História Amor em preto e Branco - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Eterno Amor
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura Romântica, Romance
Visualizações 5
Palavras 930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Bem vinda vida nova.


—E se a porta não abrir? E se não acertamos o apartamento? Será que é aqui mesmo?

—Meg, Meg calma, vai dar tudo certo, se não formos assaltadas... se bem que... a gente tem cara de gente que não tem nada pra roubar.

—Assim você me magoa...

—A verdade doi as vezes.

—Maia se a gente conseguir o emprego na cafeteria eu vou comprar uma joaia com meu primeiro salário.

—que ideia é essa?

—pelo menos vão ter o que roubar de mim.

—você é muito idiota mesmo.

Caímos na gargalhada na frente o apartamento já chamando a atenção da vizinhança. 

Entramos com um ar de suspense, e nos deparamos com um apartamento ligeiramente aconchegante, vazio e obiviu, então quebrei o silêncio.

—Esse lugar e a caverna do Batman ou o que?

—tenho certeza que a caverna do Batman tem mais computadores.

Rimos e conversamos, fazíamos planos em quando arrumavamos tudo.

—será que aquela loja de móveis usados se enganou com o horário ?

—talvez Meg, mas vamos torcer pra que eles entreguem antes de cair a noite.

Tínhamos achado uma loja de móveis usados na internet e agendados a entrega de algumas móveis essenciais, e já estava atrasado.

—Você ouviu.

—A campainha desse apartamento é mais baixa o do que  calça de rapper.

Eu me levanto do chão e vou até a porta.

Em inglês.

—olá é da Watson móveis usados deixamos isso aonde. 

—Pode entrar, deixe essas coisas aqui.

Depois de arrumar tudo já era quase meia noite e então resolvi fazer algo para comer.

—Não como nada desde o aeroporto, se é que um saquinho de amendoim e válido como refeição.

— O que você vai fazer, se ainda não deu tempo de ir no super mercado?

 —tem aquele macarrão de massa fresca que eu fiz e trouxe o resto, tava tão delivioso, vou cozinhar para nos.

—hummm.

Eu sempre tive um amor pela culinária que compartilhei com a Miranda. Sempre fazíamos muitas receitas juntas, principalmente massas.

Dormimos como pedra a noite foi como se eu já estivesse adaptada, mas é difícil não se adapitar fácil as coisas quando se teve 5 famílias.

—Acordaaaaaaa, acorda, acorda, acorda....

—Estou acordada, jaaaaa.

—olha só que dia lindo pra arrumar um belo emprego na quela bela cafeteria.

Antes de irmos para Nova York planejamos tudo inclusive o emprego, vimos em um anúncio em um site, uma cafeteira que acabou de abrir, mandamos nossos currículos e a entrevista era hoje. Treinei o inglês com a Meg que não era muito fluente. Eu sempre fui boa em inglês Miranda fez questão de me ensinar.

—Estou tão nervosa...

—Calma Meg vai dar tudo certo, uma de nós tem que ser contratada pelo menos.

Eu sorrio tranquilizado minha amiga que sempre foi muito impaciente.

—Vamos logo Maiaaa, não quero chegar atrasada.

—Calma ainda falta uma hora.

—Maia você não vai ficar mais bonita ao se fizer plástica, então vem logo.

—To indo.

Sai apressada peguei minha bousa e fui.

Chegando na cafeteria....

Em inglês.

—olá somos as candidatas para o cargo de balconistas aqui.

—Sim, por aqui.

Tinhas varias moças no local para fazer a entrevista, tinha que conseguir esse emprego. Eu economizei tudo que pude durante 2 anos com a Meg pra ta aqui. Depois das entrevista entrou uma moça bem vestida e disse que ira anunciar as escolhidas e que seriam três.

—Bem as três selecionadas são, Amelie Chistov, Charlotte Morgan, Margareth San carlo

Eu ouço a mulher falar o nome da Meg com entusiasmo feliz por ela como se fosse eu. 

Esperei Meg sair da reunião na frente da cafeteria, quando vejo ela saindo nos abraçamos e rimos.

 —Você conseguiu. 

—graças a você amiga, me ajudou com o meu inglês.

—Você é uma ótima aluna.

Saímos pra comemorar. voltamos para o apartamento meio bêbadas.

No dia seguinte Meg se preparava pro primeiro dia  de trabalho.

—Você tem que ir bem linda.

—Mas do que isso é impossível né.😂

—Boa sorte amiga.

—Que pena que você não vai trabalhar comigo to muito triste.

—Sabe o que eu vou fazer o dia todo? 

—O que Maia?

—Vou passar o dia no site de emprego.

O tempo passou e era quase meio dia quando me deparo com uma vaga para garçonete em um restaurante italiano famoso. O problema é que as entrevistas começam meio dia e meia.

Não sei nem que me passou pela cabeça só vi aquando estava correndo, para chamar la, e não enviei meu currículo pela Internet.


—olá estou aqui para p cargo de garçonete.

—qual seu nome por favor? 

—Eu me chamo Maia V...

—não tem nemhuma Maia na lista.

—Eu não enviei o currículo pela internet, mas se ainda tiver uma vaga.

—desculpe senhora se não enviou o currículo não pode fazer a entrevista.

Meu corpo todo gelou, e eu não pude acreditar que tinha perdido essa oportunidade por um esquecimento. Logo eu que sou tal calculista.😞

—Lisa deixa ela fazer a entrevista ainda não preenchi o cargo de garçonete.

—tudo bem senhor Lonsine.

—Entre por favor senhorita.

—olá eu me chamo Maia Valirian eu tenha 22 anos.

—Me de seu currículo.

Peguei o currículo da minha bolsa.

—Está aqui.

—A senhorita já trabalhou em tantos lugares.

—Sim, sei fazer de um tudo.

—Bem a senhorita sabe que não temos horários certos?

—Sim.

—E que nos podemos ficar abertos até tarde as vezes?

—Sim.

—então a senhorita está contratada.

—Como assim?

—C-o-t-r-a-t-a-d-a

—Tudo bem eu estarei aqui quando o senhor quiser.

—Ah sim... Me chamo Matt Lonsine.

—Praser em conhecê-lo senhor Lonsine.

—O praser e meu senhorita.

Ele é lindo tem um belo sorriso e é muito educado, tem cabelos pretos e alto. 

Saio do restaurante quase explodindo de felicidade.

Chego em casa e vejo Meg espantada, ao não me encontrar em casa ela já tava preocupada.

—onde é que você estava?

—Em uma entrevista de emprego.

 —Como??????😱

—Isso mesmo, mas o pior de tudo e que fui contratada, logo agora que pensei que ia ser sustentada por você.😐

—sério isso Maiaaaaa.

—Simmmm.

—que incrível me conta tudo.

Eu contei cada detalhe para minha amiga que ficou super empolgada.










Notas Finais


♡no próximo começa o Romance♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...