História Amor e Força: Leões e Dragões (Volume II) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Cersei Lannister, Rhaegar Targaryen
Visualizações 14
Palavras 713
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Uma nova vida que começa


284 a.C

Cersei abriu seus olhos apenas para fechá-los novamente sob a luz que parecia incrivelmente clara. Ao erguer seus olhos, ela apenas viu a porta se abrir e um cavaleiro muito alto sair por ela. Ela viu Rhaegar com a cabeça baixa, ao lado dela na cama, com uma pequena criança nos braços.  A loira olha para as próprias mãos por um momento flexionando os dedos que parecem dormentes. A lembrança de seu primeiro beijo ainda parecia tão vívida quanto a reallidade a sua volta.

Eu dormi? ela pensou em perguntar, mas sua voz parecia incrivelmente estranha e a garganta coçava. Provavelmente devido ao modo como ela havia gritado durante o parto. Tinha certeza que jamais tinha sentido uma dor tão intensa. Foi muito pior do que quando Rhogo nasceu. Dessa vez, além das contrações habituais, enquanto o bebê saía de seu corpo, parecia raspar as paredes de seu útero e barriga com ferro. Ela também tinha sangrado mais e estava mais desgastada, mas certamente ainda vivia.

-Acaso é possível realmente dormir após o parto? - questiono irritada, minha voz soando dolorida conforme a forço para sair mais alto. Uma garota de vestido claro em tom azul olha para mim, seus grandes olhos castanhos em meio aos cabelos negros me revelam que ela está espantada.

-Cersei? - questiona uma voz masculina após levantar sua expressão sombria apenas por um momento. -Você disse que ela estava morta! - ruge dessa vez olhando para a garota que se assusta.

-A pulsação dela estava desaparecendo, meu rei - diz a garota trêmula, então se aproxima e coloca os dedos ao redor do meu pescoço, depois em meu pulso - Seu batimento ainda está fraco - ela rebate espantada - Vou chamar o Alto Septão novamente - diz e logo se despediu, saindo dali rapidamente.

-Eu não me sinto fraca - digo quase irritada, mas logo coloco uma de minhas mãos em minha barriga próximo ao estomago.

-Dói? Você sente algo estranho? - questiona preocupado.

-Dor?! Eu sinto fome. Como se pudesse engolir os sete reinos com uma mordida - digo exasperada e ele me olha espantado - O quê? Acaso acha que é fácil parir um bebê? - questiono nervosa, mas ele sorri e antes que eu possa notar coloca seu corpo pesado na cama e passa um de seus braços ao meu redor, sua mão em minhas costas.

-Rhaegar? - questiono e sinto ele apoiar a testa em meu ombro. Um suspiro audíivel se faz visível em seus lábios.

-Eu pensei que perderia você.. - diz num sussurro baixo e rouco. Meus dedos tocam sua nuca por um momento sentindo o ínicio de seus cabelos mais curtos que outrora.

-Você me disse que queria viva e bem ao seu lado. Eu apenas vou atender seu pedido, marido - digo em tom suave com um pequeno sorriso nos lábios. Vejo ele levantar seu rosto e me encarar por um momento. Toco sua bochecha com o indicado flexionado, então passo meu polegar em seus lábios com infinita ternura e apenas encosto seus lábios nos meus num beijo casto.

Ele envolve sua mão livre em meu cabelo solto e eu sinto ele me beijar com vontade. Do mesmo modo como um dia sonhei em minha juventude. E nesse pequeno momento de felicidade, tenho certeza de que realizei meu sonho. Não apenas casada com Rhagar, mas mãe de um verdadeiro Targaryen.

Quando penso em tudo que passei, vejo que em todos os momentos de dor e sofrimento valeram a pena. Simplesmente porque me levaram a este instante precioso com Rhaegar ao meu lado.

Em algum momento da minha vida, alguém me disse que passado, presente ou futuro não eram uma linha contínua que eram contados como uma história. Mas pequenas partes que iam e viam formando o que conhecemos como vida. Presente e passado se misturam em algum lugar chamado futuro. Um lugar ainda não construído, mas extremamente poderoso e  cheio de possibilidades.

Um dia pensei que valeria a pena morrer tentando realizar meus sonhos, mas com os anos me tornei egoísta e ambiciosa. Queria alcançar o que me propunha, porém não morreria para tornar isso real. Pelo contrário, seria forte o suficiente para obter tudo isso e depois viveria para aproveitar tudo que algum dia conseguiu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...