoas da corte e empregados também estavam ali.

-Está demorando. -Lottie resmungou se colocando atrás de Louis, em uma simbologia de que caso seu irmão morresse, ela seria a próxima na linhagem.

-Eles estão ali. -Niall aponta sorrindo. Theo foi para o chão, ficando em frente aos corpos dos pais. Uma a uma, as carruagens pararam.

-O que... -Ninguém disse mais nada ao ver Daniel ajudar uma mulher alta e loira a sair da sua carruagem.

-Lord Daniel Deakin e sua... -O homem parou ao escutar o nome. -E Lady Camile, da Holanda.

-Quem é ela? -Niall saiu do seu posto ficando ao lado de Louis.

-Ela está usando o colar da sua mãe? -Zayn questionou boquiaberta. -Céus ela é uma...

-Prostituta. -Jay terminou. -Se não for inconveniente gostaria de descansar, meus bebês estão chutando muito essa manhã. -Seu olhar vai até Louis, que acena levemente. -Com licença.

-Descanse bem, mãe. -Charlotte suspira enquanto o homem andando pelo longo corredor.

-Rainhas Karen, Trisha e Maura. -Anunciaram. As três mulheres saíram da carruagem, sorrindo e acenando para os filhos. -Princesas Phoebe e Daisy!

-Lou! -Um grito infantil atravessou toda a cantoria.

-Pequenas! Como cresceram. -Sorriu largo beijando as bochechas de ambas.

-Rei Desmond. -Anuncia o último. Louis se virou para o homem, seu olhar cruzou com o do rei, mas logo evitou encará-lo.

-É incrível estar aqui. -A voz da mulher desconhecida soou.

-Ah, pena que não sabíamos que viria... Seria mais apropriado. -Zayn sorriu falso.

-Está tudo muito bonito, obrigada...

-Não, querida, isso é para os reis e rainhas. -O moreno sorri. -Ninguém se importa com o que achou.

-E quem você...?

-Já me perguntaram isso. E repetindo, sou Zayn Malik, príncipe de Bradford, melhor amigo do rei, e alguém com mais poder que você. -Sorri suavemente.

-Você não pode falar assim com ela! Exijo respeito ao se dirigirem a Camile. -Daniel rosna.

-Bem... Creio que você deveria mostrar seu respeito a mim, já que o castelo é meu e de minha família. -O grávido encarou o padastro.

-E eu sou o alfa da sua família. -Daniel encarou o rei.

-Não, você não é. -Respondeu dando as costas. -Harry é o alfa da minha família, você é só um figurante em toda a monarquia... Eu consegui o divórcio e direito do casamento para a minha mãe, e será fácil para que eu anule esse casamento também, e você... Você voltará a ser nada, porque se você quer brigar, não entre em uma guerra de reis e rainhas, príncipes e princesas. Não ligo se você é um alfa, ômega ou beta, se essa mulher desrespeitar minha mãe, teremos a primeira morte a mando do rei Louis em seu reinado.

-Isso foi uma ameaça? -A mulher questionou.

-Se irá ser a amante dele, entenda... Não existe ameaças na monarquia, isso foi uma afirmação. -O rei da passagem para que ambos passassem. -Se divirtam, o piquenique está ocorrendo na parte de trás do castelo.

Niall cobriu seus lábios se retirando com Theo em seu colo. O menininho loiro mostrou a língua para a mulher e riu ao vê-la adquirir uma expressão de descrença.

-Bem, vamos para a festividade. -Liam quebra o silêncio segurando Zayn pela cintura.

-Oh, sim... Vamos. -Louis assentiu.


Notas Finais


Olá! Eu voltei!
Vou explicar brevemente o que aconteceu, eu estava passando por um momento difícil. Minhas crises de ansiedade estavam aumentando a cada dia, eu estava com animo 0, criatividade, vontade de fazer as coisas... Eu não queria viver, sabe? Então eu coloquei todas as minhas obras em hiatus, precisava de um tempo para mim.
E me ajudou! Eu me encontrei na música, nas séries, nos filmes... Eu estou bem, muito bem. Minhas crises, minha tristeza... Eu sinto como se estivesse sob controle, sob o meu controle. Sei que a qualquer hora posso ter uma crise, mas eu me sinto mais leve, mais tranquila e isso me fez querer voltar a escrever.

Espero que ainda exista leitores aqui, espero a compreensão de vocês, e eu prometo tentar atualizar o mais rápido possível.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...