História Amor de Infância "VKOOK" - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Colegial, Kookv, Romance, Taekook, Vkook
Visualizações 398
Palavras 867
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 3; EXTRA.


— Jeongguk, eu posso saber quem é Hyuna? — Taehyung surgiu atrás do namorado que conversava com uma menina com o nome que havia mencionado, estava com ciúmes sim, seu namorado era bonito e qualquer um poderia se apaixonar fácil pelo o mesmo 

— Nada, Tae. Estamos apenas conversando sobre a cena do teatro que temos que fazer, isso está valendo muito ponto — Jeongguk sorriu e puxou o seu namorado para o seu colo, bloqueou o celular e deu um dos seus melhores sorrisos — Não fica emburrado assim, vai. 

— Você não me conta mais nada sabia? Vive nesse celular, saindo com os seus amigos e eu nunca tenho a atenção que eu preciso e quando reclamo você sempre diz que eu estou exagerando — Taehyung levantou do colo emburrado, cruzou os seus braços e olhou para o namorado de forma desafiadora 

— Claro, tá vendo como você é? Você é muito infantil, Taehyung. Eu não posso conversar nada com você sobre os meus amigos que você se emburra na hora, fica bolado comigo quando eu tô saindo com os meus amigos por quê gosta de ficar comigo 24horas por dia e tem ciúmes de coisas idiotas como está fazendo agora — Jeongguk se irritou e acabou dizendo tudo que o estressava, fazendo Taehyung se assustar no começo 

— Vá embora — Pediu Taehyung, sentiu os seus olhos lacrimejarem — Se eu tomo tanto o seu tempo assim, vai embora Jeongguk. Eu nunca quis ser um peso para você, entendeu? Eu sempre estou sozinho nessa casa e você é a minha única companhia, deveria ter sido sincero comigo desde o começo e ter me dito o que estava te incomodando que eu faria de tudo para mudar. Eu sou estranho, não consigo fazer tanta amizade como você, quem gostaria de fazer amizade com um garoto que tem cabelo rosa e preto e usa roupas femininas na maior parte do tempo? Acho que você se esqueceu disso, enfim. Eu não vou te prender mais, Jeongguk você está solteiro agora — Taehyung desabafou e virou as costas, deixando um Jeongguk estático para trás. Com lágrimas nos olhos, adentrou o seu quarto e fechou a porta, trancando logo em seguida.

As horas se passaram e já era de noite, Taehyung se levantou com a cara amassada e enchada por conta do choro, abriu a porta e se deparou com Jeongguk sentado no chão com as costas apoiadas na parede e os olhos enchados por ter chorado 

— Você sabe que eu odeio quando a gente briga desse jeito, não gosto de ir embora com a gente brigado, eu te amo, você sabe disso. Gosto do seu jeito infantil, me deixa louco e você sabe disso, você não é estranho só é especial e ninguém consegue enxergar isso em você. Eu sou a pessoa mais sortuda por ter você em minha vida, Taehyung e eu não aceito que a gente termine desse jeito — Jeongguk começou a chorar, fazendo o coração de Taehyung de apertar. No silêncio, Taehyung se aproximou e se sentou no colo no namorado, envolveu as suas mãozinhas no pescoço e o puxou para um abraço apertado 

— Eu te amo, me desculpe pelo os meus ciúmes bobos e por não deixar você sair com os seus amigos, eu prometo que você mudar isso, amor — Taehyung sussurou baixinho, roubando um selar dos lábios do mais velho, vendo-o sorrir novamente e sem perceber, um sorriso se formou em seus lábios também. 

— Fiquei horas aqui pensando no que dizer para você quando abrir essa porta, sinto que fui horrível mas mesmo assim consegui você de volta pra mim, porfavor. Nunca diga que eu estou solteiro, isso me assustou muito — Jeongguk riu baixinho, apertando o corpo do seu namorado contra o seu, sentindo o cheirinho familiar ao cheirar o pesçocinho do mais novo 

— Tudo bem, eu acho que exagerei um pouquinho, amor. — Taehyung se levantou e puxou o seu namorado para dentro do seu quarto, fechou a porta com o pé e se deitou com Jeongguk em sua cama — Liga para a sua mãe, tá? Diga que você vai dormir comigo aqui hoje e eu não aceito um não como resposta — Taehyung agarrou o seu namorado com força, dando vários beijinhos em seu rosto. Jeongguk pegou o seu celular e discou o número de sua mãe. 

— Alô? 

— Oi, mãe. É o Jeongguk

— Oi meu amor, pode falar

— Eu posso dormir na casa de Taehyung hoje? 

— Querido, mas fácil você morar aí né? Já faz uma semana que você não volta pra casa. 

— Porfavor, mãe... 

— Tudo bem, filho. Mas amanhã eu quero você aqui em casa, beijos e mamãe te ama. 

— Beijos mãe! 

Jeongguk desligou com um sorriso bobo nos lábios, colocou o celular no criado-mudo e se virou para o namorado que também sorria. 

— Eu tenho uma ótima idéia. 

— O que você tem em mente, senhor Jeon? 

— Tsc, não me chame assim amor — os dois caíram na gargalhada — Aish, eu quero fazer amor com você. 

— Então vamos fazer, amor. 

— Vamos! Ei, eu te amo! 

— Eu amo você, meu bebezinho. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...