História Amor Duplamente Proibido - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Carinha de Anjo
Personagens Cecilia Santos de Larios "Irmã Cecília", Dulce María Larios Valle, Estefanía Larios de Gamboa "Tía Pelucas", Padre Gabriel Larios Rocha, Personagens Originais
Tags Carinha De Anjo, Gaju, Juju Almeida, Padre Gabriel, Romance
Visualizações 88
Palavras 1.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, meus amores!!
Como vocês estão?
Me perdoem pela demora em atualizar a fanfic. Muitas coisas aconteceram e acabei ficando sem inspiração pra ela, mas tudo está resolvido. Estou de volta com Amor Duplamente Proibido.
Espero que gostem do capítulo.
Bora ler?

Capítulo 5 - Ajudar na Igreja?


Fanfic / Fanfiction Amor Duplamente Proibido - Capítulo 5 - Ajudar na Igreja?

Juliana encarava Gabriel sem saber o que responder. O que ele queria conversar com ela? Já não haviam conversado o bastante? – Ér... Sobre o que quer conversar?

- Vem comigo que te direi. Não é nada demais, Juju. Não vou te sequestrar, se é isso que tá pensando. Rsrs.

- Claro que não, padre. Ér... Eu te vejo mais tarde, Babi. – A jovem fala e segue Gabriel. Assim que entra na sala de aula novamente com Gabriel, a garota estremece. Ficar sozinha com Gabriel era complicado, afinal, ele era um homem bonito e tentador demais. – Ér... Eu... Eu quero aproveitar que estamos sozinhos pra... Te pedir desculpas pelo que falei agora há pouco. Não quis te constranger ou te desrespeitar. Não me dei conta que havia insinuado que estava atraída por você e... Eu acabei indiretamente falando isso, mas... Me perdoa, por favor. E não conta nada pra minha mãe. Ela me mata!

- Calma, Juliana. Eu não vou falar nada pra ela. Respira. – Gabriel fala e se aproxima da jovem. – Não te chamei aqui por isso, mas... Enfim... Aceito suas desculpas. Entendi o que quis dizer naquele momento, mesmo tendo saído de uma forma... Um pouco errada. Rsrs. – Gabriel fala e ri da cara que Juju faz. – Relaxa. Não vou te dar bronca nem muito menos sermão. Na verdade, queria te convidar pra trabalhar comigo. Me ajudar na Igreja.

- Ajudar na Igreja?

- Estou com muitos eventos na Igreja e preciso de pessoas me ajudando. Na verdade, precisaria da sua ajuda pra trabalhar diretamente comigo. Me ajudando a organizar as missas, entre outros assuntos. Quero que me ajude a organizar a biblioteca. Inauguramos ela há uma semana, mas ainda está uma bagunça. É um trabalho voluntário. Se quiser, está mais do que convidada. – Gabriel fala encarando intensamente Juju. Ele rezava mentalmente para que ela aceitasse. Queria tê-la por perto e obviamente, afastá-la de Luciano.

- Eu... Eu aceito sim.

- Não vai tomar muito do seu tempo? Não quero te atrapalhar e...

- Relaxa, padre. Eu dou conta. Fico muito agradecida pelo convite. E está mais do que aceito. – Juju fala feliz. Gabriel engole a seco ao ver o sorriso da jovem e acaba se arrependendo de ter lhe feito esse pedido. Ficar sozinha com ela em uma biblioteca onde a companhia é somente os livros, era pedir pra testar até onde iria sua vocação e sua fé.

- Se aceitar, podemos ir pra casa e no caminho, vamos conversando. Pelo que sei, hoje as aulas irão somente até o intervalo. Mas, se quiser ficar conversando com a sua amiga... Entenderei.

- Claro que te acompanho. Agora mesmo, professor padre. Rsrs. – Juju fala animada e Gabriel sorri de uma forma mais contida. Eles então saem da sala de aula e caminham para fora do colégio.

- Até a próxima aula, Juju. – Luciano fala ao ver a jovem passar por ele.

- Até, Luciano.

- Me passa teu número? Podemos marcar algo algum dia desses...

- Ér... Amanhã a gente conversa, tudo bem?

- Mas...

- Amanhã, Luciano. Não ouviu? – Gabriel fala e o rapaz somente acena positivamente com a cabeça. – Esse garoto é muito insistente. Não tem nenhum limite. – Gabriel fala enquanto caminha pra fora da escola.

- É o tipo de garoto mimado, padre. Que tem tudo. E nunca precisou batalhar pra nada. Tenho aversão a esse tipo de gente.

- Bom saber. O Luciano não é pra você, Juju. Pelo pouco que te conheço, sei que é uma boa garota. E merece alguém que realmente valha a pena e que te faça feliz. Um homem de verdade e não um moleque imaturo e rebelde como ele.

- Desculpa a pergunta, mas... Porque está tão interessado assim se eu vou ou não me envolver com ele? – Juju fala e Gabriel congela no lugar.

- Eu... Eu... Eu só quero te ajudar a não se envolver com pessoas erradas. Sua mãe não iria gostar disso.

- Sei... Bom, realmente tem razão. Minha mãe pode ser doida, mas ela não iria querer que a filha fosse mais doida que ela. Rsrs. – Juju fala e continua a caminhar com Gabriel.

No caminho, o sacerdote explica tudo sobre a biblioteca para Juju que ficava cada vez mais apaixonada pelo local mesmo sem nem o conhecer. Amava livros e fazia questão de ajudar o moreno a deixa-lo perfeito para crianças, jovens e até mesmo pessoas mais velhas.

Quanto mais conhecia Gabriel, mais ficava encantada por ele. E isso era algo que fazia Juju sentir medo. Um encantamento poderia muito bem evoluir para algo além disso. Uma paixão... Uma atração... Até mesmo um amor proibido. Duplamente proibido. E ela não queria isso. Bom... No fundo, ela queria. E isso a assustava.

- Chegamos! Ér... Fale com a Rosana. E se ela te deixar ir, vou adorar ter a sua companhia.

- O que precisam falar comigo? – Rosana fala se aproximando do casal que estava parado na frente do portão de entrada do condomínio.

- Ah, mãe... O padre Gabriel me convidou pra ajuda-lo na biblioteca da Igreja. É um trabalho voluntário. A senhora vai me deixar participar, não vai?

- Claro que sim, meu amor. Eu adoro esses trabalhos voluntários. Posso me juntar também?

- Mãe!

- Claro que pode, Rosana. Será muito bem-vinda. – Gabriel fala fazendo Juju revirar os olhos. Ela sabia que seria uma boa ideia, afinal, não iria ficar somente ela e Gabriel no mesmo lugar. Sozinhos. Precisavam realmente de uma companhia e nada melhor do que Rosana para entrar no meio.

- Então estamos resolvidos. Começamos na quarta-feira à tarde, pode ser?

- Pode sim, padre.

- Eu não vou poder ir nesse dia. – Rosana fala e Juju a encara. – Tenho um compromisso, Juju.

- Bom, nesse caso... Se a Juju não tiver... Pode ir comigo do colégio. Almoçamos no food-truck do Vítor e depois vamos pra Igreja.

- Combinado, padre. – Juju fala sorridente. A garota então abraça Gabriel que se surpreende com o abraço, mas retribui de uma forma um tanto quanto contida. Ela se afasta rapidamente e sobe com Rosana enquanto Gabriel fica as observando.

- Isso não vai dar certo. Definitivamente... Não foi uma boa ideia.


Notas Finais


Gostaram? Odiaram?
Mereço comentários?
Gabriel tá realmente decidido a afastar juju de Luciano. Ele sabe o que o garoto quer fazer e quer proteger Juju de uma possível desilusão amorosa. Mas... Obviamente, não é só isso e ele sabe muito bem. Será que essa "ajuda" na biblioteca da Igreja irá aproximar ainda mais esse "casal"? E Rosana? Será que ela será a "empata-casal" da vez?
Quero divulgar a mais nova fanfic de uma amiga que também ama Gaju.
https://www.spiritfanfiction.com/historia/dangerous-love-13937859
Também quero divulgar o grupo que fiz no whats para falarmos de Gaju e outros assuntos:
https://chat.whatsapp.com/5QvJC6JDaFZLMKyx407KOq
Espero todo mundo lá, ok?
Vejo vocês no próximo capítulo!
Até mais!! #GajuForever!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...