História Amor Doce (Lysandre) - Estranha (EM REVISÃO) - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charlotte, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Amor, Amor Doce, Emmanuelle X Lysandre
Visualizações 291
Palavras 803
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 24 - Capítulo 23


No meio daquela pegação toda, escutamos passos no corredor.

Okay, ferrou.

Lysandre se levantou e rapidamente saiu do quarto. Como o corredor estava escuro, deu para ver claramente ele saindo graças a luz do quarto. Priya entrou com Castiel que carregava a Sabrina... Bêbada?!

[Autora: Prometem não ficar com raiva de mim? Não? Mesmo assim vou falar... EU ENGANEI VOCÊS, HEHEHE! NÃO VAI TER HENTAI AGORA!]

Priya: O que o Lysandre estava fazendo aqui? - Perguntou confusa. Ela balançou a cabeça e me olhou. - Tá, não quero saber o que vocês estavam fazendo.

Castiel deitou Sabrina ao meu lado e saiu sem dizer uma palavra. Olhei para o rosto da francesa e fiquei confusa, então decidi perguntar:

Emmanuelle: O que foi com ela?

Priya: Castiel disse que ela era uma garotinha indefesa quando ela disse que queria beber, então ela encheu a cara de vodka.

Emmanuelle: O que?! Como assim!?

Priya: Brigue com ele, não comigo.

Revirei os olhos me levantando. Eu que trouxe ela, então eu que vou cuidar dessa alcoólatra.

Priya saiu do quarto e eu acordei a bêbada que me puxou para um abraço um tanto quanto forte. 

Sabrina: VocÊ é a mElhOR pe-peSsoA... DaQUi!!!

Ah não...

Emmanuelle: Sim Sabbie. Vamos para o banheiro.

Sabrina gritou como reprovação e começou a chorar do nada.

Emmanuelle: Ah!! Não chora, Sabbie, não chora. 

Sentei ela e a abracei.

Sabrina: QuERo o MaRcOs!!! - Gritou aos prantos.

De novo essa palhaçada de Marcos?! Ela não superou ele! Puta que pariu! Ela precisa se relacionar com outros garotos, garotas, sei lá o real gosto dessa maluca.

Emmanuelle: Chega, Sabrina! 

Me levantei e a puxei até o banheiro. Liguei o chuveiro com água gelada e a coloquei debaixo dele. Depois de muita reclamação de frio, eu deixei ela sair do banho e a enxuguei para colocar um pijama nela e dar uma remédio para dor de cabeça antes de dormir.

Vou ter que trocar ela... Aaargh!

Quebra de Tempo

Todos na casa já estavam dormindo, mas acordei com Sabrina reclamando de mais dor de cabeça e acabei indo na cozinha para pegar mais remédio para ela.

Emmanuelle: Lysandre? 

Fiquei confusa quando o vi sentado na cadeira do balcão enquanto escrevia no seu bloco de notas com uma xícara de café.

Lysandre: Huh? - Me olhou e sorriu. - Por que está acordada?

Emmanuelle: Sabrina. - Reapondi indo até o armário dos comprimidos. - E você? O que faz a essa hora de pé?

Lysandre: Insônia. 

Ele voltou a escrever e eu fui até seu lado para ver o que ele estava fazendo. O mesmo olhou e sorriu de leve pois eu estava bem próxima a ele.

Emmanuelle: O que foi? - Perguntei mas ele não respondeu. - A letra é boa! - Comentei olhando o que havia colocado no bloco de notas.

Ele concordou e fechou o bloquinho para me olhar. Eu sorri corada e quando fui pegar água para dar com o comprimido pra Sabrina, ele me puxou pela cintura e a abraçou.

Lysandre: Vamos agir como se nada tivesse acontecido ou...?

Emmanuelle: Vai ser difícil acreditar que você gosta de mim. - Falei me virando para ele. - Você diz que não sente o mesmo que eu, mas alguns minutos depois diz que sente e me beija?! 

Lysandre: Me desculpe... - Ele abaixou o olhar.

Eu levantei seu rosto com meu polegar e indicador e dei um selinho nele, sorri e falei confiante:

Emmanuelle: Eu deixo você provar que gosta mesmo de mim.

Lysandre: Ah, e agora eu preciso de permissão para fazer as coisas? - Questionou risonho e irônico. - E você? Precisa? - Perguntou aproximando o rosto do meu.

Emmanuelle: Óbvio que não. 

Ele me beijou calmamente e eu sorri entre nosso "carinho". Era um momento muito bom e eu estava proveitando o máximo possível. Queria que aquilo durasse bastante tempo, mas a falta de ar não nos deixa continuar.

Quebra de Tempo

Eu e Sabrina já estamos em casa de novo. Quando eu estava quase saindo de casa para ir buscar a Alisson, eu recebi uma ligação da minha mãe.

Deve ser para checar como estamos.

Pedi para Sabrina esperar uns minutos já que ela iria comigo também pois iríamos fazer a famigerada feira.

Ligação on

Emmanuelle: Oi mãe! Como estão as coisas aí?

Ela não falou nada, porém consegui ouvir ela chorando desesperada e algumas vozes ao redor.

Emmanuelle: Mãe? Onde você está? 

Samantha: F-Filha!... - Fez uma pausa e respirou fundo. - E-Estou no h-hospital.

Emmanuelle: O que?! Por que!? 

Samantha: Monique s-sofreu um acidente... 

Eu gelei. Sabrina me olhou confusa e perguntou o que estava acontecendo, eu só consegui chorar, mas não foi algo muito escândaloso porquê não queria piorar a situação. Pedi para Sabbie ir pegar a Alisson sozinha porquê eu tinha que falar sério com a minha mãe e precisa da minha irmã junto. Ela aceitou sem questionar.

Samantha: Emma...?

Emmanuelle: O-Oi mãe. - Me sentei no sofá segurando o choro. - Como ela está?

Samantha: Já fez uma cirurgia... O médico disse que ela está em coma!

O quê?!

Continua...


Notas Finais


Só passei pra avisar que estou com uma conta no Wattpad (também @Mandyocka) para fazer fanfics de k-pop (sim, sou kpopper). Se vai começar a dar hate ou me zoar pelo meu gosto musical, convido você a se retirar da minha fanfic e ficar bem longe. Obrigada, de nada.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...