História Amor a primeira vista - Capítulo 5


Escrita por: e evi-uzumaki

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Kisame Hoshigaki, Kizashi Haruno, Konan, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shion, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Capa Da Vogue, Ceo, Empresa, Modelo, Naruhina, Naruto, Sasuke Ceo, Sasusaku
Visualizações 53
Palavras 3.363
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Capítulo V


Fanfic / Fanfiction Amor a primeira vista - Capítulo 5 - Capítulo V

                       

            Amor a primeira vista 


                                    Por: bad-uchiha   

                                     & evi-uzumaki.

 

                      SAKURA

 E era hoje, a famosa noite que Hinata aguardava ansiosa. Eu não era extremamente fã de imagine Dragons mais até que eu gostava de umas músicas deles, tenho que admitir eles tem muito talento.

Eu e hinata marcamos de nos arrumar juntas, para ajudar uma a outra e também dá palpites.

-- Saky eu acho que se você for com esse vestido, na primeira música que você dançar ele vai subir.

E a hinata tinha razão era um vestido soltinho e rodado, ia ter que ficar quieta para ele não ficar subindo, e tá aí uma coisa que eu não fico; é quieta em uma festa.

-- Puta merda, vou trocar.

Fui em direção ao meu closet procurar por algum look que eu poderia usar esta noite.

-- Hina o que acha deste? É um top brilhosinho com uma saia também brilhosa, e essa jaqueta jeans aqui, eu poderia usar na cintura.

-- Esse eu amei saky, mais e no pé? Salto?

-- Acho que vou mais confortável, vou com meu tênis da vans.


-- Amei, Amei -- era notável a emoção em sua voz.

-- Então vamos lá hina. Preciso ir no banheiro "bater uma gilete na parede do box", por que essa noite vai ter que render.

-- Sakura, você é impossível -- sorriu sarcástica.

-- Que nada, eu ainda sou um neném, ingênuo.

-- Magina saky.

-- Ah, eu sou um neném sim, so troquei de mamadeira -- dei uma piscada para a hina e fui em direção ao banheiro.

  Mais é claro a hinata foi embora para poder se arrumar, e eu? Fui fazer o mesmo, tenho que estar cheirosinha, se é que me entendem. Precisamos nos arrumar rápido pois ja era 16:00 e de Las Vegas para Los Angeles -- o local do show -- era mais ou menos umas 4 horas de viagem, e o show começava as 22:30.

    Tenho que admitir que estou até ansiosa para esse show, eu não sei o por que mais sinto que essa noite vai me render algo muito bom. Só espero que eu não beba de mais e faça besteira.

          Saí do meu banho e fui direto ao closet para vestir a roupa que eu havia separado mais cedo, no cabelo optei por fazer um baby liss, agora que estou com o mega amo fazer cachos soltos no meu cabelo, me deixa com um aspecto de mulherão. Nos olhos fiz apenas um Deleniado gatinho e caprichei no rímel e também coloquei um cílios postiços para dar um "Up" a mais, nos lábios passei apenas um lip tint no centro; Também não exagerei no blush, dou mais valor ao iluminador, acho que ele deixa a maquiagem com um "Tcham" a mais, principalmente nas fotos. Usei algumas bijouterias como anéis, colares, pulseiras e é claro que não poderia faltar minhas argolas gigantescas.

Estou linda... Cara sinceramente acho que vou ceder a idéia de virar lésbica e namorar com o espelho. Puta que pariu eu sou muito gata.

       A porta do meu quarto foi aberta por hinata, ela estava linda: usava um vestido justo, da cor roxa, enquanto estava de saltos e cabelo solto. A sua maquiagem fraca e delicada lhe deixavam com uma carinha de boneca.

-- Hina eu amei, você está linda. Dá uma voltinha, amiga -- E ela deu uma rodadinha -- Amiga, se eu fosse o Baka teria muito cuidado na vida.

-- Ah, obrigada saky, você também está incrível. Os meninos estão nos esperando la em baixo, vamos?

-- Vamos

  Saímos do meu quarto em direção ao andar de baixo, e vou admitir para vocês estou com a ansiedade a mil para ver como o Sasuke deve estar maravilhoso.

   É, eu falei. Socorro ele com roupas casuais consegue ser mais sexy e atraente do que quando está de terno, Cara... ele é uma perdição.


     Os garotos nos elogiaram e a gente retribuiu, saímos em direção à caragem pois hoje iamos no carro do Naruto, todos juntos.


-- Ah, sasuke? Hoje eu dirigo.

-- Vai em frente, Baka.

    Naruto abriu a porta do passageiro ao seu lado para hinata, o que significa que eu vou no banco de trás junto com sasuke.

     Sasuke entrou primeiro e se sentou próximo a porta, e como eu estou com preguiça de dar a volta no carro entrei por o mesmo lado e fechei à porta atrás de mim.

      O que eu não esperava era que ainda com eu em pé o Baka saísse com o carro, o que aconteceu que "acidentalmente" eu caí no colo do sasuke, e sentir o seu membro ficando ereto em baixo de mim era puro tesão.

     Nossos olharem se cruzaram e eu conseguia sentir em seu olhar: luxúria, sinceramente eu não estava muito diferente. Ah, eu não sou uma pervertida, mais a minha vontade naquele momento era jogar ele no banco e começar à transar loucamente.

      Será que era pedir de mais a Deus que ele colocasse na cabeça do Sasuke que: eu era um amor e a mulher perfeita pra ele, poxa... não é querendo me gabar ou desmerecer ninguém mais, eu sou linda, e gostosa pra caralho, sem contar que é tudo natural amor, nada de plástica. Ah, eu também sou muito gentil, fiel, seria uma boa mãe, além de ser excepcional no sexo, eu tenho uma personalidade incrível, eu tenho muitas coisas que um homem deseja em uma mulher.

   Poxa, por que sasuke não me nota? Eu devo apelar para a macumba? Acho que é sacanagem de mais, então não, eu não vou apelar.

    Por Naruto e Hinata estarem ali no mesmo carro a vergonha conseguia ser enorme, tão grande que eu paralisei. Cara eu simplesmente arregalei os olhos e paralisei, abri a boca algumas vezes tentando falar algo mais nada saía e ele continuava a me olhar confuso, mais... Porra eu ainda estou em choque.

Ele então pigarreou, provavelmente para chamar minha atenção.

-- É, Sakura? Não é dizendo que ter uma mulher sentando em meu colo é ruim... mais se pretende ir sentada aqui... Pode por favor se ajeitar? Tá machucando meu pau.

Naquele momento eu so queria achar um buraco enfiar a cara e fingir que tudo foi um sonho.

-- Sa-sasuke, me desculpa... Desculpe mesmo.

PORRA EU GAGUEJEI, e enquanto isso ele faz o que? Deu um magnífico sorrisinho e olhou para suas pernas e eu notei que eu ainda continuava na mesma posição, me levantei quase em um pulo e me sentei ao seu lado.

-- Me desculpa mesmo, Sasuke -- Ele novamente deu um sorrisinho de lado, e se ele soubesse como esse sorrisinho me deixa excitada ele não faria isso.

  Cara eu to a muito tempo sem transar, deve ser carência isso, por que caralho ele sorriu e eu to excitada.

POXA, SE CONTROLA SAKURA.

      As 4 horas de viagem até Los Angeles, que na verdade pareciam ter durado o triplo do normal, foi uma das minhas viagens mais constrangedoras, sem contar as piadinhas do idiota do Naruto sobre eu ter quase amassado a pingola do sasuke.

     Eu estava quase morrendo, e olhar para o lado e ver Sasuke com um sorriso sarcástico em seu rosto, como se tudo aquilo que me afetava fosse divertido para ele, me deixava com os nervos à flor da pele, mais é o que temos para hoje.

     Chegamos na festa e assim que sasuke e eu descemos acabamos chamando bastante atenção pois algumas pessoas gritavam que eu estava naquela festa e o melhor é ouvir as pessoas gritarem que eu estava com uns dos CEO mais cobiçados de new yourk.

     Gente, dá um orgulho ouvir pessoas gritarem que eu estava com ele, mal sabe elas que eu quase amassei o sasuke jr. hoje, ja imaginou o sasuke sem pau ou estéril? Que bizarro e desperdício.

     Ao entrar naquela festa fomos direto ao camarote que estava privado para apenas pessoas de classe alta. Havia algumas mesas ali onde poderíamos ficar sentados bebendo enquanto ouvíamos o show.

    Os meninos sairam para comprar algumas bebidas, pois no camarote so serviam vinho e eles queriam algo mais forte.

     Do ângulo que eu Hinata estava tinha visão de praticamente toda a festa, dava para ver claramente alguns adolescentes reunidos conversando, outras pessoas bebendo e tinha até alguns usando o celular.

      Eu fico tentando raciocinar o cérebro daquele ser, por que gente, se você vem para uma festa é para sei la se divertir? Tentar esquecer aquela rotina de sempre, ai o ser vem e trás um celular e fica jogando?

      Nessas horas eu paro para pensar que não é à toa que criticam essa geração... tá uma merda.

        Mais sinceramente o mais engraçado é que o povo que fica gravando o show todinho para postar em status do Whatsapp ou story. Mais para começar se alguem quiser ver o show que venham ver ao vivo, ou pesquise em sites na internet, porque sinceramente eu sei que ninguém está afim de ver show por story, sem contar que o áudio fica uma merda, todo estourado, essa geração está se destruindo. As pessoas se importam de mais com a necessidade de sempre aparecer, de visualizações, likes, ficam publicando o momento ao invés de vivê-los.

-- Saky?

-- Sim?

-- O que foi aquilo que aconteceu no carro?

-- Eu realmente não sei hina, faz uns dias que eu queria comentar isso com você. Eu nao sei perto dele eu travo, tudo começou quando eu vi ele pela primeira vez, eu senti uma coisa muito quente e sem explicação, o meu coração começou a bater mais forte. E sempre que nos encontramos, eu perco os sentidos, fico sem saber como agir. -- Suspirei e engoli as lágrimas que insistia em caírem.

-- saky, sabe o amor nos move e nos faz entrar em aventuras que jamais entraríamos sozinhos. Nos descobrimos a cada dia mais e conseguimos ver a vida com outros olhos. O amor nos traz vivacidade, pode reacender sonhos e nos dá mais felicidade. Então se você tem certeza do que sente, não tenha medo de amar, ta bom? Eu queria comentar com você que eu não sei o porque, mais quando o sasuke te olha não é o mesmo olhar que ele dá para uma amiga, é mais intenso.

-- Hinata, as vezes eu me sinto perdida. Sabe aquele dia que o Naruto falou que ele estava bêbado e muito mal? A minha vontade era sair correndo e ver em que eu podia ajudar, me sinto patética por estar assim por um amor não correspondido.

-- Saky eu sinceramente não acho que não seja correspondido...

-- correspondido? Dê quê nossas princesinhas estavam comentando? -- Naruto cortou a resposta da hina.

-- Dê que você é um trouxa e que conversa de garotas não devemos nos meter.

-- É estressadinha, calminha! Eu ainda estou com dó da pingola do Sasuke.

     Desviei o olhar para Sasuke e ele estava na mesma postura de sempre: "Nada me abala". As vezes eu o invejo, ele age tão naturalmente. Foquei minha atenção novamente em um certo idiota que estava em minha frente.

-- Tsc. Você é um idiota -- dei uma tapa em seu ombro.

-- Ai Sakura!

       Ja estavamos sentados a alguns minutos bebendo algumas doses enquanto ouvia o show. Quando começou a tocar radioctive o público foi a loucura e inclusive hinata e eu, que pulamos da mesa e fomos até a parte que tinha visão do palco para cantar junto com aquela multidão, aquela sim era a melhor música.

-- Whoa, oh, oh, oh, oh, whoa, oh, oh, oh, I'm radioactive, radioactive.

  A energia daquele lugar era eletrizante de mais, hinata e eu pulavamos enquanto gritavamos a letra daquela música.

  Eu estava me sentindo uma adolescente de 16 anos em seu primeiro show sem os pais.

  Com o final da música voltamos à mesa para tomar mais uma dose, e eu ja pude notar que o sasuke já não estava mais lá.


                           SASUKE

    Sakura e hinata tinha saído para ver a apresentação da banda, que creio eu estava na música favorita delas.

     Tenho que admitir que eles cantavam bem, mais eu não conseguia me concentrar, pois minha cabeça estava ainda na cena do carro mais cedo.

    Puta que pariu, naquele carro eu ultrupassei meus limites para me segurar e não fazer alguma burrada ou algo pervertido que ela não gostasse.

   Sinto meu celular vibrar em cima da mesa e o nome de shion aparecer, eram 2 novas mensagens.


[23:37] Shion:

" Sasuke vi que estamos no mesmo show, por favor vem em direção ao contrário do banheiro e me encontra! "

[23:37] Shion:

" Por favor, Sasuke! "


    Bloquiei a tela do meu celular, tentando raciocinar se eu deveria ir ou não? Acho que deve ser algo importante então eu vou.

-- Naruto, shion me mandou mensagem para encontrar ela aqui por que era algo importante, eu vou lá.

-- Sasuke, não caí no jogo dela.

-- E se realmente for serio?

    Naruto soltou o ar preso em seus pulmões e deu de ombros, e eu entendi o que ele queria dizer, era um: "Se der merda, eu avisei", mais e se for sério?

     Sigo em direção à onde Shion me indicou e consigo ver daqui mesmo uma cabeleira loira se aproximando.

Pelo o que aparenta ela não está sóbria.

-- Shion você está bêbada?

-- Sasuke, me beija.

     Ao terminar a frase ela simplesmente se jogou em cima de mim me beijando e eu tentei empurra-la sem à machucar.

     Depois que vi Sakura pela primeira vez não sinto mais vontade de ficar com alguma garota, é como se eu estivesse traindo à mim mesmo, me sinto um idiota mas não consigo evitar.

  Após algumas tentativas consigo empurrar Shion para longe sem machuca-la.

-- Você está louca? Eu sou seu chefe Shion!

-- Ah chefinho, eu estou tão carente, sinto sua falta -- falou enquanto alisava uma parte do meu braço.

-- Saí Shion, não tô com paciência para lidar com você bêbada.

   Dei as costas e voltei para a mesa onde apenas Naruto estava, o que era estranho pois à música que as meninas gostavam ja tinha acabado e elas deveriam estar lá.

-- Cadê elas?

-- Eu não sei, elas chegaram e ficaram aqui, mais a sakura disse que ia ao banheiro e depois passou correndo e chorando e hinata foi atrás dela.

  Arregalei os olhos com aquela afirmação, como assim "chorando"? Será que fizeram algo com ela?

-- Como assim "chorando"?

-- Eu não sei... Sasuke... porque sua boca ta suja de batom? -- Ele me perguntou enquanto fechava um pouco os olhos, analisando tudo.

-- A louca da Shion me agarrou -- Respirei fundo ja aguardando o amado "eu avisei" de naruto.

-- Cara, eu não queria falar isso, mais eu avisei.

-- Tá, Tá... eu admito eu fui ingênuo, satisfeito?

-- Bastante, teme.


                          SAKURA

   Me sentei naquele chão frio, e agarrei meu joelhos escondendo minha cabeça ali dentro.

   Me sentia tão envergonhada, idiota e estúpida.

  Eu ja não sabia como agir naquele momento.

   Era óbvio que o sasuke se relacionaria com outras garotas, ele é solteiro. Mais me dói ver aquilo, e o que me dói e me deixa com cara de idiota é por que eu nem sei o motivo de estar assim.

      Mais claro que um cara como sasuke não teria olhos para mim, eu posso até ser considerada uma das maiores modelos dos EUA, e me acho linda, admito. Mais perto dele me sinto tão insuficiente, sinto como se não fosse o bastante para ele.

    Eu estava chorando, mais eu não queria chorar.

   Me doia ver ele com outra.

  Vi Hinata entrar no banheiro à procura de alguma coisa, obviamente me procurando.

   Quando nossos olhares se cruzaram ela colocou a mão na boca, talvez para não demostrar sua surpresa em me ver neste estado.

-- Sakura? O que houve?

-- Ver aquela cena foi de mais, por que hina? Porque uma loira oxigenada? -- Eu ja estava soluçando.

-- Saky, o que você viu em si?

-- Eu... Eu fui procurar o banheiro, você lembra né? Ai eu fui pra direção errada e eu acabei vendo o sasuke beijando uma loira... ele parecia estar empurrando ela -- sorri sarcástica enquanto ainda chorava -- Eu sou uma idiota, empurrando ela? Ele nem tinha motivos para isso, aliás ele é solteiro.

-- Vem cá -- me abraçou e começou a fazer carinho em meus cabelos -- não chora tá? Você é uma mulher maravilhosa se estalar os dedos aparecem dezenas de homens aos seus pés, então não fica assim -- passou a mão em minha bochecha enxugando algumas lágrimas-- até por que pode ser outra coisa e não o que você está pesando, ja imaginou se alguém o agarrou?

-- Ah Hina, não seja ingênua.

-- Não é ingenuidade Sakura, é sinceridade -- tentou me dar um sorriso reconfortante.

-- É, eu que sou ingênua em achar que poderia ter algo além de amizade com ele.

-- Sakura eu vou fingir que você não falou isso, ok?

-- eu não deveria nem estar chorando.

-- Sakura, eu entendo que às vezes tudo que sentimos é uma vontade enorme de chorar, de colocar para fora o que carregamos no coração. Às vezes sentimos vontade de ficar em silêncio, ouvindo apenas o nosso pensamento. Também sei que às vezes queremos apenas nos proteger dessa barulheira que o mundo faz aqui fora, e quer saber? Faz parte da nossa vida se sentir assim. Não há problema algum em você expor a sua humanidade, a sua sensibilidade e a sua fragilidade. Não há coração algum no mundo que suporte carregar todas esses sentimentos para si. Então permita-se se chorar e desabafar. Sinta-se abraçada por Deus, porque você é uma mulher incrível.

  Eu não consigo descrever o que eu sentia era um mix de emoção com tristeza. Apenas comecei a chorar e agradecer por ter anjos como hinata em minha vida.

  Ela me puxou para seus braços me pretendo em um abraço aconchegante.

-- Agora vem, vamos limpar essa sua maquiagem borrada.

-- Obrigada, Hinata.

   Hinata assentiu e começou a passar um lenço umedecido em toda a minha superfície que estava borrada, reaplicou base e os outros complementos para uma pele perfeita e também reaplicou rímel.

   Tirando meu olho vermelho e meu nariz apesar de estar com maquiagem insistir em ficar vermelhinho nem parece que eu chorei.

-- Vamos, a gente vai voltar para a mesa -- concordei com a cabeça e à segui.

   Ao chegar na mesa não pude deixar de notar os olharem que estavam concentrado em mim, sentei me em minha cadeira pegando o meu copo de bebida.

--- Sakura o que havia acontecido?

Porra e agora? O que eu falo?

-- Eu...

-- A saky estava com uma cólica extremamente forte, por isso ela estava chorando e correndo em direção ao banheiro.

-- É... eu estava com uma cólica insuportável.

-- está melhor?

-- E... aliviou bastante, Dobe.

   Apesar de sentir o olhar do uchiha fixado em mim, decidi recolher o restante do meu orgulho e da minha dignidade e ignora-lo, não quero olhar para a cara dele, pelo menos não agora e também não sóbria.

    Não sei o que esse cínico tem na cabeça, estar quase se comendo com uma garota a minutos à trás, e agora ne fitando desta maneira?

   Descontei toda a minha frustação na bebida, agradeci imensamente por desde nova ser forte com bebidas. não estou bêbada agora e nem muito perto apesar das centenas doses de whisky, eu diria que eu estou apenas mais alegrezinha.

-- Cara, eu não sei vocês mais aqui começou a ficar desanimado, já são 2:32, imagine Dragons nem tocando estar mais.

-- E o que você sugere, Dobe?

-- Eu acho que deveríamos ir para o clube da akatsuki que é aqui perto, vi a programação de lá e tem um dj que vai começar às 3:00 e vai amanhecer.

-- Qual dj, amor?

-- Dj guuga, é funk mais vai ser legal.

-- Então vamos lá, quem está mais sóbrio para dirigir?

-- A Hinata.

-- Você dirigi, hina.

Próxima parada, clube da akatsuki.


Notas Finais


Até o próximo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...