1. Spirit Fanfics >
  2. Amor de Kazekage >
  3. Anata nashi de doshitara i nodesu ka?

História Amor de Kazekage - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, voltei!
Boa leitura

Capítulo 2 - Anata nashi de doshitara i nodesu ka?




[Quebra de tempo]

{P.O.V Matsuri}

Eu tinha uma paixonite pelo senhor Gaara, ele sempre era frio e intenso... nos treinamentos ele pegava pesado comigo, mas sempre comíamos alguma besteira depois... quando me separei das colegas de time ele mesmo me parabenizou por me tornar jounnin. E ontem meu pai chega na aldeia... pra me torturar e me levar pro maldito país dele pra me casar com um qualquer... Eu não quero me casar sem amar a pessoa, porque eu quero me sentir amada... não quero ser igual minha mãe, que se casou com ele e foi traída... Eu mereço amor.
Só que ele me pediu em casamento... estranho mas pediu, em momento algum eu quis pressiona-lo sobre isso... eu preciso pensar, pensar no que eu vou fazer, o que eu preciso fazer... Eu só tenho meu pai, e apesar de tudo ele ainda é meu pai. Meu pai nunca foi presente e depois que minha mãe morreu... simplesmente me abandonou, meu pai quer poder, quer me usar para alguma coisa e alega "honra" sobre isso... Ele pode querer usar o Senhor Gaara em algum momento... eu tenho medo.... medo muito medo mesmo.... A aldeia da chuva apesar de tudo é corrupta, pode ter metais pesados, fortes. Só que o comércio é todo voltado para a ilegalidade

Volto a caminhar pela aldeia e me encontro com Temari, aceno para ela, ela sorri de volta.
Temari: olá Matsuri!
Matsuri:Oi Temari!
Temari: eu vou em uma missão rápida de entrega de pergaminhos com o Shikamaru, ta afim de ir?
Matsuri:Mas eu nem fui convidada pelo kazekage...
Temari: Vamos Matsuri, vai ser interessante você faz tempos que não sai da aldeia.
Matsuri: Quanto tempo até a partida?
Temari: Em umas 3 horas, da pra se organizar?
Matsuri: eu vou!
Temari: me encontra no cannion em 3 horas, não se atrasa!
[...]
Juntei uma muda de roupas, alguns alimentos e preparei uma bolsa de armas ninja, vesti o traje jounnin da aldeia. Me encontrei com o meu pai na saida do alongamento
Matsuri: Vou sair em missão, volto em 2 dias, regue minhas plantas, não destrua minha casa.(falo ríspida)
Fecho a porta
[...]
Chego ofegante no cannion e avisto Temari sentada numa das bancadas dos guardas.
Matsuri:Estou atrasada?
Temari:Não, estou esperando o Shikamaru.
Matsuri:Ta brincando que eu vou segurar vela?
Temari: Relaxa, é um bate e volta vamos voltar juntas!
Matsuri: não creio, vamos a konoha entregar estes é?
Temari: rapidinho, entregamos os pergaminhos e o preguiçoso, que por sinal ta atrasado...
Shikamaru: não estou atrasado, cheguei em ponto .
Temari: em ponto de eu te botar pra voar!
Matsuri:(ri) vamos logo! Quanto mais rápido melhor!
[...]
Eles concordam e nós seguimos em direção a konoha, é uma viajem de 3 dias 2 se for muito rápido e sem pausas...
Seguimos...
Depois de certo tempo resolvemos fazer uma pausa já estava bem tarde umas 8 da noite, deixei eles organizando o acampamento é verifiquei o redor do local, pra vê se tinha outros ninjas ou animais perigosos, tinha umas armadilhas velhas, desarmei elas. Me organizei é voltei pro local os dois estavam comendo eu me aproximei.

Temari: Ta com fome Matsuri?
Matsuri: eu trouxe comida, vcs querem lamén?
Temari:Não obrigada, ei! bebe água vc mal se hidratou desde que saímos da aldeia.
Shikamaru: Desidratada, vc pode começar a ter tremedeiras, câimbras melhor previnir, em 2 quilômetros é a aldeia do arroz, e tem muitos saqueadores por lá. Vamos trabalhar em turnos okay?
Matsuri:Você fala de mais cara. (Pego uma garrafa de água e bebo)
Temari: eu pego o primeiro, Shikamaru o segundo e você pega o terceiro turno, Matsuri.
Matsuri: eu durmo bem pouco pela noite, posso pegar o turno do Shikamaru também
Temari: Isso não faz bem
Shikamaru: por mim tudo bem, gosto de dormir
Temari: preguiçoso!
Matsuri: vocês são engraçados
Shikamaru: obrigada?
Matsuri: Vou cochilar um pouco, logo acordo. Certo?
Temari: não vai montar sua cabana?
Matsuri: pretendo dormir em uma árvore, faz um tempo q não saio da aldeia.
Temari: (ri) tudo bem então
[...]
Fui até uma árvore bem alta, concentrei chacra nos meus pés e fui até o seu topo procurei um galho grosso e me deitei nele, dava pra ver as estrelas e a lua estava tão linda, grande, brilhante... eu sou apaixonada pela lua, Adormeci.
[...]
Acordei, sentei no galho observei eles dois se pegando, não quero atrapalhar, então volto minha atenção a lua de novo.
Fico a noite olhando pra lua, vendo toda a situação... "Por que não se casar com ele?"... Ele vai cuidar de mim, o senhor Gaara não tem um coração ruim, mas e se ele nunca me amar? Se for só pela burocracia? Papelada?... Poxa é arriscado, muito arriscado... Meu pai com toda certeza planeja algo por trás... mas o senhor Gaara também precisa de uma esposa... eu queria que ele me amasse e que pedisse a minha mão por amor, não por uma questão burocrática...
Viro a noite presa nos desdem dos meus problemas e pensamentos...
[...]
Logo avisto o sol nascer, aos poucos vem perdendo a penumbra... Me levanto e vou até o acampamento, organizo minha mochila, como umas 2 tâmaras apago a fogueira, Shikamaru está deitado no chão olhando pra cima
Matsuri: Olhando as nuvens?
Shikamaru: é o que me trás paz
Matsuri: Cara se vc tiver mais paz vc morre, sério!
Temari sai da cabana
Temari: vamos? Se seguirmos o mesmo ritimo chegamos ainda hoje!
Matusuri: bora!
Organizamos as nossas coisas, sem seguida começamos a correr...
[...]
Chegamos por volta das 23:00 da noite
Temari: Estou exausta!
Shikamaru: Vou falar com o Izumo e o Kotetsu, avisar que já chegamos, Temari Matusuri vamos a um restaurante comer algo, tem uns que ficam aberto até a madrugada.
Matsuri: que bom, estou morrendo de fome!
.
Izumo: Opa Shikamaru, chegando essas horas na aldeia, vi que veio com a namorada
Kotetsu: Izumo, cala a boca! Oi senhorita Temari, olá! (ele sorriu pra mim)
Matsuri: me chamo Matsuri, olá!
Kotetsu: eu sou o kotetsu esse é o izumo(aponta pro outro cara)
Shikmaru: estamos indo!
Nos despedimos e entramos na aldeia.
Shikamaru: vamos no senhor Teuchi, o melhor lamén Matsuri!
Matsuri: wow, deve ser bom mesmo
Temari: Matsuri vamos ficar nas estalagens do clã nara, tudo bem?
Matsuri:De boa
Chegamos em uma barraca típica, com banquinhos e encontramos Naruto e uma menina de cabelos azulados.
Naruto: Shikamaru!(acena) oi!
Shikamaru: Opa, tio faz 3 lamens de porco completos!
Sr.Teuchi: É pra já!
Temari: Oi hinata, tudo bem?(Se senta ao lado da menina de cabelos azulados)
Shikamaru: Naruto vc sabe que o hiashi te mata, se pelo menos sonhar que vc tá com a filha dele a essa hora né?
Hinata: Oi Temari, oi(ela sorriu pra mim) Shikamaru não é pra tanto, Cheguei de uma missão com o Naruto e a Sakura ainda pouco
Temari: O baka não tentou nada com você não né hinata?!
Naruto: N-não! Não é hinata?!
Shikamaru:Naruto...
Hinata:Não não ele não fez nada (ela ri) Ah, eu nunca tinha te visto quem você é?(Ela olha pra mim)
Temari: essa é a provável primeira dama de sunagakure
Matsuri:TEMARI!!!!
Shikamaru: Ela é kunoichi da areia, ela não fala muito, mas é legal.
Naruto:te vi no esquadrão da Temari na guerra, nao foi?!
Temari: sim baka.

O senhor entrega nossos pedidos é começamos a comer, depois de um tempo conversando, o casal se despede e vai embora. E depois nos seguimos para as estalagens, Shikamaru me deu uma chave e me indicou onde ficaria. Sigo o caminho que ele me indicou abro a porta e me deparo com um quarto enorme...Acho estranho, é só pra uma pessoa, dava uns 2 quartos aqui.

Jogo minha mochila em qualquer canto e vou até o banheiro tiro a minha roupa e lavo por lá mesmo, depois tomo um banho... relaxante água bem morna. Saio do banho enrolada em uma toalha e me jogo na cama, durmo por ali mesmo...


Notas Finais


Não desistam de mim
Bebam água e dormir é essencial


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...