História Amor a primeira vista - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Momoland
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Nancy, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 13
Palavras 959
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), LGBT, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Me entreguei por amor


Fanfic / Fanfiction Amor a primeira vista - Capítulo 11 - Me entreguei por amor

Hyundai- Então deixa comigo, vamos aquecer um pouco esse quarto.

Ele sorri malicioso e parte para cima de mim, me fazendo soltar uma risada maliciosa.

Suga on.

Suga- Por que só acontece desgraça comigo, por que..? - Choro baixo.

Me ajoelho em frente à janela de meu quarto, enquanto as lágrimas caiam por meu rosto. Saio correndo e vou até o quintal, no qual chovia muito. Rasgo minhas roupas e me jogo no chão.

Suga - -Grito muito alto, jogando lama pra cima.- Porque deus.. Porquê..? -Choro.-

Após chorar muito naquela chuva, na qual ninguém poderia perceber minhas lágrimas ali. Vejo uma sombra, e olho para cima. Era um homem alto e muito bonito, que estendia sua mão para mim.

Seokjin on.

Jin- Hyun.. Eu nunca transei, se me entende.. - Fico corado.

Hyundai- Serei bem cuidadoso, eu prometo, amor. - Beijo seus lábios e viu tirar suas peças de roupa, deixando o mesmo de cueca.

Jin- Ahh.. -Solto um gemido quando ele pega em meu membro.

Hyundai- Está meio melado já, amor? - Sorrio e tiro minhas roupas.

Hyundai era muito atencioso e ia na velocidade que eu deseja. Vejo ele abaixar minha peça íntima e logo fazer uma leve masturbação.

Nossos lábios se tocam, e logo senti minha perna esquerda se levantar. Seu membro era muito grande, na qual me fez soltar um gemido de dor super alto. 

Hyundai- Quer que eu pare, amor..? - Digo ofegante.

Jin- Não.. Por favor, continue. - Mordo meus lábios.

Suas mãos vão até minha cintura e as aperta com força, enquanto ele colocava todo seu membro em mim, se movimentando aos poucos. Arranho seu peito, no qual já estava se acumulando um pouco de suor naquela região. 

Troco Jin de posição, deixando ele de costas para mim, colocando novamente meu pênis em seu anûs, e indo com um pouco mais de rapidez. Seguros seus pulsos na cama, mordendo cada parte de seu pescoço.

Senti meu corpo todo fever a cada toque, beijo e mordidas em meu pescoço. Meu corpo pedia por mais e mais a cada segundo que se passava.

Jin- Aaahw.. -Solto um gemido de prazer.-

Hyundai- Geme meu gatinho, geme pro seu lobo. - Aumento a velocidade da penetração.

Jin- H-Hyun, eu vou gozar.. - Me seguro no travesseiro.

Não demorou muito para que eu despejasse meu esperma no lençol da cama. O maior apenas me vira de frente e me faz sentar em seu colo, me fazendo kikar fortemente e arrancar mais e mais gemidos.

Hyundai- I-isso.. -tombo minha cabeça para trás.-

Jin- Que gostoso, amor.. -Beijo seus lábios.-

Em questões de segundos eu despejo todo meu líquido dentro de Jin, lhe arrancando um gemido super alto e abafado. Sua cabeça caí sobre meu ombro, no qual faço um carinho.

Hyundai- Foi melhor do que eu havia imaginado. - Beijo a bochecha dele.

Jin- Isso.. Foi muito bom, melhor ainda por ter sido com você. - Beijo seus lábios.

Me deito na cama, por cima do mesmo. Minha língua dava espaço em sua boca, sentindo nossa saliva se misturar. 

[...]

No dia seguinte Hyundai levanta bem cedo e toma um banho. Ele vai até uma lanchonete próxima e trás algumas coisas para o café da manhã.

Hyundai- Ei. Amor, acorde seu dorminhoco.

Jin- Ah mãe, só mais cinco minutos.. - Ronco baixo.-

Hyundai- Eu agora tenho peitos e não sei. - Olhando dentro da camiseta.- Levanta, você precisa se lavar e comer algo.

Jin- Que horas são? - Me levanto e coço os olhos.

Hyundai- São 09:23 da manhã. Temos que ir logo para estrada, se não vamos pegar trânsito.

Jin- Certo, me dá 13 minutos, vou me levar.

O mesmo abre um sorriso para mim e sai do quarto, indo até a recepção, na qual tinha alguns livros de mitologia grega. [...]

Logo saio do quarto e vou em direção a ele com um pedaço de bolo em mãos. 

Jin- Vamos amor, estou pronto! -Sorrio-.

Hyundai- Simbora, bebê. - Pego em sua mão e vou em direção a saída.

Taehyung on

Guarda: Aí você, pode sair. Seu advogado pagou sua fiança.

Tae: Finalmente, demorou muito. - Saio da cela.

Advogado: Desculpe a demora, senhor. Mas o delegado não queria ceder o suborno.

Tae: Fale baixo, ninguém pode saber seu idiota. Me tira daqui.

Advogado: Sim, senhor. Aonde quer ir?

Tae: Em casa, depois quero ir no hospital. Ainda não acredito que Jennie sofreu um acidente de propósito.

Advogado: Acontece senhor, é normal hoje em dia.

Tae: Não.. Nesse angu tem caroço, meu querido. Vamos logo, não vou descansar até descobrir o que ouve.

J-Hope on

J-Hope: Ain.. Minha barriga ainda dói. Que azar, namoral. - Gemo de dor.

Suga entra no quarto e eu me surpreendo.

J-Hope: S-suga. Por favor, chegue mais perto..

Suga- O que você quer? - O olho com desprezo.

J-Hope: Eu posso explicar tudinho, por favor, deixe-me falar.

Suga- Tá, fala ai. - Faço uma expressão séria.

J-Hope- Eu precisava de dinheiro, para te dá uma vida boa. Eu realmente te amo muito, Suga. Então vi uma boa oportunidade em Tae. - Seguro sua mão.

Suga- Você me dá nojo, Hope. -Puxo minha mão. - Eis o ser humano mais desprezível do mundo. Como pode fazer isso e ainda diz que foi por amor.

J- Hope: Suga, me entenda por favor.

Suga- Não, Hope. Você nesse exato momento, morreu pra mim. Nunca mais, me procure. Tenho nojo de ti, te odeio, miserável.

Saio do quarto e ao estar ao lado de fora, sinto minhas lágrimas descerem pelo rosto. Tinha que ser firme e forte naquele momento. Era necessário fazer aquilo, eu não merecia chorar por quem nunca me amou de verdade.

Nunca mais irei chorar por alguém, nunca mais.


Continua...


Notas Finais


BOYPOWE, SUGA!
U.U

KKKK


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...