1. Spirit Fanfics >
  2. Amor de bruxo >
  3. Os nossos maiores medos

História Amor de bruxo - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoas. Bom dia, boa tarde ou boa noite. Bem vindos a mais um capítulo, logo de manhã para animar. Espero que gostem, boa leitura :)

Capítulo 7 - Os nossos maiores medos


Se passaram 3 semanas, eu estava sentado no meu trono folheando um livro, como sempre, não houve mais nenhum assassinato, nós agradecemos. Nada de interesante aconteceu entre mim e Geralt, ele está demasiado acupado com os guardas. Minha leitura é interrompida quando sinti minha pele se arrepiar.

Geralt: O que tens? Tem agido estranho nessas últimas semanas.

Jaskier: Tu que tens agido estranho. Quase não falas comigo, esconde as coisas, pensei que éramos como carne e unha. Eu parei de esconder as coisas de ti, e porque agora tu escondes?

Geralt: Desculpa-me se magoei-te, não era minha intenção. Eu me preocupo contigo, estou trabalhando muito nos seus guardas para eles protegerem seu povo e você melhor.

Me levanto do trono bruscamente e deixo o livro cair no chão.

Jaskier: Eu não preciso de guardas para proteger-me, eu tenho você...E eu não preciso de mais...

Começo a lacrimejar, volto a me sentar no trono e me afundo no assento. Geralt se aproxima e senta nas escadas se costas para mim.

Jaskier: Desculpa-me, eu não queria...

Geralt: Tudo bem, não tens culpa. Eu só preocupo-me contigo, eu não sei o que seria de mim se acontecesse algo contigo.

Me levanto, sento ao seu lado e passeio minha mão em suas costas.

Jaskier: Tas estressado?

Ele concorda e leva as mãos os rosto.

Jaskier: O que os meus guardas estão fazendo-te?

Nós rimos. Encosto minha cabeça em seu ombro.

Geralt: Eles dão muito trabalho. Eles não sabem segurar uma espada, dá para acreditar?

Jaskier: O pior é que dá.

Ele tira minha coroa e apioa sua cabeça na minha.

Jaskier: Sei que parece loucura, mas gostaria de ter uma folga? Por 2 ou 3 dias, ou mais se quiseres.

Geralt: Eu não posso.

Jaskier: Porque não? Tens que está bem para o baile, quero que acompanhe-me.

Geralt: Acho que seu povo não aceitariam um bruxo...

Antes que ele podesse falar qualquer coisa coloco minha mão em sua boca.

Jaskier: Tu falas demais. Não pense no que vão achar, se vão ficar irritados ou não, pense como isso vai ser bom pra ti. Faço-te companhia, se quiseres.

Geralt: Farias isso?

Jaskier: Até os melhores guardiões merecem uma folga.

Ele solta um sorriso fraco. Levanto meu rosto e o encaro, ele coloca uma das suas mãos em minha nuca.

Geralt: O que serias de mim sem ti?

Jaskier: Não sei, diz-me você.

Nós rimos. Ele me puxa para mais perto, mas somos interrompidos pelo o meu trio favorito.

Triss: Puta merda...

Yennefer: Eu falei que deveriamos esperar, mas vocês não escutam-me.

Nós rimos. Ele se levanta, mas antes dele ir pego sua mão.

Jaskier: Pense no que eu disse-te. Vai ser bom para ti.

Geralt: Pensarei, obrigado por preocupar-se.

Jaskier: É o máximo que posso fazer pra deixar o meu guardião bem.

Nós rimos. Ele coloca a coroa em minha cabeça, beija minha testa e sai.

Geralt: Meninas.

Ciri: Oi...

Triss: E aí.

Yennefer: Geralt.

Me levanto, pego o livro do chão e volto a sentar no trono. Elas vem em minha direção e sentam na escada.

Ciri: Desculpa-nos, não era a nossa intenção...

Jaskier: Tudo bem, relaxem. O desejam.

Ciri: Seis que deixastes o baile por minha conta, mas eu queria que tu também participasse.

Yennefer: É muito estranho preparar o baile sem ti.

Jaskier: Tudo bem, o que já têm?

Ciri: Já temos quase tudo preparado. Já temos comida, música, decoração e já mandamos o mensageiro fazer o convite para o povo.

Jaskier: Então porque querem que eu participe se já têm tudo pronto?

Nós rimos.

Triss: Só queriamos que tu soubesse o que esjamos fazendo, porque assim, o baile vai ser no salão do teu castelo.

Yennefer: O Geralt, ele vem?

Jaskier: Ele pretende, mas ele está tendo muito trabalho com os guardas. Mas vou convence-lo de vir.

Ciri: Eu já imagino vocês dançando, ele envolvendo-te em seus braços...

Triss: Puxando-te pela cintura e beijando-te.

Elas riem. Sinto minhas bochechas corarem.

Triss: Antes que eu imagine a cena, vocês ainda não se beijaram, ou já?

Jaskier: Ainda não...

Yennefer: Mas bem que ele queria.

Nós rimos.

Triss: Diz-me, porque ainda não conteceu?

Jaskier: Somos sempre interrompidos, infelizmente.

Yennefer: Vai ter outras oportunidades.

Ciri: Tem certeza que o baile pode ser uma?

Triss: Porque não seria?

Ciri: Porque vão estár na frente de todos, talvez deixe-os envergonhados...

Triss: Ou não. Todos vão está dançando, ninguém vai dar atenção se eles vão se beijar ou não.

Yennefer: Nunca se sabe Triss.

Jaskier: Podem parar de falar do nosso futuro beijo? Esse assunto envergonha-me.

Yennefer, Triss e Ciri: Awnnnn.

Ciri: Vai ser incrível ver vocês beijarem.

Vesemir entra na sala.

Jaskier: Pois não, Vesemir?

Vesemir: Só quero dar um cominicado do senhor Geralt para o rei Jaskier.

Triss me da uma cotovelada na perna.

Jaskier: Prossiga.

Vesemir: Ele pediu para ir ao seu encontro no labirinto do castelo.

Jaskier: Mais algo?

Ele discorda. As meninas olham para mim, sinto minhas bochechas corarem. Me levanto desço as escadas e vou em direção ao labirinto.

Jaskier: Geralt?

Procuro ele por todos os cantos. Até que chegeui no centro do labirinto, onde ele estava sentado na fonte de costas para mim. Me aproximo dele e passo minha mão em seu ombro. Ele olha pra mim de canto de olho.

Geralt: Chegastes aqui rápido. Demorei alguns minutos até achar o centro.

Jaskier: Eu já vim nesse labirinto várias vezes. Sei o caminho até aqui.

Nós rimos. Ele abre espaço ao seu lado, me sento.

Geralt: Eu pensei no que dissestes.

Jaskier: Vais querer os dias de folga?

Geralt: Sim, adoraria ralaxar um pouco.

Jaskier: Ótimo. Falarei com o Vesemir para dar-te folga, e a próxima semana vai ser só para relaxar-te.

Geralt: Uma semana inteira?

Jaskier: Sim. E teves sorte que caiu logo na samana do baile, terás tempo o suficiente para escoler o que vestir.

Nós rimos.

Geralt: Tu vais me ajudar?

Jaskier: Se quiseres.

Geralt: Eu adoraria.

Ele encosta nossas testas e beija a ponta do meu nariz. Suas mãos paseiam pelo meus braços, sinto ele me empurar para dentro na fonte. Ele rir com a situação.

Jaskier: Porque?

Geralt: Por diversão.

Jaskier: Sério? Me jogaste na fonte só por diversão?

Geralt: Sim!

Nós rimos. Ele estende a mão, a pego, o puxo e ele cai na água.

Geralt: Porque?

Jaskier: Vingança.

Me levanto, mas ele me puxa e caio em cima dele. Minha pulsação acelera e minha bochechas coram. Sinto suas mãos em minhas pernas, aproximo meu rosto para mais perto do dele. Uma das suas mãos sobem até minha nuca e afundo seus dedos em meus cabelos.

Geralt: Eu...

 Tu?

Geralt: Nada, esqueça.

Ele solta minha nuca e minha perna. Saio de cima dele e abraço minhas pernas. Ele senta e passa seus dedos em meu rosto.

Jaskier: O que querias dizer-me? Eu quero saber. Porque comessastes a esconder as coisas de mim?

Geralt: Eu não estou escondendo coisas de ti. Não era nada de mais, juro-te.

Jaskier: Tens a certeza? Eu não gosto quando mentes pra mim.

Geralt: Tenho, prometo-te.

Ele se aproxima e me abraça, eu retribuo. Sei que ele queria dizer algo. O que será que se passou em sua cabeça? Nos afastamos, tiro uma mecha do seu rosto.

Geralt: O que as meninas queriam?

Jaskier: Elas foram mostrar-me como está indo a preparação do baile.

Geralt: E como está indo?

Jaskier: Vai ficar bonito. Ciri tem talento para essas coisas.

Geralt: Igual tu para moda.

Nós rimos. Me levanto e saio da fonte.

Geralt: Sua coroa, não esqueça.

Ele joga a coroa em minha direção, a pego e a coloco. Estendo minha minha mão em sua direção, ele a segura e se levanta.

Jaskier: Vais fazer algo agora?

Geralt: Não, tenho a tarde livre. Porque?

Jaskier: Por nada, só perguntando.

Geralt: E tu, o que vais fazer?

Jaskier: Não sei...As vezes acho que a minha vida é chata. Ter um reino pacífico é bom por um tempo, mas depois irrita.

Geralt: Imagino. Queres sair hoje? Dar uma volta pela floresta ou algo do tipo?

Jaskier: Estás me chamando para um...Encontro?

Geralt: Talvez.

Ele começa a andar até a saida, sinto minhas bochechas corarem. O sigo.

Jaskier: Eu aceito...

Ele segura minha mão e a beija. Encosto minha cabeça em seu ombro e seguro seu braço.

Jaskier: Teria problema eu fosse sem minha coroa? Seis que gosta dela mas...

Geralt: Se não se sente bem com ela, tudo bem. Passamos no seu quarto para quarda-la.

Fomos em direção ao meu quarto, tiro minha coroa, a coloco na mesa e saio.

Jaskier: Onde vamos?

Geralt: Eu estava a pensar nisso, mas, lembrei que tem um lugar que eu gostava de ir quando eu não sentia-me bem...

Jaskier: Eu adoraria conhecer.

Fomos até o estábulo, preparamos nossos cavalos e fomos até a floresta. O caminho para o tal lugar era lindo, tinha várias variedades de flores, plantas e até de animais. Geralt, com magia, pega uma flor e me entrega. Eu o lanço um sorriso, ele retribui. A flor era azul, nunca vi uma flor azul. A coloco em cima da minha orelha.

Geralt: Ficastes uma gracinha.

Jaskier: Obrigado...

Minhas bochechas coram. Depois de andar mais um pouco chegamos em um lago.

Jaskier: Aqui é incrível, Geralt.

Geralt: Eu adorava vir pra cá, era meu lugar favorito, onde eu podia ter um pouco de paz.

Ele sai de cima do cavalo, o amarra na árvore e vai se sentar a beira do lago. Saio do meu e o prendo da árvore. Pego algumas flores e faço uma coroa de flores. Geralt me olha de canto de olho.

Geralt: O que tas a fazer?

Jaskier: Tu já vais ver.

Pego mais uma flor e coloco na coroa. Vou em sua direção e a coloco em sua cabeça.

Jaskier: Ficaste uma gracinha.

Ele ajeita a coroa e olha seu reflexo no lago.

Geralt: Amarelo?

Jaskier: Sim, combina com os seus olhos.

Me sento ao seu lado.

Jaskier: Gostas?

Ele concorda e se joga pra trás. Deito ao seu lado. Estava um dia incrível, respiro fundo e inspiro.

Jaskier: Porque aqui tem um cheiro tão bom?

Geralt: É o cheiro das flores, da água, da natureza.

Me aproximo mais dele e deito minha cabeça em seu ombro, ele passa o braço pelos meus ombros e me aperta.

Jaskier: Tens medo de algo?

Geralt: Todos nós temos. Mesmo eu sendo um bruxo, eu tenho medo de algumas coisas.

Jaskier: Do que tens medo?

Geralt: Ser odiado o resto da minha vida, ser quimado e perder-te.

Jaskier: Saiba que comigo não vão quimar-te, porque irei proteger-te...

Geralt: Eu que deveria proteger-te.

Jaskier: O humano não pode fazer favores ao bruxo?

Geralt: O juramento não diz nada sobre isso.

Jaskier: Então deixe-me.

Nós rimos.

Geralt: O que tens medo?

Jaskier: Pff...Muitas coisas.

Me levanto e vou em direção ao lago. Ele se levanta e abraça suas pernas.

Jaskier: Rejeição é o maior deles...

Geralt: Porque tu terias medo de ser rejeitado?

Jaskier: Meu pai estragou minha cabeça, meus medos, traumas é tudo culpa dele. Ele sempre me rejeitava, tudo que eu fazia por ele, ele simplesmente ignorava. Teve uma vez que eu tive uma namorada, só pra ele orgulhar-se de mim, mas ele disse "não fez mais do que a sua obrigação."

Faço as aspas com os dedos. Me sento e levo minhas mãos ao meu rosto e começo a lacrimejar. Sinto Geralt se aproximar, ele me envolve eu seu braços e beija minha nuca. Eu adorava estár em seus braços, era reconfortante, me sinto...Seguro. Relaxo minhas costas e caio contra seu corpo, aprecio seu maxilar e os seus olhos.

Jaskier: Como conheceu esse lugar?

Geralt: Num reconhecimento de área. Quando vi que aqui era longe das pessoas, silêncioso e calmo eu pensei, aqui é o meu lugar.

Solto um sorriso fraco. Sinto uma mecha de seu cabelo no meu rosto, eu, sem saber o que estava fazendo, começo a brincar com ela, Geralt parece não se importar.

Jaskier: Posso te fazer uma pergunta...Meio pessoal?

Ele concorda.

Jaskier: Já namorastes alguma vez?

Geralt: Ninguém gosta de namorar um bruxo.

Jaskier: Mas entre bruxos?

Geralt: Teve uma vez, mas não deu certo.

Jaskier: Porque?

Geralt: A sociedade não ajudou muito, era preconceituosa demais.

Preconceituosa de mais? Isso quer dizer que...Não, não pode.

Geralt: Conta-me como era a sua namorada, nunca falaste-me dela.

Jaskier: Não é uma história interessante, vou perder tempo contando.

Geralt: Agora deixaste-me curioso.

Nós rimos.

Jaskier: Ela era uma princesa qualquer, nem lembro-me como a conheci. Ela era uma boa pessoa, mas...Não deu certo.

Geralt: Porque?

Jaskier: Eu não gostava dela, não fazia o meu tipo.

E talvez não seja a fruta que eu goste.

Geralt: E qual é seu tipo?

Homens eu diria.

Jaskier: Não sei...

Minhas mãos vão ao encontro das suas e entrelaço nossos dedos.

Jaskier: Talvez eu tenha que experimentar...

Ele desce o rosto até meu pescoço e o beija. Eu me arrepio com os seus beijos, me fazia querer mais e mais. Ele me joga para o lado e fica por cima de mim, tiro uma mecha de seu rosto.

Jaskier: Você fica lindo com essa coroa...

Geralt: Eu tinha esquecido-me que eu ainda estava usando.

Nós rimos. Ele passeia seus dedos em meu rosto, seguro sua nuca e encosto nossas testas.

Jaskier: Quero que saiba de algo...

Geralt: Finalmente vai mostrar-me o que escondes?

Eu concordo. Dou acesso a conversa que tive com as meninas sobre eu talvez gostar dele. Ele fecha os olhos e solta um longo suspiro. Começo a soar frio, o que será que ele vai dizer, o que sera que ele vai acha?

Jaskier: Não fique em silêncio, odeio quando ficas assim...

Ele segura meu rosto e abre seus olhos.

Geralt: Não importe o caminho que escolhas, eu sempre estarei ao seu lado. Eu também quero, apeguei-me a ti muito rápido, eu não paro de pensar em ti, eu gosto de sua presença, eu gosto como preocupa-se comigo.

Jaskier: Então, porque nunca...

Geralt: Eu quero que seja especial, quero que esse momento fique na sua memória pra sempre. Ainda não aconteceu porque quero que seja incrível, não quero fazer igual foi com a sua namorada.

Jaskier: Foi horrível, eu odiei aquilo.

Geralt: Então prontos, não quero que seja igual. Não fiques chateado comigo, não gosto de ver-te assim.

Jaskier: Irás preparar algo?

Geralt: Talvez.

Nós rimos. Ele reagiu bem, ele também quer. Eu fico feliz com isso. Ele se aproxima e beija minha bochecha, retribuo o beijo.

Geralt: Vamos embora?

Jaskier: Ahhh não. Gosto daqui.

Geralt: Eu também gosto, mas as meninas precisam de ti, seu povo precisa de ti.

Reviro meus olhos, ele rir com a situação.

Jaskier: Tá bom, vamos embora.

Geralt: Podes ir comigo, no meu cavalo.

Solto um sorriso, ele retribui. Ele sai de cima de mim e vai em direção aos cavalos, me levanto e vou em sua duração.

Jaskier: Acho melhor deixares a coroa aqui, são feitas de flores o lugar delas e na natureza.

Geralt: Como queiras.

Ele tira a coroa e a coloca perto de uma árvore. Ele volta para os cavalos, sobe no seu e estende a mão para eu subir, a seguro e subo com facilidade. Pego o meu pelas as rédeas, o abraço e vomos em direção ao castelo. Eu o amo, é bom ter alguém que se preocupa contigo.


Notas Finais


Awnnn, apaixonada por esse casal. Então pessoas foi isso, espero que tenham gostado. Até a próxima ♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...