História Amor a primeira vista - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Momoland
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Nancy, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 11
Palavras 1.250
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), LGBT, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Os dois lados da moeda


Taehyung on

Tae: Bom, é o seguinte homens: Vocês irão atacar esse garoto aqui da foto. Quero ele capturado e no meu galpão em três dias.

Todos concordaram com a cabeça.

Tae: Perfeito. Minha vingança irá começar, e todos vão se arrepender por favor parte dessa história.

Hyundai On.

Estava numa loja de joalheria, escolhendo a aliança mais bonito para pedir Jin em namoro. Queria que fosse algo especial que ele realmente gostasse.

Hyundai: Quero aquele ali. Isso, mas que beleza. -Avaliando o artefato.- Agora é só preparar o momento especial.

Seokjin On.

Que nervoso em minha barriga, aquela empresa do Hyundai era tão espaçosa e fina. Me senti pequeno no meio de tanta gente refinada naquele ambiente.

Já com meu cartão de passe, me dirijo em direção a sala que foi deixada para mim. Quase reviro os olhos a o vê-la. Era esplendorosa, muito bem arrumada e tinha uma foto de nós (eu e Hyundai), no dia que fomos nosso encontro no porto.

Soltei uma risada ao lembrar desse que o Kook quase morreu de tanto tomar álcool.

Jin: Uh, o que é isso? -Vejo uma caixinha sobre a mesa.-

Hyundai: Queria que fosse num momento especial, mas vejo que já descobriu. -Entro na sala um pouco apresado, mas sorrio.-

Jin: O que é isso, amor? - Abro a caxinha e meu queixo caí.- 

Hyundai: Quer namorar comigo, Seokjin? -Me ajoelho.-

Jin: Sim, eu quero sim! -Pulo em cima do mesmo.-

Kook On.

A Aghata me fazia ensaiar o dia inteiro, quando eu não trabalhava, ela queria que nossa apresentação de dança fosse PERFEITA. Minha coluna doía e meus pés já estavam inchados de tantos passos da coreografia.

Kook: Aí amor, trégua, por favor. Eu não aguento mais. -Me jogo no sofá.-

Aghata: Não dá desse jeito, seu preguiçoso! - Falo num tom sério.-

Kook: -Pula ela pela braço, se fazendo chocar contra meu colo.- Sou o preguiçoso que você ama.

Aghata: -Reviro os olhos-. Tá.. 

Kook: Dá um beijinho, vai. -Seguro seu rosto.-

Aghata: Besta. -Sorrio e o beijo.

Min Yoong - Suga On

Tomo um café quente com Nancy, ela era uma boa amiga para mim. Conheci ela depois que o Jin partiu, me faria bem fazer novas amizades, seria até bom pra mim e realmente está sendo.

Nancy: Nossa Suga, sua história parece até uma fic. -Rio-.

Suga: Eu estou arrasado com tudo isso, o pior de tudo foi que agora sim, eu consigo notar o meu amor por Seokjin.

Nancy: -Abaixo a cabeça.- Ah.

Suga: Mas agora já é tarde de mais, ele já refez sua vida com outra pessoa.

Nancy: Oh.. Bom, era o justo, ele não te esperaria para sempre, Suga. Acho que você deveria fazer o mesmo, segui em frente.

Suga: Não quero mais amar, meu coração tá destroçado. Meu ex noivi era namorado de um cara que quase matou ele no altar.

Nancy: Para! Ahh.. Se você ficar remoendo o passado, só vai piorar.

Suga: Então o que eu devo fazer? - A olho triste.-

Nancy: Humm.. -Pensando-.

Suga era tão fofo, eu torcia para um dia ele vira Bissexual. Adoria está ao seu lado e ser sua namorada. Seu idiota, nunca notou os sinais que sempre te dou.

Kim N.(RM): Desculpe o atraso, meu carro quebrou na estrada. -se sentando na cadeira.-

Suga: Nancy, esse é o Kim, um novo amigo meu. Kim, essa é Nancy.

Nancy: Oi.. -Sorrio pequeno.-

Kim N.(RM): O-oi. -Rio-

Kim Nanjoom (RM) ON.

Ao bater meu carro no poste, eu caminhava pela calçada até ver alguém gritar. Confesso que fiquei com um pé atrás, não sabia o que podia ser.

Logo que cheguei me deparo com um jovem, no qual chorava muito e rasgava suas vestes. Me aproximo e estendo meu guarda-chuva, e o ajudo a levantar.

Então o pergunto porque estava daquele jeito e ele diz com todos os detalhes o que havia acontecido, e me assusto. Aquilo era horrível.

Kim N.(RM): Bom, já fizeram os pedidos? 

Nancy: Ainda não, mas podemos fazer agora. Certo Suga? Suga?

Suga: Ah, o quê? 

Kim N.(RM): Acorda cara, você tá viajando na maionese.

Suga: Desculpe, estava pensando. Podem pedi aí.

Nancy: Se quiser podemos te levar em casa, Suga.

Suga: Não. Vamos ficar aqui e comer algo.

Kim N.(RM): Ok.. -abro o cardápio.-

Seokjin On.

Jin: Aí, esse anel é tão lindo, meu amor.

Hyundai: Achei a sua cara, aí trouxe. É realmente lindo, mas você é mil vezes melhor. -Fico entre suas pernas.-

Jin: Que nada, você que é melhor. -O beijo.-

Secretaria: Senhor, os in-... -Vejo ambos se beijarem.- Desculpe, não sabia que estava ocupado.

Hyundai: Bater antes de entrar sempre é bom, sabia?

Secretaria: D-des-desculpa, senhor. Não irá mais ocorre. -Abaixo a cabeça.-

Jin: Tá tudo bem, acontece. Pode deixar os papéis em cima da mesa. Obrigado.

E é isso que ela faz, deixa e saí do ambiente com muita vergonha. Não fazia idéia que Hyun era gay, e ainda mais namorava com seu assistente pessoal. 

Hyundai: Precisa ser firme com seus funcionários, assim eles te respeitaram.

Jin: Então deveria ser firme comigo e ficar me namorando em local de trabalho. -Mordo os lábios.-

Hyundai: Firme é? -Aperto sua cintura.- Dê que modo, uh?

Jin: -Sorrio.- Bobo. -Selo nossos lábios novamente.-

Taehyung On.

Atravesso o parque e caminho em direção ao cemitério, indo até o túmulo de Jennie. Apenas me agacho e respiro fundo.

Tae: Jennie.. Irmãzinha. Eu sinto muito por não conseguir te proteger. Nossa, vivemos tanto tempo juntos e agora.. Você se foi e me deixou. Ah, minha cabeça tá com mil pensamentos, sinto falta do seu chá de erva doce. Será que um dia tdo isso vai acabar? Eu vou viver feliz com alguém que me ame?

Abaixo minha cabeça e sinto algumas lágrimas rolando por meu rosto. Me apoio na lápide e a olho mais uma vez.

Tae: De onde estiver, me ajude. Me diga o que fazer, porque eu já não tenho mais chão.. 

Me levanto e deixo um buquê de rosas brancas com girassóis. 

Flashback On.

Jennie: Meu deus, Tae. Você queimou o frango de novo! -Fico brava.-

Tae: Desculpe, eu falei que não sei cozinhar! -Cruzo os braços.-

Jennie: Aí, aí Tae! Um dia você vai formar uma família e terá que saber cozinhar.

Tae: Mas pra quê? Você vai tá lá, né? -A olho.-

Jennie: Não, Tae. Será sua família, você terá que viver ela sem mim.

Tae: Mas.. Você é minha família, minha irmã mais velha. -A abraço.- 

Jennie: Seu queimador de frango. -Sorrio e o abraço.-

Flashback Off.

Tae: Jennie..

Um dos meus capangas chega até mim e diz que o garoto desejado já estava capturado. Pronto para o interrogatório do mesmo. 

Seco minhas lágrimas que havia no rosto e concordo com a cabeça, indo em direção ao carro e dando partida até o galpão.

Min Yoong - Suga On.

Nancy: Aí eu disse: "SOLTA O MEU DOLLYINHO, SEU DOIDO." -Rio-.

Kim N.(RM): -Risos-. Ei Suga, no que tanto pensa?

Suga: Em algumas coisas, não se preocupe. Se não se importam, eu vou para casa.

Nancy: Eu te levo! -Salto da cadeira.-

Suga: Quero ficar sozinho, desculpe. -deixo dinheiro da conta sobre a mesa e saio.-

Nancy: Suga..

Kim N.(RM): Bom, você quer que eu te leve pra casa?

Nancy: Pode ser.. -Digo cabisbaixa.-

Taehyung ON.

Caminho na direção do indivíduo sentado e amarrado na cadeira. Logo tiro seu capuz.

Tae: Orra, orra. Olá, Sr.Hong.


Continua...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...