História Amor Doce (Lysandre) - Estranha - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charli, Charlotte, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Amor, Amor Doce, Emmanuelle X Lysandre
Visualizações 105
Palavras 908
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 22 - Capítulo 21


Quebra de Tempo

Minha volta na escola foi como se eu nunca tivesse saído, basicamente. Todos só falavam da festa que Priya iria dar e que estavam muito honrados por ir.

Sabrina: É aqui? - Perguntou quando paramos na frente da lanchonete que ficava perto da Sweet Amoris. - É... agradável.

Emmanuelle: Sim, bastante.

Nós entramos no estabelecimento, porém tinham interesse em apenas UMA garçonete, então eu e ela ficamos tipo "você ou eu?". A dona, a senhora (Natalie) Garcia, ficou esperando nós nos decidimos.

Sabrina: Você pode ficar aqui, vai ser melhor eu trabalhar em outro lugar para conhecer a cidade melhor! Senhora Garcia, ela vai trabalhar aqui.

Natalie: Okay! Pode começar amanhã?

Emmanuelle: Sim! Posso vir de que horas? Eu estudo de manhã. 

Natalie: Pode vir de uma hora da tarde?

Emmanuelle: Claro!

Natalie: Como você ainda estuda, vou deixar você ficar em casa no fim de semana para se organizar. 

Emmanuelle: Obrigada senhora.

Natalie: Pode me chamar de Natalie. 

Ela me deu uma piscadela e eu saí com Sabrina para encontrar um lugar para ela trabalhar.

Emmanuelle: Hum... 

Passamos pelo centro e eu lembrei da loja do Leigh que está precisando de mais ajudantes!

Emmanuelle: Tenho uma idéia do lugar que você pode trabalhar.

Sabrina: Sério? Onde?

Eu fiz ela me seguir até a loja do namorado da minha querida Rosalya e a apresentei para o Leigh que estava presente no local.

Eu ouvi um aleluia, 'irmões?

Quebra de Tempo

Hoje é a tal festa na casa da Priya. Sabrina iria comigo e Alisson iria dormir na casa da Iris, com o Thomas e a mãe deles, pois nós duas íamos ficar o fim de semana lá com os outros.

Sabrina: Vamos, Emmanuelle! - Me chamou quando o Uber chegou.

Eu fui correndo até ela com uma mochila que continha minhas roupas, escova de dentes, tudo que eu precisaria para ficar dois dias na casa da Priya.

Quebra de Tempo

Já está na hora da festinha e todo mundo já está aqui. Bem, não todo mundo, Iris e Kentin estão em outra parte da casa.

Sim, fazendo isso mesmo que você está pensando.

Dava pra ouvir alguns gemidos, mas ignoramos pois era natural, certo? Os pais de Priya foram para a praia e deixaram ela sozinha, ou seja, melhor momento pra chamar o povo pra festa.

Emmanuelle: Sabrina!!! - Gritei por ela ao ver que minha calcinha tinha desaparecido.

Sabrina: Olá, minha cara amiga. - Apareceu na porta girando minha calcinha no indicador. - Procurando por isso?

Emmanuelle: Me dá isso! 

Tentei tirar a peça íntima da mão dela, mas não fui muito eficiente graças a toalha que eu estava segurando para não cair, afinal, eu havia saído do banho.

Rosalya: Que gritaria é essa nessa porra?! - Gritou chegando. - Que calcinha rídicula é essa? - Perguntou arrancando MINHA CALCINHA da mão da outra retardada. - Sua? - Apontou para mim.

Emmanuelle: Sim. Me devolve!

Rosalya: Hum... - Analisou. - Não é nada sexy.

Emmanuelle: Eu não quero ser "sexy".

Peguei minha calcinha e fui me trocar no banheiro por causa da "invasão" e "reunião" sobre a MINHA CALINHA DE GATINHO.

Calcinha de gatinho, sim, isso mesmo que você leu.

Quando terminei de vestir meu vestido e minha sandália básica, eu saí pois todos estavam numa área para jogar o famoso "Verdade ou Desafio". Me sentei ao lado de Alexy e deitei minha cabeça em seu ombro.

Armin: Vamos fazer uma promessa para falarmos sempre a verdade no jogo? 

Todos (menos Armin): Sim!

Armin: Estica o braço para a frente quem jura falar somente a verdade. 

Todos esticaram o braço. Confesso que estava com medo do que iriam fazer comigo, porém... eu já tinha jurado. Armin abriu um aplicativo no celular para jogarmos e colocou o nome de todos os participantes.

Armin: É a vez... do Nathaniel!

Nathaniel arregalou os olhos por saber que ele iria ser a primeira "vítima" do joguinho infernal.

Nathaniel: ...Verdade?

Armin apertou o botão escrito "Verdade".

Armin: "Quem dessa roda você levaria para uma ilha deserda e por quê?". - Perguntou lendo. - Nem pense em mim, eu não ia sobreviver sem meus consoles.

Nathaniel: Haha, tudo bem! Hum... - Ele olhou para cada um presente na roda. - Acho que eu levaria o Alexy, a Rosalya, a Priya ou a Sabrina, eles falam bastante então eu não ficaria entediado.

Sabrina: Eu falo demais?! Eu não falo demais, só falo o necessário para as pessoas saberem o que eu sinto e eu sou muito divertida, okay? Esse seria um bom motivo para eu ser levada e... - Ela parou de falar quando todos nós olhamos pra ela segurando a risada. - Tá, eu falo demais. - Admitiu cruzando os braços.

Priya: Você é a que mais fala daqui, hehe.

Rosalya: A matraca do "rolê".

Alexy: Oh bichinha pra falar, hein?

Armin: Seguindo o jogo~. 

Ele apertou o botão para sortear o próximo azarado, mas eu não consegui prestar atenção direito pois... eu estava encarando o Lysandre que parecia de divertir bastante com o jogo.

P.O.V's Narradora/Autora

Todos estavam chamando pela Emmanuelle que estava no mundo da lua enquanto encarava intensamente o Lysandre que sorria divertido com a situação.

Todos (menos Emmanuelle): Emmanuelle!

Ela piscou algumas vezes e levantou a cabeça apoiada no ombro do Alexy que ria muito do rosto corado da garota.

Emmanuelle: V-Verdade. - Falou tímida.

Rosalya: Essa pergunta eu mesmo quero fazer, Armin!

Armin: Pode seguir, Rosa. - Disse soltando o celular.

Todos prestavam atenção na Rosalya, eles estavam curiosos e ansiosos para saber o que a menina iria perguntar pois sabiam que teria algo a ver com o Lysandre.

Rosalya: Emmanuelle Rodriguez, minha amigona do peito. - Sorriu arteira para Emmanuelle que estava com medo. - Você gosta do Lysandre?

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...