História Amor à parte - G!P - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Monica Geller, Rachel Green, Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Blake Carrington, David Nolan, Dinastia, Emma Swan, Friends, Killian Jones, Mistério, Monica Geller, Ouat, Rachel Green, Regina Mills, Romance, Swanqueen
Visualizações 71
Palavras 2.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Ficção, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa tarde meus xuxuzinhos, trouxe um capítulo fresquinho pra vocês.

Curtam bastante, e se preparem porque depois desse capítulo vocês iram ver bastante confusão e gritaria.

Boa leitura!!❤️

Capítulo 3 - Fantasmas do passado


Fanfic / Fanfiction Amor à parte - G!P - Capítulo 3 - Fantasmas do passado

- Queria agradecer a todos pela presença, e por fazerem da minha festa um pouquinho mais especial... Então eu proponho um brinde em homenagem aos meus vinte e...

- REGINA!

Todo atenção foi direcionada a porta onde um cara de cabelos claros se encontrava.

- Robin?!

Regina ao ver tal homem se desesperou e desmaiou ali mesmo no colo do pai...

Emma que estava do outro lado do salão apenas observava toda a confusão, sua cabeça gritava para que ela não fosse ao encontro de Regina, porém seu coração implorava para que ela fosse. A loira apenas afastou tais pensamentos e se retirou da festa por breves momentos para que pudesse respirar ar puro.
Enquanto todos dançavam, comiam e se divertiam a família Mills acompanhava o médico que examinará Regina.

- Tenho o diagnóstico!

Todos presentes no quarto deram total atenção ao médico, o mesmo retirou suas luvas e disse lhes:

- Devido as fortes emoções dos últimos dias a senhorita Mills teve um desmaio. Mas não se preocupem, ela só precisa descansar, não deixem com que ela se esforce muito e principalmente nada de estresse.

- Muito obrigado doutor, Anders irá acertar a conta. - Disse Blake se despedindo do médico.

O doutor se retirou do quarto deixando a família a sós. Blake se sentou ao lado da filha e levou sua mão ao rosto da mesma afastando alguns fios de cabelo que cobriam seus olhos. Mônica logo se sentou ao lado do marido e abraçou o mesmo.

- Ela vai ficar bem. - Disse a mais velha - Agora você precisa descer, todos estão a espera de uma explicação.

- Claro, vamos. Killian cuide de sua irmã, e Anders leve o homem para o escritório.

Blake saiu pelo quarto deixando Killian com sua irmã. O moreno logo se sentou ao lado da mesma.
Enquanto isso no andar de baixo Blake subia ao palco para explicar o que havia acontecido a todos as pessoas ali presentes. O mesmo bateu duas vezes no microfone obtendo toda atenção para si.

- Peço a atenção de todos. Hoje mais cedo vocês acompanharam minha filha desmaiando aqui mesmo neste chão, queria agradecer a todos que procuraram saber como ela estava. - Enquanto Blake falava Emma o observa com total atenção - Ela apenas sofreu fortes emoções devido as últimas semanas, mas já se encontra bem e medicada. Muito obrigado pela atenção de todos.

O loiro saiu do palco e seguiu para seu escritório, Emma ao ver para onde o mesmo estava indo resolveu segui-ló. Blake passou pela porta fechando a mesma na cara da loira, Emma se aproximou e colou seus ouvidos a porta.
No interior da sala Robin esperava ansioso por notícias de Regina e ao ver Blake entrar na sala ajeitou sua postura e respirou fundo.

- Senhor Mills, eu peço imensas desculpas eu não queria fazer mal nenhum a Regina.

- Escute bem o que eu irei lhe dizer, eu não sei quem você é, muito menos de onde veio... Mas se causar algum mau a minha filha eu causarei um dez vezes pior a você. - Blake deu a volta na sala pegou um copo de whisky e se aproximou da lareira que queimava ferozmente - E acredite a minha fama não é apenas mito. - Blake jogou o whisky no fogo fazendo com que a chamas aumentassem e Robin levasse um leve susto - Agora saía de minha casa.

Emma após ouvir toda a conversa e perceber que Robin passaria pela porta a qualquer momento saiu dali o mais rápido que podia, passou pela chapelaria e quando iria sair avistou Mônica perto do bar. Emma se aproximou da mesma e encostou no seu braço.

- Você deve ser Mônica Mills, certo? - Perguntou a loira.

- Sim sou eu, e você quem é?

- Uma velha amiga da sua filha.

- Claro, não te reconheci pela máscara.

- Eu queria saber se ela está realmente bem, fiquei preocupada depois do acontecido.

- Sim ela está bem, só precisa descansar por alguns dias.

- Espero que ela se recupere bem, obrigada pela festa foi realmente linda, dê os parabéns a Regina por mim.

Pela primeira vez Emma disse o nome dela, e pra ela aquilo marcaria o começo de um grande problema, ela apenas não sabia disso ainda.
Já ao lado de fora da mansão a loira colocou seu capacete e saiu dos gramados da mansão Mills o mais depressa que podia.

                                   •§•

Um novo dia havia começado, por toda Atlanta o único assunto relevante era a festa de 24 anos da herdeira Mills que acabou com a mesma desmaiada. Jornais, revistas e sites diziam aos quatro ventos o acontecido com detalhes riquíssimos.
Como de costume a família Mills se encontrava reunida para o café da manhã todos a espera de Regina. A morena por sua vez se encontrava sentada frente a sua penteadeira, seus pensamentos voavam longe e suas mãos percorriam toda extensão de seu cabelo.
Seus pensamentos haviam levado a mesma de volta a Espanha, no exato momento em que conheceu Robin.

FLASHBACK ON

Era uma manhã de primavera, as flores abertas e coloridas por todos os lados preenchiam o ambiente. Regina andava com suas colegas de quarto pelo campos da universidade, enquanto elas falavam sobre alguma coisa envolvendo maquiagens e namorados Regina estava mais preocupada em saber da bolsa de valores.
Ao se distrair comprando novas ações a morena bateu contra alguém deixando com que todo seu material caísse pelo chão, ao se abaixar para pegá-los milhões de palavras de baixo escalão passaram por sua cabeça mas assim que encontrou os olhos do belo rapaz todas elas se esvaíram mais rápido do que vieram.

- Lo siento, niña, no quise molestarte.

A voz dele era única e soava tão melodiosa aos ouvidos da morena que ela esqueceu até mesmo de respondê-lo.

- Ninã?!

- Oo... Sim... Eu que devo te pedir desculpas, estava distraída demais e acabei não enxergando você.

- Não pode ser. Você fala o mesmo idioma que eu? - O garoto disse todo empolgado.

- Sim. E você até agora pouco estava falando espanhol, quer me explicar como isso aconteceu?

- Explicarei com todo prazer se você aceitar sair para jantar comigo.

A morena pensou por breves minutos e então disse:

- Meus pais sempre disseram para que eu não confiasse em estranhos.

- Não seja por isso, prazer Robin of Locksley.

- Prazer, Regina... Regina Mills.

FLASKBACK OFF

Regina foi tirada bruscamente de seus pensamentos por três batidas na porta e a voz de Anders chamando a mesma para o café.
Depois de mais alguns minutos se arrumando Regina finalmente se sentou a mesa com o resto da família. Antes que pudesse comer seu celular começou a apitar e ao pegá-lo Regina notou quantas mensagens haviam chegado, ao abrir lás notou que todas se tratavam de notícias com seu rosto na capa. Uma das primeiras mensagens era de Zelena, Regina abriu a mesma e leu.

MENSAGENS ON : ZELENA

Zel: Olha só isso, você está em todos os sites, jornais e revistas. Seus seguidores no Instagram triplicaram e você já é um sucesso. Já têm até mesmo fãns.

Eu: E qual o motivo disso tudo?

Zel: Você é o motivo disso tudo, a garoto milionária que desmaiou na sua festa de 24 anos. Aparentemente as pessoas gostam de pessoas ricas e de pessoas que desmaiam causando algumas risadas, e você proporcionou as duas coisas.

Eu: E agora nós fazemos o que com esse sucesso todo?

Zel: Primeiro contratamos uma pessoa especializada para tomar conta das suas redes sociais, não deixando que seus fãns se entediem e vão embora. E depois aproveitamos a fama, se você já era privilegiada só por ser filha de Blake Mills imagina agora... Que você não é só filha dele mas também é famosa.

Eu: Tudo bem, procure alguém que faça isso por mim. Preciso ir, hora do café em família. Beijinhos.

Zel: Beijinhos!!

MENSAGENS OFF

Regina finalmente se serviu e pode curtir o café da manhã em família.
Ela notou algo estranho porque todos ali estavam olhando para ela com preocupação.

- Tem alguma coisa em meu rosto? - A morena levou a mão ao rosto.

- Só queremos saber se você está bem maninha.

- Eu estou ótima, não se preocupem, foi apenas cansaço. E irmãozinho onde é que está o seu romance?

- David não estava se sentindo bem e foi pra casa antes que você desmaiasse.

                                    •§•

Emma havia acabado de acordar, passou direto para o banheiro e assim que se olhou no espelho se assustou com ela mesma, seus cabelos estavam totalmente bagunçados e sua pele totalmente vermelha, ao virar se notou milhares de arranhões em suas costas.

- Que bom que já está de pé, preparei o café.

Ao se virar Emma encontrou uma bela ruiva. A loira estava com uma dor de cabeça terrível e a única coisa que se lembrava da noite passada era de ter saído da mansão Mills. Mesmo com receio Emma resolveu perguntar para a mulher quem era ela, e o que ela fazia ali.

- Me desculpe mas quem é você?

- Meu nome é Chloé, nós conhecermos no bar ontem a noite.

- Me desculpa mas eu não me lembro de você.

- Está tudo bem, você bebeu demais. Bom eu preciso ir Emma, foi uma ótima noite, me liga depois.

Assim que a mulher saiu Emma se jogou em sua cama tentando se lembrar do que havia feito na noite passada, mas a única coisa que conseguiu foi mais dor de cabeça.
A loira se levantou e foi até a cozinha, tomou um remédio pra dor de cabeça e foi até a sala. Assim que se sentou no sofá ouviu a porta de casa sendo aberta.

- Onde você estava?

- Eu é que te pergunto, você saiu da festa e nem me disse pra onde estava indo. E por acaso aquela mulher que encotrei na esquina estava com você Emma?

- Chega irmãozinho, eu não lhe devo satisfação nenhuma.

- É claro que você me deve estamos juntos nessa. Tudo que é seu é meu, e se você cair eu caio junto.

- Tudo bem David, eu saí da festa e aparentemente fui para um bar, onde conheci a Chloé. Trouxe ela pra casa e nós transamos. Era isso que queria saber? - A loira se levantou do sofá e foi para o quarto batendo a porta do mesmo.

- Emma Swan, volte aqui agora. Você ainda não me disse tudo.

- Vai se fuder David! - Emma gritou do quarto.

O loiro levou a mão ao cabelo e bufou impaciente. Ele nunca pensou que seria tão difícil morar com sua irmã, e que ela podeira fazer tanta pirraça aos 25 anos.
David respirou fundo e começou a arrumar a bagunça que sua irmãzinha havia feito, garrafas de bebida estavam espalhadas por todo o apartamento. Depois de muito esforço ele finalmente conseguiu manter tudo limpo.
Emma por sua vez havia dormido outra vez e só acordou pelo seu celular que não parava de tocar.

- Alô?

- Emma?

- Sim, quem fala?

- Sou eu Chloé, queria saber como você estava, me lembro que antes que eu fosse embora você parecia estar com uma ressaca terrível.

- Aaah. Sim, eu estou bem. Obrigada por se preocupar.

- Não fiz mais que meu papel, queria te dizer que você esqueceu algo no bar ontem, uma máscara. Gostaria de vir buscá-la?

- Na verdade não, fique com ela, eu não irei usá-la mais.

- Claro, obrigada. Até mais ver Emma.

- Até Chloé.

Emma olhou as horas e logo se assustou, ela não poderia se atrasar para o primeiro dia do trabalho, ainda mais se o trabalho fosse na Mills Corporation. A loira pulou da cama, tomou seu banho e se vestiu a caráter para o primeiro dia.
Passou pelo seu irmão e antes que pudesse atravessar a porta foi barrada.

- Onde a senhorita acha que vai?

- Não lhe disse? Consegui entrar na empresa, se prepare maninho vamos pegar o que é nosso de volta.

A loira atravessou a porta e logo estava em sua moto cruzando a cidade para chegar a Mills Corporation. Assim que estacionou a moto, guardou seu capacete e pegou sua bolsa ela estava pronta para ser o maior pesadelo de Blake Mills e o motivo dos sonhos eróticos de Regina Mills.


Notas Finais


Eai? Gostaram?

Estão preparados para os próximos capítulos? Porque eu sinceramente tô zero apta.

Me contem o que estão achando e o que esperam para o próximo capítulo.

Tchauzinho!!❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...