História Amor Cego... - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias The 100
Personagens Anya, Bellamy Blake, Clarke Griffin, Costia, Dra. Abigail "Abby" Griffin, Echo, Emori, Indra, Jasper Jordan, John Murphy, Lexa, Lincoln, Marcus Kane, Maya Vie, Octavia Blake, Raven Reyes, Roan
Tags Clexa
Visualizações 336
Palavras 1.002
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Survival, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem espero que gostem.
Desculpem qualquer erro. Minha cabeça esta me mantando.

Capítulo 27 - Echo Parte 2


Echo Parte 2

Nesse momento mais homens aparecem, um deles vira Clarke revira seus bolsos, depois com um par de algemas prende os pulsos de Clarke, vem em minha direção e faz o mesmo, ele me leva para a saída de funcionário sou colocada dentro de um furgão, dois homens arrastavam Clarke, a jogam dentro do furgão se nenhum cuidado, Lexa com raiva diz:

_ Cuidado. Seus brutos.

Eles riem e vão embora, Lexa se aproxima e com todo cuidado faz com que a cabeça de Clarke ficasse apoiada em suas cochas, o medo corria o coração de Lexa nesse momento.

O furgão começa andar, Lexa sente que tudo agora estava perdido, para onde elas estavam sendo levadas, será que Ziva conseguiria encontrar elas a tempo de qualquer coisa acontecessem com elas.

Clarke ainda estava inconsciente, ela também tinha perdido os óculos escuros, foi nesse momento que Lexa pode ver de verdade o rosto de Clarke, na última vez foi muito rápido. O rosto de Clarke mantinha um pouco as características da época da escola, mas, a mudança maior era as pequenas cicatrizes em redor de seus olhos, Lexa força a memória e tenta se lembrar da cor dos olhos de Clarke, com um pouco de esforço ela consegue.

Ela sorri ao lembrar-se era de um azul bem marcante, foi o que Costia sempre dizia.

Clarke começa despertar, ela começa abrir os olhos, nesse momento Lexa fica um pouco tensa, pois sabia que a jovem não gostava que vissem seus olhos, mas, para sua surpresa ela diz:

_ Você está bem?!

_ Sim. E você? – pergunta Lexa.

Clarke nesse momento mesmo ainda um pouco tonta, consegue sentar-se ela toca onde Echo tinha acertado a coronhada, ela sente o corte nas pontas dos dedos, havia sangue, Clarke suspira e diz:

_ Vou ficar, por quanto tempo eu fiquei apagada?!

_ Uns quarenta minutos eu acho. Foi tudo muito rápido.

Nesse momento Lexa sem perceber começa a chorar, ela não queria, mas, o medo tomou conta de uma vez. Ela achava que estaria fazendo papel de fraca perante Clarke, mas, não conseguiu conter as lagrimas.

Clarke ao ouvir o choro de Lexa, sem pensar se aproxima, toca o corpo de Lexa para saber onde ela estava, depois ela levanta os braços com as algemas e abraça Lexa e diz:

_ Ei! Via dar tudo certo ok. Estou aqui não vou deixar nada acontecer com você.

Lexa fica surpresa com atitude de Clarke não esperava essa sua atitude, mas, sente-se segura ao sentir o calor do corpo de novo. Depois do incidente do banheiro elas nunca mais se tocaram desse jeito.

Ela sente-se segura nos braços da agente. Elas ficam assim por todo o percurso, Clarke sabia que esse contato era perigoso para si mesma estar tão próxima de Lexa. Mas, seu pensamento e interrompido no momento que o furgão para, Clarke levanta os braços e sai do abraço. Ela se prepara para o que estar por vir. Então bem seria diz para Lexa.

_ Aconteça o que acontecer em momento algum tente fugir ou agredir alguns deles, não sabemos onde estamos, juro que no momento certo vou tirar você daqui. Não sei como, mas, vou.

Lexa não sabe como Clarke faria isso, mas, acreditou em suas palavras. A porta do furgão se abre dois homens se aproximam e um deles diz:

_ E melhor vocês colaborarem. Ou vamos usar da força!

Clarke respira funda e diz:

_ Nós vamos colaborar ok. Somente preciso de ajudar para sair, Lexa pode me ajudar certo.

Os dois se olham então o que tinha falado antes diz:

_ Sim. Ela pode, mas, não tem nada agente estou com uma arma apontada para senhorita Woods.

Lexa nesse momento fica com medo e diz:

_ Ele está dizendo a verdade Clarke!

_ Ok! Eu não vou fazer nada, não sei se você percebeu eu sou cega, o que poderia fazer afinal.

Nesse momento Echo entra no galpão e diz:

_ Não acredite nela. Clarke tem seus truques.

Clarke sente quando Echo fica na sua frente, Echo sorri e diz:

_ Temos tantos assuntos para conversar Clarke, mas, isso pode esperar, primeiro tenho que falar com a senhorita Woods aqui, preciso que ela entre em contato com os pais dela, acho que podemos ter um pequeno resgate a ser pago.

Clarke com raiva diz:

_ Não ouse tocar nela. Senão eu juro!!

Echo sorri e diz:

_ Jura o que?

Echo faz sinal e um dos homens puxa Clarke pelos pés a fazendo cair fora do furgão, Clarke foi pega de surpresa, ela sente o impacto do cimento frio, mas, antes que possa se preparar Echo a chuta nas costas, sem aviso, depois chuta seu estomago, Clarke somente tenta proteger seus órgãos principais, Lexa estava chorando, mas, diz chorando muito.

_ Para! Por favor. Ela não pode se defender de você!!

Echo para depois de acertar mais, alguns chutes, dois homens fazem Clarke de joelho, Echo a segura pelos cabelos e diz:

_ Pena que você e cega, queria ver o medo em seus olhos, somente isso, mas, vamos ter nosso tempo juntas Clarke, pode esperar levem ela para cela, depois venham se encontrar comigo na sala de controle entenderam.

Os homens acenam. Eles arrastam Clarke, ela não tinha forças para andar. Echo vai para perto de Lexa e diz:

_ Bem acho que agora temos muito o que discutir senhorita Woods.

Ela pega Lexa pelo braço com força, depois a leva para uma sala com alguns equipamentos de comunicação, Lexa não estava entendendo nada, mas, nesse momento entram na sala Nia e Roan. Ao ver os dois Lexa com raiva diz:

_ Eu vou matar vocês dois.

Ela tenta ir até eles, mas, Echo não deixa e diz:

_ Sente-se ou vou agir do mesmo jeito que fiz com Clarke, tenho certeza que você não irá conseguir aguentar como ela, afinal você e somente uma menina mimada certa.

Quando ela termina de falar Lexa sente o deboche em suas palavras.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Até segunda


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...