História Amor De Um Vampiro - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hidan, Itachi Uchiha, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Madara Uchiha, Obito Uchiha (Tobi), Pain, Personagens Originais, Sasori, Zetsu
Tags Akatsuki, Lemon, Naruto, Romance, Sasodei, Sobrenatural, Vampiros, Yaoi
Visualizações 79
Palavras 1.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello Dear!
Voltando aqui, com um capítulo dessa fanfic tão querida.

(Fanart cute ^-^ Porque sim 🐺)

Capítulo 8 - Correntes do destino...


Fanfic / Fanfiction Amor De Um Vampiro - Capítulo 8 - Correntes do destino...



- S-sasori? - levantou um pouco o corpo, ficando sentado.

- Eu vim te ver, meu querido - sorriu de canto.

Seus cabelos ruivos estavam bagunçados como sempre. Ele tinha um olhar um tanto carente.

Talvez Sasori estivesse precisando de amor e um pouco de carinho, e não que brigasse mais com ele.

- V-você veio aqui, para saber... Se estou bem? - abaixou o olhar, corado. Fazia um bom tempo que o companheiro não era tão afetuoso com ele. E Deidara confessaria, em voz alta, que sentiu falta do amor de Sasori.

- Eu realmente me importo com você. Me desculpe por ter te tratado tão mal, tudo bem..?

- Ahãn - o loiro passou a mão pelos fios rubros de seus cabelos, que pareciam voar com o pouco vento que passava pelo local.

- Você sentiu a minha falta, Dei?

- Eu.. Senti - corou abaixando o olhar novamente.

- Mas agora, eu estou aqui. Shiu... Fica quietinho, tá bom? - perguntou alisando seu rosto com ambas as mãos - frias -, de forma carinhosa. 

Deidara deixou que algumas lágrimas escorrerem, a vontade. Segurou as mãos frias de Sasori. O barulho das correntes se fez presente novamente no local. Deidara surpreendeu Sasori, lhe dando um beijo.

Mas não era apressado, e não demonstrava luxúria como das algumas outras vezes. Era calmo, e bem afetuoso. Pareciam realmente demonstrar sentimentos profundos um pelo outro através do beijo. Sasori pediu passagem com a língua, que foi cedido por Deidara.

 Aquilo causava uma sensação boa e uma experiência nova para o loiro, que se arrepiou pelo toques das mãos gélidas de Danna sobre seu corpo. Apertando sua cintura. Mas não que quisesse o machucar. 

 Apenas o fazer sentir que ele queria estar ao lado de seu marido quando mais precisasse. E Deidara sabia disso, tanto que também ele queria mostrar uma boa visão de seu carinho para o ruivo.


[ ... ]


- S-sasori... hun .. - o loiro gemeu fracamente tentando manter sua respiração ao ritmo normal, estava acelerada e seu coração batia mais rápido.

O ruivo continuou sugando o sangue do mais novo. Que parecia estar ficando cada vez mais fraco.

- D-danna... - chamou novamente, sem sucesso. - para seu azar -, estava quase sem forças já, não conseguindo empurrar o mais velho.

- Chega... - sussurrou com lágrimas em seus olhos marejados. - Sasori..! - tentou gritar mas sua voz não saia. Ele segurou os ombros do ruivo. Que Finalmente percebeu o quanto seu loiro estava sem forças. 

Deidara revirou os olhos, ficando quase totalmente brancos, e desmaiou. Sasori o segurou, antes que ele caísse, e o pegou no colo. Tirando a enorme corrente que prendia seu amado.

Subiu as escadas e o depositou na cama. Vendo-o com uma expressão de dor na face. Ele ajeitou-se na enorme cama de casal. E o Akasuna o abraçou, colocando sua cabeça sobre seu peito.

- Tenha bons sonhos.. Dei... Me desculpe por não ser aquele que você queria que eu fosse.


[ ... ]


- Papai - chamou Deisori com os olhos marejados. Como se quisesse chorar ali mesmo

- O que foi, querido? - disse o pegando no colo.

- Eu tive um sonho ruim.. - abraçou Sasori. Que deu um fraco sorriso pela ação de seu filho.

- Deixe me adivinhar, e por isso você quer dormir com nós?

- Sim..

- Tá bom, mas cuidado para não acordar o Deidara. Entendeu? - disse em sussurro, para não acordar o companheiro, que dormia tranquilamente, como um anjo. 

Mesmo sabendo que Deidara nunca fora um e nem tinha chances concretas de que algum dia seria também.

- Uhum. - assentiu gentilmente e se confortou na cama, junto a seus pais. - Boa noite papai..

- Boa noite, querido. - alisou seus cabelos. E lhe deu um beijo na testa.


[ ... ]


- Eu estava com fome mesmo - disse o menor levando a colher a boca. Deidara sorriu de forma carinhosa, afagando-lhe os cabelos.

- Eu já sabia disso. Deisori.

- E Você, pai. Você também tem que comer para ficar forte. Não é? - perguntou o mais novo. Dando um sorriso com uma expressão angelical. Sasori o olhou, virando a cabeça. Ele ainda não sabia como os vampiros se alimentam? Talvez sim.. Ou talvez não. Por que não saberia, se no final, ele era um vampirinho também?

- Não... - respondeu suspirando.

- Olha.. Eu, preciso resolver alguns problemas. Tudo bem?

- Mas você nem terminou de comer sua comida. Você vai ficar com fome. Quer que eu coloque na sua boca, papai?

*Gasp*

Deidara não esperava que Deisori fosse dizer alguma coisa do gênero. E para sua maior surpresa, Sasori abriu a boca, permitindo que o garotinho colocasse uma colher de comida. O Akasuna não teve reação negativa, pelo contrário, engoliu sem dificuldade alguma e sorriu fracamente para o filho, indo até Deidara.

- D-danna..- disse o loiro com as bochechas vermelhas, corado.

- Você o ensinou muito bem - deu um selinho nele tratou de sair rapidamente dali.

- O-obrigado.. - suspirou exausto. Não que fosse cansativo cuidar do filho, mas precisava resolver suas coisas e quem cuidaria de seu filho por ele?

Deisori e Deidara se entreolharam. O loiro apenas abaixou o olhar, sem jeito. O menor foi até ele, o abraçando. Mesmo não tendo altura o suficiente.

- Tá tudo bem, não fica assim não.. - disse dando um sorriso doce e Deidara sorriu de volta, se abaixando para o pegar no colo

- Você quer fazer alguma coisa? - perguntou alisando seus cabelos ruivos de forma carinhosa.

- Eu não queria tirar seu tempo...

- Hum? - o loiro franziu o cenho. Confuso.

- Você.. Tem muitas coisas para fazer não é? E-eu... Quero continuar, descobrindo coisas novas aqui no castelo.

- Claro. Você é o filho do rei. Tem todo o direito - o loiro saiu da cozinha com o filho nos braços. Mesmo sabendo que alguns dos que trabalhavam no castelo, o odiava, Deidara não se importava tanto.



                                                     Continua... 


Notas Finais


Oi pra você que chegou aqui. 🐺

Então é isso, se gostaram comentem. E se gostaram bastante, favoritem para me ajudar por favor. Isso ajuda muito. Somos uma matilha. Obrigada 🐺🐾❤ Me perdoem pelos erros ortográficos. 🐾

Eu peço lhes, que me apoiem comentando.
Me sigam para receber as notificações de todas as minhas fanfics. Me adicionando você também pode ficar por dentro das novidades!
Veja os recados que deixo quando precisar nas atividades!
Fique atento no meu perfil, quando for estreiar alguma fanfic 🌟

Caso você não saiba o que comentar, comentem aqui em baixo:
👉#AmorDeUmVampiro ou #VaiWolfMystic
Vocês vão estar me influenciando a continuar postando 💖🐾
Vocês podem deixar sugestões aqui nos comentários, eu vou destacar, e dependendo da ideia, eu vou usar na Fanfic.
Se você for bem participativo, eu posso adicionar um novo personagem com o nome, idade e característica que vocês quiserem! Então lembre-se, para receber esta homenagem, basta ser bastante participativo 😉❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...