1. Spirit Fanfics >
  2. Amor De Um Psicopata(Jikook) >
  3. Provando A Lealdade

História Amor De Um Psicopata(Jikook) - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meu anjos, bens e bolinhos😘
Voltei com mais um capítulo para vocês ficarem mais ansiosos para o próximo!!!
Bom, a Joh aqui ainda está doente mais farei de tudo para trazer capítulos bem encaixados para vocês!
Espero que gostem😉
Desculpe por qualquer coisa😙
Boa leitura nesta quarentena👏

Capítulo 25 - Provando A Lealdade


Fanfic / Fanfiction Amor De Um Psicopata(Jikook) - Capítulo 25 - Provando A Lealdade

Continuando......

  - Bom senhor,  aqui está seu café da manhã e como não temos um tablet aqui trouxe para o senhor um jornal. - dizia o jovem Ulisses entregando tudo a Jeon este que pegou para ler e assim saber das novidades que acontecem

- Droga! mais uma boate minha perdida, desse jeito matarei mais gente do que pensei, desgraçados estão tentando mesmo acabar comigo? Só com isso? Bom, que tentem já faz uma semana que estou aqui mesmo e ainda não encontrei o corajoso, ah é mesmo está em falta, então conseguiu o que pedir?- pergunta Jeon olhando para Ulisses enquanto toma seu café que o mesmo lhe trouxe

- Sim senhor como pediu, bom, digamos que o senhor tem além de mim é claro mais um admirador o que ajudou a passar bem mais fácil pelos seguranças os armamentos para dentro da penitenciária.- responde Ulisses demonstrado anímação, é a vida é engraçada se alguém chegasse e falasse para Ulisses que ele iria conhecer o maior assassino do país e que havia aceitado uma proposta feita pelo mesmo ele iria rir dá cara dessa pessoa enquanto batia palmas para ela por causa da piada que a mesma contará, mais não podia fazer isso pois era real alí estava ele ajudando um grande magnata criminoso em sua grande saída triunfal da prisão, bom, e quer saber de uma coisa? Ele está feliz e animado também ganhará muito com isso o que o ajudará a sustentar sua grandiosa familia

- Perfeito! bom, assim que a noite cair e se não houver imprevistos é claro, quero supervisionar tudo pois tem que está perfeito cada detalhe, é meu caro quando digo que não a nada que me prenda não a nada, e como anda o outro serviço que pedi para você fazer, fez?- pergunta Jeon agora dando a completa atenção para o rapaz

- Sim senhor, digamos que seus sócios e informantes aliados estão todos a postos prontos para seu comando senhor.- responde Ulisses com um leve sorriso de orgulho nos lábios

- Ótimo, os desgraçados não querem conhecer o Killer? Então está noite eles estarão frente a frente com ele! - e assim Jeon dá um de seus sorrisos macabros 

- Falta pouco meu amor, só aguenta mais um pouco estarei de volta para seus braços, e não terá nada e ninguém que irá nos separar de novo. - e assim ele rir olhando a aliança que estava em seu anelar e o beija em seguida orgulhoso e determinado.

   Em outras cela....

- Gente anhei de novo, eita jogo bom esse em.- dizia J-Hope que estava jogando truco mais que rapidamente é tirando de seus pensamentos vitorioso por uma voz rude que fala: claro que ia ganhar está jogando sozinho sua anta.

- Ei, calminha ai Suga deixa essa raiva para quando sairmos daqui. - fala RM que estava analisando o sistema de segurança no notebook que Ulisses arrumou para ele escondido da segurança do lugar

- Até que em fim sairemos desta desgraça de lugar a comida é ruim, essa merda fede e para piorar não tem nem amendois ou vinho aquí, estava ao ponto de explodir. - responde Suga que estava treinando sua mira, ele estava atirando suas facas num desenho que o mesmo fizera de Taemin, ah sim Suga estava furioso com o desgraçado

- Pronto conseguir.- fala RM animado

- O que? Conseguiu desarmar os alarmes? - pergunta J-Hope este que estava agora deitado no chão gelado da cela suja

- Sim, conseguir meu caro e não só isso, desarmei também toda as senhas e seguranças existentes das celas, então eu não sou ou não um gênio?-pergunta RM mostrando que ele além de agiota é um ótimo estrategista

- Bom, então se preparem pois a familia Killer se reunirá novamente! - fala Suga dando seu sorriso gengival

Cela De Killer...

- Ei, levanta dai vagabundo o chefe está querendo falar com você. - fala um dos carcereiros entrando na cela a qual Killer estava e o arrastando para fora, este último citado ia com seu jeito habitual de ser sério e frio assim ele é levado, quando passava pelos corredores percebeu que as câmeras estavam com a luz vermelha desligada o que significava que estava tudo pronto para seu show ele assim rir, e ao chegar na mesma sala da primera vez o mesmo processo acontece seus pulsos e pernas são pressos por correntes de aço e como sempre a sala estava cheia dos mais idiotas seguranças, ele é colocado sentado na cadeira de frente do Dustin o delegado que o olhava com a mesma cara de paissagem de sempre, o homem a sua frente com um sorriso nos lábios fala: como vai Killer? Vejo que a penitenciária faz bem para sua pele.

- Como vai Dustin, sonhou comigo te matando foi? - pergunta Killer sarcástico

- A mesma palavra besta de sempre, até quando falará sempre a mesma coisa em? Não vê que já faz uma semana que está aqui dentro, ou seja, você continuará aqui! Até com cara de medo você está, tá com medo Killer? Hum - fala Dustin em seu tom de zombação

- Me avise quando começar a levar as coisas mais a sério. - responde Jeon o encarando

- Certo, preciso de você aqui para conhecer o doutor Samuel ele é um especiliasta em louco. -fala Dustin olhando para Killer para vê o que expresava sobre o assunto mais que no momento não demostrava nada apenas o encara de uma forma estranha algo que ele tentou deixar para lá

- Bom, Samuel este é Jeon Jungkook conhecido pelo nome..... -dizia Dustin que na mesma hora é interrompido pelo doutor

-Sei bem quem esta peste é, senhor Killer Bunny, ah mais como esperei por conhecer o homem que matou meu filho, é uma honra conhece-lo senhor e a honra será maior ainda quando eu acabar com você aos poucos.- fala o doutor Samuel com uma voz de indignação e repulsa

- Já acabou com seu discurso de merda? Olha aqui meu senhor não sei quem foi seu filho não ligo para isso, a única coisa que ligo é na cor de seu sangue que escorregará por minhas mãos, então como é?-pergunta Killer num tom calmo mais estranho

- Não seja ridículo! você se acha né?- o doutor Samuel pergunta num tom grosseiro

- Não, não me acho não, eu sou! - Killer responde mais sério ainda

- Ingênuo meu caro, acha que todos tem medo de você? Não, nem todos tem, onde você reina tem gente pronto para te derrubar e eu sou um desses!- fala o doutor Samuel o encarando

- Só uma coisa eu tenho para você doutorzinho, riram da minha ida, vão chorar com a minha volta. - fala Killer em um tom que mostrava que sua pouca paciencia estava prestes a acabar, e assim ele é bruscamente levantado da cadeira onde estava sentado e arrastado pelos braços no longo corredor este que quando estava sendo levado os outros enclausurados riam de sua cara, outros o xingava enquanto ele se mantinha sério com um pequeno sorriso macabro nos lábios a espera de calar todas essas vozes, quando eles chegaram no destino Killer começou a rir e rir muito o doutor o olhou e falou: conheça sua nova amiga Killer, conheça a dama de ferro, o que é a dama de ferro? Bem, é um instrumento de tortura e execução. Esse nome corresponde ao original germânico Eiserne Jungfrau e o instrumento consiste em uma cápsula de ferro com uma fronte esculpida, suficientemente alta para enclausurar um ser humano. Possui dobradiças e abre como um ataúde. Usualmente, existem pequenas aberturas por onde o suposto torturado ou condenado pudesse responder ao interrogador ou sofrer ferimentos através de facas ou pregos. No interior da cápsula havia cravos de ferro que perfuravam o corpo do aprisionado mas não atingiam órgãos vitais. Este perderia sangue ou mesmo agonizaria por asfixia.

Killer olhava aquilo tudo rindo, será? sério que pensaram que o colocarão dentro de uma dama de ferro? Justo ele Killer o proprio medo? Bom, era só sentar e continuar assistindo o show do velho gaga a sua frente, este que estava de costas para sí enquanto ele já estava solto e segurava uma barra de ferros em mãos e quando o doutor se virou de frente para sí ele se assustou, Killer estava rindo e assim ele fala: conheça a sua dama de ferro, ah mande um abraço para seu filho. E assim ele acerta o homem com tudo com a barra de ferro o jogando dentro da dama de ferro essa que neste momento se fecha com homem gritando lá dentro. Killer rindo virá para os presentes na sala e fala: chegou nossa hora. Depois disso em seguida coloca sua meia máscara de coelho no rosto e pega de um dos seus homens sua tão famosa arma dourada sem tirar que um de seus homens coloca em seus ombros uma de suas capas e assim ambos saem da sala, ele ia na frente rindo pronto para sair daquele lugar.

Enquanto isso....

J-Hope, RM e Suga já estavam fazendo o que fazem de melhor matando os seguranças que insistiam em não deixa-los sair, RM atira em um dois três de cada vez em quanto Suga atira suas facas nos homens que vinha em seu caminho, e J-Hope bem, alguém de brilhante idéia havia o dado um fuzil onde ele fazia estragos

- Onde vocês pensam que vão prisioneiros?- pergunta um carcereiro apontando uma arma para Suga enquanto mais dois apareceram e apontaram para os outros

- Ora, iremos para um churrasco alí no vizinho, você irá querer uma carne?- pergunta Suga debochando da cara do homem

- Tem a crua, a mal passada e a queimada qual vocês irão querer?- fala J-Hope rindo da cara de indignados dos carcereiros em sua frente

- Tem vinho, tem uisque, tem gin e conhaque o que vocês irão escolhe para tomar? Mais lembrem; uma escolha errada é uma vida perdida.- completa RM

- Tem certeza que vocês são os criminosos mais temidos?-pergunta o carcereiro

- Eu acho que não.- fala o outro

- Eu acerto no meio. -fala Suga

- Eu no chute. - fala J-Hope

- Eu dou um tiro.- completa RM

- Do que vocês estão falando? por acaso estão loucos ou são loucos?-pergunta o carcereiro debochando

E sem falar mais nada Suga atira facas no meio das pernas de dois, enquanto J-Hope da chutes certeiros os lançado janela a baixo, e RM bom, o esperto fica só no tiro, eita quando essa turma se junta é morte na certa e humor de leve, e assim eles acabaram com todos. Já Killer usava suas duas armas, ele matava os que vinha em sua frente e os que optava por vim por trás, ele matava todos com os braços abertos e com um sorriso nos olhos eram tiros para ninguém botar defeitos só medos.

Enquanto isso na sala...

-Sai da minha frente maldito! o que você está fazendo? Sai rápido, preciso chamar reforços.- fala Dustin apavorado para Ulisses que estava o impedindo de sair

Desculpe senhor, mais são ordens e tenho que seguir. - E assim ele aponta a arma em sua direção só que ele não contava com aquilo tudo de armas apontadas para sí

- Vejo que quem está em desvantagem aqui é você rapaz estúpido, ei garanto que se não sair de meu caminho você morrerá assim como todos de sua familia por sua traição a bandeira do país, então? vai covarde atire, atire.             -Dustin grita mais Ulisses continua no mesmo lugar até que derrepente a porta é brutalmente aberta e Killer passar por ela ele fala: ele não, mais eu sim!  E assim Killer dá um tiro nas pernas do homem que cai para trás gritando, e ates que os outros fizessem algo ele rapidamente mata cada um que está dentro daquela sala e depois rindo olha para o homem que estava no chão se agacha passa a ponta da arma em seu rosto e fala: então me diga vai? Quem mandou você fazer esse trabalho de jerico, porque que eu saiba eu sou a propria justiça da cidade então quero nomes em?

O homem apavorado e nervoso responde: f-foi T-taemin, e-ele q-que a-armou t-tudo i-isso, p-por f-favor s-senhor d-desculpe, p-por f-favor.- o homem dizia agora chorando

- Que isso, vem cá vem. -fala Killer sério indo abraçar o homem mais em seguida ele enfia com tudo a arma na boca do homem que tentava de tudo o empurrar para longe, e em seguida ele atira estourando a cabeça do homem - O desgraçado me sujou, essa merda, o sangue fedendo esse em, mostrou sua lealdade Ulisses terá sua recompensa.

- Obrigado senhor! - responde Ulisses já recuperado do susto que levou ao presenciar tamanha crueldade, porque só quem vê ou vive sabe como é de verdade

- Acho melhor você correr o mais rápido possível daqui, encontre meus homens lá fora fique com eles e não os atrapalhe por nada entendeu?

- Sim senhor. -responde Ulisses que saiu correndo logo em seguida

E assim Killer se levantou do chão pegou sua arma olhou em volta para a poça de sangue que aquela maldita sala se tornou riu e falou: estou voltado para você meu amor, me espere.

E saiu se encontrando com os outros no caminho pronto para a guerra de sangue.




Notas Finais


Eita🔥
E agora o que acontecerá, bom, eu não sei🙊
Comentem
Favoritem
Beijos da Joh😘
Estou planejando uma nova Fic qualquer coisa aviso a vocês😘 espero que gostem dela também😍
Até a próxima👏


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...