1. Spirit Fanfics >
  2. Amor de criança >
  3. Único

História Amor de criança - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Então kkkk

Essa história é uma fanfic de uma animação que tem na Netflix
E tipo ksksksk os dois tem muita química

Aí eu né, eu bem sendo eu, decidi escrever uma fic no meio da madrugada e quase sem internet, então nem imagem eu tenho pra colocar kkkk

Desculpa, ficou bem pequeno, mas se essa fanfic tiver uma visibilidade boa, eu posso fazer mais fanfics deles dois

É isso, boa leitura <3

Capítulo 1 - Único


- ei Rudh,vc já sentiu vontade de beijar? - eu pergunto envergonhado. Por que, mesmo achando Anne bonita e tals, não sentia vontade de beijar ela, acho que estava tão maravilhado com os vampiros naquele dia, que me deixei levar, de qualquer jeito, Anne estava namorando uma garota. E eu me peguei pensando em como seria beijar os lábios de alguém. Mais específicamente os de Rudh. 

Estávamos no hotel deitados na cama, ainda era dia então as cortinas estavam fechada. Eu olhava para o teto. Enquanto Rudolph pensava. Alguns segundos depois ele responde. 

- sim. Mas não faz muito tempo. 

- quanto tempo? Vc tem 3000 anos, muito tempo é relativo. - eu sorri e ele ri. 

- não sei, mas foi esse ano. Eu posso ter 3000, mas ainda tenho a idade mental de um garoto de 13 anos... 

- quem foi? - ele geme, não entendendo a pergunta. 

- quem foi oque Tony? 

- vc sabe... - disse envergonhado. Ele só revira os olhos. 

- não, não sei, não tenho como ler mentes, isso não é coisa de vampiro, eu acho pelo menos... 

- quem foi a pessoa que fez vc sentir vontade de beijar? - Eu pude ver sua pele acinzentada rurborizar. Ele logo vira para o outro lado. 

- não importa agora...E vc? - ele diz, e podia jurar que o vi sorri. 

- você. - ele cai da cama. Eu dou gargalhada. 

- não tem graça Tony! 

- pra mim tem - eu disse enquanto ele se sentava na cama novamente. 

- vamos nos beijar? - eu coro totalmente. 

- o-oque? 

- vamos nos beijar, selar nossos lábios, vc entendeu! 

- nós somos dois garotos Rudh... - ele ri. Eu só abaixo a cabeça. 

- no meu clã, é super normal dois garotos se beijarem. O Gregg mesmo, tem um namorado - olho surpreso pra ele. 

- eu sou quase da família, como eu não sabia disso??? - ele revira os olhos. Acho que se não fosse vampiro, os seus olhos estariam virados pq o tanto que ele revira os olhos...

- você é da família. E vc é lerdo, ele fica beijando o namorado toda hora. É nojendo. - ele faz uma cara de nojo 

- então por que vamos nos beijar se é nojento? 

- pq a gente é melhores amigos! É diferente. Ele e o namorado são...Bom, namorados. Nós somos amigos. Não vamos ficar se beijando toda hora...Vamos? - eu coro, por que, apesar de parecer nojento, não parecia uma ideia tão ruim assim.. 

- acho que não...Então... - disse olhando para ele. Ele sorri, e começa a chegar perto de mim...E mais perto. Até que estamos apenas alguns centímetros de distância. Ele respira fundo e fecha os olhos. Eu faço o mesmo.

Foi só um selinho, nossos lábios se tocaram. E eu senti todos os meus pelos se arrepiarem. Foi bom. Nós afastamos corados. Ele sorri animado.

- então, foi irado? - meio sem palavras, só sinalizou que sim.

- ótimo! Qualquer dia podemos fazer de novo né, agora vem, vamos brincar, já está de noite Tony! - ele diz voando até às cortinas e as abrindo. Eu gostava nisso no Rudh. Ele era inocente. Apesar de ter mais de mil anos. Provavelmente, achava que aquilo não significava nada. Bem, na época pra mim também não significou muita coisa, ou pelo menos, eu achava que não.

- vc vem Tony?? - ele diz já voando por todo céu.

- tô indo Rudh! - disse sorrindo, e logo depois correndo até a janela.

Eu só não sabia, que aquele beijo, ia ser o início de sentimentos muito confusos. 


Notas Finais


Oi de novo kkkkk
Eu disse que era uma fanfic pequena

Ah, e lembrando, a coisa da Anne e do Gregg terem namorados, é uma invenção minha

Nome do filme: Meu amigo vampiro

Enfim, comentem se vcs gostaram


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...