História Amor de ex-assassino - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Tags Hunter X Hunter, Killua
Visualizações 79
Palavras 1.357
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii... Espero que gostem

Capítulo 15 - O único que a pode tocar sou eu !


Fanfic / Fanfiction Amor de ex-assassino - Capítulo 15 - O único que a pode tocar sou eu !


Capitulo 15
POV Killua
Eu estava com ódio e medo ao mesmo tempo, estava com ódio de Tonpa e medo, medo do que iria acontecer á Howaito, eu tentei tirar o machado, que estava enterrado nas mãos dela cheias de sangue, mas ela gritava de dor, o Gon não se mexia... O Leorio pegou numa seringa com um líquido e injectou nas mãos dela, uns minutos depois ele começou a tirar o machado, e ela não disse nada, era como que se não sentisse, será que aquilo era uma anestesia ? Ele limpou as mãos dela com álcool , aí ela já fazia caretas de dor... Aquilo deve arder, ele pegou numa agulha e linha e cozeu as mãos dela, o Leorio dizia para ela não olhar, mas ela olhava, mesmo que não quisesse, eu me aproximei dela e a beijei ela parou de olhar e ficou concentrada em mim. Eu podia sentir a dor dela por aquele beijo, eu explorava a boca dela, e quando as nossas línguas se tocaram?!Foi a melhor coisa, eu até tive um arrepio... Nós paramos por falta de ar, e o Leorio já tinha acabado. O Leorio via se estava tudo bem com o Gon porque ele não se mexia, só chorava... O Kurapika , já tinha andado á porrada com o Tonpa que apanhou feio... Eu segurei as mãos dela devagar que estavam com ligaduras ... E beijei ambas.
-Não voltes assustar me assim ! -disse lhe. Ela sorriu.
-Desculpa... Mas eu prometi á minha tia que não ia deixar nada acontecer ao Gon, não importa se tivesse que por a minha vida em risco...Eu faria o mesmo por ti , então...-ela falou. Eu corei violentamente, aquelas palavras aqueceram me , eu descobri uma parte do que significa amor, ela se pôs de bicos de pé e encostou nossas testas, eu pus os meus braços na cintura dela e a aproximei. Eu podia ficar assim para sempre, que não me importava.
-Heyyy, larga a minha prima, nada, nem ninguém vai voltar a tocar lhe! Eu tive quase um ataque cardíaco !-disse o Gon nos separando. Eu e ela nos rimos.-Bom, mas como já está tudo bem, eu tenho a dizer que sei como sair daqui ... E vamos todos juntos.
O Gon teve a ideia de abrir a porta do caminho mais longo e quebrar a parede para ir para o caminho curto, e assim fizemos, pegamos nos machados e abrimos uma entrada , acabamos por sair todos juntos.
Depois , lá fora , tinha dois examinadores á espera, eles explicaram que nós tínhamos de pegar a placa do número que nos calha se. Essa placa valia 3 pontos e a nossa também, ou seja se nós perdêssemos as nossas placas tínhamos de apanhar mais três placas, porque as placas dos outros concorrentes valiam 1 ponto. Muito fácil, todos começaram a esconder as placas, eu não me dei ao trabalho, a Howaito, o Hisoka, e um cara de agulhas na cara também não se deram ao trabalho, os outros esconderam... A mim calhou me um dos irmãos... Á Howaito não sei, ela disse que só quer ver quando a prova começar... Já o Gon , não teve muita sorte , a ele calhou lhe o Hisoka..., nós estávamos num barco, e uma mulher estava a tentar nos entreter mas ninguém ligou , a Howaito se levantou foi em direção á mulher pegou o microfone dela, e atirou para a água , todos começaram a rir. A mulher toda chateada tentou dar um murro na Howaito, ela pegou no braço da mulher e a encostou na borda.
-Se não te calares , ou tentares fazer me alguma coisa... Tu vais ter o mesmo destino que o teu microfone!-disse a Howaito. A mulher parou, a Howaito, veio ter comigo e se sentou ao meu lado, poisando a cabeça no meu ombro.
-Tu és sempre assim?-eu perguntei baixinho para ela.
-Só quando as pessoas são teimosas...-ela falou no meu ouvido.
-Rsrsrsr ...-ri baixinho. Nos chegámos a uma ilha e cada um saia do barco pela ordem de chegada da última partida que tivemos, o primeiro foi o Hisoka, e por aí fora, nós tínhamos de esperar sempre 2 minutos, era a minha vez, e eu fui correndo para o meio da floresta, á procura de um dos irmãos... O meu era o #199, eu tenho a certas que é um dos irmãos , só não sei qual é.
POV Howaito 
Eu adentrei uma floresta e decidi que ia ver quem era a minha presa, # 197 ... Hmm..., eu não me lembro quem era... Decidi que ia continuar a andar até ver se acho...
-Boa sorte gente !-sussurrei.
_1 dia e meio depois_ 
Estou nesta floresta faz quase 2 dias e eu ando me sentindo perseguida, eu olho para trás, mas não vejo ninguém, está a ficar de noite, e isso não ajuda! Eu sinto ... Eu tenho a certeza! Eu olho para trás de novo mas desta vez, vejo alguém.
-Podes sair, eu já te vi!-Eu disse alto. A pessoa sai, era um homem, que me olhava de uma maneira nojenta... Eu e falar alguma coisa mas quando sei por mim a pessoa á minha frente desapareceu em fumaça , ele estava atrás de mim, eu virei me mas ele me amarrou e me mandou com algo pesado na minha cabeça, eu fiquei tonta... Ela me prendeu na árvore.
-O que queres?-perguntei quase cuspindo nele.
-Hmmm... A tua placa e brincar um bocadinho contigo, gostosa.-ele falou .
-Seu nojento, me solta !!!!-disse tentando sair. Ele me apertou as pernas.
-Não, não , não , agora vamos brincar, baby...-ele falou me apertando mais a minhas coxas e depois acariciando .
-Saii!!! Seu nojento, seu merda!-cuspi na cara dele, ele me dá um estalo.
-Agora , estou com mais vontade de te punir! -ele falou. Ele começou beijando o meu pescoço. E eu chorava...ele me batia para eu não chorar mas eu piorava , eu dei lhe um chute nas zonas baixas dele, e ele grunhiu de dor.
-Sua...!!-ele se aproximou e começou a tentar tirar a minha camisola.
-Nãoooooo!!!-gritei.
-Simm..-ele disse , continuando.
-Me ajuda , Killua...-sussurei . De repente vejo o homem sendo atirado para o outro lado, quebrando três árvores atrás de si, eu chorava, tinha os olhos em lágrimas e estava de noite , não consegui ver quem era... Mas essa pessoa foi até o homem e arrancou lhe a cabeça com as suas próprias mãos, pegou minha placa, voltou até mim, voltou a por me a camisola, aquela que o homem conseguiu tirar no final, desatou me, pôs me em pé de frente para ele, e me beijou... Eu conheci logo aquele sabor a menta... Killua... Ele salvou me mesmo... Ele pegou me no colo estilo noiva saltou para cima de uma ramo de uma árvore e saiu dali saltando de árvore em árvore , alguns minutos depois parou, sentou se no ramo e deitou me no seu colo.
-Dorme, pequena...-ele disse, e eu acabei adormecendo.
POV Killua 
 Eu estava naquela floresta á 2 dias e nada de novo... Estava a escurecer , e eu comecei a sentir que algo ruim ia acontecer, que estava acontecer, mas não liguei... Eu continuei a andar, mas ouço uma voz na minha mente.
-Me ajuda, Killua... -eu conheci aquela voz, era a Howaito, eu comecei a correr sem rumo, mas de repente ouço berros, choros... Eu continuei a correr só que mais rápido, e vi a pior cena, que eu podia ter visto na vida, a Howaito estava presa numa árvore a chorar, enquanto um homem nojento tentava tirar lhe a camisola enquanto beijava o pescoço dela, nesse momento senti o verdadeiro ódio , eu corri até o homem, chutei com tanto força que ele voou metros para trás partindo mais três árvores atrás dele, eu fui até ele e arranquei a cabeça dele com as minhas próprias mãos. Eu voltei até ela, vestia, desamarrei e beijei a com toda a intensidade, eu peguei nela ao colo e fui embora dali, eu parei e a pus no meu colo e ela adormeceu.
 


Notas Finais


OMG ! Cê gostou ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...