História Amor bandido - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Park Hae-jin
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Hae-Jin
Tags Jungkook
Visualizações 2
Palavras 1.822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii meu amores 💕 bora ler.

Capítulo 3 - Protegendo ou enfeitiçando?


Fanfic / Fanfiction Amor bandido - Capítulo 3 - Protegendo ou enfeitiçando?

P.s on Scayla 

A ida pra casa foi um saco,park não parava de falar e isso já estava me irritando,paramos no sinal e começou a chover,que ótimo,em um relance vi uma pessoa escondida atrás de uma marquise,por causa da chuva não pude ver direito mais ele me olhava sem parar,fiquei curiosa,até ter uma sensação de que conhecia aquele casaco,e eu realmente conhecia,na noite em que meus pais morreram,eu vi um homem com o mesmo casaco e capus,abri a porta pegando minha arma e correndo em direção a pessoa,escutei os gritos de park e logo o carro acelerando,o homem corria muito,e eu realmente queria alcança-lo 

Passei por cima de algumas caixas que ele derrubou pra me parar,mais só parei quando um carro freio em cima de mim,senti meu corpo colidir com o Chão molhado,mais mesmo assim eu via ele correndo,me levantei com pressa,correndo muito rápido,peguei minha arma que estava escondida e dei um tiro fazendo ele cair,ele tentou se levantar mais eu fui mais rápida,chutei sua barriga fazendo-o ficar sem ar.

Segurei o mesmo pelo colarinho,olhando no fundo dos seus olhos.

Scayla: foi vc? Não foi? 

Xxx: não sei doque está falando

Soquei o rosto dele é o mesmo cuspia sangue

Scayla: fala desgraçado​,você que matou meus pais? 

Park:Scay!!!!

Escutei os passos do park correr até me alcançar

Xxx: HAHAHAHA Vc acha mesmo que foi eu?se fosse eu,não estaria aqui,fui mandado pra cuidar de você.

Scayla:quem mandou vc? Me fala filho da puta

Xxx: quem vc acha? A pessoa que matou os infelizes dos seus pais. 

Meu sangue ferveu ao ouvir as palavras daquele sujo,saquei a arma dando um tiro em sua perna, fazendo o mesmo se contorcer de dor.

Xxx:sua vagabunda,vc vai morrer igual seus pais. Vc será a próxima,aguarde. 

Escutei um tiro ensurdecedor,quando dei por mim o cara já estava deitado no chão,park havia dado um tiro certeiro em sua cabeça,minhas mãos tremiam eu estava com raiva, nojo,descarreguei minha arma naquele verme que pulava a cada tiro em seu corpo quente no chão. 

Senti as mãos de park me segurarem,eu estava fora de mim. Nada mais conseguiria me tirar desse estado,eu queria encontrar​ o filho da puta que matou minha família,e agr descubro que ele quer me matar. 

Park: shiiiii meu amor,olha pra mim. Ele jamais vai fazer algo com​ vc,eu prometo. 

Scayla: eu vou matar ele. 

Park: nós vamos encontrá-lo. 

(...) 

P.s on park 

Ponhei Scay pra dormir,ela estava em choque,ela está a procura desse desgraçado a vida toda dela, e só agora ele quer matar ela? Isso só pode ser brincadeira.

Peguei um copo de whisky tomando em um gole,escutei alguns barulhos vindo da parte de cima,peguei minha arma indo em direção aos quartos.

Abri a porta lentamente e vi que a Scay revirava uns papéis,seus olhos se encontraram com os meus,em um misto de ajuda e desespero.

Park: hey,oque ta fazendo em pé? Volta pra cama meu amor.

Scay: eu tenho que achar ele park,eu tenho que arrancar seu coração. Eu tenho que matar ele.

Park: calma,calma...olha pra mim.

Segurei seus braços com força,fazendo a mesma me olhar seria. Ela tinha um olhar perdido,e eu odiava ver ela assim,puxei pra um abraço. 

Park: eu juro que vamos encontrá-lo. 

Escutei seus soluços por horas até ela dormir,já era tarde então dormi ali mesmo junto a ela.

No outro dia. 

P.s on Scayla 

Acordei com uma puta dor de cabeça,me levantei e park já não estava mais ali. Fui fazer minhas higienes,hj teria um longo dia. E tenho que buscar meu carro na casa do Playboy Jungkook ainda. 

Scay: aaaaaaigoooo

(...) 

Peguei um táxi e fui até a mansão dos jeon's,bati algumas vezes até ser atendida por um senhor de cara fechada,revirei os olhos pela grosseria do mesmo. 

Cheguei em meu carro,abri a porta e escutei alguém me chamar.

JK: bom dia,flor do dia. Chegou bem em casa? 

Scay: melhor impossível. 

Dei um sorriso falso,hoje não seria um bom dia pra ficar aturando esse canalha. Entrei no carro e o mesmo bateu no vidro. Respirei fundo abrindo e dando de cara com aquele sorriso que me deixou babando 

JK: vamos dar uma volta? 

Scay: acho que não,tenho muita coisa pra fazer,que tal mais tarde?

JK: não rola, é agora ou nunca. 

Escutei meu celular apitar,olhei no visor e lá tinha uma mensagem

Bom dia Scay, espero respostas da missão. Caso não obtenha sucesso,passo sua missão pra anjel,bjos querida

_patrão. 

Respirei fundo vendo que nem a sorte conspira a meu favor ,olhei para jungkook que me encarava seriamente.

Scay: entra aí. 

JK: não quer ir no meu carro? 

Scay: não,dessa vez é vc quem vai de carona. 

Pisquei pro mesmo que deu um sorriso malicioso,logo entrando. 

(...) depois de virar quase a cidade inteira,e passar o dia todo conversando com Jungkook,vi que Já era 17:30pm e eu estava morrendo de fome.

Scay: to morrendo de fome,vamos comer algo.

JK: vamos,que tal no restaurante de um amigo meu? Lá tem as melhores massas de Seul. 

Scay: sério? Eu amo massas.

JK: eu tbm amo!!! 

Ele me olhou como se tivesse saído de outro mundo. E eu dei uma gargalhada que fez ele rir junto.

JK: eu amo quando vc ri assim. 

Scay: ama? Vc Nunca me viu rir.

JK: ouvi a manhã toda. Já é o suficiente pra mim amar.

Ficamos nos encarando até eu sair do transe.

Eu senti algo estranho,minha barriga estava estranha,como se tivesse borboletas nela.

Scayla: hummm. É.... Então quer ir dirigindo?

JK: claro. 

Passei por cima dele e o mesmo parou a centímetros do meu rosto,era agora ou nunca,eu teria que seduzir ele logo. Juntei nossos lábios pedindo passagem e o mesmo cedeu,nossas línguas travavam uma guerra,e eu sentia o gosto doce que ele continha. Senti suas mãos grandes e quentes percorrer meu corpo até chegar em minha cintura,parei o beijo por falta de ar. Encarei ele por alguns segundos e sorri. 

JK: eu estava esperando por esse beijo dês do primeiro minuto em que te conheci.

Senti minha barriga gelar novamente,meu rosto corou brutalmente. Cortei o clima imediatamente.

Scayla: acho melhor nós irmos.

JK: aaah claro.

Ele passou pro banco do motorista passando o sinto e dando partida no carro.

Passou alguns minutos e chegamos,desci do carro e senti como se estivéssemos sendo observados,olhei para todos os lados e não vi ninguém suspeito. Entrei e sentei.

Xxx: oque vai pedir?

JK: o de sempre. E vc Scay? 

Scay: é...um bife mal passado e um macarrão a bolonhesa​.

Xxx: algo pra beber? 

JK: duas cocas.

Xxx: mais alguma coisa?

A garçonete passou as mãos nos ombros de Jungkook que a encarou maliciosamente.

Scay: talvez o jeon queira sua periquita,mais só depois. Pode ir.

Vi que Jungkook arregalou os olhos e a garçonete ficou toda envergonhada,ela saiu sem dizer nada e o mesmo ficou me encarando

Scay: vc tem que aprender que quando sai com uma garota,não pode flertar com outra ao mesmo tempo.

JK: mais eu não estava flertando,ela que tava se jogando pra cima de mim.

Scay: aaah eu vi que ela quase fez você comer os peitos dela.

JK: não se compara à você.

Voltei a olhar pra ele,e mais uma vez minha barriga gelou. Minha garganta secou,e eu senti algo estranho. 

(...) Depois de comermos conversamos mais um pouco e realmente ele não era como eu achei que era. Talvez ele seja um mulherengo,mais de resto ele é um cara legal,na ida até o Estacionamento senti que estávamos sendo seguidos,olhei pra trás e dois caras estavam atrás de nós,segurei a mão do Jungkook que já tinha percebido.

JK: calma. Finja que não notou.

Scay: eu tô calma 

Senti Jungkook entrelaçar nossas mãos e me puxar cada vez mais forte. Os caras notaram nossa pressa e se apressaram. 

Xxx: parem aí agora ou eu atiro

JK: corre.

Senti Jungkook me puxar e começarmos a correr. Escutei tiros passarem ao nosso lado até chegar no meu carro. Me joguei do lado do carro e Jungkook se escorou no mesmo 

JK: AAAAH droga.

Escutei Jungkook reclamar,ao olhar pra ele vi sua camiseta manchada de sangue. Ele foi atingindo

Peguei minha arma logo atirando em direção aos caras que se esconderam atrás dos pilares.

JK: da onde vc tirou essa arma.

Fique sem resposta na hora,eu tinha que pensar em algo.

Scay: defesa pessoal. 

Mais alguns tiros acertaram meu carro,eu já estava brava,mirei e acertei na perna de um e no peito do outro,corri até ele que se arrastava pra pegar a arma. 

Scay: opa. Seu dia de sorte,ou azar?

Jungkook se aproximou pegando a arma do cara apontando pra ele. Segurei o mesmo pela camisa e encarei. 

Xxx: quer dizer que o playboy achou uma namorada bandida? 

Minha barriga gelou,ele me conhecia. FODEU 

JK: talvez sim,talvez não. Mais quem vai matar vc vai ser eu,se não me falar pq quer me matar?

Xxx: todos querem te matar. 

Dei uma risada lembrando da minha missão. Mais logo me recompus pela cara que Jungkook fez.

Scay: oque? Vc deve ter pegado muitas mulheres comprometidas,não é mesmo?

JK: fica quieta. Fala quem mandou você seu verme.

Xxx: logo vc saberá. Aproveite enquanto pode,pq agora vou comer sua mãe no inferno.

Vi que os olhos de jeon congelaram ao ouvir aquilo,não pensei duas vezes e atirei na cabeça do cara fazendo ele cair igual presunto no chão.

JK: pq fez isso? O problema era cmg,eu poderia matar ele.

Scay: poderia mais não matou. Agr vamos antes que a polícia chegue.

JK: tá com medo da polícia? 

Eu já estava indo em direção ao carro. Mais parei voltando a olhar pra ele que segurava a arma e tapando o ferimento.

Scay: eu não tenho medo de ninguém.

JK: eu sei. Sei tudo sobre vc.

Scay: vc não sabe de nada.

JK: sei que mandaram vc me matar. Pq não mata logo? Pq me defendeu? 

Scay: Jungkook,por favor.

JK: fala Scayla,pq me defendeu? 

Ele se aproximou de mim,me fazendo ficar nervosa,senti sua respiração tão perto a ponto de ficar fora de mim.

JK: vc sente alguma coisa por mim. Eu sei. 

Senti seus lábios quentes nos meus me fazendo ficar fora de ar. Parei o beijo olhando em seus olhos

Scay: vamos por favor.

JK : vamos.

(...) 

Cheguei em casa com Jungkook sangrando muito,park estava na sala e se levantou vendo o Jungkook cmg.

Scay: vai ficar parado ou vai ajudar? 

Park pegou o mesmo e deitou Jungkook no sofá.

(...)

Depois de fazer os curativos vi que a bala pegou de raspão.

JK: tá tudo bem,pode parar de passar esse negócio ardido aí.

Scay: é pra não infeccionar.

JK: acho que vc tá gostando de me ver sem camisa.

Apertei seu machucado fazendo ele reclamar de dor.

Park: Scay,posso falar com vc? 

Scay: tá,já volto Jungkook. Bebe isso aqui. 

Dei um copo com água e fui atrás do park.

Park: oque ele está fazendo aqui? 

Scay: tentaram matar nós.

Park: não. Tentaram matar ele. Pq não deixou ?

Scay: atiraram em nós dois. Não era só ele park.

Park: e por que vc não matou ele ainda? Já era pra ele tá em baixo da terra Scayla. Vc ajudou ele, porque fez isso? 

Scay: ele já sabe sobre mim.

Park: oque? Como assim? 

Scay: não sei. Mais ele sabe que fui contratada pra matar ele.

Park: e pq não mata logo agr que ele sabe? 

Scay: não posso

Park: porque? 

Olhei com os olhos cheios de lágrimas pra ele,e o mesmo me olhou com ódio.

Park: vc se apaixonou por ele? 

Continua....






Notas Finais


Oooooooh meu Deus ela se apaixonou?
Até o próximo capítulo 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...