1. Spirit Fanfics >
  2. Amor and Revenge - Imagine Xiumin EXO >
  3. Meu amor se transformou em ódio

História Amor and Revenge - Imagine Xiumin EXO - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


A capa linda que eu ganhei, obg princesa Isa ❤❤

Obrigada a todos os comentários positivos, boa leitura 😍😍

Capítulo 2 - Meu amor se transformou em ódio


Fanfic / Fanfiction Amor and Revenge - Imagine Xiumin EXO - Capítulo 2 - Meu amor se transformou em ódio

Fiquei esperando o Xiumin sair do quarto para eu trocar os lençóis de sua cama, depois de uns 20 minutos ele saiu...

- Terminou? Perguntei

- Você não está vendo? Ele me olhou feio e saiu

- Que ignorância... Falei

Entrei em seu quarto e fui arrumar...

NARRAÇÃO XIUMIN

Eu não entendia como a S/N podia estar trabalhando de empregada na minha casa, a família dela era rica então uma merda muito grande tinha acontecido para de patricinha ela ter virado empregada, e eu tirar aproveito disso...

- Pronto, de banho tomado... Falei

Minha mãe estava sentada no sofá, sentei ao seu lado...

- Filho eu te amo tanto, finalmente você está em casa...

- Eu também te amo... Beijei suas mãos... Mãe quem é a empregada nova? Eu não conhecia...

- Seu nome é S/N, ela começou a trabalhar aqui hoje, Akemi pediu, ela me disse que a família da S/N está passando por dificuldades, que pena...

- Vai ver é castigo, ela deve merecer o que está acontecendo...

- Você a conhece meu bem?

- Não mãe, mas pessoas ruins existem, e o castigo vem...

Ela me olhou desconfiada...

- Eu estava com tanta saudade... Deitei em seu colo

- Eu também meu amor...

Ela ficou alisando meus cabelos...

(...)

NARRAÇÃO S/N

Akemi e eu preparávamos a mesa para o almoço, Xiumin estava escorada em uma das paredes me olhando, aquele homem me olhava tão fixamente que até a minha alma ele deveria está vendo...

- Xiumin... Uma menina entrou e o abraçou

- Como você está linda irmãzinha... Ele a abraçou

- Senti muito a sua falta, me sinto mais protegida com você aqui...

- Agora eu estou de volta para te proteger... Ele beijou seu rosto... Agora vai tomar banho para almoçarmos...

Ela consentiu e saiu...

- S/N me ajuda a pegar as coisas... Akemi falou

- Tá...

Voltei para a cozinha com ela...

- Depois que nós os servirmos podemos almoçar... Akemi falou

- Eu nem estou com muita fome, já comi o suficiente no café da manhã...

- Mas você já fez muita coisa, já gastou muitas calorias tem que se alimentar...

- Minha mãe não gosta quando eu como muito... Falei

- Não é sua mãe quem está aqui trabalhando, vamos terminar de por a mesa...

(...)

Todos estavam comendo, fui para cozinha com a Akemi almoçar, tinha um rapaz sentado...

- Oi Kyungsoo...

- Oi Akemi, eu vim almoçar... Ele me olhou... Quem é ela?

- Essa é a S/N, vai começar a trabalhar aqui...

- Seja bem vinda, me chamo Kyungsoo mas o meu nome é muito grande, então pode me chamar de Kyung ou Soo...

- Tudo bem Soo... Falei

Ele sorriu...

- Ele é o motorista da família, e as vezes ajuda no jardim... Akemi falou

- S/N se você precisar molhar sua flor é só me dizer... D.O falou

- Toma vergonha... Akemi deu um tapa em sua cabeça

- Aigoo Akemi, estou falando das flores dela...

- Eu não tenho jardim... Sorri sem graça

Ele me olhou sorrindo...

- Vamos comer... Akemi falou

Os dois se serviram, eu só peguei uma maçã para comer...

- S/N come a comida, você tem que se alimentar... Akemi

- Eu não estou com fome... Falei

- Mentira... Akemi me serviu e me entregou a tigelinha de arroz

- Eu não costumo comer arroz, na verdade eu não como massa, vou ficar só com a salada...

- Tem certeza?

- Tenho... Coloquei um pouco da salada no prato e comecei a comer

- Querida qual o problema? Akemi me olhou

- Não tem problema, eu só não como muito...

- Já eu como igual um leão... D.O falou de boca cheia

Sorri, alguém nos chamou na sala onde os patrões estavam comendo...

- Eu vou... Levantei e fui até eles... Pois não?

- Eu derramei uma pouco de vinho aqui no chão, limpa... Xiumin falou

- Já volto...

Fui na cozinha pegar um pano e voltei, limpei onde ele tinha derramado o vinho...

- Pronto... Falei

- Ainda tem ali naquele cantinho... Ele apontou

Passei o pano novamente...

- Mais alguma coisa senhor? O olhei

- Se eu quiser, eu peço, agora sai...

- Você ficou insuportável... Falei e sai

NARRAÇÃO XIUMIN

- Filho o que foi isso? Porque você foi tão grosso com a menina? Meu pai perguntou

- Ela mereceu, é uma incompetente...

- Você não costuma fazer isso com ninguém, e nenhuma mulher merece ser tratada dessa forma, não trate essa moça dessa forma outra vez... Meu pai falou

- Ela disse que o Xiumin ficou insuportável, então ela a conhecia... Mina falou

- Eu não a conhecia, nunca a vi... Falei

Olhei para o Suho e o Kai que estavam em silêncio...

- Já passou, vamos falar de outras coisas... Minha mãe falou

(...)

Depois do almoço fui para o jardim conversar com o Suho e o Kai...

- O que aconteceu com a S/N? Porque ela está trabalhando de empregada? Kai perguntou

- Não sei e não me importo, mas ela vai se arrepender de trabalhar aqui... Falei

- Vai se vingar dela pelo o que aconteceu?

- É óbvio Suho, vocês sabem o quanto eu sofri por causa dela, e agora que estou por cima ela vai me pagar...

- Só não entendo porque ela virou empregada, a família dela não é rica? Kai perguntou

- Bem feito pra ela, tomara que esteja na miséria, eu odeio tanto essa garota, mais tanto...

- Cuidado, amor e ódio andam juntos... Suho falou

- Mas no caso do Xiumin é amor e vingança... Kai falou

- Temos que voltar para empresa, toma cuidado com o que você vai fazer... Suho falou

- Relaxa, só vou maltrata-la um pouco... Falei

Eles sorriram a saíram, fui para a cozinha, a S/N estava lá terminando de lavar a louça, fiquei ao seu lado...

- Precisa de algo? Ela perguntou

- Lava a louça de novo, está mal lavada...

- Não está, eu lavei direito...

- Estou mandando você lavar, lava de novo ou te demito sua empregadinha...

Ela me olhou com raiva, sentei na cadeira a olhando, ela começou a lavar tudo de novo, o celular dela tocou, como estava ao meu lado olhei quem estava ligando, era o Baekhyun, ela olhou para o celular...

- Você está em horário de serviço, nada de atender o celular... Falei

- Pode ser importante... Ela falou

- Quem disse que eu ligo? Termina logo de lavar isso...

(...)

- Finalmente terminei... Ela espreguiçou

- Tenho mais algumas coisas para você fazer... Falei

- Me deixa descansar um pouco...

- Você é paga para trabalhar e não para descansar, me acompanha...

Fui para o meu quarto e ela veio atrás...

- Eu quero que você tire minhas roupas das minhas malas e as arrume dentro do closet...

- Mais alguma coisa?

- Não, pode começar...

Ela começou arrumar, fiquei sentado na cama olhando...

- Espero que você esteja se divertindo com essa sua vingança ridícula... Ela falou

- Não sei do que você está falando...

- Vai continuar fingindo que não se lembra de mim?

- Não é fingimento, eu não faço ideia de quem você é...

- Mentiroso...

- Não sei porque você está falando tanto, empregados aqui é só para trabalhar, anda logo com isso...

(...)

NARRAÇÃO S/N

Terminei de arrumar as roupas dele...

- Terminei... Falei

- Você demorou tanto, cheguei pensar que você ia terminar só amanhã...

- Sabe Xiumin, espero que você esteja feliz por me humilhar tanto, vou está lá na cozinha, se você precisar da empregadinha aqui e só chamar... Saí do seu quarto

Como não tinha nada para eu fazer fui retornar a ligação do Baek...

- Oi S/N, onde você está?

- História longa Baek, preciso te contar algo que aconteceu, me encontra na praça onde nos encontramos sempre...

- Você voz está estranha, vamos nos ver agora...

- Agora não, as seis, agora preciso ir... Desliguei o celular... Isso parece até um pesadelo...

- Oi... Era a Mina

- Oi, tudo bem? Perguntei

- Tudo, o meu irmão não foi muito legal com você, então toma... Ela me entregou um bombom

- Está tudo bem, não precisa...

- Aceita o bombom, ele é muito gostoso...

- Obrigada, você é muito gentil... Peguei o bombom... Quantos anos você tem?

- 13 anos e você?

- Tenho 24...

- Você é muito bonita S/N...

- Você também é Mina, quer que eu faça um penteado em seus cabelos?

- Você sabe fazer transa boxeadora?

- Sei sim...

- Vamos no meu quarto... Ela segurou minha mão

(...)

- Eu sempre quis ter uma irmã para fazer penteados nela, terminei, olha no espelho... Falei

- Ficou linda S/N, obrigada...

- Não precisa agradecer...

- Você não tem irmã?

- Só tenho um irmão mais velho...

- Que pena...

- De certa forma foi até melhor, ninguém merece ter os pais que eu tenho...

- Seus pais são ruins?

- Digamos que eles nunca souberam como ser pais de verdade...

- Sinto muito S/N...

- Tudo bem...

- Oi, estão fazendo o que? A senhora Kim entrou no quarto

- Olha mamãe a trança que a S/N fez em mim...

- Que linda, obrigada S/N...

- Imagina senhora...

- Eu posso falar com você um instante S/N?

- Claro...

- Vamos conversar lá fora, Mina faz seu dever de casa...

- Tá mamãe...

Fui com a senhora Kim para o jardim...

- S/N vou fazer uma pergunta e quero que você seja sincera...

- Claro...

- De onde você e o meu filho se conhecem?

- Eu te conto com uma condição...

- Qual?

- Depois que eu terminar de falar a senhora não vai me demitir, preciso desse emprego...

- Tem a minha palavra...

- Xiumin e eu éramos colegas de classe, certo dia ele me entregou uma carta de amor e me chamou para sair, mas como eu sou muito otária o humilhei por causa se seu peso, então ele saiu da escola e nunca mais eu o vi, bom, até começar a trabalhar aqui...

- Então é você a garota que o fez ficar tão mal, meu filho sofreu tanto, ele pediu para ir embora do país, fez faculdade por lá mesmo, depois se alistou direto no exército, fiquei anos sem ver o meu filho...

- Sinto muito, como eu disse, sou muito otária...

- Tenho que concordar S/N...

- Vai me demitir?

- Não, te dei a minha palavra, só não volte a fazer o meu filho sofrer...

- Eu não vou, é ele quem está se vingando de mim...

- Espero que vocês se resolvam, minha casa não é campo de guerra...

- Sim senhora...

Ela saiu...

(...)

Quando deu meu horário peguei minha bolsa para ir embora, Xiumin estava prestes a entrar no carro, corri até ele...

- Xiumin espera... Falei

- Para você é Minseok, senhor Minseok...

- Quero te pedir desculpas...

- Não tem problema, mas da próxima me chama de senhor Minseok...

- Não te pedi desculpas por isso, pedi desculpas pelo o que eu fiz com você no passado, eu te esperei na escola no dia seguinte para te pedir desculpas, mas você não apareceu e eu não sabia onde te encontrar...

- E você acha que depois de oito anos, quatro meses, dois dias, sete horas, dez minutos e trinta e cinco segundos eu vou te desculpar só porque você me pediu desculpas?

- Nossa... Arregalei os olhos

- Você não deveria me pedir desculpa, e sim perdão...

- Então me perdoa...

- Não, nunca vou te perdoar, eu te amava de verdade, falei com toda sinceridade do meu coração e você me humilhou na frente de todos, só porque eu era gordo...

- Não é bem assim...

- Escuta sua empregadinha, eu vou tornar sua vida um inferno dentro dessa casa, então se você não quer sofrer é melhor pedir demissão e sumir da minha vida...

- Não posso pedir demissão, preciso do trabalho...

- Então se prepara para sofrer, não vou ter pena de você S/N, quero te ver sofrendo e chorando todos os dias, pois é isso que você merece...

- Me odeia tanto assim?

- Todo o amor que eu sentia por você se transformou em ódio, para de falar com tanta intimidade com o seu patrão, some da minha frente...

- Como quiser... Andei um pouco para frente e o olhei... Você pode não acreditar, mas eu sofri muito com tudo que aconteceu...

- Você tem razão, eu não acredito, seu horário já terminou, sai da minha casa, já está sendo muito ruim ter que te ver aqui...

Não falei mais nada, só arrumei a minha bolsa e saí, eu tinha que me encontrar com o Baek e falar o que tinha acontecido, Xiumin passou por mim no carro a toda velocidade, por pouco não me atropelou...

- SEU IDIOTA! Gritei


Notas Finais


Já estou até com dó dela, e vocês também vão ficar quando souber de tudo... ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...