História Amor descongelado- Frisk x Sans Humantale - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Chara, Frisk, Papyrus, Sans
Tags Humantale Frisk X Sans, Lemon, Undertale
Visualizações 60
Palavras 1.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Survival, Suspense
Avisos: Álcool, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Gente estranha...


~~Pov Frisk~~
Eu começo a abrir os olhos lentamente, meus olhos começam a se acostumada com a claridade aos poucos. Quando finalmente eles se acostumam eu consigo ver finalmente que eu estava em uma cama confortável porém dentro de uma gaiola maior. Eu sentia uma dor insuportável no meu pulso, eu olhava tudo com medo.
-Onde estou? -pergunto baixinho, então, escuto vozes se aproximando e entao eu deito novamente e finjo que estou dormindo.
???- Toriel!!! Vc não pode entrar aí!!- essa voz é estranha..., parece uma garota, estou com medo, quero ir para casa...- Eu não fiz os testes nele ainda!!- T-Testes?! Meus pensamentos são interrompidos quando de repente a porta se abre.
???: Oh! É tão pequena...- diz uma mulher, sua voz era calma e gentil.- uma voz a respondeu, eu reconheço essa voz, era Sans!
Sans: É um filhote Toriel. Ela é uma garotinha, e está ferida...creio que não seja a melhor hora para uma visita..-  ele diz de forma calma e passos se aproximam de mim.
Toriel: ferida?! Vcs as machucaram?!- ela diz super preocupada alterando um pouco a voz.
Sans: não é claro que não! Eu não machucados essa coisa fofa. Ela estava ferida quando as encontramos, um da sua espécie maior e aparentemente mais velho estava atrás dela, creio que tenha sido ele que a machucou.-ele está falando do meu irmão...mas é claro, na floresta...ele me salvou...
Toriel: pobrezinha...Ela devia estar com medo...-ela falou com tristeza na voz.
Sans: hun? -Sabe parecia mais perto de mim- Hey Kiddo...sabemos que vc está acordada...-eu gelo ao ouvir isso. Eu abro os olhos e me viro devagar e Sento devagar com medo deles. Sans sorria para mim assim como a tal Toriel. Ela era linda com pelo branco e chifres.
Toriel: olá minha pequena criança..
- n-nao sou pequena e nem criança!- eu digo com medo.
Toriel: oh! Então quantos anos vc tem?
-tenho 16 anos!- eu digo com medo. Toriel sorri. De repente escuto alguém correndo e quando vejo era um igual a Toriel porém menor, usava roupas simples de inverno.
Toriel: Asriel!- ela se assusta com a presença do mesmo- o que vc faz aqui?- ela aparentava ter 16 , no máximo 17 anos...o mesmo para ao escutar Toriel.
Asriel: vim ver a Humana que Paps disse que capturou!- ela diz e entao ela me vê a se aproxima correndo, eu recuo assustada. O garoto segura nas suas barras e ferro e me olha com olhar triste. - tadinha dela...Mãe ela e fofa- ela diz sorrindo, eu não sou bichinho de estimação para isso!!!Asriel pega uma flor e estende para mim- vc gosta de flores? Pega...para voce...-ela diz, eu me aproximo e pego a linda flor e Campo amarela. Olho para Asriel surpresa e entao o vejo sorrir e eu o imito sorrindo gentilmente a em seguida pegando algo do bolso, era uma balinha de morango, eu abro a como uma e dou a outra para ele.-nossa...obrigada!!- ela diz e a experimenta. De repente o tal garoto chamado Papyrus...Eu acho...ele se aproxima todo feliz.
Papyrus: Humano esta acorda!!- atrás dele tinha uma criatura estranha parecia um robo. Eles se aproximam e entao eu recuo mais assustada. Asriel fica olhando eles se aproximando e entao Papyrus abre a gaiola e eu corro e começa uma espécie de pega-pega em que todos estavam participando menos Sans que assistia. De repente eu corro em direção a porta e aparece uma espécie de peixe pirata com um rabo de cavalo ruivo. Ela me olha com ódio.
???: Humana!!!- eu grito de medo o que chama atenção e todos da sala até mesmo de Sans, eu corro e ele vem atrás de mim e todos agora tentavam me proteger. Até que Sans se irritou com a situação e seus olhos ficaram negros deixando apenas a íris de um deles azul claro forte e brilhante. Neste mesmo momento todos ficamos imóveis. E eu que estava indo para porta fico flutuando, sentia como se tivesse uma mão segurando o meu coração era estranho a sensação, eu chorava e medo.
Sans: já chega!! Todos vocês estão assustando ela! -ele diz isso e eu, que ainda flutuava, sou levada para perto dele onde paro na frente dele se conseguir me mexer olhando para aqueles olhos frios dele, isso me assusta.- Shhh! Vai ficar tudo bem....ninguém aqui vai te machucar...-ele diz fazendo os olhos voltaram ao normal, e eu encosto meus pés no chao.- você lembra de mim?- eu concordo com a cabeça...- e meu nome vc lembra?
-Sans...seu nome é Sans- eu digo com medo e ele sorri para mim e faz carinho na minha cabeça.
Sans: essa menina e esperta haha- ela diz brincando- e qual é o seu nome?- eu fico queita- ah vamos! Se por acaso vc se perder por aqui...como Vamos te achar? Vamos ficar gritando "Humana"? Nah é muito grande..sem falar que parece que eu estou chamando um cachorrinho- eu dou uma leve risadinha- heh! Mas e que tal pelo seu nome?- ela pergunta e eu suspiro.
-Frisk...-eu falo baixinho, ele coloca a mão ao lado da orelha como sinal de que não escutou bem.
Sans: como é? Frisco? -ele diz em um tom brincalhão.
- Frisk!!- eu repito e ele faz uma cara e imprecionado...
Sans: ela tem voz...uau!!- ela começa a rir e eu revuro os olhos e coloco a mão na cintura.
-Baka!!- eu digo fazendo biquinho...
Sans: oooou...hahah não precisa ficar irritadinha Kiddo. Foi so brincadeira...- ela estala os dedos e todos voltam ao normal, logo Toriel bem em minha direção e me abraça.
Toriel: minha pequena criança!!- ela diz me abraçando o que me faz corar. De repente sinto paixão apertar meu pulso e eu grito de dor, e todos olham para ela com raiva.-Undyne!! Ela está ferida!!- ela briga com a mesma que se incolhe um pouco.
Sans: não é preocupa Toriel, ela vai ser curada..vou pedir para Alphys dar uma olhada nela...- ela diz colocando a mão nos bolsos..
-por favor...q-quero ir para casa...-eu digo tremendo, nem eu sabia o por que tremia- q-quero a Chara...
Asriel: o que é Chara? -pergunta ele confuso. Ela olhava para os outros que também não entendiam.
Toriel: eu não sei....pequena o que é Chara? - eu ia responder mas no consigo e tdo fica preto de novo..as últimas coisas que eu pude escutar foram... "ela será uma de nós agora..."
÷÷Sonho On÷÷
Estava em um carro com meus pais, estava chovendo com raios,que de vez enquanto fazia barulho altos..
Pai: então minha filhinha gostou de ter ido no cinema? - ele pergunta é eu concordo devagar...outro trovão mais perto e eu me assusto repente minha mãe se vira para mim e sorri.
Mãe: minha garotinha, não precisa temer...nada no mundo vai te machucar de vc não deixar...- ela começa a cantarolar e entao um raio atinge o asfalto e o carro vira.
÷÷Sonho off÷÷

 


Notas Finais


DESCULPA A DEMORA TIVE PROBLEMAS!!! ULTIMAMENTE MINHA CABEÇA ANDA MUITO CHEIA QUE NEM TENHO IDEIAS PARA CAPÍTULOS!!!
Um beijo e uma Cachoeira de nutella e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...