História Amor? - Saiibo, Komahina, Naegami - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Danganronpa, Danganronpa The Animation
Personagens Byakuya Togami, Hajime Hinata/Izuru Kamukura, Kiibo, Makoto Naegi, Nagito Komaeda, Shuuichi Saihara
Tags Komaeda X Hinata, Komahina, Mpreg, Naegami, Naegi X Togami, Oumami, Rantaro X Ouma, Saihara X Kiibo, Saiibo, Soda X Tanaka, Soudam
Visualizações 22
Palavras 2.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção Científica, LGBT, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Capítulo 9


Miu, Saihara e Kiibo andavam em silêncio a caminho da casa dos falsos irmãos, Kiibo estava nervoso e Miu reparou nisso, não era a toa que estava nervoso, decidiu contar para Saihara que era um robô e estava com medo de uma rejeição dele.

Ao chegar em casa, Miu abriu a porta abrindo espaço para os dois entrarem, Kiibo pede pra Saihara sentar no sofá e Miu foi para cozinha pegar um copo d'água.

— Por que desse clima todo? O que é que você quer me contar Kiibo? — Diz Saihara um pouco nervoso também, estava com medo de algo ter acontecido.

— Não se preocupe tanto Saihara — Diz Miu chegando com um copo d'água — Kiibo quer te contar uma coisa... — Diz se sentando no sofá em frente à si.

— Ah... — Kiibo estava nervoso, não parava de olhar para o chão — Eu preciso falar uma coisa que... É praticamente um segredo entre eu, Miu e Kaede... Eu me senti no dever de te contar já que somos... namorados...

— Ok... E o que seria isso? — Diz Saihara olhando fixamente para Kiibo esperando a resposta.

— Bem... Eh... Ah... — Kiibo não conseguia formular palavras, como falaria para ele que era um robô? Não conseguia.

— Kiibo é um robô — Miu fala sem mais nem menos atraindo o olhar dos dois a sua frente. — Ele obtém 1/3 de meus sentimentos que agora é dele. Espero que entenda isso. — Disse por fim.

Os dois estavam estáticos, Kiibo por causa de Miu falar sem mais nem menos e Saihara por ainda estar formulando aquelas palavras.

— S-saihara? — Kiibo chamava Saihara que ainda estava tentando formular aquela frase.

— Então... Você é um robô... — Saihara diz com uma voz baixa e com a cabeça abaixada.

— S-sim — Kiibo sentiu que a partir dali era o fim — Se quiser terminar... Tudo bem! Mas por favor, não me odeie!

— Eu? Terminar? Óbvio que não — Diz Saihara olhando para Kiibo — Eu te amo por quem você é, você... Apenas me pegou de surpresa, e também achei que você estivesse com algum tipo de doença, você me assustou... Hahaha — Saihara olha pra Kiibo que estava com os olhos já marejados, ele pega seu rosto com as duas mãos e começa a acariciar com os polegares — Eu te amo. — Disse por fim dando um beijo em Kiibo.

Miu observava tudo com um sorriso, realmente o amor não tem barreiras... "Queria comer a Kaede agora..." Pensou.

— Então... Você me aceita por eu ser um robô? — Diz Kiibo ainda com lágrimas nos olhos.

— Sim — Saihara coloca sua cabeça sobre a de Kiibo. — Eu te amo do jeito que você é.

-♡-

Uma recém droga é descoberta por policiais, seus efeitos são desconhecidos. Essa droga foi encontrada dentro de uma residência abandonada, aquele lugar era um centro de programas, porém, comandada por homens que trazia outros homens para fazerem atos sexuais, e tudo isso era gravado e postado em um site. A polícia já tentou derrubar esse site, porém foi falho, nem mesmo os melhores hackers conseguiram acessar internamente aquele site para derruba-lo.

— Então... Qual o resultado? — Diz a detetive X-6 que era responsável no caso.

— Eu já fiz vários testes mas não surte efeito nenhum — Diz o cientista — Talvez esses ratos possam ser imunes a essa droga ou não surte efeito em animais.

— Certo... Não podemos arriscar em alguém, podemos?

— Creio que não, não sabemos do que essa droga é capaz, poderia matar alguém.

— Então continuem com o teste. Vamos temos que achar esses babacas. — Diz a detetive direcionando para os policiais que a acompanhavam.

A detetive sai daquele laboratório em direção ao carro da polícia.

— Esse remédio... Não é igual a uma viagra, então pra que eles usam esse remédio? — Se indagava enquanto é direcionada para a delegacia.

-♡-

— Senhora, eles acharam um pouco da droga na ultima casa que estivemos — Diz um homem com uma fisionomia malhada.

— Não se preocupem, eles não saberão o que essa droga faz até testarem em um homem huhuhu — Diz uma mulher de casaco maior que o seu corpo, não vestia nada além daquele casaco. — A polícia e os cientista são sensíveis com isso de destes em humanos, jamais saberão. Deixando isso de lado. Como está o melhoramento da droga?

— Está em 80%

— Isso é música para os meus ouvidos ♡.

A mulher ri e se direciona para a sala que estavam fazendo as filmagens, havia dois homens fazendo atos sexuais em um futon um tanto sujo. Um deles estava sobre o efeito da droga enquanto o outro era um dos capangas. O cheiro de sexo daquela sala impregnava as narinas daquela mulher, no entanto, os homens sentiam mais um cheiro parecido de uma rosa, um cheiro doce que saia daquele homem sobre o efeito. Apenas eles sentiam aquele cheiro.

— Logo, apenas o cheiro não será apenas o efeito da droga. Huhuhuhuhu — A mulher começou a gargalhar.

-♡-

Kiibo e Saihara se encontravam no quarto de Kiibo, depois que Kiibo - que na verdade foi Miu - Falou que era um robô, Saihara bombardeou de perguntas, mas não foram muitas perguntas.

— Saihara — Kiibo chama sua atenção — Posso te pedir uma coisa?

— Claro! — Saihara diz sorrindo para Kiibo

— Pode me ensinar o sexo? — Diz com um olhar interessado e inocente.

Saihara acaba engasgando com aquelas palavras e ainda por cima fica trêmulo por causa da feição que Kiibo fazia.

— Kiibo... Não posso te mostrar o que é isso. — Diz Saihara com os olhos fechados.

— O-O que? Por que não?

— Bem... Isso não é uma coisa que se faça de qualquer jeito, você ainda nem se acostumou com os beijos...

— M-Mas Miu disse que isso conecta ainda mais a as pessoas que se amam, e eu quero me conectar ainda mais a você Saihara! — Kiibo diz colocando seus punhos em frente ao seu corpo, Saihara ri da pose de Kiibo e logo suspira.

— Kiibo, eu... Também quero me conectar ainda mais a você... Porém, não podemos, não assim, vamos esperar mais um pouco, está bem? — Saihara diz acariciando seus cabelos

— Hummmm... — Kiibo murmura recebendo aquele carinho.

-♡-

Makoto se encontrava em seu quarto em uma chamada de voz com Togami, ambos estavam conversando sobre coisas aleatórias. Até Makoto começar a falar de viagens.

— ... Também queria ir ao Havaí, lá tem ótimas praias e lindos lugares para visitar, também tem comidas que gostaria de experimentar.

— Você gosta mesmo de viagens não é? — Diz Togami com um sorriso

— Ah eu não queria falar tanto, é que... Viajar se tornou uma meta de vida minha, conhecer todo o mundo e pessoas novas também. — Diz Makoto retribuindo o sorriso

— Eu poderia ajudar a realizar seu desejo.

— O que? N-Não, não posso deixar você fazer isso.

— Por que não?

— Só por que somos namorados, isso não significa que você deveria me dar privilégios, ainda mais que você é rico.

— Entendi, você é uma mulher de princípios. — Diz Togami dando uma leve risada, e recebendo um olhar zangado de Makoto — Só estou brincando, mas... Eu quero te ajudar, não é por nada de privilégios ou coisa do tipo, eu te amo então quero realizar o seus desejos. — Makoto cora ao ouvir aquelas palavras.

— Mas de qualquer jeito, meus irmãos não deixariam eu sair assim com alguém. — Diz Makoto um pouco cabisbaixo.

— Só se você contar para eles.

— Huh?

— Posso arranjar um dia para irmos ao Havaí, o dia que você quiser.

— Não posso mentir para os meus irmãos! Não de novo!

— Mas se não fizer isso, não poderemos ir e você não estará mentindo, apenas não irá contar.

— Mas eles vão perceber se eu sair daqui com uma mala.

— Não precisa, irei comprar roupas para você lá.

— Hummm... — Makoto começa a pensar, ele provavelmente vai deixar seus irmãos preocupados, mas... Eles não deveriam ficar, ele já não era uma criança. — Está bem.

-♡-

Passaram se alguns dias, Kiibo e Saihara cada vez ficaram mais íntimos, Makoto e Togami também, já Komaeda e Hinata, bem... Acho que eles tiveram um certo progresso, conversavam de algumas coisas de vez em quando, e quem fez isso acontecer é Shion. Nesse exato momento ela estava em chamada de vídeo com Hinata e Komaeda, ambos não paravam de falar, ela só estava em silêncio ouvindo aquela conversa. Não estava incomodada por eles a deixarem de fora da conversa, muito pelo contrário, estava feliz em ver que o relacionamento de ambos estava progredindo, e ainda por cima, se sentia um cupido.

— Hinata-kun qual sua comida preferida? — Diz Komaeda

— Por que quer saber? E também assim do nada? — Diz Hinata fazendo Shion rir, "É sério isso?" — Por que você tá rindo?

— Nada — Diz Shion com um sorriso.

— Vamos Hinata me responda!

— Huh... — Hinata olha para a tela do computador olhando Komaeda com os olhos espreitados — Hummm... Sei lá, acho que frutos do mar mesmo, como camarão! Eu amo camarão!

— Ah que bom, agora sei um pouco mais de Hinata — Diz Komaeda sorrindo.

— Que seja. — Hinata diz com um certo rubor em sua face.

Shion sorri vendo aqueles dois, realmente se amam, qualquer um perceberia isso. Ela suspira dizendo aos dois que iria deitar finalizando a chamada de vídeo.

Ela se levanta da cadeira e anda até a porta de seu quarto, vai até a sua meia cozinha e tira um cupnoodles do armários, pega uma panela enche de água e põe no fogão, senta no Puff da sala e dá um longo suspiro.

— Já faz 2 anos... — Suspira em palavras — Ha.... Ha... — Da uma risada melancólica — Contanto que meus amigos não se machuquem, eu não ligo.

-♡-

— ELE É O QUE??!! — Makoto grita do quarto de Saihara, ainda não estava acreditando.

— Não grita... — Diz Saihara preocupado dos outros dois irmãos ouvirem eles — Não fale para mais ninguém ok? Isso está entre nós e eu acredito em você!

— Sim! Prometo que guardarei isso a 7 chaves!

— Obrigado — Diz Saihara em um suspiro.

— Mas... Você está bem? Saber agora que ele é um robô...

— Eu estou bem, isso me surpreendeu um pouco mas... Eu amo ele de qualquer jeito.

— Hehehe, você falando isso Saihara-Nii... Nem parece aquele que não acreditava no amor.

Os garotos ouvem Hinata chama-los no andar de baixo para jantarem, eles se levantam da cama que estavam sentados e saem do quarto descendo as escadas.

— Sobre o que conversavam? — Kamukura diz curioso com a conversa privada dos dois.

— Nada de mais — Diz Saihara se sentando na cadeira da mesa de jantar junto de Makoto.

— Se não é nada de mais, por que não nos conta? — Diz Kamukura espreitando os olhos — Lembre que não podemos mentir um para os outros.

— Eu não estou mentindo pra você... Já disse que não é nada de mais — Diz Saihara já um pouco irritado com a persistência do irmão — Se quer que eu fale, me diga se você anda paquerando as empregadas onde você trabalha. — Diz apontando o garfo que estava em sua mão

— Eu nã-

— Não minta — Saihara olha profundamente para Kamukura.

— Vamos acabar com essa conversa, estamos em meio ao almoço — Diz Kamukura recebendo um olhar de Hinata.

Tempo depois, os irmãos acabaram de jantar e era a vez de Saihara lavar os pratos, enquanto lavava receberá uma mensagem em seu celular, era Kiibo, deu um leve sorriso ao ver seu nome como últimas mensagens na tela de bloqueio do seu celular. Pegou o celular e decidiu ligar diretamente já que não poderia ficar digitando.

— Kiibo?

— Sa-Saihara-kun!

— Achei melhor ligar, meio que estou com as mãos ocupadas.

— Ah eu não queria ter atrapalhado... — Saihara percebe que sua voz estava um pouco triste.

— Você não me atrapalhou... Na verdade eu fico feliz que você enviou uma mensagem, estava querendo te ligar mas não sabia se estava ocupado.

— Hehe — Kiibo da leves risadas.

Era a primeira vez que Saihara ficou feliz em lavar a louça.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...