1. Spirit Fanfics >
  2. Amor e planos falhos >
  3. Capítulo Quatro - Estilo Grey's Anatomy

História Amor e planos falhos - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


E mais um capitulo hoje, só por que estou feliz! Gente, muito obrigada aos favoritos aos comentários no capítulo passado. Sério mesmo, eu fico muito feliz quando vocês gostam e comentam <3 Eu fico toda bobinha, quando vocês interagem comigo nos comentários.
Vocês viram que ganhamos uma capa e um banner? Lindos e maravilhosos por sinal, simplesmente perfeitos demais. Eu estou apaixonada neles. Foi nós dado por: @moonitigers- uma pessoa muito talentosa, eu só tenho a agradecer pela capa perfeita e o banner mais perfeito ainda. Muito obrigada mesmo!
>> Enfim, chegamos ao final do ciclo de Yungi, Jongsang e Seongjoong, estejam prepadxs para as decepções nos capítulos que virão a seguir hahahaha
>Perdoem os erros e fiquem com o capítulo<

Capítulo 4 - Capítulo Quatro - Estilo Grey's Anatomy


Fanfic / Fanfiction Amor e planos falhos - Capítulo 4 - Capítulo Quatro - Estilo Grey's Anatomy

Amor e planos falhos —

Capítulo Quatro — Estilo Grey’s Anatomy  

 

‘Qual foi, Hongjoong? Já faz mais de uma semana que você planejou tudo, e até agora não chegou no Seonghwa. — Yeosang perguntou.

Hongjoong suspirou, se encostando nos armários do segundo andar. Observou Yeosang abrir o próprio armário e pegar algum livro.

—  Wooyoung também não fez nada. — Foi o que respondeu.

—  Estamos falando de você, não de Wooyoung. — Respondeu calmo. — Jongho não é lindo e fofo?

Hongjoong olhou na direção em que o amigo olhava e viu Jongho jogar um garoto alfa contra os armários e gritar para que ele fizesse as atividades que o diretor Taeyong havia mandando, e perto do ômega raivoso, estava San observando tudo.

— Ele é bem assustador.

— Não, ele é muito doce. — Sorriu sugestivo ao amigo que revirou os olhos. — Enfim, por que não começou a colocar seus planos para funcionar para detonar a popularidade do pobre Seonghwa?

— Desde quando você tem pena dele?

— Desde que ele é um dos amigos do meu namorado, e eu passei a conviver com ele? — Respondeu em formato de pergunta. — Por que apenas não vai até a enfermaria dizendo que está sentindo dor?

Hongjoong suspirou; Nossa, tudo parecia tão mais fácil á uma semana atrás. Mas depois de passar a última semana seguindo e estudando sua presa de fios quase brancos, se tornou difícil tentar acabar com o mesmo, após vê-lo ajudar uma criança perdida na rua.

E o sorriso daquele ômega desgraçado fodia sua mente de maneiras incompreensíveis pela maldita sociedade e sua falta do que fazer. Fala sério! Havia até mesmo criado um perfil falso para seguir o garoto no Instagram e babar nas fotos que ele tinha, e nos stories diários que ele fazia com San.

— É complicado.

— Você gosta dele?

— Eu não sei.

Yeosang sentiu a sinceridade na resposta do amigo. Sabia que o mesmo já estava encantado pelo mais velho dos ômegas á muito tempo, bem antes do mesmo começar com aquele plano já falho. Era só observar o Kim olhar para Seonghwa com os olhos brilhantes e o cheiro ficar mais forte instintivamente. Kim Hongjoong estava apaixonado á muito tempo.

— Um dia você descobre. — Foi o que Yeosang respondeu sorrindo de lado.

— Como eu me machuco para ir até a enfermaria? — Num surto de coragem e burrice, Hongjoong perguntou encarando o amigo.

— Eu posso te ajudar com isso.

Em seguida tudo que Hongjoong viu e sentiu, foi a porta do armário vir com força em direção ao seu rosto, fazendo-o ir ao chão pelo impacto. Hongjoong levou a mão até o nariz, sentindo sangue sair daquele local.

— AÍ! — Gritou pela dor.

Numa cena totalmente falsa, Yeosang colocou a mão sobre a boca, ostentando um olhar chocado e culpado, logo se abaixando perto do amigo.

— Meu Deus foi sem querer! — A voz trêmula e falsa do Kang soou. — Só Deus sabe como foi totalmente sem querer!

Logo Hongjoong percebeu um San e Jongho perto deles. Observou o rosto de San chocado enquanto lhe olhava e Jongho com aquela carinha de tanto faz, lhe encarando.

— Eu posso leva-lo até o Seonghwa. — San disse.

E Hongjoong apenas quis abraçar o amigo pelo plano ter dado certo, apesar do machucado na testa, a boca sangrando e o nariz também.

 

...

 

As mãos de Seonghwa tocavam em sua testa de maneira calma e cuidadosa, enquanto limpava o local que antes escorria uma pequena quantidade sangue. San já havia ido alegando que tinha que se encontrar com alguém nos fundos da faculdade.

— Prefere o curativo do Banguela ou da Moranguinho?

Levantou os olhos até encarar Seonghwa segurando dois band-aid cada um do personagem que o mesmo havia citado anteriormente.

— Banguela, por favor.

Seonghwa sentiu seu interior vibrar um pouco; Fala sério, tinha um alfa extremamente gostoso sentado na maca da enfermaria, que ele havia pego lhe olhando diversas vezes, e ainda por cima, o mesmo gostava do dragãozinho Banguela. Era demais para seu coração levemente bobo e muito apaixonado aguentar.

— Gosta de Como treinar seu dragão?

— Eu amo. — Hongjoong sorriu, após o Park colocar o curativo na sua testa.

— Bom, eu já acabei. — Informou se afastando um pouco e se sentando na cadeira ali perto. — Como conseguiu esses machucados?

— Yeosang acabou acertando a porta do armário dele em meu rosto.

— Sinto muito por você. — Disse rindo após imaginar a cena.

— Não sinta, Seonghwa. — Riu junto. — Eu sinceramente espero que ele faça isso mais vezes. — Comentou se levantando da maca.

Seonghwa o encarou confuso. Será que o alfa dos seus sonhos tinha fetiche em ser acertado pelas portas dos armários da faculdade? Nossa, bem que Jongho havia dito que o garoto parecia ser um pouco esquisito, á alguns meses atrás, quando contou que estava se interessando por Hongjoong.

 — Como assim? — Perguntou numa espécie de sussurro, enquanto o alfa continuava a se aproximar de si, como um predador.

Hongjoong se abaixou um ficando, de uma altura adequada, olhando fixamente para os olhos de Seonghwa. Seonghwa que se sentia no próprio Grey’s Anatomy, com um gostoso dentro da sala de enfermagem.

— Por que então, poderei fazer isso.

E dito, deixou um selinho na boca do ômega. Obvio que Seonghwa não iria deixar o mesmo se afastar, e logo levou suas mãos até a nuca de Hongjoong, começando a aprofundar o ósculo. As mãos de Hongjoong foram para as coxas do Park, e as apertaram de leve. Quando se separaram pela falta de ar, eram só risinhos tímidos.

— Sabe, não precisa se machucar para fazer isso.

— Então posso fazer sempre?

— Sempre.

E olhando nos olhos apaixonantes de Seonghwa, Hongjoong sentiu o peso da consciência cair como se fosse uma pedra enorme caindo em suas costas.

— Antes de te pedir em namoro preciso contar uma coisa.

— Você vai me pedir em namoro?! — Seonghwa perguntou abismado.

— Ora, eu gosto de você desde o início do ano! Eu fique observando você durante toda uma semana, meu querido. — Se levantou e cruzou os braços. — É óbvio que eu amo você.

— Tá certo, isso foi um tanto perseguidor. — Seonghwa contou e se levantou ficando de frente para seu futuro namorado gostoso da porra. — Eu também amo você.

— Isso é bom, pensei que iria ser rejeitado. — Riu sem jeito. — Seonghwa.

— Sim?

— Preciso te contar algo.

 

 

...

 

— Pois é, o plano está cancelado! — Hongjoong disse batendo a mão na mesa.

Era hora do lanchinho e os olhares surpresos de Mingi, Wooyoung e Yeosang se focaram no mais velho da mesa que agora tomava um suquinho de laranja, enquanto tinha o curativo bem no meio de sua testa.

—  O que? Por que? O que aconteceu? —  Wooyoung soltou surpreso sem conter um sorriso.

— Seu sorriso está assustador. — Mingi disse.

— Muitas coisas aconteceram Wooyoung. — Hongjoong começou a contar. — Mingi está tendo algo com o Yunho, aparentemente Yeosang namora com Jongho e o Seonghwa me pediu em namoro hoje. —  Disse mostrando o anel de compromisso no dedo.

Yeosang tinha uma dúvida.

— Como ele tinha esse par de alianças?

— Ele comprou caso algum dia tomasse coragem para se declarar ao Hongjoong. — Mingi respondeu e teve os olhares dos amigos sobre si. — O que? O Yunho me contou.

— Você diz que o Jongho é assustador, mas o Seonghwa quem é. — Yeosang murmurou. — Quem tem alianças de compromisso sem estar namorando? 

— Eu não julgo. — Hongjoong respondeu. — Eu dei a ele um par de colares de casal, que eu havia comprado e deixado no armário.

— Vocês dois são assustadores. — Wooyoung disse olhando o mais velho de cima abaixo.

— Enfim, meus súditos... — Se levantou. — Eu vou indo para a enfermaria, ficar um pouco com meu namorado gato. — Suspirou. — Finalmente estou vivendo meu sonho de um romance estilo Grey’s Anatomy! — Sorriu feliz. — Só que sem mortes, traições e todo aquele drama. — Disse e por fim saiu.

— Bom, eu tenho que ir também. — Wooyoung comentou. — Ah! Digam ao Hongjoong que eu tenho algo para contar para todos vocês amanhã na hora do intervalo. — Se levantou. — E podem trazer seus namorados também.

— Falando desse jeito até parece que namora escondido á dois anos, e quer nos contar e apresentar seu namorado. — Riu Mingi.

Estava lendo fanfic demais com Yunho.

Wooyoung o olhou sério.

— É mais ou menos isso. — Respondeu e se retirou, deixando os amigos surpresos.

Ficaram num silêncio durante uns minutos.

— É... Uma manhã de surpresas. — Yeosang comentou.

— Estou mais surpreso ainda com o Hongjoong. — Mingi respondeu. — Quem diria que todo ódio, era uma paixão incubada pelo Seonghwa?

Ódio é uma palavra muito pesada, garoto ridículo. Eu diria que estava mais para raiva e sentimentos não descobertos, sabe?

— Eu ando lendo muita fanfic com o Yunho. — Foi a desculpa de Mingi.

— Finalmente o Hongjoong vai viver o clichê da enfermaria dele. — Yeosang soltou. — Quer ir na área de informática jogar?

— Vamos!

E naquele momento, todos tiveram certezas que o amor estava junto aos planos falhos. Assim como cada um tinha um clichê para viver.

— Está tudo calmo, não é? — Mingi perguntou se levantando.

— Como assim? — Perguntou Yeosang se levantando também.

— Não sei... Faltam revelações e dramas. — Disse por e deu ombros, quando se dirigia para fora do refeitório junto ao amigo.

Longe dali, enquanto Wooyoung caminhava para se encontrar uma pessoa especial, mal podia pensar quê, planos falhos, podiam acabar com o amor. 


Notas Finais


Tenho um amor e ódio por Grey's anatomy, sério. Enfim, nada que uma ajudinha do Yeosang não resolvesse para nosso Hongjoong, não é? E sim, Seonghwa era apaixonado no Hong desde o inicio do ano e vice versa.
Enfim, estejam com os corações prontos para os próximos capítulo, viu? Obrigada por lerem até aqui, Momores, e deixem seus comentários caso queiram, certo?
Beijinhos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...