História Amor é para os fracos! - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Visualizações 7
Palavras 907
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - 2 capítulo


Fanfic / Fanfiction Amor é para os fracos! - Capítulo 2 - 2 capítulo

Jeongin on:

 

Fiquei por muito tempo organizando a papelada e ao mesmo tempo escutando o folgado do Jisung reclamando estar cansado e com dor de cabeça, daria para compará-lo como uma criança de não mais de sete anos. 

 

Jisung — “Deu o horário Jeon, vamos não quero me atrasar na minha primeira festa!” —Olhei para a papelada bastante receoso ainda nem tinha terminado a metade.

 

— “Chefe não acha melhor eu ficar e terminar de resolver esses papéis?” — O mais velho fez uma careta de insatisfação.

 

Jisung — “Não, você é uma das peças principais dessa empresa, sabe que sem você lá vai ser um desastre total pra mim!” — Revirei os olhos pelo exagero e o drama do loirinho. — “É não revira os olhos pra mim!” — Disse me fazendo soltar uma risada nazal enquando digitava em meu notebook. O garoto bufou e veio até onde eu estava e me puxou fechando o notebook.

 

— “JISUNG!” — Digo olhando para o notebook que antes de ser fechado estava salvando varias pastas importantes. — “Vai tomar no cu, pirralho! “ — O maior gargalhou se curvando um pouco, o mesmo me deu um tapinha nas costas se recuperando das risadas.

 

Jisung — “Faz tempo que eu não te vejo mais puto desse jeito!” — caççou coçando seus olhos que saiam pequenas lágrimas. — “Tinha me esquecido como era fofo!”

 

Cruzei meus braços olhando para o relógio, já estávamos uma hora atrasados, peguei o braço do garoto e sai correndo da nossa sala. 

[…]

Após nossa chegada na grande festa dos socios e empresários, meu chefe acabou por se separar de mim, me deixando sozinho,  parecia uma criança perdida em um shopping. 

 

Me sentei em uma cadeira do bar com uma cara de quem não queria nada. Olhava o movimento do lugar e parecia bem calmo, varios empresários podres de ricos, uma música clássica de fundo, e alguns caras me observando como se eu fosse um pedaço de carne. Muitos achariam isso ruim ou algo nojento, por incrível que pareça eu gosto desses olhares voltados a mim. Isso significa que pessoas me desejavam, e não e atoa eu sei a beleza que tenho. Me desbrucei na mesa do bar com a cadeira virada do lado oposto da mesa. Súbito sinto um cutucão em meu braço me fazendo olhar para o jovem do bar.

 

XXX — “Senhor, aquele moço te ofereceu uma bebida!” — Disse apontando para um garoto bem no final do balcão, o mesmo mexia o copo com apenas dois dedos olhando à bebida, não consegui ver seu rosto, ja que o mesmo olhava para seu copo, mais era bem perceptível que não era velho.

 

— “Diga a ele que eu agradeci à bebida!” —Digo em um tom gentil, o garoto balançou a cabeça concordando e foi em direção ao moreno do outro lado do bar, voltei minha atenção à movimentação do local, só que agora com a bebida na mão.

 

Levei o copo até minha boca sentindo o líquido cair igual fogo em minha garganta, certeza que iria me arrepender por beber. Era fraco por bebidas ainda mais uma tão forte como essa, não nego o gosto era ótimo e se eu tomasse apenas essa acho que não teria problema.

 

Mordi ós lábios pensando um pouco no rapaz que me deu a bebida nem pude olhar em seu rosto direito e agradecê-lo mesmo que fosse a distância me senti um baita de um mau educado. Me virei para olhá-lo e pelo menos dar um sorriso gentil ao rapaz, mais tive uma surpresa ao não vê-lo mais na onde estava sentado, olhei quase todos os lugares que meus olhos podiam alcançar. 

 

Súbito uma voz grossa surge ao meu lado me dando susto absurdo — “Me procurando?” — Olhei para o garoto dos cabelos castanhos escuros, esse que tinha uma beleza absurda. Seus olhos eram tão negros que eu poderia entrar nos mesmo e me perder facilmente. O mais alto tinha um estilo bem folgado, porém ainda segurava seu olhar dominante e autoritário.

 

“Você me assutou!” — Digo virando meus rosto para um outro lado que não fosse na beleza do homem. — “Obrigado pela bebida, acertou em cheio e uma das minhas preferidas!” — Sorri de um jeito falso, era mentira, nunca tomei aquela bebida em toda a minha vida e se ele me perguntasse qual era o nome da bebida iria descobrir minha mentira, não era bom em mentiras. 

 

— “Então, acho que deveria ficar feliz se não estivesse mentindo sobre a bebida que bebeu, ela ainda nem foi lançada!” — O garoto disse se sentando na cadeira ao lado. Não segurei minha fraca risada, isso que dava mentir. — “Não faz mau, aprovou a bebida?”

 

— “Sim, tem um gosto forte, mais e boa sim e dessa vez não estou mentindo” —O moreno sorrio abrindo os três unicos botões do seu terno, deixando sua camisa colorida amostra, e que por acaso chamava bastante atenção pelas cores excêntricas.

 

— “Fico feliz que aprovou, estava com duvida se deveria ou não colocá-lo a venda, minhas dúvidas foram embora!” — Meus olhos pousaram nós seus quase igual a uma abelha polsando em uma flor. — “Hwang Hyunjin, dono da empresa Hwang Whiskey, prazer!”

 

— “Jeongin, sócio do senhor Han Jisung, o prazer e todo meu!” — O maior levou uma de suas mãos em sua testa e a levou para trás levando seus fios todos para trás, oque o deu um ar mais sexy, por alguns segundos senti o ar acabar. Suspirei me levantando da cadeira do bar. — “Me desculpe, irei ao banheiro, depois continua-mos nossa conversa!”



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...