História Amor de infância ou paixão adolescente - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Aspen Leger, Carter Woodwork, Celeste Newsome, Lucy, Marlee Tames, Maxon Calix Schreave, May Singer
Visualizações 73
Palavras 374
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi amores, tentei postar o mais rápido que pude, tá curtinho mas espero que gostem.

Capítulo 15 - E agora...


Fanfic / Fanfiction Amor de infância ou paixão adolescente - Capítulo 15 - E agora...


__Mas o que está acontecendo aqui, ouvi vozes.

Eu fiquei paralisada, sem reação. Maxon acendeu a luz rapidamente e começou a falar sem parar.

__Mãe ainda bem que chegou, eu não sabia o que fazer, estava indo pegar um copo d'água na cozinha quando ouvi um barulho vindo do quarto da  América, achei estranho e o barulho se transformou em gritos, entrei correndo e percebi que ela estava tendo um pesadelo.Te falaram alguma coisa sobre ela ser sonâmbula, isso é perigoso sabia. Acho melhor a senhora levá-la ao doutor Edward. __Maxon dá um beijo na mãe e vai saindo do quarto.

___Boa noite mãe.

__América você está bem? Está mais pálida do que de costume.__Perguntou mamãe me analisando dos pés a cabeça._Você tem pesadelos com frequência? Pelo que sei, tem quase um ano que está conosco e isso nunca aconteceu antes.

__É. .. Eu estou bem. Foi só um sonho ruim.__Tentei me recompor.

__Só não entendi uma coisa, porquê a porta estava fechada.

__Acho que Maxon a fechou quando entrou, força do hábito.

__De qualquer forma devo dizer que você é uma mocinha e não fica bem um rapaz em seu quarto, a partir de agora Maria, a empregada vai dormir com você.

__Não precisa mamãe, já estou bem.

__Faço questão, ficarei tranquila em saber que você está dormindo bem acompanhada.

__Como a senhora quiser.__Ela saiu do quarto me deixando de perna bamba, com certeza não tinha engolido a história de Maxon, agora eu teria uma babá durante a noite, era só o que faltava. 

No dia seguinte, tomamos o café da manhã com papai, mamãe estava indisposta e decidiu não descer, eu fiquei feliz em não ter que encará-la.

Sentamos no banco de trás do carro e o motorista nos levou pra escola. Assim que estávamos a sós ele perguntou.

__Você está bem, não se preocupe com mamãe, ela só é muito certinha com as coisas.

__É...tão certinha que agora vou ter que dormir com Maria me vigiando.

__Ela não fez isso, sério.

__Ela fez sim, e acho melhor não ficarmos mais... tão perto.

Chegamos a escola e eu saí do carro sem deixar Maxon dizer mais nada, ele veio atrás de mim mas nos deparamos com uma confusão na entrada. Natalie e Elise se estapeavam enquanto todos em volta vibravam até a professora chegar e acabar com a festa.


Notas Finais


Estou fazendo vídeos com histórias e musicas legais se vcs tiverem alguma sugestão eu vou adorar. Bjoks


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...