1. Spirit Fanfics >
  2. Amor Especial >
  3. Cirurgiã Cardíaca

História Amor Especial - Capítulo 38


Escrita por:


Notas do Autor


Aviso rapidão!!
Todo início de capítulo a partir desse, vou colocar uma imagem do personagem que vai ter foco no capítulo, assim vocês talvez comecem a gostar dos novatos e gostar um pouco mais dos de sempre!
Vocês mostraram gostar muito da Lucy, então o capítulo terá foco nela!

Capítulo 38 - Cirurgiã Cardíaca


Fanfic / Fanfiction Amor Especial - Capítulo 38 - Cirurgiã Cardíaca

Lucy podia facilmente se considerar uma mulher azarada, perdeu ambas as mãos e agora tinha que repetir 2 anos de estudos, que foi o tempo que teve com a reabilitação e mais 5 meses de observação para ter certeza de que estava pronta para voltar a operar alguém, talvez escolher a área de Cirurgias Cardíacas as pessoas viam ela como alguém sem medo, tinha duas mãos implantadas e que sequer já foi de alguém algo criado em laboratório (Que rendeu a Alex Danvers, mesmo morta, o prêmio Sato de melhor Cirurgiã Geral, que está muito bem exposto na casa da irmã)


Mas lá estava ela pegando café para a sua professora, Erza Scarlet tinha 2 prêmios como Cirurgiã Cardíaca, aprender com ela seria a maior oportunidade que Lucy poderia ter na vida e levando em conta os últimos acontecimentos, ela não estava mais se importando muito com regras, afinal, poderia morrer amanhã ou perde um braço


"Dra. Scarlet... Café?"- Pergunta se aproximando da ruiva que revisa alguns prontuários, Erza sorrir aceitando a bebida "Então... Sou Lucy, eu vou trabalhar com você"- Sorrir tentando ser simpática e não uma maluca que estava suando por baixo daquele jaleco


"Ah, sim! A garota com as mãosmão criadas em laboratório, fascinante!"- Erza comenta rindo, ela começa a andar e Lucy acompanha seus passos "Já segurou um coração de verdade? Sentir ele pulsar em sua mão"- Erza sorrir quase sádica subindo as escadas, ela não gostava de usar o elevador


"N- não... eu nunca fiz isso"- Murmurou, Erza abre a porta do 3 andar caminhando até o balcão e pegando a ficha de seu paciente, Lucy observa a ruiva com cuidado a cada movimento


Erza chamava atenção de qualquer um principalmente por sua beleza, o cabelo sempre em um rabo de cavalo as vezes solto, tinha o mesmo olhar mandão da Lena, Lucy notou isso no primeiro dia da mulher no hospital a maneira que ela olha as pessoas, da mesma forma que a Lena encarava os internos sabendo que daquele grupo poucos realmente ficariam no hospital


"Então, Dra. Lane! Vamos conhecer o paciente?"- Erza pergunta animada entregando a ficha do paciente, Lucy sorrir acenando com a cabeça começando a ficar animada com sua primeira cirurgia desde o atentado e o implante, sentir um coração de verdade nas próprias mãos, qual a sensação?


"Dra. Scarlet!! Dra. Scarlet!!"- Alguém grita correndo na direção delas, Lucy franzi a testa mas olhando a roupa, era um interno do novo grupo que a Kara é responsável, ela ainda não teve tempo de falar com a amiga sobre eles


"Está atrasado!"- Dra. Scarlet praticamente rosna e o garoto se encolhe tremendo dos pés a cabeça


"D- desculpa!"- Se curva para frente, Lucy segura a risada, quem diabos pede desculpas assim? Certamente não alguém desse país. Olhos verdes, pele clara, cabelo preto bem penteado e um olhar bastante bobo "É que o pneu do ônibus furou e e-"


"Na próxima, saia e conserte! Dra. Lane, você apresenta"- Erza entra no quarto do paciente, Lucy murmura um pedido de desculpas e entra, o rapaz entra logo depois meio cabisbaixo com sua primeira impressão


"Hm... Edward Orton, 34 anos, uma má formação no coração que lhe obriga a usar uma bomba para que o órgão seja forçado a bombear sangue para o corpo..."- Lucy começa com o olhar julgador da professora e um olhar apreensivo do paciente e sua irmã que estava como acompanhante "Após uma rejeição de um transplante cardíaco à 3 anos, Edward voltou a usar a bomba e agora está preste a..."- Engole seco "A fazer outro transplante de coração"- Concluí nervosa, estava nervosa com a cirurgia, mexer com um órgão tão sensível como o coração humano dava medo, o medo é maior pela mão travar ou ter algum espasmos


Erza começa a explicar o procedimento que seria feito, a cirurgia teria um tempo estimado de 3 horas se não tiver complicações, caso tenha e ele não morra o tempo pode ser estendido para quase 7 horas, Lucy respira fundo abrindo e fechando a mão que desde a terapia não deu nenhum problema, até então, estava tudo bem na vida da Dra. Lucy Lane




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...