História Amor e Coragem - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Turma da Mônica Jovem
Personagens Do Contra, Isadora "Isa", Magali, Maria Mello
Tags Depressão, Romance, Tmj
Visualizações 13
Palavras 895
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpe pela demora, estou em semana de testes. Vou tentar postar mais.
Beijos.

Capítulo 9 - Outro ponto de vista.


Fanfic / Fanfiction Amor e Coragem - Capítulo 9 - Outro ponto de vista.

Do Contra ON.

Eu estava muito sem vontade de ir, porém, meu irmão teve que me arrastar até lá...

-É um prazer recebe-los aqui, Nimbus e DC. Disse Franja, de dentro da casa dele.

-Não posso dizer o mesmo...

-Do Contra! Seja educado! NÓS estamos felizes por estar aqui, não é, DC?

-Não.

-Relaxa, Nimbus. Eu conheço o DC, sei como ele é. Entrem.

-E aí, Nimbus? DC?

-Fala, Jerê!

-Finalmente a dupla dinâmica chegou. Disse Cebola, sentado no sofá.

-Só se for dupla dinâmica....

-Fala, Franja? O que a gente vai fazer? Perguntou Cascão.

-O que vocês sugerem?

-Verdade ou desafio? Perguntou Xaveco.

-Não, Xaveco. Cala a boca! Que tal... verdade ou desafio?! Perguntou Titi.

-Mas, foi o que eu acabei de...

-Ótima ideia, Titi! Você é brilhante! Disse todos.

-Parabéns, Xaveco. Você foi ignorado com sucesso. Eu disse; quer jogar xadrez?

-Partiu!

Enquanto nós dois jogávamos, eu prestava atenção no jogo dos meninos.

-Cascão-san, verdade ou desafio? Perguntou Tikara.

-Verdade...

-É verdade que você gosta da Magali?

-Que tipo de pergunta é essa? Eu mal me recuperei do término da Cascuda...

-Não negou? Interessante...

-EU NEGO! Eu nego tudo!

-Uhuu! Meu ship é real. Disse Toni.

De repente, o celular do Cebola começa a tocar.

-É a Mônica. Ele colocou no viva voz; alô?

-Eu sabia que esse dia ia chegar.

-Que dia?

-Eu tô rindo sem saber o que falar.

-Do que ta rindo, Mô?

-Suas palavras já não fazem disparar meu coração.

-Como é? Mô o que ta acontecendo?

-O que aconteceu? Eu já não sei se dou risada ou sinto dó...

-Sentir dó do que?

-Antigamente, minha garganta dava um nó...

-Mô, o que significa isso?

-Cada segundo só me prova que acabou.

-O que acabou?

-Me diz então, o que aconteceu?

-Era o que eu gostaria de saber...

-Eu mudei, eu cresci...

-Eu sei disso.
-Finalmente aprendi, que entre nós não tem mais nada a ver.

-QUÊ?!
-E o que a gente faz, se nem raiva eu sinto mais?

-Mônica, não estou gostando dessa brincadeira!

-Acho que eu posso te dizer, desculpa eu cansei de você!

-Mônica...

Naquele momento, por míseros segundos, em meu coração, se acendeu uma pequena chama de esperança, que a Mônica se cansou do Cebola e que iria voltar para mim. Mas, minha felicidade durou bem pouco.

-Seu bobo! É verdade ou desafio, Cê!

-Pegou pesado, Mônica! O Cebola estava chorando aqui... disse Cascão.

-Desculpa, Cê. A culpa é da Isa!

-Inclua-me fora dessa!

Eu vi que era mais uma vez apenas uma ilusão minha.

-DC? DC? DC?!

-Oi?

-Você não vai jogar?

-Acho que não...

-Dá para perceber claramente a sua cara de decepção. Você pensou que a Mô iria realmente terminar com o Cebola, né?

-Não. Eu disse de uma maneira seca.

-Tudo bem... ele disse guardando as peças.

-Ah, galera, eu... vou já pra cama dormir.

-Mas já? Está cedo...

-Bom, eu não queria vir, então, quanto menos acordado eu tiver, mais rápido essa tortura.

-Nada disso! Você vai ficar bem aqui! Disse Titi, me puxando até a roda; você vai jogar pelo menos uma partida com a gente. Não aceitamos não como resposta.

-Tanto faz...

Aquela garrafa girou tantas vezes, que me deixou completamente tonto. Até que aquela bendita boca da garrafa caiu em mim e no Titi.

-Do Contra, verdade ou desafio?

-Desafio...

-Desafio você a dizer pra gente quem que você gosta.

-Ah, sei lá. Não ligo muito pra isso. Pode ser qualquer uma e basta!

-Até parece que todo mundo aqui não percebeu que você está de olho na magricelinha...

-A Maria? Faz um tempo mesmo que está óbvio. Abre o jogo, mano.

-Gente, acorda! Isso é um joguinho dele! Ele ta fazendo parecer que ele está gostando da Maria, para depois surpreender a todos no final quando ficar com a Mônica. DC... quem não te conhece é quem te compra. Disse o Cebola, fazendo pouco caso de mim.

-Olha, Cebola, eu não gosto de te decepcionar, mas eu não tinha em mente isso, porque agora que você falou, ficou um final muito óbvio. E eu detesto finais obvieis. Dei uma piscadinha para ele e saí em direção ao quarto; Humpf... por que eu gostaria da Maria? Ela é só mais uma e.... pensei um pouco e veio a imagem dela em minha mente. Magrinha, com seu rosto angelical, porém sofrido, alta, com seus cabelos negros; a pergunta seria... por que eu não gostaria dela?

Do Contra OFF

-Err... Maria? Por que ficou chateada com o que disseram? O DC é alguém tão legal.

-Sabe, Isa... é que o DC não faz muito meu tipo... ele é sério e equivocado... não liga muito para as opniões alheias...

-Pensa, Maria. Está na cara que vocês se gostam. Por que não admitem?

-Acho que não entendeu, Isa. O Do Contra detesta ser previsível. Ele só vai se declarar para mim na volta de Jesus.

-Então, admite que gosta dele?

-Quer saber a real? Eu não sei... ele foi tão diferente comigo, ele não contrariou como de costume quando pedi ajuda para ele... nós ficamos próximos... bem próximos. Ele foi legal.

-Não fique assim. Se liberte, Maria. Tente ser mais amiga dele, assim saberá se ele quer ser algo mais.

-Sei não... eu estou passando por algo difícil na minha vida, não estou pronta para um relacionamento.

-Eu entendo... boa noite.


Notas Finais


Obrigada por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...