História Amor a primeira vista - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Momoland
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Nancy, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 10
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), LGBT, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Apurando os fatos


Anteriormente...

Tae: Orra, orra. Olá, Sr.Hong.



Hong tinha um caso com Jennie, ele poderia saber exatamente quem a matou ou pelo menos me dá uma pista.

Hong: Que tipo de brincadeira é essa, Tae? - O encaro.

Tae: Seja bonzinho, Hong. Quero fazer somente algumas perguntas.

Hong: Diz logo. -Falo num sério.-

Tae: Eu achei muito estranho a Jennie ter viajado depois de ver você e olha que coisa, ela morreu em seguida. Me diga Hong, você matou Jennie?

Hong: Você é idiota ou o quê? Eu amava ela, mais do que você. Jamais faria algo para lhe prejudicar.

Tae: Então porque ela viajou?! -Grito.- Eu juro que te mato, se ter sido você.

Hong: Eu não sei de nada, talvez um tal de Suga saiba de algo.

Tae: Suga.. O ex noivo do J-Hope? Humm..

Hong: É, ele mesmo. Esse garoto estava falando uma vez com a Jennie no telefone, mas não sei se era ele. Isso é um palpite.

Tae: Quero o celular da Jennie, aonde está? -O encaro.-

Hong: Eu não sei, não sei. Deve está com a polícia, sei lá. - Encaro de volta.

Com apenas um olhar, um dos meus capangas sabe realmente o que fazer. Eles vão revirar o mundo atrás de Suga, preciso acha-lo. Preciso!

Seokjin ON

Jin: Amor, aonde está me levando a essa hora? - Observo o carro em movimento.-

Hyundai: É uma surpresa especial, calma.

[...]

Depois de alguns minutos em carro, finalmente chegamos a uma cabana no alto das montanhas. Era bem simples, porém arrumadinha. 

Hyundai me puxa para dentro, fechando a porta ao entrar.

Hyundai: Espero que goste, amor. -Abraço ele por trás.-

Jin: Eu adorei, é lindo. -Me viro de frente e o beijo.- Você é maravilhoso sabia.

Hyundai: Mas que você? Impossível amor. -O pego e lhe jogo no sofá, ficando por cima.-

Jin: -Rio-. Seu danado, você tá excitado.. 

Hyundai: Tudo culpa sua. -Faço bico-. Que da um jeitinho nisso?

Jin: Com certeza sim. -Mordo meus lábios e rasgo suas roupas.-

Min Yoong - Suga.

Caminho lentamente pelas calçadas, perdido em meus pensamentos até chegar na porta de casa de minha mãe. Estranho ver a porta aberta e logo entro lá.

A casa se encontrava totalmente revirada. Entro em desespero e clamo por minha mãe.

Suga: Mãe! Cadê você? Mãe! 

Voz distante: Socorro...

Suga: Mãe! -Corro até o segundo andar.- Mãe, te achei.

Cuidado!

Algo acerta minha cabeça em cheio, me desmaiando no exato momento.

[...]

Ambos se encontravam nús no sofá, enquanto observava a lareira. Jin estava deitado sobre o peito de Hyun e o maior fazia um carinho nele.

Jin: Você já teve outros relacionamentos sérios, amor? -Digo baixinho.-

Hyundai: Alguns, mas não deram muito certo.

Jin: Por quê? Eles não eram tão gostosos como eu? -Rio sarcástico.-

Hyundai: Convencido. -Rio e o beijo lentamente.- Eles apenas.. queriam ficar comigo por causa de fama e dinheiro.

Jin: Nossa. Que povo ruim. Eu sempre corri atrás dos meus objetivos, pra não depender dr ninguém.

Hyundai: E isso que mais admiro em você, amor. -Aperto contra meu peito.

Jin: Eu te amo, amo muito. -Selo nossos lábios,  em seguida faço um carinho em seu rosto.

O mesmo era um verdadeiro Príncipe, sempre fazia de tudo para me ver feliz e satisfeito. Eu me sentia tão completo e feliz só de estar em seus braços. Realmente era perfeito.

Taehyung ON 

Tae: Então você é o famoso Suga? Que coisa não. Estava preste a se casar com um canalha.

Suga: Aí minha cabeça.. Aonde estou..-Digo meio tonto.-

Tae: Eu quero saber sobre a Jennie, você foi o ultimo vê-la, né?

Suga: Como você sabe da Jennie, caso eu saiba ela não tem família.

Tae: QUEM DISSE! EU SOU A ÚNICA FAMÍLIA QUE ELA TINHA. 

Suga: ... -Fico nervoso.

Tae: Suga, me diga exatamente o que aconteceu, por favor.. eu preciso saber..

Suga: Pelo o que eu me lembre.. A Jennie havia mandado algumas mensagens para mim, me perguntando se eu conhecia algum tipo de "Taehyung". Eu disse que tinha visto um tal documento com o J-Hope, aonde tinha esse nome.

Começo a explicar detalhadamente a ele toda a história, do começo até o final. 

Tae: Ela não tinha inimigos, caso eu saiba. E como foi esse acidente?

Suga: Ela estava vindo na minha direção atravessando a rua, quando um carro pegou ela em cheio.

Tae: Jennie.. -Me viro de costas e abaixo a cabeça.- Eu não entendo, alguém fez isso..

Suga: Aí o J-Hope aparece no hospital e -..

Tae: J-Hope estava lá também?

Suga: Ele apareceu bem depois no hospital, dizendo que cuidaria do enterro dela.

Tae: J-Hope..! -Saio furioso e vou em direção ao hospital.-. 

Suga: Ei! Me solta aqui, eu tô com sede.. -Fico triste.-

[...]

Jin: Aí.. -Sinto um aperto forte no peito.- 

Hyundai: Amor, o que ouve, você tá bem? -O seguro.-

Jin: Eu estou bem, foi só um mau pressentimento, só isso. -Respiro fundo .-. Vou me deitar, já já me sinto bem, tá.

Hyundai: Tudo bem, amor. -Vejo ele ir para o quarto.-

J-Hope ON.

J-Hope: Aí sabe, eu sou um cara de boa vida, entende?

Enfermeira: Uau. -Me assusto ao ver as luzes se apagarem.- Irei verificar.

Ao sair do quarto, vejo alguém entrar bem devagar. Me assusto ao ver Tae.

J-Hope: Por favor. Não me machuque, por favor...- Faço cara de medo.

Tae: Quem matou a Jennie, Hope? Diga-me e eu prometo te deixar com seu pênis. - Mostro uma faca.-

J-Hope: E-eu não sei, eu juro. Eu não sei! - Grito e vejo ele por a faca no meu pescoço.

J-Hope: É sério, eu juro que não sei de nada, eu juro! 

Tae: Eu não acredito eNsom você, então fale a verdade, agora! 

J-Hope: TÁ BOM, FUI EU, EU A ATROPELEI.

Não podia acreditar que o Hope estava dizendo. Ele seria capaz de tirar a vida de alguém por causa de um plano idiota.

Tae: C-como.. Porque? - Meus olhos enchem d'agua.- Eu vou matar você!

Avanço para cima do mesmo, furando seus braços e cortando sua face. Os guardas escutam um grito de socorro e correm em direção ao quarto, me tirando de lá e chamando a polícia.

Os médicos entram no quarto e tentam reanimar o mesmo.

[...]

Suga: Socorro! Alguém me tira daqui, por favor! -Grito.- Ninguém vai me ouvir aqui..

Um guarda que passava pela porta e brutalmente atacado com uma barra de ferro. Fico tentando ver em estava ali.

Me surpreendo ao ver quem era. 

Kim N.(RM): E aí, Suga. 

Nancy: Oi! -Sorrio.-


Continua....




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...