História Amor Criminal (Gtop, Zikwon e Namjin) - Capítulo 81


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Block B
Personagens Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), U-Kwon, Zico
Tags Bangtan Boys (BTS), Block B, Gtop, Jin, Menção Chanbeak, Menção Hunho Seho, Namjin, Top, U-kwon, Zico, Zikwon
Visualizações 48
Palavras 1.451
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Último capítulo.....


Boa leitura meus demoninhos 🐝

Capítulo 81 - Capítulo XXXXXXXXI




Entro em casa, estava em completo silêncio, subo as escadas com calma e vou para o meu quarto


Vou até o espelho que tinha e começo a desabotoar minha camisa social, minhas mãos tinham sangue, suspiro só senti mãos sobre as minhas, elas terminam o que eu estava fazendo


Sinto um beijo em minhas costas e sorrio


—Senti falta disso - falo baixo e o vejo tirar minha camisa enquanto deixava beijos em meus ombros e costas


—Senti sua falta também amor - ele diz baixo, me viro e o vejo sorrindo


Acaricio seu rosto delicado com uma mão e com a outra abraço sua cintura


—Você está lindo moreno - falo e seu sorriso aumenta —Me desculpe.... Te sujei de sangue - falo baixo


—Não me importo, amor - ele fala baixo passando seus braços pelo meu pescoço


Finalmente, após três anos o beijo novamente, o beijo era calmo e sem presa, sabíamos que nada iria nos atrapalhar agora


O levo até nossa cama e caio por cima dele, passo minhas mãos pelo seu corpo com calma, beijo seu pescoço


—Ji-ho você tá com sangue, vai tomar banho - ele diz rindo e me parando


—Você disse que não se importava - respondo rindo


—Em mim até que não, mas essa é a cama onde vamos dormir Ji-ho - ele fala e me levanto


—Está bem, tô indo - digo e vou para o banheiro, me apoio na pia e me olho no espelho, respiro fundo e vou tomar um banho rápido




(...)




Procuro por Yukwon e logo o acho no quarto dos gêmeos, eles dormiam calmamente em suas camas


Me aproximo da cama de Jaehyo e beijo sua testa, faço o mesmo com Youjin e vou até Yukwon, o mesmo me abraça forte e eu retribuo com a mesma intensidade


—Sinti tanto sua falta pequeno - falo baixo e beijo o topo da sua cabeça —Vamos dormir


Saímos e fecho a porta do quarto com cuidado, formos até o nosso e ele se deita na cama enquanto fecho a porta e desligo as luzes


Me deito e o puxo para meu peito


Ficamos em silêncio, nada precisava ser dito


Escondo meu rosto em seus cabelos e finalmente deixo minhas lágrimas sairem, abro Yukwon com força, tinha medo que ele fosse embora novamente, Yukwon acariciava meu braço e meu peito, com isso logo adormeço

                



              DIA SEGUINTE




Acordo não sentindo peso em meu peito, me sento rapidamente


Não vejo Yukwon no quarto, me levanto e vou pro banheiro, nada, saio do quarto e o procuro no dos gêmeos, nada também


Sinto meu coração acelerar, desço as escadas com pressa, paro ao ouvir risadas


Vou até a cozinha e vejo Yukwon alimentando os gêmeos, sorrio aliviado com a cena


Youjin comia pedaço de bolo, estava com rosto todo sujinho, me aproximo e beijo sua cabeça, imito o gesto em Jaehyo e beijo Yukwon nos lábios rapidamente


—Você me assustou, achei que tinha ido embora novamente - falo baixo, ele sorri fraco e fica acariciando minha mão


Vejo Jaehyo estendendo suas mãozinhas para mim, o pego no colo e beijo sua bochecha


—Omma 'tau' - Jaehyo diz e Yukwon o olha confuso


—Porque está dizendo tchau pro Omma Jae? - Yukwon pergunta confuso


—Jae e You 'semple' vai 'embola' - Jaehyo diz me olhando, sorri ao entender


—Vamos não vão embora bebê, Omma vai morar com a gente agora, como era para ter sido desde sempre - falo e Yukwon sorri


—Omma 'num' vai 'embola'? - Youjin pergunta


—Não meu amor, não vou mais embora - Yukwon diz abraçando nosso filho mais nossos, sorrio


Yukwon se levanta com Youjin e vem até mim e Jae, nos abraça e beija Jaehyo que ri

                 



               POV'NAMJOON




Sinto um peso a mais no meu peito, escuto rosadas e sorrio abrindo os olhos


Jooheon estava deitado no meu peito do lado de Jin


—Appa - Joo diz ao me ver, ele sorria com suas covinhas, Jooheon era muito fofo sem sombra de dúvidas


—Bom dia meu amor - falo e beijo dia bochecha gordinha, Jooheon ri


Escuto um barulho e vejo Jin com uma polaroid na mão, ele sorria


—Tiou uma foto Jinnie? - pergunto e ele assente


—Trei algumas enquanto você dormia - ele fala sorrindo, se aproxima e dá um selinho em meus lábios —Bom dia amor


—Bom dia princesa - falo


—Appa, Omma 'num' vai 'embola' mais - Joo diz feliz, sorrio com a felicidade dele


—Ele não vai amor? - pergunto e Jooheon nega


—Nammie, estávamos com fome - Jin diz e rio baixo



                POV'AUTORA




Meses se passaram depois do dia que tudo tinha se resolvido, Ji-ho e Namjoon tinham pedido desculpas a Choi, Chanyeol e Sehun


A máfia de Iron e Jimin estavam sobre o poder de Choi, Ji-ho e Namjoon, os dois mais novos tinham voltado a controlar suas máfias, agora estavam bem, muito bem


A três meses, Namjoon e Seokjin tinham se casado, foi luxuoso e perfeito como Seokjin sonhava e desejava, no dia do casamento Seokjin vez uma surpresa para o marido, estava esperando outro bebê, Namjoon ficou tão feliz que quase desmaiou, Joo gostou da ideia de ter um irmãozinho, mas não queria dividir seus brinquedos


A um mês foi a vez de Ji-ho e Yukwon se casarem, foi simples e perfeito na vista de Yukwon, os gêmeos sempre que podiam pediam para dormir com os pais, gostavam de sentir o cheirinho doce de Yukwon e a proteção do pai enquanto dormiam calmamente

Choi e Jiyong estavam bem com os três filhos, Taeyang agora tinha seus oito aninhos, estava tão grande e falante, Dae com seus sete aninhos estava sempre sorrindo e encantando todos. Hoje Seungri completava seus quatro aninhos


A festa era pequena e simples, mas só estava ali quem era da família


Taeyang e Daesung corriam brincando de pega-pega


Youjin e Jaehyo estavam tentando acompanhar os mais velhos


Seungri e Jooheon estavam tentando pegar o bolo do mais velho


Choi teve que os levar até as cadeira que ficavam perto da piscina da casa Choi, Namjoon e Ji-ho estavam ali com o mais velho enquanto Jiyong, Seokjin, Yukwon e Suho estavam conversando e observando os mais velhos brincarem


Kyungsoo estava no colo de Baekhyun que estava ao lado de Sehun, Chanyeol e Kang que observavam todas as crianças brincarem


—Appa, bolo - Seungri pede puxando Choi


Choi suspira, seria falta de quando Seungri era do um bebê


Após um tempo, Choi se levanta e vai, até o bolo, todos se aproximam e começam a cantar parabéns para Seungri que batia oalama sorrindo


Choi estava segurando Seungri no colo ao lado de Jiyong que sorria olhando o filho mais novo, Taeyang e Daesung estavam batendo palmas para o irmãozinho mas pensavam no bolo que iram comer


Após cantarem os parabéns, o bolo é servido, as crianças comeram tanto que logo estavam dormindo em cantos aleatórios da casa


Choi se aproxima do marido e o abraça, ambos observavam os filhos dormindo esparramados no sofá


Chanyeol, Baekhyun, Sehun e Suho estavam na cozinha conversando


Namjoon estava observando Seokjin e Jooheon que brincavam no jardim dos Choi, o mais velho se aproxima e se senta ao lado do marido


—O que foi Nammie? - Jin pergunta sorrindo, Namjoon estava sorrindo enquanto olhava para o marido


—Vendo o quanto meu marido é lindo com nosso filho no coloe esperando o outro  - Namjoon diz e Seokjin cora, abraça Jooheon


—Te amo Nammie, meu amor criminal - Seokjin diz fazendo Namjoon sorrir mais ainda


—Eu te amo mais princesa, você, Joo e nosso bebê - Namjoon diz colocando as mãos na barriga do mais novo


No quarto onde os gêmeos dormiam, Yukwon estava sentado no colo do marido acariciando os cabelos negros do mesmo enquanto observavam os gêmeos esparramados na cama


—Ji-ho, você é o meu amor criminal - Yukwon diz baixo e Ji-ho o olha


—Isso é ruim? - Ji-ho pergunta no mesmo tom


—É ótimo - Yukwon diz e beija o marido com calma —Te amo Ji-ho, muito


—Eu te amo mais pequeno, muito mais - Ji-ho fala e Yukwon sorri entre o beijo oque Ji-ho o deu


Com o passar dos meses, tudo se resolvia mais ainda, os casais estavam felizes e as crianças ainda mais, a barriga de Seokjin crescia e Namjoon se apaixonava ainda mais, Yukwon se divertia quando via Ji-ho ter que se dividir para dar atenção a ele e aos gêmeos, Yukwon não via necessidade de ter outro filho, não agora


Nem parecia que sofrerem tanto, o amor deles foi sim um amor criminal, mas nem Seokjin e nem o Yukwon se arrependem de terem se apaixonado por criminosos


O amor criminal deles tinha sido perfeito






Notas Finais


Espero que tenham gostado da história, desculpe os erros

Ela foi meu bebê, não desistam de mim, logo volto e já estou com projetos de fanfics

Aliás, ao anjinho que me pediu uma fanfic deles ABO, já tenho até a história ♡

Obrigada por terem lido♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...