História Amor de Fada - Capítulo 33


Escrita por: , Nashii01 e ShiroS2ps

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Erza, Fairytail, Flare, Gajeel, Gale, Gray, Gruvia, Jellal, Jerza, Juvia, Levy, Lisanna, Lucy, Lyon, Makarov, Meredy, Nalu, Natsu, Rogue, Sting, Ultear, Yukino
Visualizações 86
Palavras 2.097
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 33 - Ele desistiu


Eric Pov's on

Acordei com o despertador do meu telemóvel que eu tinha programado na noite anterior.

Após alguns minutos decidi levantar-me da cama pois precisava ir buscar uma roupa para vestir.

Estava a pegar no telemóvel para levar comigo quando alguém bateu à porta. Despachei me a abri-la e pude ver o Gray do lado de fora do quarto.

-Ahmm bom dia! -falei surpreso por ele estar ali.

-A Ultear está aí?

-Ah? Não.

-Deixa me entrar. Quero ver.- falou abrindo mais a porta para se certificar.- Onde ela está?

-No quarto de visitas. E por sinal estava mesmo a ir ter com ela.

-Hmm está bem então...- falou desconfiado.

Dirigi-me até ao quarto de visitas e ao chegar lá bati levemente à porta e entrei em seguida.

-Bom dia!- falou a rapariga que já estava aparentemente pronta e com o telemóvel na mão.

-Bom dia, Ul!- falei cumprimentando-a com dois beijos no rosto.- Bem... eu só vim buscar uma roupa.

-Fica à vontade eu vou até ao jardim apanhar um pouco de ar.

-Ok então eu vou ter contigo daqui a pouco.

Ela assentiu e saiu do quarto. Depois de me vestir levei a mala para a entrada e fui à cozinha preparar algo para eu e a Ultear comermos. Coloquei tudo numa bandeja e levei para o jardim. Chegando lá vi a azulada sentada numa das espreguiçadeiras perto da piscina. Ela está sentada com a cabeça baixa, parece pensativa.

-Ul, que se passa? -falei abaixando me à frente da rapariga.

Ela levantou levemente a cabeça e pude ver algumas lágrimas se acumulavam nos cantos dos olhos dela.

-Eh que... eu nunca me apeguei a alguém tão rápido quanto me apeguei a ti e tu precisas ir embora porque só vieste cá por causa da Lu...-mal ela acabou de falar e uma lagrima começou a descer pelo seu rosto, eu apressei me para limpá-la e abracei a Ultear. -Vou ter saudades tuas.- afirmou apertando mais o abraço.

-Eu também.- falei e afastámo-nos ligeiramente quebrando o abraço.

Ficamos a encarar nos bem perto um do outro até os nossos lábios encostaram um no outro e o que começou com um selinho foi se transformando num beijo a serio. Quando o ar fez falta separámo-nos e logo a Ultear voltou a abraçar-me.

-É melhor irmos para o aeroporto. -afirmou parando com o abraço e se levantando rapidamente. 

-Espera. Eu quero que saibas que eu gosto muito de ti e que...

-Para...neste momento isso só torna as coisas mais dolorosas do que já são.

Assenti com a cabeça e fomos para dentro buscar a minha mala para irmos para o carro.

Durante o caminho até ao aeroporto ninguém falou nada.

Chegando lá fui ver para que porta precisava me dirigir, porta 20.

-Parece que é aqui que nos despedimos né?-falei e ela abraçou me com bastante forca. Ela estava a chorar? Sim, estava.- Vou ter saudades.- disse dando lhe um beijo no topo da cabeça.

-É melhor ires.- falou.

E assim foi. Peguei na mala para ir em direção às portas de embarque. Rapidamente dei uma olhada para trás e vi-a finalmente virando costas para ir embora. O meu coração começou a apertar. As pessoas à minha volta não importavam. Saí da fila e corri em direção à Ul. Larguei a mala e agarrei a rapariga pela cintura virando-a para mim.

-O que é... -antes que ela acabasse de falar eu beijei-a.

Quando nos separamos percebi que tínhamos virado o centro das atenções e algumas pessoas estavam a bater palmas.

-Eric, assim vais perder o voo.

-Eu sei... vamos voltar. Eu vou ficar aqui... contigo.

Jellal Pov's on

São 9horas. Como ainda era cedo decidi preparar o pequeno-almoço para a Erza que se encontrava a dormir no sofá. Isto porque ontem depois de jogarmos estávamos com tanto sono que acabamos por ficar ali mesmo.

Decidi ir à pastelaria à frente do meu prédio para ir buscar bolo de morango que é o preferido da ruiva.

Quando voltei para o apartamento preparei tudo em cima da mesa e fui acordar a rapariga.

-Ruivinha... acorda. Tem bolo de morango.

-A sério?- falou rapidamente abrindo um dos olhos.

-Sim.- afirmei rindo.

Ela logo saltou do sofá e fomos comer.

Natsu Pov's on

Acordei com o barulho de alguém a tossir. Olhei em volta e vi a Lucy encostada à porta a tossir.

-Estás bem princesa? -perguntei preocupado indo até ela.

-Sim...Não te preocupes.

Falou e começou a ir em direção à cama, mas desequilibrou se então eu ajudei a.

-Agora a sério. O que tens?

-Deve ter sido por causa de ontem. Mas não é nada de mais. Se bem que hoje está bem frio né...

-Lu, mas ta calor. Tu estás com febre?-questionei aproximando me e beijando lhe a testa para ver se estava quente. – Amor tu estás muito quente. Vou buscar o termómetro.

-Deve ser só impressão tua. Eu estou bem.- falava enquanto tossia.

-Claro que tu não estás bem. Estás cheia de tosse e deves ter febre.

-Dor de garganta também. -concluiu.

-Vês... eu já venho.- falei indo buscar o termómetro. -Pronto, voltei. Toma põe o termómetro. -ordenei dando-lhe o aparelho.

Passaram-se dois minutos e o termómetro começou a apitar e a loira logo se despachou a tirar aqui de debaixo do braço.

-Então?-falei e ela passou me o termómetro.-38.5°. Eu disse logo que estavas com febre. É melhor irmos para o hospital. Veste-te que eu vou fazer alguma coisa para comeres.

Ela assentiu e eu ajudei-a a levantar se da cama.

Fui para a cozinha e fiz lhe um leite quente com achocolatado e uma torrada com manteiga.

Depois disso voltei para o quarto para me vestir.

Alguns minutos se passaram e já estávamos no elevador para ir para o parque de estacionamento.

Assim que a porta do elevador abriu saímos do prédio e fomos em direção ao carro da Lu.

-Dá cá a chave.- pedi e ela deu-ma.

-Obrigada por vires comigo.- agradeceu

-Luce, não é mais que a minha obrigação. Não precisas agradecer, sei que farias o mesmo por mim.- falei sorrindo enquanto acariciava levemente a perna da Lucy e ela retribuiu subtilmente o sorriso.

Ao fim de algum tempo já estávamos na sala de espera do hospital. Eu e a Lu estávamos sentados lado a lado e a loira tinha a cabeça deitada no meu ombro e estávamos de mãos dadas. Depois de uns 20 minutos finalmente chamaram a Heartfilia.

-Queres que vá contigo?-perguntei.

-Não é preciso.- Falou levantando-se e depositando um beijo na minha bochecha.

Depois ela entrou numa sala ali ao lado. Quando ela saiu do consultório levantei-me e fui logo ter com ela.

-Então?-falei enquanto nos dirigíamos para fora do hospital.

-Precisamos de ir à farmácia buscar um xarope para a tosse, um antibiótico e um remédio para baixar a febre.

-Ok. Então durante esta semana não vais à faculdade.

-O médico disse que era melhor ficar em casa.

Depois de passarmos pela farmácia voltamos para o meu apartamento.

-Lu se quiseres veste o pijama enquanto eu arrumo a cama e ficas aqui no quarto tá bem amor?

-Sim, mas não precisas ter tanto trabalho comigo.

-Claro que preciso. Tu és minha namorada.

Assim que a loirinha foi para a cama eu fui buscar os remédios para ela tomar e assim o fez.

-Natsu, posso pedir só uma coisa?

-Claro princesa. Fala.

-Anda aqui para a minha beira.

Fui para a beira dela na cama e liguei a TV. Ela aproximou se mais de mim e aconchegou se encostada a mim e eu passei o braço pela cintura dela abraçando-a

Levy Pov's on

Ontem depois que estivemos na varanda viemos para o quarto e ficamos a conversar até a adormecer. Agora já é de manhã e eu acabei de tomar banho e me vestir enquanto o Gajeel ainda está a dormir.

Fui para o quarto com a intenção de acordar o rapaz, mas quando lá cheguei ele já estava acordado a ver algo no telemóvel.

-Bom dia gigante! – falei sentando me ao seu lado na cama.

-Bom dia pequena!- falou dando me selinho.- Vamos tomar o pequeno-almoço?

-Sim, que tal se formos a uma padaria?

-Ok, pode ser. Vou só vestir-me e já vamos.

Chegando à padaria que não ficava muito longe do prédio escolhemos uma mesa perto da janela, sentamo-nos e fizemos os nossos pedidos.

Depois do pequeno-almoço decidimos ir para o nosso sítio. Como ao sair do apartamento o Gajeel tinha posto a guitarra no carro eu pedi lhe com jeitinho para ele tocar para mim outra vez e ele lá aceitou.

-Que música queres que toque?

-Ahmm... já sei. Dont let me go.

-ok então.

Gray Pov's on

Depois que falei com o Eric voltei para o quarto e adormeci novamente.

Voltei a acordar com o despertador do telemóvel da Juvia.

Ela ainda não tinha acordado então peguei no telemóvel e desliguei o alarme.

-Ju, acorda...- falei abanando-a levemente.

A azulada foi abrindo os olhos lentamente para se acostumar com a claridade que entrava pela janela.

-Bom dia!- sorriu e dei-lhe um beijo já me levantando.

-Precisamos vestir-nos para ires à consulta.

-Ah verdade.- falou levantando-se também.

Depois de nos vestirmos e tomarmos o pequeno-almoço fomos para o hospital.

Então agora a Juvia já não vai precisar mais das muletas nas também não convém fazer muitos esforços.

-E agora vamos fazer o quê? -perguntou a minha miúda.

-Ahmm...N sei...

-E se fossemos um bocado à praia? Hoje está um tempo tão bom.

-Boa ideia. Então vamos a tua casa primeiro.

Depois de passarmos em casa das miúdas para a Juvia ir buscar um biquíni fomos para o meu apartamento.

-Será que a Lucy e o Natsu já acordaram?-questionou a azulada.

-Já vamos descobrir.

Entramos e ouvimos barulho no quarto do rosado.

-Oi gente!- falou o rosado saindo da cozinha com uma chávena na mão.

-Olá. -falamos os dois ao mesmo tempo.

-Olha nós vamos à praia. Vocês não querem vir connosco?

-Não me parece. Vai ao quarto e entenderás o porquê. -respondeu o foguinho.

Ele passou por nós indo para o quarto e eu e a azulada fomos atrás

Ao chegar lá o Dragneel abriu a porta e aproximou-se da cama onde a loira estava.

-Oi!- falou a Lucy para mim e para a Ju, mas começou a tossir logo em seguida.

-Trouxe chá para ti.- informo-lhe o Natsu passando-lhe a chávena.

-Obrigada.- agradeceu a loirinha endireitando-se na cama.

-Credo com essa tosse até parece que estiveste a fumar 20 maços de tabaco.- comentei e todos rimos.- Bem eu vou mudar de roupa já venho.

Juvia Pov's on

O Gray saiu do quarto do Natsu para se ir trocar e eu fui me sentar perto da loira.

-Então que se passa?-perguntei

-A Lu está com dor de garganta, tosse e febre.- respondeu o Natsu sentando-se do outro lado da cama ao lado da Loira.

-Como é que ela ficou assim de um momento para o outro.

-Digamos que ontem à noite alguém foi para a praia. -falou coçando a parte de trás da cabeça.

-Sinceramente, vocês não têm juízo. Mas pronto vê se ficas melhor sua oxigenada nós já devemos sair. Xau.

Saí do quarto do rosado e o Gray ia a sair do quarto dele.

-Vamos?-Ele perguntou e eu assenti.

Ultear Pov's on

Depois de sairmos do aeroporto viemos para o meu apartamento. Acabamos de cá chegar e sentamo-nos juntos na sala.

-Queres comer alguma coisa?- perguntei.

-Tem café?

-Posso ir fazer para nós dois até porque estou cheia de sono.

-Sendo assim eu ajudo.

Ambos fomos para a cozinha e enquanto eu aquecia a água o Eric preparou o café e o açúcar nas canecas.

Depois de pronto voltamos para a sala.

-Porque é que fizeste isto por mim?-questionei.

-Ah... não sei explicar. Sei lá naquele momento... meio que. ..tive que fazer aquilo. Eu gosto muito de ti Ul. -finalizou agarrando a minha mão .

Fiquei a olhar para ele e fomo-nos aproximando até nos beijarmos.

Separamo-nos por falta de ar e ficamos em silêncio então decidi dizer alguma coisa.

-Não devias dizer aos teus pais ou assim que vais ficar cá mais tempo?

-Sim, tens razão. Vou-lhes mandar uma mensagem.- falou pegando no telemóvel.- Feito. Queres ajuda para lavar as canecas.

-Traz a tua que eu lavo.

-ok.

Pegamos nas canecas e levamos para o lava loiça. Enquanto eu lavava aquilo o Eric ficou a observar-me.

Deixei aquilo a secar e limpei as mãos. Quando me ia virar para o loiro ele abraçou me pela cintura puxando-me para perto de si e beijou me novamente.


Notas Finais


#Nashi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...