História Amor e ódio - Sterek - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Aiden, Allison Argent, Brett Talbot, Chris Argent, Cora Hale, Corey Bryant, Danny Mahealani, Derek Hale, Ethan, Hayden Romero, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jordan Parrish, Kira Yukimura, Laura Hale, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Natalie Martin, Personagens Originais, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski, Talia Hale, Theo Raeken
Tags Laydem, Mackson, Misaac, Pydia, Scalisson, Scisaac, Scorey, Sterek, Stheo, Thiam
Visualizações 90
Palavras 1.528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pegadinho do malandro!! Tem capítulo esse mês sim (que brega). Desculpem os erros ortográficos e espero que gostem 🖤

Capítulo 33 - EPISÓDIO 8 - Song of the love


Fanfic / Fanfiction Amor e ódio - Sterek - Capítulo 33 - EPISÓDIO 8 - Song of the love

Paris, França

Lydia Narrando

Era tudo lindo, tudo tão magnífico, não me imaginaria viajando para Paris nunca, a cidade luz e com o amor da minha vida, minha filha. Eu sentia que precisavamos nos reconctar, desde a morte do Peter eu sentia que devia estar mais próxima e presente, claro que longe dos problemas de Beacon Hills, longe do Stiles.

Beacon Hills, Califórnia, EUA

Stiles Narrando

Já faz quatro horas, quatro horas que o Dylan desapareceu, já liguei para a polícia mas eles só podem relatar como desaparecimento depois de vinte e quatro horas. Mas eu não ia deixar meu filho nas mãos de seja lá quem for.

Vesti meu casaco e desci as escadas, vi Derek sentado em uma poltrona e Scott no sofá. Os dois me encaram enquanto eu desço.

- Aonde vai? - Derek pergunta.

- Procurar nosso filho Derek - suspiro - Eu não vou deixar ele por aí.

- É perigoso Stiles, a polícia vai nos ajudar, só precisamos esperar mais um dia - Derek diz crente que a polícia resolveria.

- Derek, eu não vou esperar um dia apara ter meu filho em meus braços, agora se você não estiver disposto a fazer de tudo para ter nosso filho, cala a boca e continua sentado nessa poltrona - digo irritado.

- Quer saber? Foda-se... - Derek estava claramente irritado - Faz o que você quiser como sempre fez, desde o colégio você sempre foi impulso e se ferrou.

- Eu sou o impulsivo? Eu? - digo sarcástico - Até porquê foi eu que me atropelei por ciúmes.

- Não use seu sarcásmo como defesa agora, estamos tendo uma conversa séria agora - Derek retruca bravo.

- Quer saber? Eu estou perdendo tempo aqui, com você... - respondo calmo - Vem comigo Scott?

- Alguém precisa garantir a sua segurança... - Scott se levanta rápido.

Sai de dentro daquela casa que estava me sufocando, entrei no carro e esperei por Scott que veio menos de um minuto depois.

Colocamos o sinto de segurança e eu liguei o carro.

O caminho estava silencioso.

- Eu... Estou preocupado com o Dylan, ele só tem 5 anos e está por aí, com não sei quem... - digo frustrado.

- Não se preocupe, não conheço ninguém que seja capaz de machucar uma criança de 5 anos - Scott sorri para mim e eu retribuo.

- Você tem razão, só preciso pensar aonde devo procurar - digo - Aonde alguém levaria uma criança de 5 anos?

Dylan Narrando

Estávamos em um circo, era tudo incrível e maravilhoso, com certeza a titia era muito legal.

- Podemos ir ver o palhaço? - pergunto.

- Só depois que me falar tudo o sobre os seus pais - ela sorriu para mim.

Lydia Narrando

Crystal e eu estávamos andando por Paris, parecia ser tão fantástica e bonita.

Paramos em uma padaria, Crystal estava doida para comer um Croissant que fosse originado na França, eu apenas ri quando ela disse essa frase.

- Mamãe? - Crystal chama minha atenção.

Estavamos sentadas em uma mesa na parte exterior da padaria.

- Oi filha - digo.

- Você e o tio Sti estão brigados? - ela pergunta.

- É complicado querida, vamos esquecer ele um pouco, as vezes faz bem - respondo calma.

- Eu sinto falta dele, do Dylan, do tio Derek, da tia Malia... - Crystal diz cabisbaixa.

- Ei nós não vamos ficar aqui para sempre meu bem -  digo segurando sua mão - São só alguns dias.

- Tá bom - ela sorriu para mim.

- Agora coma esse Croissant antes que esfria - digo me fingindo de séria.

Mas não nos controlamos e rimos juntas.

Stiles Narrando

- Até descermos dessa montanha vai demorar, vou ligar o som - Scott diz e apertou o botão.

Lovely - Billie Eilish feat Khalid

Thought I found a way
Thought I found a way, yeah (found)
But you never go away (never go away)
So I guess I gotta stay now

- Eu amo essa música - comento sorrindo.

- Eu também - Scott sorri para mim.

Oh, I hope some day I'll make it out of here
Even if it takes all night or a hundred years
Need a place to hide, but I can't find one near
Wanna feel alive, outside I can fight my fear

Começamos a cantar juntos, o Scott me encarava e eu o encarava, naquele instante eu senti uma conexão, algo inexplicável.

Isn't it lovely, all alone?
Heart made of glass, my mind of stone
Tear me to pieces, skin and bone
Hello, welcome home

Dylan Narrando

- Então você está me dizendo que eles brigaram e se afastaram por um tempo? - a titia pergunta.

- Sim, mas o papai já está em casa e pensando bem... - penso nos papais preocupados - Eles devem estar me procurando, eu preciso ir.

- Só me responde mais uma coisa, ok? - a titia pede segurando o meu braço.

Eu apenas aceno com a cabeça.

Walkin' out of town
Lookin' for a better place (lookin' for a better place)
Something's on my mind
Always in my headspace

- Você sabia que você é meu filho? - a titia sorriu para mim.

Eu fiquei confuso.

- Mas eu não tenho uma mamãe, eu tenho os meus papais - respondo.

- E se eu te disser que eu sou sua mamãe? Você acredita?

- Não, você não é!! - gritei irritado e começei a correr pelo estacionamento.

Mas eu ouvi um barulho de carro e tudo ficar escuro.

Stiles Narrando

But I know some day I'll make it out of here
Even if it takes all night or a hundred years
Need a place to hide, but I can't find one near
Wanna feel alive, outside I can fight my fear

A música foi interrompida por meu celular, que estava sincronizado com o carro, era um número desconhecido. Encarei Scott antes de atender e ele paneas acenou concordando.

Ligação

Stiles: Alô?

Desconhecido: Stiles Stilinski? É você?

Parecia uma voz computadorizada.

Stiles: Quem quer saber?

Desconhecido: Não importa, vá para o Hospital Memorial Beacon Hills, o Dylan está lá.

Stiles: O quê? Ele está bem? O que você fez com meu filho?

Ligação Encerrada

Parei o carro no meio da estrada e desci, começei a chorar de forma descontrolada.

Mas senti alguém me abraçar, era o Scott, apoiei minha cabeça em seu ombro e deixei as lágrimas cairem por alguns minutos.

- Vamos - digo me desvincilhando dos seus braços - Temos que saber como o Dylan está.

- Está melhor? - Scott pergunta.

- Não, só vou estar quando eu abraçar meu filho - respondo sério.

Hospital Memorial Beacon Hills

Entrei desesperado procurando por alguém que me desse notícias do Dylan, mas a recepcionista disse que ainda não tinha informações sobre o paciente.

Scott e eu nos sentamos na sala de espera, o pior lugar de todos, já estive tantes vezes em hospitais que sei que é quase um presságio para algo ruim.

Ouço passos, me viro e vejo Derek parado, ele me encarava triste e desesperado por uma abraço, eu também precisava. Seus olhos estavam vermelhos, mas eu apenas o encarei sério, hoje ele não teria o quer.

- Não temos informações - digo calmo por fora, porém desesperado por dentro - Parece que eles ainda não tem informações.

Derek não disse nada, apenas se sentou ao meu lado, eu ainda estava bravo com ele e não iria dar o braço a torçer. Ele sempre foi um babaca, um babaca que eu amo,mas ainda sim um babaca.

Uma porta se abre e uma médica se direciona até a sala em que estávamos.

- Stiles Stilinski Hale? - a medica chama.

- Eu!! - me levanto depressa.

- Temos informações sobre o seu filho - diz a médica Yank, como estava em seu crachá - Bom, ele foi atropelado, então tivemos que ressuscitá-lo no local e viemos para cá retirar os estilhaços e ver os danos do acidente.

- E como ele está agora doutora? - Derek pergunta com uma voz embargada e entalada.

- Tivemos que fazer um toractomia para remover um estilhaço de vidro que entrou em seu torax, mas deu tudo certo - a doutora sorri - Ele só vai ter dificuldade para respirar por alguns meses.

- Você salvou nosso filho, já está ótimo - digo chorando e a abraço.

- Ele já pode receber visitas - a doutora diz se desvincilhando do abraço - Sigam-me.

Fomos seguindo mas ela para.

- Ele - ela aponta para o Scott - Só familiares...

- Mas eu... - Scott sussurra.

Eu me aproximo dele e o abraço.

- Muito obrigado, por tudo, você é a melhor amigo que eu já tive - disse sorrindo - Eu te amo...

Me desvencilho do seu abraço e enecaro aquele sorriso.

- Stiles, eu não quero ser seu amigo... - Scott sussurra e se aproxima - E eu sei que você também não...

Sinto seus lábios colados no meu, tentei resistir mas não consegui, ele pressionava cada vez mais.

Lydia Narrando

Aproveitei que Crystal dormia para ir a padaria comprar o nosso café da manhã, estávamos hospedadas em uma pousada mas o café de lá não é muito bom.

Após pedir meus pães fui até as pratileiras para pegar uma geleia.

- Bonjour belle dame - ouço um homem sussurras no meu ouvido.

Me viro e sorri para ele.

Desconhecida

- Então advogado, eu tenho chances de ter o meu filho de volta? - pergunto.

- Você tem passagem pela polícia, isso é um desafio - disse Hector - Mas como você é rica e eu amo desafios...

- Trato feito? - pergunto novamente.

- Trato feito Virgínia Reaken - Hector sorriu para mim e eu retribui.


Notas Finais


Gostaram? Então comenta e favorita aí!! 🖤

Próximo capitulo: 3x09 - Especial: Upsidown.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...