1. Spirit Fanfics >
  2. Amor Dos Anos 80 >
  3. Festa, Carta.

História Amor Dos Anos 80 - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Demorei muito tempo não demorei? Mas voltei rs 😁
Último capítulo quem esta ansioso/a ?? 👆
Mudei meu @ amou??
Aproveitem a fic Chanbaek 😗
Último capítulo da fic e eu to ansiosa com isso ksksk
Desculpem qualquer erro!!

Capítulo 3 - Festa, Carta.


 

 

FESTA, CARTA

|||

Desde a última vez que se falaram, Chanyeol não viu mais Byun Baekhyun, mesmo sendo simples seu orgulho não o deixava admitir que sentia falta dele, o que ele estava fazendo?, ele perdeu as provas finais?, onde ele esta?, esta bem?. Park Chanyeol bufou, estava frustrado e inseguro, será que ao menos ira velo na festa que Lay Zhang vai dar?

 

- CHANYEOL! - Berrou Suho. - Estou te chamando a um tempão, aonde esta com a cabeça? - Suho, Xiumin  Kyungsoo se reuniram na sua casa para escolherem as roupas que iriam usar, a festa seria nesse domingo.

 

 

Pensar em Baekhyun parecia se torna um abito e não estava gostando muito, não falaria para seus amigos o que tinha com o dono da Ford Vermelha e negava a si mesmo que nutria sentimentos pelo avermelhado, suspirou e negou com a cabeça, novamente pensando nele, estava até quase, quase desistindo de ir.

 

- Eu não ouvi, desculpa. - Se sentou na sua cama de forma melhor para que suas costas não doesse, Xiumin deu um abraço lateral no Chanyeol e começou a sorrir pro vento.

- Relaxa, a festa é só amanhã, se anima um pouco, esta com uma cara tão séria... - Kyungsoo disse analisando as roupas que cada um iria usar, na opinião de seus amigos Kyungsoo tinha um ótimo senso de moda e era verdade. Chanyeol balançou a cabeça em concordância e sorriu junto ao Xiumin.

- Tudo bem, por que a gente não sai um pouco? Eu to com fome!  

- Concordo com ele, também estou com fome Kyungsoo. - Minseok fez um pequeno bico, dramatizando se jogando na cama e olhando para o garoto que ainda estava olhando as peças de roupas, esse que ao direcionar o olhar para os três pidões bufou e pegou as chavês e saindo do quarto, seus amigos rindo e falando bobagens saindo logo em seguida, era disso que Park precisava, distração.

 

 

[...]

 

Domingo chegou e junto a ele muita reclamação, na sua opinião seu cabelo estava ótimo mas seus amigos insistiram em fazer mudanças e fizeram, todos fizeram, estavam bonitos, nem parecem aqueles moleques magrelos, nerd's e palhaços. A festa já Havia começado a duas horas e só se atrasaram por causa que Minseok se certificava se estava bem vestido a cada 5 segundos na frente do espelho, sem enrolações entraram no carro do Kyungsoo e foram para a casa do Lay.

A casa era enorme - estava mas para mansão que casa e ai quem comprovasse - tinha muitos carros na frente e muita gente também, uns já bêbados jogado no chão, provavelmente dormindo outros já se pegavam e por onde passava Chanyeol já encontrou dois vomitando, por isso não gostava de festa: Tinha gente desconhecida, drogados, alcoólicos e adolescentes se pegando. Definitivamente aquilo não era sua praia. Ao entrar na residência alheia, foi puxado até onde servia bebidas, não iria beber alcoól, nunca bebeu e não estava preparado ainda para saber qual é o gosto daquilo.

 

- Esta perdido? - Olhou para o lado, ouviu seu coração disparar,  garoto que tanto pensava estava na sua frente sorrindo e bebendo, mais belo do que nunca, seus cabelos agora avermelhados, seus olhos se destacando pelo lápis que havia passado, seus amigos não estava mais consigo e agradecia por que tinha tanta coisa para falara com Byun Baekhyun.

 

- Você ta aqui! - Não acreditava estava sem reação, era felicidade e raiva, abraça-lo ou soca-lo. - Por onde andou? Por que não me ligou, o telefone quebrou?

 

- Quantas perguntas... - Bufou. - Vem! - Pegou na mão de Park e subiu nas escadas grandes que Lay tinha, abriu uma porta entre várias e os dois estavam lá, Chanyeol começaria a falar mas foi parado pelo  abraço que o Baekhyun deu, puxando para mais perto de si e escondendo o rosto na curvatura do pescoço do Park, Chanyeol não pensou duas vezes abraçando o menor de volta afagando entre os cabelos macios. - Eu senti sua falta Park Chanyeol - se separou do abraço e o puxou até a varanda.

 

- Eu também sentia muita a sua falta Byun Baekhyun. - Na varanda havia almofadas, parecia que o lugar estava já preparada para eles, se sentaram não muito longe um do outro ainda de mãos dadas. - Por onde esteve?

 

Baekhyun olhava tão intensamente para Chanyeol como se fosse a última vez que olhasse para ele, sorriu bobo e fez carinho na mão do Park.

 

- Lembra quando disse que tenho uma banda? então, me ligaram falando que uma gravadora estava interessado na gente, isso é uma oportunidade única, mas a gravadora fica em Londres, eu não queria sair de Los Angeles, sair de perto dos amigos que fiz, da minha irmã e de você...fui ver a banda em Nova York nessas semanas em quanto estive fora e ver com os caras o que podíamos fazer, ainda não tem nada  decidido, por em quanto.

 

Chanyeol suspirou, Park sabe o quanto Baekhyun ama a sua banda e ama a música como poderia ser egoísta e tirar isso dele só por causa de seus sentimentos idiotas?. Balançou a cabeça compreendendo o que ele dizia, não sabia o que falar, se apoiava ou se chorava, ele não tinha uma escolha ainda então só iria aproveitar o tempo que resta ao lado dele.

 

- Prometendo me escrever todos os finais de semana e me ligando estarei satisfeito - Sorriu ao ouvir a risada do Baekhyun sobre seu comentário.

 

- Vem cá seu idiota.

 

 Byun Baekhyun se aproximou de Park Chanyeol encostando seu lábio no dele, Chanyeol deixou seus lábio se abrirem dando espaço para Baekhyun se aprofundar mais no beijo, como Chanyeol sentiu saudade disso, o beijo tinha gosto de bebida alcoólica e morango, pela parte de Chanyeol, Park naquele momento amou a bebida. Baekhyun e Chanyeol poderão sentir todos os sentimentos que ambos sentiram um pelo o outro em um só beijo. Havia mordiscadas nos lábios de ambos, respirações pesadas e mãos bobas, não só Chanyeol sentiu saudade mas Baekhyun também, o beijo terminará com selinhos e caricias e ambos ficaram abraçados deitados no cão coberto e cheio de almofadas aproveitando do calor um do outro e da saudade

 

[...]

 

-Ta mas tipo, foi trapaça! - Ria escandalosamente Chanyeol pela decima vez naquela noite.

 

- Não foi! Eu só fiz as provas em casa ué e eu nem colei, você esta me acusando sem provas senhor certinho - Baekhyun limpava as lágrimas que foram caídas justo por rirem muito. 

 

- Tá bom, tá bom, vou acreditar. - Parou de rir, mas continuava a sorrir, foi a primeira vez que viu Baekhyun sorrir tanto e como amava, ele o admirava, como pode alguém ser tão lindo assim? Baekhyun engatinhava na direção de Chanyeol o roubando um selinho.

 

- Temos que voltar para a festa ou nossos amigos vão achar que fomos embora e não quero que o Chen dirija meu carro, ele é horrível dirigindo. - Se levantou junto ao Chanyeol. - Ei, eu sei que esse mundo ainda é bem ruim para a gente se assumir como queremos, então vamos esperar só um pouco mais, até nós tornamos adultos e terei responsabilidade o suficiente para fazer o que bem pretendo, você pode me esperar um pouco?

 

- Posso, eu sempre vou te esperar.

 

Voltaram para o andar de baixo onde rolava a festa, tinha mais pessoas que quando entrou na casa, se despediu de Baekhyun para poder encontrar com seus amigos e logo vendo Xiumin aos beijos com alguém, não se surpreendeu.

 

- Chanyeol, por onde andou? - Suho definitivamente estava bêbado, cheirava a álcool e seu rosto estava corado, a festa acabou para ele pois sabia muita bem como Suho ficava um porre' quando acordava no dia seguinte em quanto o álcool corria pela suas veias. - Cara eu beijei muito!

 

- Aé mesmo? quem? - Pergunto  desinteressado, puxando seu amigo até o sofá mais próximo e tirando o copo com bebida da sua mão.

 

- Foi...na verdade eu não sei - Começou a rir - Sei nem se foi mulher ou homem - Riu mais, com certeza Chanyeol iria fazer questão de lembrar isso a ele na ressaca de amanhã.

 

- Meu Deus...aonde esta Kyungsoo? esta tarde e o último dia de aula ainda é na semana que vem e por mim dormiria segunda e terça inteirinha então vamos logo! - Carregava Suho, seu braço permanecia no pescoço alheio e puxou Xiumin com a outra mão.

 

Depois de colocar Suho, Xiumin no carro foi atrás de Kyungsoo que o achou perto da piscina conversando com Sehun e Kai animadamente - isso raramente se ver.

 

- Kyungsoo! - Chamou Park.

 

- Eles já estão bêbados? - Disse como se fosse óbvio.

 

- Sim e eu to cansado, vamos? - Disse juntando as mãos como se fosse um pedido de urgência.

 

- Um minuto, espera aí.

 Kyungsoo se aproximou de Kai sussurrando algo em seu ouvido e logo recebeu uma piscada do mesmo, Chanyeol estranhou, mas logo saíram dali e em direção ao carro os outros dois já estavam dormindo pesadamente e foi em direção a casa de cada um, deixando ambos em cada casa.

 

[...]

Segunda-Feira, 8:00 da manhã. Estava exausto e cansado, mesmo que não tenha bebido uma gota de alcoól sua cabeça latejava e sua garganta estava seca, Park Chanyeol realmente disse sério em relação ao querer dormir Segunda e Terça inteirinha mas não perderia a oportunidade de ver Baekhyun de novo, lembrou-se da noite passada e sorriu abertamente, tocou seus lábios e os sentiu formigar, sentia saudade do beijo de Byun, sentiu saudade de tocar a pele quente dele e das caricias se perguntava se receberia-as de novo. Já na escola, tentava não presta atenção as reclamações de Suho sobre deixarem ele beber, odiava sair com seus amigos para festas porque isso sempre acontecia, Minseok parecia um adolescente de 14 anos a flor da pele exibindo-se do seu primeiro beijo - não que seja de fato seu primeiro beijo - Kyungsoo sorria e esbanjando o quanto foi divertido para si a noite da festa, como poderia ficar de mal humor em momento como esse? Ria de seus amigos, falava e reclamava junto a eles. Avisto o garoto que tanto faz quentão de te roubar sorriso seus, não sabia se séria a mesma coisa como antes: Não se falarem nos corredores. Mas Baekhyun estava tão ocupado conversando com outras pessoas que chegar até ele só se fosse pisoteando as pessoas.

 

Aulas normais mesmo sendo última semana, Intervalo normal, comida normal, tédio normal para a última semana, sentado junto aos seus amigos perto da tão conhecida árvore que tanto acostumados a esta perto nos intervalos, tirando-o de seus desvaneios, tocaram no assunto em relação ao seus futuros.

 

- Eu, com certeza, vou para faculdade de Artes, vai que um dia lanço um filme, quero ser famoso! - Esbranjou-se Xiumin, Chanyeol não sabia por que mas via isso em Minseok, um homem de fama e talentoso.

 

- Sempre fui bom com esportes, talvez eu tente vôlei. -  Suho disse sem muita importância, deu de ombros em quanto massacrava uma flor arrancando suas pétalas.

 

- É boa, você é o melhor jogador de vôlei na escola. - Suho sorriu em agradecimento - Talvez eu tente fazer direito. - Típico do Kyungsoo, ele era inteligente e séria um ótimo advogado. - E você Chanyeol, o que pretende fazer?

 

Pensou, ele não sabia o que queria muito bem, mas era um bom desenhista, já desenhou Byun Baekhyun em uma folha de matemâtica de tanta saudade de não poder ver o rosto dele, o custo disso foi arrancar a folha e ter que copiar texto de novo, talvez tentasse designer?

 

- Talvez...Designer? ou talvez médico... - Ciências não era muito o forte de Chanyeol mas sempre teve uma certa curiosidade sobre essa profissão.

 

- Não sei por que mas Designer é tão sua cara... - Conhecia essa voz, Byun Baekhyun encostado do lado da árvore, seus amigos surpresos, seu sorriso incontrolável que fazia seus olhos ficarem com dois riscos. - Ah, que falta de educação a minha - Fez uma reverencia para os que estavam sentados na grama, uma figura, Chanyeol pensou, quem em pleno século 20 ainda faz reverencias? - Byun Baekhyun ao seu dispor.

 

- Palhaço, até parece que é educado - Deu um tapa na nuca do Baekhyun esse que reclamou e murmurando palavrões, Kai apareceu junto a Sehun e Chen atrás de Byun sorrindo para Kyungsoo e dizendo olá aos outros.

 

- Não enche, vim só busca o Chanyeol. - Park se surpreendeu, talvez estivesse enganado em relação ao que pensou mais cedo. - Fique aí com seu namorado que eu fico com o meu! - Sorriu de soslaio e puxou Chanyeol junto a ele para um lugar afastado.

 

Chanyeol quis explodir mas não poderia por que se explodisse perderia várias oportunidades, quis surtar e pergunta que tipo de resposta foi aquela que Baekhyun deu mas achou melhor pergunta outra hora mas adequada e o Kai namora? Chanyeol já suspeitava disso.

 

- O que houve com o " Vamos esperar um pouco mais?" acho que eu não entendi muito bem o que você quis d- ! - Baekhyun calou seus lábios com o dele e os separou de volta, o rosto de Baekhyun estava corado, foi a primeira vez que Chanyeol viu Baekhyun envergonhado e achou adorável.

 

- Não diretamente mas também não indiretamente, não quero que seja de outros mesmo quando disse que me esperaria, sim estou sendo egoísta mas eu gosto de você. - Baekhyun desabafou encarando os olhos marrom escuro de Park tão profundamente que pode sentir até na sua alma. Chanyeol responderia da forma mas romântica que poderia mas repetindo em sua mente era como se estivesse confirmado que Baekhyun iria para Inglaterra.

 

- Eu quero você e anseio por ti  mas sinto que sofrerei se você parti, não vou ser egoísta e pedir para ficar mas seja meu namorado em quanto ainda esta. - Quis chorar, poderia sentia sua garganta aperta e seus olhos arderem, não queria mais chorar, foi torturante o silencio que ficou em quanto isso Baekhyun pensava e seus olhos marejavam, para alguém que demonstrava ser tão forte, Byun Baekhyun parecia um gatinho manhoso, um gato de raça e Chanyeol um gato de rua, por que gosta de alguém tem que machucar tanto?

 

- Vamos aproveitar o tempo, vou ser seu e você será meu.

 

 

O tempo passou e com ele as risadas as caricias, as semanas para Chanyeol foi bastante duradoura aproveitou ela do melhor jeito com Baekhyun, saíram para diversos lugares, a cidade vizinha quando foram comprar discos se tornou o lugar deles, Baekhyun se lembrava muito bem como Park Chanyeol quis comprar um pouco de tudo quando o levou ao shopping pela primeira vez, para sua sorte era dia de promoção, e como Chanyeol levou Baekhyun na melhor lanchonete da cidade e como ele quase, quase esvaziou tudo nas prateleiras e balcões, definitivamente seu trabalho de meio período valeu a pena pois ver seu amado de bucho cheio e sorridente foi uma graça.  Chanyeol foi na casa de Baekhyun pela primeira vez, ouviu ele tocar para si e mostra uma de suas composições, Chanyeol se perguntou se um dia, Byun Baekhyun escreveria sobre ele algum dia. Ambos se lembram muito bem do primeiro toque mais profundo que tiveram, dos arfares e gemidos, dos beijos e as caricias, Chanyeol também levou Baekhyun a sua casa, ele conheceu sua mãe e ela o adorou e Byun adorou poder chamar ela de mãe também - por insistência dela - e como Baekhyun amou jogar videogame pela primeira vez na casa de Park disputavam a todas as rodadas e a recompensa era beijos e selinhos grátis.

 

 

Park Chanyeol começou a andar em direção a casa de Byul, não tinha o visto nos dois dias anterior, foi ano novo e passou com sua família mas já estava com saudade, chegando lá quem atendeu foi Sohee, irmã de Baekhyun, a desejou feliz ano novo e enfim perguntou pelo Byun, ele não estava mas deixou uma carta e uma vazilhinha ela entregou e Park se despediu, estava curioso, por que Baekhyun deixaria uma carta se hoje em dia existia telefones a fio?. Foi a um lugar reservado, poucas pessoas passavam por ali, decidiu que abriria a carta ali e nela dizia:

 

Feliz ano novo, Park Chanyeol ^_^ .

Me desculpe se isso sair muito clichê mas eu sempre quis receber uma carta como se estivesse em um filme de romance adolescente que sempre passa na TV então resolvi enviar uma a uma pessoa amada... enfim, lembra quando disse que esse mundo ainda é muito ruim para a gente se assumir como quereremos? mesmo quando saímos por aí as pessoas acham que somos irmãos e acham graça nossa relação mas eu ainda quero pegar sua mão e entrelaçar com a minha por onde quer que andamos juntos mas isso não vem ao caso [...] Disse que iria sofrer se eu partisse, então escrevi essa carta por que acho que sofreria mais se me despedisse pessoalmente de ti. Junto a carta tem uma vasilha nela tem a chave do meu carro, vi como seus olhos brilharam quando propus te ensinar e você e a ford vermelha se completam, o carro estara por onde tudo isso começou, como nossa história começou, cuide bem dela Chany. Eu amei você e ainda amo e se me permiti amarei por muito mais tempo, mesmo longe, resolvi não te escrever daqui, por que séria sofrer mais por saudade e ansiedade de nus vermos, me perdoe por isso, espero nos reencontrarmos daqui a alguns anos, talvez nunca nos reencontremos... quem sabe um dia você vem a um show meu? O que tivemos não foi um nada Chanyeol...você é importante para mim é até meio engraçado como tudo isso aconteceu, você foi a primeira pessoa que tive sensações e sentimentos em relação a outra pessoa, você foi o meu amor de verão, amor do colegial, não se esqueça de escutar Take on me - a-ha ela se tornou nossa música...

 Com amor, Byun Baekhyun.


           Park Chanyeol ao acabar de ler a carta entregue para si se permitiu chorar, não por raiva, não por sofrência, mas por que era reciproco, amava e respeitava, foi seu amor de colegial, não se arrependia de nada mas ainda queria poder vê-lo uma última vez, quem sabe se reencontrariam no futuro? Nunca se sabe. Park abriu a pequena vasilha e tirou de lá a chave, se recompôs e foi em direção a onde estaria o carro. A rua onde patinava sempre e um carro vermelho tombou consigo e lá achou a Ford, agora sua, Chanyeol se permitiu entrar aproveitar a sensação, o carro tinha o cheiro do Baekhyun, sorriu bobo, ligou o carro e começou a dirigir se permitindo sair por ai sem um lugar especifico para ir, a história do Chanyeol e do Baekhyun tera chegado a um fim?

 

 

Quem sabe Park Chanyeol encontre alguém andando de patins bobo o suficiente para não ouvir buzinas de um carro...

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Terminou assim...não me matem, deixe sua opinião aqui 👇
Quem sabe eu não faço um extra, mas só talvez ( mas provavelmente não kskskksks)
Obrigada a todos que leram até aqui e até a próxima da Meck ❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...