História Amor Anonimato - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags J-hope, Mensagem, Romance, Taehyung, Vhope
Visualizações 102
Palavras 761
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 32 - Goodbye.


Fanfic / Fanfiction Amor Anonimato - Capítulo 32 - Goodbye.

"– O vôo sai daqui a dez minutos!" – A frase pôde ser ouvida por todo o aeroporto. 

Taehyung estava de certa forma chateado por ter que ficar longe de seu namorado, mas ao mesmo tempo aliviado, afinal era somente um mês, o que poderia dar errado? E sua mãe, mais feliz impossível.

Taehyung estava sentado em uma das cadeiras do aeroporto, batendo descontroladamente um de seus pés no chão, aquilo era nervosismo do garoto que não pôde se despedir dos amigos. Hoseok disse que eles viriam vê-lo, então o garoto não perde a esperança e espera seus amigos, aflito.

– Tae! – O garoto deu um pulo da cadeira, seu coraçãozinho quase saía pela boca. Assim que viu todos seus quatro amigos, com exceção de Hoseok que não estava lá, ele não pode se conter e seus olhos se encheram de água, seu sorriso logo se formou pelo seu rosto corado.

– A gente não ia te deixar ir embora sem antes nos despedir de você! – Disse Jimin com certa animação em sua voz e abrindo seus braços para abraçar Taehyung. Taehyung se encaixou nos braços de Jimin. – Você vai ficar bem, não é?

–Sim, eu vou. – Taehyung soltou as palavras de sua boca. – Ainda mais com vocês me apoiando. – Taehyung e Jimin se afastaram do abraço, assim TaeTae pôde abraçar todos seus amigos, ele gostava de abraça-los, era uma sensação boa. 

"– O vôo para Nova York sai daqui a cinco minutos." 

– Essa voz é realmente chata. – Taehyung reclamou. – Então... Tchau? – O garoto abaixou sua cabeça. – Eu poderia passar o resto da tarde aqui com vocês, mas eu tenho que ir. Obrigado por todo, por tudo que vocês me fizeram de bom. Algumas coisas a gente finge que nunca aconteceu, não é mesmo?  – Algumas lágrimas rolavam pelo seu rosto vermelho e quente. – Avisem para Hoseok que eu estou muito agradecido por ele ter me cedido essa viagem, infelizmente ele não está aqui. Só avisem-o, por favor. 

– Eu não ia te deixar viajar sem antes me ver.– Tae ouviu a voz de Hoseok, só por ter ouvido já correu e o abraçou forte. Sem dúvidas o abraço dele é o melhor, o mais aconchegante, o mais protetor e o que mais Taehyung amava. Tae não queria mais larga-lo, poderia ficar para sempre nos braços de seu companheiro. – Eu amo você, tá? Saiba que eu nunca vou te deixar, quando você voltar eu estarei aqui nesse mesmo lugar esperando por você. – Hoseok continuava dizendo, o mesmo não pôde conter as lágrimas e deixou-as cair. Ele apertava seu amado cada vez mais forte, não queria deixar ele ir embora. O sentimento de arrependimento bateu, mas o garoto queria ver o amor da sua vida bem, ele não podia ir com ele, tinha seus problemas para resolver na Coréia. Ele quer que tudo esteja preparado para a chegada de seu maior, quer toda segurança para quando ele voltar, então teria que ficar para resolver esses e mais problemas. 

"– O vôo para Nova York sai daqui a dois minutos." 

– Tchau, Taehyung. – Os dois finalmente se desgrudaram. 

– Não, Hoseok. – O garoto dizia atrapalhado, por causa do choro e do seu nervosismo. – Por favor, venha comigo. 

– Eu não posso. Vai, Taehyung. – Hoseok se afastava do garoto com muita dor no peito, ele queria tirar ele de lá e leva-lo para sua casa.

– Taehyung, vá. Ele vai  ficar bem e você também. – Dizia Jin, que também não conteu suas lágrimas ao ver seu amigo partindo. 

Taehyung não tinha escolha, correu até seu amado e selou os lábios dos dois rapidamente e correu em direção ao avião. Cada passo corrido era um pedaço de seu coração quebrado. Taehyung sabia que seus amigos estariam lá quando ele chegasse, mas ele queria estar é perto deles, principalmente de Hoseok.

(...)

Assim que Tae entrou no avião e se acomodou, toda sua adolescencia passou diante de seus olhos. Tudo o que ele viveu durante esses anos, seus amigos, sua depressão, seu sofrimento. Ele colocou em sua cabeça que aquilo faria bem a ele, algo que ele deveria ter feito desde o começo e não agora. 

Ele sentirá falta de Jung Hoseok, com certeza. Mal viajou e não vê a hora de voltar para Coréia, voltar para os braços dele protetores dele. 

O avião decolou e Tae pôde sentir um frio percorrendo sua barriga e apertou a mão de sua mãe que estava ao seu lado, com um sorriso de orelha a orelha. 

Era muito tempo de viagem, claro, Estados Unidos era do outro lado do mundo, bem distânte da Coréia. No final, isso tudo valerá a pena.



Notas Finais


Repitam comigo: NÃO É O ÚLTIMO CAPÍTULO KKK anda tem mais um.
sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...