História Amor com gosto de sangue. - Capítulo 105


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Rosé
Tags Bangtan Boys (BTS), Jikook
Visualizações 34
Palavras 2.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heeeeey volteeeei

Capítulo 105 - Rivalry Jimin vs Sun-Woo.


Fanfic / Fanfiction Amor com gosto de sangue. - Capítulo 105 - Rivalry Jimin vs Sun-Woo.

Jeon Jungkook 

Por mais que eu já tivesse ido ao psicólogo nessa semana, ele pediu que eu fosse de novo para refazer os horários por conta do seus compromissos e dessa vez o Jimin não ia ir e era só coisa rápida também.

Tae-hyung: Nam-joon por que você sempre demora tanto em? Caramba, não estamos indo pra Disney ou pra Europa.-reclama mais uma vez de sua demora e eu ri pequeno e ele fala metido:

Nam-joon: Tae-Hyung eu tenho que ficar bonito sempre, não importa o lugar e também quem sabe eu conheca gente nova? É sempre bom estar apresentável!

Jungkook: você não está namorando o Jin?

Nam-joon: hã... To, mas ele é um caso a parte, sabe, conhecer pessoas novas pode sem de amigos e tals.- diz nervoso.-e além do mais, eu amo o Jin e ele vai sabe que pode confiar em mim.

Tae-hyung: Bom, esperamos que seja mesmo por que se não você vai ser esganado, queimado, torrado, picado, assado e enterrado pelo Jin.- fala na tentativa de assusta-lo um pouco e ele engole em seco e diz:

Nam-joon: Não, ele me ama. Ele não faria isso?

Jungkook: é justamente por ele te amar que você tem que ser fiel a ele Nam, as pessoas não são capachos pra sempre e quando se da conta você ta chorando e ele feliz em outros cantos.

Nam-joon:Ou, profundo. Ah quer saber vamos, já perdemos tarde demais e eu quero jogar videogame com o Jungkook.

Tae-hyung: ta, então vamos.- entramos no carro e fomos em direção ao psicólogo, porém no caminho havia um engarrafamento e Nam-joon dita reclamando:

Nam-joon: ah não cara, vai demorar o dia inteiro. Não podemos hipnotizar todo mundo e ir? Eu quero jogar e vai lancar as 5 em ponto. Eu quero ser o primeiro Kim Tae-Hyung.

Tae-hyung: Nam-joon!.- o repreende.- não liga pra ele Jungkook, o Nam-joon não falou sério nesse lance de hipnotizar. Não é Nam?

Nam-joon: é, é.- fala emburrado e encostando a cabeça na vidraça da janela do carro e eu apenas dei de ombros aquela conversa toda e Tae diz pegando o celular do bolso.

Tae-hyung: ah cara, ta sem sinal, droga.

Horas depois.

O engarrafamento foi longo e durante o periodo eu tive muitas lembranças com o Jimin, ao chegarmos no psicólogo o escritório ta fechado:

Nam-joon: ai ta vendo? A gente perdeu um dia inteiro por nada e eu perdi o meu jogo. Que raiva!.- Nam-joon sendo o Nam-joon. Enfim. Tae olha pro celular e fala:

Tae-hyung: perai gente eu vou ali atender e ja volto.-fala indo pra uma área afastada, deixando o Nam e eu que logo diz:

Nam-joon: fica aqui Jungkook, eu já volto.- ambos me deixaram sozinhos e eu fiquei encostado no carro com a brisa do vendo tocando levemente em meu rosto e o horizonte calmo, até que eu sinto uma movimentação estranha e estava em uma das plantas do lado de fora do escritório. Eu vou em passinho lento pra não assustar,o que foi em vão, pois o coelho que tinha saido dali correndo e eu fui atras dele me afastando totalmente do lugar.

Corri um tempo dali e percebi que o animalzinho havia desaparecido, até conseguir ver ele comendo uma cenoura no meio da rua e eu dou um passo pra ir atrás dele, mas o barulho da roda de um carro em rolamento apressado e com tal velocidade, mas ignorei e quando dei por mim um carro em muito velocidade exagerada iria me acertar de cheio e apenas fechei o olho com medo do impacto que iria me causar, mas foi ao contrário, senti braços fortes me puxarem para fora do local e meu coração lutar rapido contra meu peito. Ao abrir os olhos, a aparência de um rapaz desconhecido de rosto jovem e pele morena e um pouco clara com os olhos e cabelos castanhados eu pergunto:

Jungkook: o que aconteceu?

Xxx: você iria virar picadinho se eu não tirasse você no meio da rua. O que te deu pra ficar parado? Queria se matar?

Jungkook: Não eu fui atrás do coelhinho apenas e...-paro de falar quando já não sinto meu pingente não está mais no meu pescoço.- Não, não, não. Cadê?

Xxx: o que ta procurando?

Jungkook: o meu pingente, eu acho que ele caiu.- falo procurando desesperadamente pela rua e ele falou com ele na mão:

Xxx: é esse daqui?.-abri um sorriso aliviado e de tal agradecimento e lhe digo:

Jungkook: é sim, obrigado!.- coloco no meu pescoço.

Xxx: mas... O que um garoto veio fazer por essas bandas? Não é um lugar muito seguro como pode ver.

Jungkook: Não, eu sei. É que eu vim ao psicólogo junto com meus amigos e ai eu vi um coelho e vim atrás dele.

Xxx: hum...Você quer ajuda para ir pra casa?

Jungkook: Não, eu lembro o caminho. 

Xxx: bom, pelo menos você não vai embora sem me dizer o seu nome não é? Eu não tenho bola de cristal pra saber o nome do cara que eu salvei.

Jungkook: Bem, nem eu tenho pra saber o nome da pesso que praticamente salvou a minha vida.

Xxx: concordo. Então vamos fazer o seguinte, você me diz o seu nome primeiro e eu digo o meu. Fechado?.-ele estende a mão e eu seguro na mesma o cumprimentando:

Jungkook: eu sou Jeon Jungkook, mas pode apenas me chamar de Jungkook.

Xxx: eu sou o Sun-Woo e pode me chamar de Hyung. Eu pareço ser mais velho que você.

Jungkook: como sabe? Você não sabe quantos anos eu tenho, sabe?

Xxx: você tem cara de 16 anos.

Jungkook: na verdade eu tenho 18 anos.

Xxx: viu? Ainda sou mais velhor!

Jungkook: ah é? E quantos anos você tem?

Xxx: 234 anos. Sabe. Eu sou um vampiro.- não aguentei e ri, ele era bem engraçadoe falo:

Jungkook: ah é? Um vampiro? Ta fala sua idade real, não vou acreditar que você é um vampiro. Isso não existe!

Sun-Woo: to falando sério! Sou um vampiro.

Jungkook: ah é? E porque ainda não me mordeu?

Sun-Woo: sei lá, te achei bonitinho. E pessoas que eu acho bonitas não devem ser morta. Entende?

Jungkook: eu não mais especial que ninguém, e muito menos sou idiota pra cair nessa de vampiro de sei lá quantos séculos.

Sun-Woo: Se insiste. Eu tenho 24.

Jungkook: você parece que mais tem 29.

Sun-Woo: ei, pensei que falaria que eu tenho uns 5 anos de idade, mas ta me chamando de velho? Me ofendi agora.- trocamos sorrisos compartilhados e eu falo:

Jungkook: Bem, eu tenho que ir! Meus amigos devem estar me procurando. Tchau.- eu ia sair mais ele me chama arrancando minha atenção:

Sun-Woo: ei.

Jungkook:hum?

Sun-Woo: quer que eu te leve ao médico ou compre algo pra você na farmácia?.- direciono meu olhar onde o dele olha e tinha um raspão de sangue no meu tornozelo.

Jungkook: ah não obrigado, estou bem. Bom, tchau e obrigado de novo por ter salvo minha vida e ter achado meu pingente.

Sun-Woo: é de alguém importante pra você?.- aperto ele entre o pingente me lembrando novamente do Jimin e falo:

Jungkook: sim, muito! Bom, tchau.- me despedi dele e voltei para onde os garotos estavam e Tae perguntou preocupado:

Tae-Hyung: Ai Jungkook, onde é que você estava? Tava quase chamando a policia!

Lig. Park Jimin: polícia? por que chamaria a policia?

Tae-hyung: Não é nada foi engano, tchau!-desliga o telefone prestando atenção em mim.

Jungkook: é que pensei em ter visto algo e sai.Desculpa não te-lo avisado.

Tae-hyung: e ta machucado assim por que?

Jungkook: é que eu quase fui atropelado por um carro e eu um garoto me salvou e em meio disso eu devo ter ralado ele.

Nam-joon: que garoto?

Jungkook: um que...- Tae me interrompe e diz:

Tae-Hyung: ta, ta isso não importa, temos que ir!.- entramos no carro e voltamos pra casa sem nenhum engarrafamento.

Park Jimin 

Uma semana se passou, eu e Jungkook nos afastamos um pouco. O pouco que falamos é pra dar bom dia e tals. Enfim. Mesmo sentindo falta dele, eu acho que esteja melhor assim.

Jiwon: e ai maninho? Onde ta seu boyfriend?.- diz entrando na cozinha com uma maçã vermelha na mão e eu falo:

Jimin: o que te interessa?

Jiwon: ai, calma, eu estava falando numa boa. Não precisa agredir! Que coisa.

Jimin: Jiwon. Você nunca fala "numa boa". E se quer saber, eu não to afim de descutir com você hoje.- falo bebendo um pouco do suco e ele diz:

Jiwon: é só não brigar, só não ser você por alguns segundos.

Jimin: eu acho que isso é mais a sua praia.- falo me levantando pra sair e ele se pronúncia:

Jiwon: ta, mas...- antes que ele pudesse continuar, Jin entra com o celular na mão e diz:

Jin: Jimin é o Tae-Hyung no telefone.- estranhei. Porque ele ligaria?

Jimin: ue o que ele quer?.- pego o celular da mão do Jin e o levo para meu ouvido.- Alô? Oi Tae-Hyung, o que foi?

Lig. Kim Tae-hyung: O Jungkook ele... Ai Jungkook onde você estava? Tava quase chamando a polícia!

*Polícia?*

Jimin: polícia? Por que chamaria a polícia?

Lig. Kim Tae-Hyung: Não é nada foi engano, tchau!- desliga sem eu entender nada.

Jin: o que aconteceu?

Jimin: sei lá, bem, Jin! Eu vou sair um pouco, o Jiwon já ta me irritando.

Jiwon: mas quase não te fiz nada!

Jimin: e é essa a tolerância que eu tenho de você pra subir pelo menos 75% minha raiva, agora imagine pra chegar no 100%

Jiwon: matando seu namorado?!

Jimin: você ta pedindo, não tá? Olha quem procura, acha!.- digo em um tom ameaçador e saio dali no mesmo instante.

Vou caminhando com os meus pensamentos a voar com tudo com que anda me acontecendo por esses últimas dias desde que conheci Jungkook e tenho que falar, minha cabeça anda mais bagunçada que qualquer outra coisa. Penso e com o meu azar, esbarro em um irritante vampiro cujo o nome era Sun-Woo que fala:

Sun-Woo: Olha, senhor Park Jimin por aqui. Que surpresa. Anda desaparecido, por que? Eu soube que o Jiwon ta na cidade é verdade, estou certo?

Jimin: Bem no meu bolso é que ele não vive 24 horas por dia não é?

Sun-Woo: hum... Quanto mau humor! O que foi? Matou mais algumas pessoinhas?

Jimin: não mais to considerando matar uma agora.

Sun-Woo: mesmo que quisesse, não conseguiria!

Jimin: então tenta pra ver.- o enfrento e ele diz debochado, como sempre:

Sun-Woo: ei, para tá? Hoje eu to muito bem com a vida e você não vai estraga-la, ta?

Jimin: hum... O que deve ter acontecido? Ah já sei, você deve ter arrancado e estripado seus novos amiguinhos humanos, não é?.-digo irônico e ele fala:

Sun-Woo: Não, foi algo muito além disso, ou melhor, alguém.

Jimin: ai ai não... Sun-Woo se apaixonou? Quem é o azarento da vez? Hum... deixa eu ver... Ah já sei! Deve ser alguém hipnotizaso. So pode.

Sun-Woo: engraçadinho você, mas ao contrário do que pensa, eu não hipnotizei ele. Eu salvei a vida dele.

Jimin: ah então quer dizer que é ele? Hum...Nunca soube sobre suas escolhas em Sun-Woo, quer saber, eu acho que você deve querer estar se reinventando, não é? Claro, só pode! Você tem uma personalidade vazia.

Sun-Woo: você me julgando? Soube do seu novo "namorado" por ai, sabe, esses pássaros fofoqueiros.

Jimin: o meu namorado não é da sua conta.

Sun-Woo: e o cara que eu gosto não é da sua!

Jimin: ah faça me um favor né Sun-Woo, você não gosta nem de si mesmo imagine de outras pessoas. Principalmente desse "vampiro".

Sun-Woo: humano!

Jimin: o que?

Sun-Woo: o cara que eu conheci ele é um humano!

Jimin: ai que fofo, você se apaixonando por um humano? Te enfeitiçaram Sun-Woo?

Sun-Woo: vai bancando o engraçado que eu mato o seu "namorado" em segundos e você sabe que não é brincadeira.- sua ameaça deixou meu sangue fervendo, como ele ousa ameaçar o Jungkook?

Jimin: Olha aqui, se encostar nele, eu mato você!

Sun-Woo: Nossa, to tremendo de medo.

Jimin: acontece que eu tenho uma arma que você não tem.- sorrio vitorioso.- e tem mais, encoste no garoto que eu gosto que o seu "garoto especial" ficará sabendo e te odiará pra sempre.

Sun-Woo: eu hipnotizo ele.

Jimin: ah é? Esqueci que você vive de migalhas, pelo menos com quem estou não é de pura "migalhas". Que pena em Sun-Woo, que pena. Agora tchau que eu tenho mais o que fazer.

Continua...



Notas Finais


Quem leu valeu quem não leu brigadeu.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...