História Amor em preto e Branco - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Eterno Amor
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura Romântica, Romance
Visualizações 5
Palavras 592
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Primeiro episódio para não revelar muito da história e bem curto.

Capítulo 1 - Lembranças de uma passado-I


Fanfic / Fanfiction Amor em preto e Branco - Capítulo 1 - Lembranças de uma passado-I

Onde eu to agora?

Eu não sei realmente... Em algum lugar do oceano a caminho de Nova York para uma vida nova, e agora não atrelada em ninguém, não dependendo de ninguém só de mim e da minha corragem, mas confesso que aquele frio na barriga ta me matando.

Posso recapitular como como vim parar aqui. 

De uma forma rápida eu tinha 3 anos de idade quando minha mãe faleceu o meu pai havia morrido quando tinha um ano, eles eram imigrantes de algum pais do leste europeu que eu não sei, eu nasci no Brasil é tudo que eu sei, foi levada a um orfanato e em pouco tempo foi adotada por uma família inglesa que já tinha uma filha biológica, vivi com eles por 3 anos, fui muito feliz porém em um acidente de carro o senhor Colins morreu deixando a família desamparada, e a senhora Colins foi obrigada a me devolver, ate mantenho contato com ela, depois fui adotada por uma família de lavradores, porem só fiquei com eles por alguns meses eles tinham uma plantação de milho e queriam muitos filhos pra ajudar, por isso me adotaram, fui tomada deles quando descobriram o motivo da adoção, posteriormente veio a família Cardozo que eram um tando receptivos sempre felizes porem voláteis a senhora Cardozo descobriu está gravida apenas com 2 meses de convivência, não é surpresa que fui devolvida.

Bem não foi só isso teve a mais inesquecível e amada família como minha quarta, ela minha querida Miranda Valirian, eu uso o sobrenome dela por que  foi a ultima vez que meu nome foi mudado de fato. Ela era a mãe perfeita doce e amável ela me adotou eu já ia fazer 8 anos de idade me amou como so tinha sido amada pela minha mãe biológica, vivi com ela até meus 16 anos. Mas se ela era tão maravilhosa por que eu ainda tive aquinta família? Você deve ta se perguntando.

Miranda não podia ter filhos foi o motivo principal de ter se divorciado, então mudou pra uma praia no interior da Bahia, e em uma de suas viagens de negocia passou pelo estado de São Paulo e resolveu visitar um orfanato nos demos bem de repente foi algo incrível, puro extinto, eu só sei que na quela tarde ela se tornou minha mãe, ela me adotou pouco depois e fomos morrar na praia... Puxa como fui feliz, la vivia aventuras incríveis, meu primeiro amor, minha melhor amiga tudo de mais importante. 

Aaaa ainda teve a ultima mas não menos importante família, dos Silvas eu realmente estava muito abalada pelos acontecimentos com Miranda então não estava nem um pouco afim de cooperar pela boa convivência, eles eram uma boa família para adotar uma adolecente, mas não dava pra esquecer a Miranda não mesmo...

Bem,  acordei do meu transe do passado e voltou minha consciência para pela vista a minha frente...

Cidade de Nova York....

—Maaaaaaiiiiaaaaa olhaaaaaa chegamos, ai que incrível...

Lembra que eu disse que tinha uma melhor amiga, pois é, ela se chama Meg ela tem uma voz incrivelmente espalhafatosa e uma personalidade também...

—Estou  vendo e lindo mesmo 

—você acha que não fomos engadas com aquele apartamento no Brooklin, com o aquelas agoratas na novela?

—eu jamais deixaria que isso acontecesse eu chequei todas as fontes e liguei 32 vezes por proprietário, de 3 telefones diverentes.

—Claro que você fez isso, obiviu, você é a pessoa mais desconfiada que eu conheço.

—não sou desconfiada, sou cautelosa e diferente.

— Muito diferente 

Irmos muito durante o camhindo pra ao apartanto, o principal motivo do riso era o inglês da Meg...









Notas Finais


Tem uns mistérios a serem lançados ai.
O que aconteceu com a Miranda?
O que levou Maia a Nova York ??
E o mais importante
Quando ela vai conhecer o moçinho?

Desculpem os erros de português...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...