1. Spirit Fanfics >
  2. Amor Em Quadra (Yaoi) >
  3. Viagem do time

História Amor Em Quadra (Yaoi) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Viagem do time


Fanfic / Fanfiction Amor Em Quadra (Yaoi) - Capítulo 2 - Viagem do time

O treinador isso que iremos participar de um campeonato, é o primeiro na minha vida estou tão animado.
O time hoje vai viajar amanhã, estou tão animado, é meu primeiro jogo oficial e parece tão chique, tem um hotel vai dormir 2 no mesmo quarto, refeição paga e até seguranças. Muito legal.

Chegamos já tarde umas 18h, afinal hoje a gente dorme no hotel e amanhã quando os jogos acabarem vamos embora, eu vou fica mesmo quarto que o João, eu quero possuir ele, nessa viagem, tenho certeza que o Elio também vai perder a virgindade, o Matheus não parece um cara que é gentil na cama.

Vitor - Meu primeiro torneio.

João - Sério ?? Eu já participei de vários de areia esse é meu primeiro de quadra.

Vitor - Espera, areia, dupla vocês ficavam hospedados em um hotel.

João - Eu e o Matheus ?? Sim só tinha nos dois e mesmo assim tinhamos ótimos patrocinadores.

Vitor - Eu imagino que vocês transavam muito.

João - Não é lógico ?? Mas agora eu quero esquecer ele, porque agora eu tenho você, vamos fazer lindas memórias novas.

Essa frase tocou tão profundamente no meu coração, como ele é fofo. Não resisto, o agarro o levando pra cama, inicio um beijo e como sempre ele que tava no comando do beijo por causa de sua expêriencia.

João - Que pressa é essa ?? Você me quer tanto assim ??

Vitor - Quero, e muito ainda.

Falo muito corado. Inicio um beijo e enquanto estou beijando seus lábios irresistiveis coloco a mão dentro de sua camiseta e a passando pelo seu torax, sou empurrado.

João - Hey fofo, não podemos fazer hoje temos jogo amanhã. Precisamos ficar inteiros pro jogo.

Vitor - Não podemos fazer nos dois dias.

João - Não, você não merece ainda. (Sorriso maligno).

Fico um tempo triste qiase chorando, até ouvimos um barulho de batida muito alto vindo da parede.

João - O Matheus tá no quardo do lado ??

Vitor - Eu só sei que o Elio tá no quarto do nosso lado.

Elio - Aah, calma.

João - Parece que vamos jogar sem o libero amanhã, o coitado não vai ter descanso hoje e nem amanhã.

Elio on

Até agora estavamos nos beijando e tocando de forma calma e sutil, quando o meu namorado super sexy, tira a minha camiseta com certa brutalidade, toda a gentileza e calma acaba, ele vai me tocando de forma bruta, os beijos ficaram muito mais intensos combinados com tapas na bunda e apertos, enquanto nos beijamos ele aperta minha cintura bem forte me fazendo gemer um pouco alto.

Matheus - Como você é sensível, bebê. (Ele fala bem baixo perto da minha orelha e logo dá um tapa na minha bunda).

Elio - Só seja mais gentil então, por favor.

Matheus - É difícil, principalmente com a expressão que está fazendo, só seu rosto me deixa excitado e seu lindo corpo delicado me deixa louco me fazendo querer mais e mais violentá-lo.

Coro, não consigo segurar a excitação que essa frase me causou, mas essa excitação veio misturada com o medo dos efeitos que isso vai dar, ele me empurra até a cama e prende minhas mãos com uma da suas e começou a mordiscar meu mamílo e marcar todo o meu corpo com mordidas e chupões, ele deu uma mordida forte no meu peito.

Elio - Ah a-assim dói.

Matheus - Dói é ?? Vou tentar ser mais gentil.

Ele vai lambendo o meu tronco até chegar na parte debaixo e adiantando as coisas começando a tirar minha calça, o mais expêriente deu vários beijos na minha coxa e massageando ela me provocando cada vez mais, subiu até a cueca em que ele passou sua língua no volume do meu membro ereto.

Elio - Matheus, por favor tire logo, eu não aguento mais.

A cada coisa que eu imploro pra ele o faz sentir mais prazer.

Ele tira a cueca e vai colocando seu dedo bem na cabecinha e logo começando uma masturbação, no começo ele vai devagar e vai acelerando aos pouco, chego perto de gozar e ele para.

Matheus - Vou preparar a parte mais importante antes que você goze.

Ele lambeu dois dedos e pôs um na minha entrada e depois que ele achou um ponto estremamente semsível em mim que me fez sentir um prazer que nunca senti, ele introduziu o outro dedo, é estranho mas também é delícioso.

Matheus - Já deve estar pronto.

Ele tira a parte de baixo de suas roupas e enfia seu membro já ereto em mim.

Elio - AAH.

Ele me abraça enquanto me penetra fundo e para aliviar um pouco a dor ele inicia um beijo calmo, tento focar apenas em seus lábios, separamos pela minha falta de ar, tiro sua camiseta e retríbuo seu abraço e por conta do dor eu arranho suas costas na verdade acho que ele nem está sentindo.

Elio off

Matheus on

O pequeno garoto me arranha por conta da dor, não dói tanto mas ele vai deixar algumas marcas em minhas costas, ele é adorável demais, não vou conseguir ser gentil com ele, vou movimentando meu quadril devagar mas vou indo mais rápido depois.

Elio - Ta-tão bom, se continuar eu vou enlouquecer. Ah Ma-Matheus.

Adoro ouvir ele gemendo meu nome, ele leva suas mãos até meu rosto o puxando para perto do seu e começando um beijo bem desajeitado, eu vou guiando para deixa-lo menos desajeitado, seu corpo vai se contorcendo mais e o Elio está tendo mais dificuldades para segurar sua voz, entendo que ele esta prestes a vir e estou certo ele goza sem nem avisar, o garotinhos está muito cansado e ofegante.

Matheus - Já meu gatinho ?? Eu não estou satisfeito ainda.

O ajudo a ir até o banheiro, ligo o chuveiro, o prenso na parede e aperto sua bunda.

Elio - Eu já não aguento mais, por favor chega.

Me levanto e aponto pro meu membro, ele entente que eu quero que ele me chupe, o meu gatinho se aproxima e se ajoelha na minha frente, hesitante ele o lambe. Parece que ele está com medo.

Elio - Eu vou tentar. (Ele olhou pra ele novamente).

Hesitante o coloca na boca, bem maljeitoso ele vai fazendo o movimento de vai e vem, ele tira lambe em volta e novamente o enfia na boca, faz isso várias e várias vezes até eu sentir que eu estava vindo e forcei sua cabeça a ir mais rápido até gozar em seu rosto, ele tira um pouco do sêmen que está em seu rosto usando seu indicador, agora que vamos tomar banho, tem uma banheira bem grande lá, na banheira ele se se ta na minha frente virado de costas pra mim, vou esfregando ele.

Elio - Isso é tão, é um sonho se realizando, estou namorando, nosso time começou a participar de campeonatos e estou sendo hospedado em hotel cinco estrela praticamente de graça.

Matheus - Bom né ?? Mas ficar com você está sendo a melhor coisa. (O abraço). Vamos sair.

E é isso saimos da banheira, nos secamos, ele veste um pijama e eu fico apenas de cueca e o roupão do hotel, finalmente nos deitamos é tão confortável, o meu doce gatinho deita sua cabeça no meu braço e sobrepõe o braço no meu torax, quando o vejo de novo ele já está dormindo, ele fica um anjinho dormindo, na verdade de qualquer jeito, esse garoto é o mais fofo que conheci na minha vida. Juntamente com o meu amor eu apago, preciso estar descansado para o joga de amanhã.

{O outro dia}

Elio off

Vitor on

O professor passou de quarto em quarto pra acondar todo mundo pra entrar no ônibus e ir pro ginásio, demorou bastante pra acordar todos do time, todos entrar no meio de trasporte que foi concedido para viajarmos, chegando lá eu fico admirado apenas por ver o tamanho, é tão alto e várias arquibancadas em volta, já está tendo um jogo lá, depois é a gente e observando os adversários reparo que ambos os times são bem fortes.

Vitor - Eu não posso nem torcer, se eu torcer pro melhor a gente que vai apanhar depois.

João - Fala "vai"pra qualquer um, ou bate palma e grita aleatóriamente.

Ele sorri, ele é muito lindo, o ataque dos times e a defesa é extremamente boa, mas o que eles mais tem é estratégia, acabou o primeiro set e observando como o jogo foi eu fico cada vez mais nervoso. No intervalo pra começar o outro set o treinador gritava muito com o time, o treinador do outro também gritava demais, depois de 2 sets à 1 o jogo deles acaba e é nosso time já, a sensação era tão estranha era medo, felicidade, muitas expectativas positivas e negativas, quase chorando e frio na barriga.

João - Só se acalma vai dar tudo certo.

Respiro fundo e entramos na quadra enquanto o time perdedor sai, agachado do lado da linha faço uma oração com o João do lado fazendo o mesmo que eu, ele é ateu e mesmo assim me acompanha a orar. Todos começam o aquecimento, até chamarem o capitão do time pra verem quem começa a sacar, o jogo está sendo ótimo o time inteiro dando tudo de si, ganhamos, não foi muito difícil, antes do nosso próximo jogo vai ter mais um.

João - Hey venha comigo bb.

Ele me chama até o banheiro, estranho o que será que ele quer ??

João - Sabe quando eu começava a ficar nervoso o Matheus me dava um beijo pra me acalmar, mas eu não quero mais saber dele, você faria isso por mim ??

Me aproximo dele ele coloca as mãos em minha bochecha e me puxa para um beijo que começou por um selinho e depois um beijo de língua, bem selvagem, entro no clima e retríbuo deixando mais excitante, ele me empurra.

João - Não podemos continuar, estamos no banheiro público. (Ofegante).

Vitor - Tá bom, mas você precisa ver a expressão que está fazendo.(Ofegante).

João - Precisamos sair daqui logo, antes que fique perigoso.

Saimos do banheiro e assistindo o jogo está o Elio e o Matheus, o Elio estente a mão nos chamando pra ir lá. Fomos lá me sento do lado dele e o João do meu lado, deixando o João numa ponta e o Matheus na outra.

Elio - Nossa que legal não acha ??

Vitor - É mas acho que você está um pouco mais lento hoje, tá nervoso ??

O pequeno garoto cora e esconde o rosto com as mãos.

Matheus - Está abaixando a autoestima dele, você foi ótimo anjo.

Eu e o João nos entreolhamos com malicia pois sabemos o que aconteceu com esses dois.

Matheus apoia o braço nos ombros do Elio e o João vendo aquilo pega na minha mão, depois de tanta provocação entre esses ex namorados, o nosso outro jogo finalmente começa, não perdemos mas também não ganhamos tão fácil.

(Autor: agora mais lemon)

O time volta pro hotel e no ônibus foi uma bagunça, quase fiquei surdo depois de tanto grito, cada pro seu quarto e lá esta apenas eu e o amor da minha vida sós novamente.

João - Em você jogou muito bem, agora é a hora do seu prêmio.

Ele tira a camiseta e passa a mão pelo seu lindo corpo e ele vai se aproximando de mim devagar, me empurra na cama coro e ele abre minha pernas se encaixando no meio delas, tiro minha camiseta e ele marca meus pescoço e depois lambe meus mamílos e vai descendo devagar para as partes baixas e tira toda a minha roupa, ele abre a escrivaninha do lado.

João - Será que tem ??

Ele tira um lubrificante, um fucking lubrificante, por quê ??

Ele coloca um pouco no dedo e adentra apenas um dedo e junto inicia uma masturbação com o mesmo ritmo.

Vitor - Isso é tão estranho, mas também é bom.

João - Tô sem paciência.

Ele retira o dedo e coloca seu membro no lugar.

Vitor - Aah ai.

Ele vai se movimentando devagar e logo acelera e com o tempo sinto mais prazer, até ambos gozarem.

Vitor - Precisamos de um banho agora.


Notas Finais


Saiu finalmente mas como demorou ficou muito aleatório.

Talvez não tenha mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...