História Amor - Jikook ABO (One Shot) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Abo, Amor, Fluffy, Fofo, Infantilismo, Jikook, Jimin, Jungkook, Love, One-shot, Romance
Visualizações 560
Palavras 1.220
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong, bolinhos :3
Essa é minha primeira one shot, então me desculpem se tiver ruim
Boa leitura <3

Capítulo 1 - Capítulo único


01:00 encontrava-se um ômega com cabelos tingidos de um roxo acinzentado, com uma blusa grande branca com um degrade roxo escuro, e com meia 7/8 lilás, com um coelhinho de pelúcia em suas mãos gordinhas, batendo na porta de seu melhor amigo, que tem o dormitório no mesmo corredor que o seu, do lado do seu próprio quarto, para ser mais específica

— Jungkookie... — Jimin diz batendo na porta do amigo

— O que foi, Jiminie? — Fala o alfa com uma voz rouca, tronco nu e com cara de sono, ao abrir a porta

— Jimin teve pesadelos — disse com os pequenos olhinhos cheios d’água e com um biquinho adorável nos lábios

Jungkook, logo puxou o ômega, abraçando-o e em seguida fechando a porta atrás do Park

— Qual deles, Jiminie? — perguntou afagando os cabelos louros do ômega

— Aquele em que o Jungkookie vai embora... — olhou para os olhos do alfa, e logo deixou lágrimas rolarem por suas bochechas rosadas

— Eu nunca vou lhe deixar — beijou a bochecha do Park

— Promete pro’ Jimin? — estendeu seu fofo dedinho mindinho

— Prometo, Jiminie — sorriu fazendo seus dentes avantajados, parecidos com ao de um coelho aparecerem, e entrelaçou seu dedinho, que era muito maior que o de Jimin, junto do mindinho do ômega

Jungkook pegou Jimin no colo, sem nenhum esforço e logo se deitou na cama junto do ômega, aconchegando o mesmo em seu peito. O ômega se mexeu um pouco para ficar perto do pescoço do alfa, e logo respirou fundo para sentir o cheiro de hortelã misturado com um pouco de limão, esse cheiro para Jimin era o melhor que existia, era como se fosse uma das maravilhas do mundo, e ele não gostaria de dividir e nem de mostrar essa maravilha para o restante das pessoas; o Jeon se arrepiou dos pés até a cabeça quando o ômega cheirou seu pescoço aquela sensação era tão boa e te traz tantos arrepios.

— Jungkookie, como que você gosta de alguém como o Jiminie? — o alfa olhou para o ômega que, agora, fazia desenhos aleatórios em seu tronco desnudo

— Como assim, meu pequeno? — disse confuso

— É que... O Jiminie é um ômega tão defeituoso, além de ter infantilismo, se é assim que a mamãe chama — murmurou a última frase e olhou para as orbes negras do lúpus — Por que você gosta tanto do Jimin?

— Eu amo seu infantilismo, Jiminie, eu amo todos os seus “defeitos” — fez aspas com os dedos — Eu amo seu sorriso, eu amo quando você tem pesadelos e vem me procurar a noite para dormir comigo, eu amo seus olhinhos pequenos, amo suas bochechas gordinhas e rosadas — passou os dedos em uma das bochechas de Jimin, fazendo o mesmo sorrir — Amo que você use roupas femininas, amo lhe ver feliz, eu te amo, Jiminie — deu um leve selinho nos lábio do ômega e que fez ele ficar mais vermelho que antes

— Jungkookie... — abaixou a cabeça constrangido

— Hum

— Jiminie também de ama — levantou a cabeça e viu que o lúpus estava com um enorme sorriso no rosto

— Vamos dormir, Jiminie — puxou o ômega para o outro lado da cama, o canto, e o ajeitou em seu tronco nu — Boa noite, meu amor — sussurrou no ouvido de Jimin, fazendo-o se arrepiar e abraçar o tronco do lúpus, em seguida abrir um sorriso tímido

— Boa noite, Kookie — sentiu sua cintura ser abraçada com mais possessividade e sorriu, mas longo se entregou ao sono, como Jungkook, mas esse não soltou o desabrochou o braço da cintura fina do ômega.

[✡*°✳°*✡]

Na manhã seguinte o ômega foi acordado com diversos beijos em seu rosto, Jimin sabia de muito bem de quem era aqueles lábios finos e macios, Jungkook

— Jungkookie... — ditou manhoso

— Bom dia, Jiminie — sorriu quando viu o ômega coçar os olhinhos tentando afastar o sono, era a cena mais fofa que existia

— Não, Jungkookie, Jiminie não, chama o Jimin daquele apelido de ontem — disse com vergonha, já sentindo suas bochechas ficarem quentes

— Qual, Jiminie? — se fez de desentendido — Eu não lembro. Qual era, Jiminie?

— A-aquele, Jungkookie, que começa com a letra “A” — com certeza o ômega poderia ser facilmente comparado com um morango, de tão vermelho

— Me fala, qual era, Jiminie?

— E-era... a-amor — disse tímido e relutante, o que fez o Jeon sorrir

— Quer que eu te chame de amor, pequeno? — perguntou e o ômega concordou tímido — Meu amor — disse e fez o Park levantar a cabeça e avançar no pescoço do alfa — Amor — deu um beijo no rosto de Jimin — Amor — outro beijo — Amor, amor...

Continuou dando beijinhos no rosto bonito de Jimin a cada “Amor”

Amor...

O último lugar sobrando para dar um beijo no ômega era a boca, e Jeon beijou este local. Começou como um selinho, fazendo o Park nos primeiros segundos arregalar os olhos, mas logo fecha-los; logo o beijo foi se aprofundando quando Jungkook passou sua língua pelos lábios de Jimin, pedindo permissão para o músculo adentrar na boca do menor, o ômega loco cedeu.

Era o primeiro beijo de Jimin e com certeza o melhor.

Logo o ar se fez falta e tiveram que separar o beijo. O alfa, que estava ofegante, abriu os olhos e logo viu um Jimin, também ofegante, com os olhos fechados e os lábios vermelhos e inchados, aquela era uma visão que o Jeon fez questão de memorizar para nunca esquecer.

— I-isso foi... — o Park suspirou — Maravilhoso

— Quer que eu te continua chamando de amor e te roubando beijinhos, Jiminie?

— Sim, o Jiminie quer! — exclamou, mas logo se deu conta no que falou, e ficou com as bochechas rubras

— Não fique com vergonha, amor — deu ênfase no “amor”

— Jungkookie... Você sabe que o Jiminie sente vergonha — disse pondo as mãozinhas no rosto

— Não fique, meu amor — puxou o ômega para deitar novamente consigo, em cima de seu peitoral

— Jungkook-ah...

— Diga, meu amor

— Jiminie te ama... — disse fazendo desenhos com seu dedo no peitoral nu de Jungkook

O alfa sorriu com o quanto o ômega é fofo e o apertou em seus braços fortes, ficando assim por alguns minutos.

— Jungkookie, o que nós somos?

— Você é meu ômega e eu sou seu alfa — falou, fazendo Jimin abrir um sorriso largo, mostrando seu adorável dentinho torto

Logo um ronco um pouquinho alto e fofo — na opinião de Jungkook —, foi ouvido, fazendo Jimin se sentir mais envergonhado que antes

— Jiminie está com fominha, Jungkookie... — disse manhoso

— Meu ômega está com fominha?

— Sim, Jungkook-ah — sorriu, fazendo seu lindo eye smile

— Então vamos, Jiminie

— Com pijamas, Jungkookie? — perguntou em quanto se levantavam

— Sim, Jiminie, afinal, hoje é sábado e ninguém acorda ás 6:00 em um sábado

— Desculpe, Jungkook-ah

— Não se desculpe, pequeno, amo quando você está aqui e acordo cedo para te ver levantar — sorriu a abriu a porta, logo saindo junto de Jimin

 


Notas Finais


Deixem nos comentários o que acharam, por favor, essa é minha primeira one shot
Kisses, amores <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...