1. Spirit Fanfics >
  2. Amor contra o Ódio >
  3. Capítulo 65

História Amor contra o Ódio - Capítulo 66


Escrita por:


Notas do Autor


Hey!! Demorei mas voltei. Devo avisar que esse capítulo é CHATO!! Mas essencial, irei dar um grande avanço no tempo nos próximos capítulos, e estou apenas dando um desfecho para as pontas soltas que deixei de acordo com os capítulos.

Espero que não odeiem, e que aguarde a próxima atualização.

Boa leitura xoxo

Capítulo 66 - Capítulo 65


POV Vitória

_ A decoração mudou bastante, mamãe surtou de novo? - Perguntei rindo e Robert me acompanhou acenando um "sim".

_ Posso saber do que os bonitinhos estão rindo? - Minha mãe parou no topo da escada e rapidamente Robert parou de rir, se comportando como uma digníssimo "empregado".

_ Da decoração, soube que você surtou - falei como quem não quer nada e minha mãe me olhou boquiaberta.

_ Como ousa? Me abandona e depois vem judiar de mim, oh céus, o que foi que te fiz? - Melodramatica como sempre colocou a mão na testa jogando a cabeça pra trás. Emily atrás de mim nem se mexia.

_ Para de graça, madame. Estou aqui, agora diga-me o que tu queres- Falei o mais cordial possível, eu sabia que ela odiava. Não deu outra, fez uma carranca e eu comecei a rir.

_ Oras, eu quero conhecer a minha nora, não aguento mais só ver foto e vídeo. Emily, querida. O que faz escondida aí? Venha até aqui - Emily a olhou assustada mas foi até ela. Minha mãe a olhou de cima a baixo, sorriu e a abraçou.

_ É um prazer finalmente conhecê -la, senhora Megan - Emily falou se desfazendo do abraço.

_ Vitória nunca quer me apresentar as namoradas, isso é ridículo. Emily, fico feliz que tenha vindo. Estou radiante. Vamos, venham comer alguma coisa - Minha mãe foi andando e puxando Emily. Acabaram engatando em um assunto e ficaram.

_ Pensei que tivesse acontecido algo, vim o mais rápido que pude - Comentei com Robert e ele sorriu.

_ Conhece sua mãe quando ela quer algo, né? Então nem deveria reclamar -Falou indo atrás das outras, logo o acompanhei.

~~~~~~

POV Lexa

_ Então eu acho que é isso - Falei e Amanda sorriu pra mim. Amanda era a proprietária da casa que eu estou morando com Clarke.

_ Bom, acredito que sim. Meus melhores momentos foram nesta casa, Lexa. Espero que faça o mesmo. Ela é sua, agora- Ela sorriu e logo a entreguei o dinheiro da última parcela da casa. Eu havia alugado, mas conversei com ela e resolvi comprar de uma vez.

_ Obrigada, Amanda. Eu fico realmente feliz - Nos abraçamos ela assinou o papel que faria a casa ficar em meu nome.

_ Bom, tudo certo. Eu preciso ir agora, boa sorte, Lexa - Desejei o mesmo e e ela se foi.

Não sei o que estou sentindo agora, mas a sensação de liberdade e felicidade finalmente tomou conta de mim e eu dei um salto, peguei minha moto e fui direto pra casa, corri para falar com Clarke mas ela não estava em casa. Um pouco desanimada mandei mensagem mas não obtive resposta. Apenas sentei e a esperei.

~~~~

POV Clarke

_ RAVEN INFERNO, PARA COM ISSO! - Falei pela milésima vez e ela não parava de tagarelar.

_ EU NÃO CONSIGO LIDAR CLARKE, NAO DÁ! EU TENHO RANÇO - Se estávamos falando do Lincoln? Sim, estávamos. Parece que Octavia voltou a ter amizade com ele e isso não agradou muito a Raven.

_ Eles são amigos agora, Rae. Eu tenho certeza que Octavia não faria nada que te magoasse.

_ Eu sei, Clarke. Mas ele provavelmente não pensa assim, eu confio nela, não nele - Ela fez um bico enorme e eu apenas ri.

_ Se você confia tanto nela, confie que ela não vai deixar que ele faça nada do que sua mente cabulosa está pensando. Dê uma chance, Rae. Lincoln é um cara legal - Falei e ela apenas revirou os olhos.

_ "Cara legal" é meu ovo, Clarke. Eu que não vou ser a corna da vez.

_ Corna? Por quê você seria corna? - Um Lincoln acompanhado de Octavia entra pela porta e Raven automaticamente se levanta assustada.

_ Rae, o que esta dizendo ? - Foi a vez de Octavia perguntar.

_ Você e esse... esse... esse "cara legal" - Raven falou em puro sarcasmo e Octavia a olhou sem entender.

_ Olha, Raven. Eu sei que não nos damos bem, mas eu não tenho mais esses olhos pra Octavia, eu sei que ela está feliz ao seu lado e é isso que importa. Eu jamais faria algo que pudesse acabar com isso. Mas se eu for um incômodo eu me afasto, não quero causar nada - Lincoln falou olhando diretamente nos olhos de Raven e ela apenas revirou os olhos.


POV Narrador

Raven o olhou de forma indecifrável, e Octavia percebeu que era sua vez que falar.

_ Rae, senta aí, vai - Ambas se sentaram e Clarke puxou Lincoln para o outro cômodo, ambos engataram em uma conversa aleatória sobre como não se aproximaram antes, dado o fato de Lincoln ser um dos melhores amigos de Lexa.

_ O, eu não tô conseguindo lidar com isso. Vocês praticamente namoraram, eu sei que você sentiu algo por ele - Raven desviou o olhar e Octavia entendeu que aquilo era medo.

_ Amor, olha pra mim - Raven relutante a olhou.

_ Eu sinceramente não sei o que você tem. Mas tudo em mim pede tudo de você. Eu te acho uma idiota, claro. Mas Raven, nenhum sentimento que eu tenha tido por alguém, se compara ao que eu sinto por você nesse momento. Eu tenho certeza que não há no mundo alguém que vá me fazer tão feliz como estou sendo ao seu lado, eu nunca em hipótese alguma iria deixar que algo faça isso correr o risco de acabar. Meu Deus, Raven. Eu te amo! Eu quero que nossa relação seja confortável para nós duas, eu não irei me afastar de Lincoln, mas eu farei tudo de acordo com o seu limite, eu sei que vai ser complicado por um tempo, mas eu te peço que confie em mim e no que eu sinto por você - Octavia disse tudo olhando nos olhos de Raven, a morena quase chorando.

_ Eu confio em você, O. Eu só tenho um medo danado de alguém conseguir roubar você de mim. Eu me sinto insuficiente quando alguém melhor do que eu aparece - Constatou e Octavia sorriu. Não de uma forma debochada, mas sim com carinho. Pôs sua mão no queixo da morena e apenas a beijou. Beijou tentando mostrar toda intensidade que poderia. Todo amor, cuidado e carinho. Todo sentimento que era sentido naquele momento era demonstrado naquele beijo, que, além de calmo e lento, esquentou o coração de Raven.

_ Você não é inferior a ninguém, Raven. E eu prometo te mostrar isso todo dia pelo resto de nossas vidas - De certa forma, aquilo era verdade. O amor que ambas sentiam pela outra era quase palpável. Era um amor onde elas poderia se segurar, pois era um amor sólido. Um amor que não é encontrado em qualquer casal, e é por isso que, Raven e Octavia formam o casal perfeito. Ambas eram a mistura do quente e do frio. Do amor e do ódio, da calmaria e da tempestade.

Raven, prometeu a si mesma que iria fazer de tudo e mais um pouco, para que pudesse amar essa garota da melhor forma possível. Que cuidaria dela e a tornaria a mulher mais feliz do mundo.

Octavia sentiu seu coração pulsar, seu estômago revirar. Ela amava aquela garota como nunca amou ninguém. E faria de tudo para que Raven se sentisse assim também, e que a faria feliz como ela é feliz com Raven.

Sabemos que no fundo, nem tudo são flores. Assim como em um relacionamento, não basta apenas ter amor. Elas sabiam disso, e foi assim que elas selaram suas promessas... ambas iriam confiar, respeitar e cuidar uma da outra.


Notas Finais


Criatividade e emoção zeradas, mas espero que não façam você desistir, prometo que nos próximos eu vou tomar vergonha na cara. Bom, até a próxima, beijinhos, -Autora sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...