1. Spirit Fanfics >
  2. Amor entre Príncipe e uma plebéia-Yuta Nakamoto >
  3. Capítulo único(talvez)

História Amor entre Príncipe e uma plebéia-Yuta Nakamoto - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Bom escrevi ela em 2 dias primeira fic que consigo terminar kk
Boa leitura

Capítulo 1 - Capítulo único(talvez)


Yuta nakamoto era o Príncipe de Osaka


S/n era uma refugiada de seu país natal o Brasil


Já houveras se passado alguns meses que s/n e seus pais se refugiaram no Japão em Osaka mais especificamente


Em um certo dia s/n estava caminhando perto de um riacho onde uma vez a mesma encontrou


Yuta nakamoto era Príncipe de Osaka o reinado de seu pai ainda iria demorar para acabar então o mesmo aproveita sua vida antes que possa mais em um belo dia menos para yuta


Onde o mesmo estava raivoso pois a princesa Harumi quisesse se casar com yuta o mesmo não queria


Mas voltando yuta cavalgava em seu cavalo sasuke quando chegou perto de seu esconderijo desceu de seu cavalo


Os galhos das árvores de sakuras iam até o chão parecendo um véu e no centro havia o lago cheio de flores maravilhosas mas chegando perto viu uma silhueta feminina então decidiu observa la .


O mesmo percebeu que a garota de quem se tratava não era uma asiática tinha seu corpo com ondas, seus cabelos eram (a cor de seu cabelinho) e pele branca


A mesma cantarolava e brincava com os patinhos do lago


Dias se passaram e yuta sempre ia no esconderijo para a observa la,virou rotina para yuta então o mesmo tomou coragem e foi conversar com a mesma


Descobriu que a mesma não sabia que estava falando com o Príncipe de Osaka


Os dois viraram amigos yuta começou a se apaixonar por s/n,pelo seu jeito gentil de tratar uma pessoa e sua personalidade doidinha


-yuta você chegou-a menor correu e foi abraçar nakamoto que retribuiu seu abraço


-por que estás tão animada,pequena


-yuta hoje é o dia que as novas flores vão se abrir -disse a garota puxando o maior para perto de uma árvore de Sakura recém brotada


A garota tinha uma forte amizade com yuta mesmo não sabendo se o mesmo era


As flores foram se desabrochando,yuta abraçou a garota por trás colocou seu queixo no ombro da garota


Quem passase pensaria ser um casal aproveitando seu tempo juntos


Passou se um tempo a garota se virou para yuta,os dois se olharam fixamente um para o outro


Logo yuta sussurou para a menor


-me desculpa-depois de falar ele cela os lábios dando um beijo sem toque de língua


Os dois passaram alguns minutos aproveitando o beijo,logo se separam e a menor exclama


-ai Meu deus oque acabou de acontecer!!-disse ficando vermelha de vergonha


-Ai me desculpa-disse o samurai preocupado com a menor


-tudo bem,eu já queria te beijar mesmo-agora era vez do maior ficar vermelho


-então minha linda sakura-era o apelido onde yuta chamava s/n-tenho que ir podemos nos encontrar no mesmo horário que antes?


-sim samurai,mais uma coisa eu te amo-disse o apelido onde s/n deu para yuta,os dois riram e yuta deu um selar nos lábios de s/n


Os dois vão para direções diferentes


Yuta estava radiante pois acabara de beijar a garota que gostava,nada poderia acabar com sua felicidade


S/n estava feliz também por que acabara de beijar seu amado,e com muita vergonha pois era seu primeiro beijo


Ao chegar no Palácio yuta foi recebido pelos criados e seu companheiro e melhor amigo WinWin que veio de uma família Chinesa


-Meu amigo nakamoto está mais Feliz do que os outros dias depois que volta de seu passeio a cavalo-o maior apenas da um belo sorriso para seu amigo que estava confuso


-Meu caro amigo vamos para o jardim desse Palácio que te contarei oque aconteceu


Então os dois foram para o imenso jardim do Palácio,foram andando calmamente observando as flores que sempre lembrava s/n e o primeiro dia que a viu


Os dois sentaram em um banco no centro do jardim


-então me conte por que está todo Feliz meu amigo


-Bom...-quando o mais velho ia se pronunciar chegas uma criada real


-Boa tarde Príncipe nakamoto e senhor Dong, Príncipe Nakamoto o rei lhe espera em sua sala real queres falar algo importante-então nakamoto faz sim com a cabeça e a criada se retira deixando os dois novamente sozinhos


-bom Win terei que ver oque meu pai queres dizer a mim-diz yuta e logo WinWin se pronúncia


-Agora vou ficar curioso-disse WinWin brincando com yuta


-Só te falarei quando voltar,meu caro-disse yuta se retirando e indo para a sala real onde estava seu pai


Ao chegar lá


-Com licença,oque queres meu pai?-yuta pergunta para seu pai que o mais velho sorri


-Filho você está entre seu 18 a 25 anos e deves achar uma pretendente-o mais velho sorri e yuta olha indignado pensando que seu pai podia ter o prometido para a princesa Harumi,ele não a suporta a mesma


-Mas calma que acho que iras gostar,poderás escolher sua pretendente-yuta não sabia se ficava Feliz ou Triste com aquela notícia


Pensando que poderia se casar com s/n e terem uma linda vida juntos e se ficaria triste por que tinha medo de s/n recusar a se casar se com ele e dizer a ele que ele não foi fiel a ela


Yuta estava dividido



-então meu querido filho,gostas de alguma moça desse reino?-pergunta o mais velho


-sim pai gosto-disse yuta que abaixou a cabeça e soltou um pequeno sorriso envergonhado


-ótimo,querido faça assim chame todas as moças solteiras no reino e se a moça que você gosta for, se casará com você


-sim pai,posso me retirar?-pergunta yuta a seu pai


-sim pode,já comunicarei os guardas para falar com todas as moças solteiras vir aqui


Yuta pensou consigo que teria que armar um plano para fazer s/n ir no Palácio e aceitar ser sua esposa


Yuta passava pelos corredores do Palácio a procura de seu fiel amigo quando se depara com WinWin e a princesa Harumi


O mesmo a odeia por ser muito rude e mimada e humilha o plebeus


WinWin estava nem ai para Harumi,mas ao ver Yuta WinWin abre um sorriso e Harumi também vê yuta e sai correndo para o maior


-Príncipe Yuta ouvi dizer que vai escolher uma pretendente não é mesmo-a mesma abre um sorriso achando que ele escolheria a mesma-já pode me escolher sabes


-Sim Harumi mas não quero te ,com licença preciso conversar com WinWin a Sós-yuta puxa WinWin para longe de Harumi,e a mesma sai bufando


-Graças a Deus você tinha chegado,ela tava falando um monte de bobagens falando como você é lindo, eu sou lindo etc...-disse WinWin


-nós não gostamos dela nem no inferno-assim rimos


-mas me conta senhor nakamoto por que hoje de manhã quando voltou de seu passeio de cavalo estava tão radiante? -disse WinWin curioso


-Bom meu caro WinWin é simples faz um pouco tempo que estou apaixonado,por uma plebeia-logo WinWin faz uma cara surpresa pelo que yuta havia dito


-Mas hoje foi diferente sabe por que-disse yuta sorridente


-já sei ela se declarou para você


-bom...foi mais ou menos isso-disse yuta dando uma pausa-bom eu a beijei e a mesma retribuiu meu beijo


Winwin tinha em seu rosto um rosto surpreso quem diria que o maior acabara de dar seu primeiro beijo


-Win mais uma coisa não disse é que a garota não es daqui-WinWin pensavas com quantas notícia yuta dizia


-ela falou que veio do outro lado do mundo Win-WinWin quase faltou cair do banco que estava sentado


-bom yuta ela sabe que você é o Príncipe daqui né?!-disse WinWin ranseoso


-Não,Não ela não sabe Win-yuta disse e abaixou a cabeça-Win tenho medo dela não me querer mais por não falar que sou de verdade


-Yuta,saiba de uma coisa-disse Win pegando nos ombros de yuta fazendo que o mesmo olhasse no olhos do Chinês-Se ela ama você com a mesma proporção do seu amor por ela com certeza ela vai entender e vai aceitar você do jeito que és


-Obrigado WinWin,vou conversar com ela amanhã e tentar faze-la vir para o Palácio,mas sei como ela vai falar que não quer se casar se com o Príncipe


-já sei meu caro Yuta fale a ela que amanhã a tarde na hora das moças virem,fale que é uma pessoa com intimidade com a realeza mande a mesma vir para que o "Príncipe"não a escolha


-Boa ideia Win


Os jovens passaram quase o final daquela tarde conversando sobre ninguém mais que s/n


WinWin se despediu de Yuta e foi para sua "casa" enquanto yuta foi para seu quarto tomou seu banho e deitou em sua cama e ficou pesando em s/n


Sonho on


-Meu amor venha-grita o maior de cabelos negros cumpridos


-ai Yuta tu és doido-fala s/n olhando para o marido


-mamãe o samurai WinWin tá doidinho falou umas coisas meio nada a ver-disse a garotinha filha do rei e da rainha


-Mamãe você não conta para o Papai sobre um negócio importante você promete-disse a garotinha olhando para sua mãe atentamente


-prometo, fale querida-disse s/n olhando para sua filha


-É....quero me casar com o Samurai Win mamãe


Sonho off


Yuta acorda assustado


-meu deus espero que quando eu tiver filhos com a s/n minha filha não queira se casar com WinWin-disse yuta para si mesmo


Passaram se horas já estava na hora de yuta encontrar sua amada


Ao chegar no esconderijo vê a mesma


-minha linda sakura-ao falar a garota olha para yuta e solta um sorriso


-yuta tenho que te falar umas coisas-disse a mesma e yuta se aproxima da mesma


-yuta foram guardas reais me chamarem para ir hoje mais tarde no Palácio do rei que disseram que o Príncipe iria escolher uma moça para ser sua esposa-disse s/n que abaixou a cabeça-yuta não quero ir,eu te amo demais


-pequena tive uma ideia-a mesma o olha atentamente-tenho intimidade com a família real-a mesma olhava com um olhar de esperança-se você for talvez o Príncipe não te escolha assim podemos fica juntos você promete?


-Prometo meu samurai


Os rostos foram se juntando e as respirações estavam misturadas até que selam os lábios em um beijo delicado que vai se aprofundando a garota segura a nuca de yuta e passando a mão nos fios de cabelos grande e negros do japonês e o mesmo segura sua cintura


Os dois passaram horas agarrado e dando acaricias e selinhos


-minha linda temos que ir, nos encontramos no Palácio- assim s/n concorda e o japonês sela os lábios da menor


Já estava tudo pronto e yuta estava arrumado para encontrar as moças e sua amada


S/n ao chegar no castelo teve um frio na barriga queria mais que tudo encontrar seu amado e serem felizes s/n não estava nem ai para que classe social yuta seria apenas queria amar muito mais do que já ama


Ao entrar vê varias moças falando se suas belezas e como o Príncipe ia se apaixonar por elas e tals


Yuta vê s/n entrando pela imensa porta o mesmo abre um sorriso e vai caminhando até a mesma junto com seu melhor amigo e um criado


ao ver seu amado dá um pulinho de emoção,percebe que o mesmo usava um kimono um chique digamos e aconpanhado de dois homens consigo


A mesma consegui ouvirb"nossa o Príncipe está indo na direção dessa garota" "moça de sorte" a mesma não entendeu e deixou para lá


-yuta-a mesma fala com alegria e o criado a olha e disse


-mas que falta de educação não irá fazer a reverência para o Príncipe-disse o crido que falava sério


-Ah?que?-disse a mesma confusa e o criado já com raiva lhe ameaça


-Moça você tem oque na cabeça faz essa reverência antes que mande-mais yuta o interrompe


-você não fazerá nada com ela-na mesma hora o criado abaixa a cabeça


-Mil perdões Príncipe-na cabeça de s/n se passava mil e uma coisas "como assim Príncipe" "ele é o Príncipe" "yuta é o Príncipe!!" Até que chega nessa conclusão


-Yuta você é o Príncipe esse tempo todo?!-disse a garota espantada


-Sim s/n sou o Príncipe,me perdoa,sei que não fui sincero de quem eu realmente era para você,mas saiba que eu te amo quero me casar com você ter filhos,quero ser seu samurai se você aceitar ser minha linda sakura-A garota já estava com os olhos marejados


A garota não ligava que seu amado seje o Príncipe,não ligava o quanto de poder sobre o reino ele tinha ela colocou tudo um foda-se por que ela o ama sempre amou dês da primeira vez que o ouviu


A mesma sem falar nada o abraçou, WinWin e o criado que estava ao lado de yuta se assustaram um pouco


Yuta segura mandíbula de s/n e olha fixadamente para os lábios carnudos da garota e sem mais nem menos a beija


Todos que estavam ao redor se surpreende com a ação dos dois


Mas logo os dois separam os lábios,sem separar os corpos juntos e yuta se pronuncia


-Aceita se casar-se comigo S/s (seu sobrenome) S/n?-diz yuta olhando fixamente para s/n


-Sim eu aceito Nakamoto Yuta-na mesma hora todos aplaudiram


-Então meu filho já achou sua noiva-disse o imperador


-Sim meu pai-Yuta


-consedo minhas bênção para o noivado de vocês


-E obrigado todas as moças que compareceram hoje aqui-Disse o imperador para todas as moças


Já havia se passado um tempo dês que todas as moças solteiras do reino haviam ido embora do Palácio


Então o imperador vem até os noivos e fala


-vou deixa vocês a Sós-disse o imperador para yuta e s/n


-Obrigado meu pai-disse yuta se curvando diante de seu pai e s/n faz o mesmo


Assim o imperador vai para sua sala real deixando os noivos sós


-vamos para o jardim amor tenho que lhe apresentar para uma pessoa-disse yuta pegando na cintura de sua amada e a levando para o jardim que havia um jovem sentado no banco sorridente olhando para as flores


-WinWin meu amigo-disse yuta chamado seu amigo


Ao chegar perto s/n percebe que era o mesmo que estava ao lado de yuta quando veio ate s/n


WinWim se curva deante de s/n e a mesma faz o igual


-então você é a famosa s/n aquela que roubou o coração do meu amigo-disse WinWin brincando


-Sou sim,mas o yuta nunca me falou de você-disse a pequena olhando para o mesma o WinWin olha idignado


-Nossa Yuta, eu te deu um plano para fazerem ficarem juntos, e você nunca falou de mim a ela decepcionado viu-disse WinWin fazendo drama e Yuta desesperado e s/n,bom ria dos dois


-Desculpa Win-disse yuta para o amigo


-Ta bom né não a nada que se fazer


-bom tenho que ir-WinWin pega não na mão de s/n e deposita um beijo na mão


-nos vemos por ai-disse WinWin saindo as pressas


-Mais que Cara safado-disse yuta o motivo de WinWin sair a presas se ficasse, perigoso yuta meter a mão na cara de Win


-Calma amor só tenho olhos para você-disse s/n para yuta


-Te amo mais que tudo-disse yuta segurando na cintura de s/n


Logo yuta sela os lábios da menor a mesma passa seus braços pelo pescoço de yuta indo até a nuca do maior e acariciado seus fios de cabelos negros


Já yuta deixou uma mão na cintura da menor e outra em sua nuca para dar apoio


O beijo foi se aprofundando até que a falta de ar faz presente e se separam


-Te amo meu samurai


-Também minha linda


Assim os dois sentam no banco agarradinhos e fazendo acaricias um no outro e aproveitando o tempinho do dois juntos



 Fim ou não.......querem parte hot?


Notas Finais


Querem continuação exemplo os dois se casando tendo filhos e na parte hot também isso se claro vocês quiserem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...