História Amor eterno - Capítulo 147


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Amizade, Amor, Original, Romance
Visualizações 30
Palavras 1.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 147 - Agora acabou


Fanfic / Fanfiction Amor eterno - Capítulo 147 - Agora acabou

Naty On

Limpo o rosto e volto para sala,entro e vou direto para onde era minha sala,Michel entra logo depois:
-Aconteceu alguma coisa?
-Não -Falo olhando pra ele
-Tá com o rosto inchado,andou chorando?O que houve?
-Eu quero ir embora,eu achei que vindo para cá,eu fosse lembrar de algo,mas não,tudo é muito confuso,eu não consigo lembrar dos lugares,das pessoas,não dá -Falo já voltando a chorar
Ele me abraça,eu me afasto
-Me leve,por favor
-Claro,vamos,mas olha pra mim,não precisa chorar por isso,você disse que queria viver novas lembranças e aqui é ótimo pra isso,mas me diz aconteceu alguma coisa que te deixou assim?
-Não,não aconteceu nada
-Tá,eu vou pegar as minhas coisas e nós vamos tá
-Tá
Michel me levou pra casa,eu subi direto para o quarto

Narrador on
-O que aconteceu com ela? -perguntou Julieta
-Acho que ficou frustrada de não ter se lembrado de nada
-Acha que eu devo subir e falar com ela?
-Deixa ela descansar,eu vou lá me despedi dela e já vou voltar para a empresa
Michel foi até o quarto,ela estava sentada na cama:
-Eu vou voltar pra empresa,tá tudo bem?
-Tá sim,desculpa por ter feito você me trazer
-Naty,eu te amo,foi bom ter saído de lá um pouco -diz ele se sentando ao lado dela,ela se afasta,sentando mais longe -Te fiz alguma coisa?
-Não,não,eu,vou ficar bem
-Tá,se cuida,qualquer coisa me liga -disse ele indo até ela e beijando sua cabeça
Ela ficou lá,pensando
"Como eu pude trair ele?Tão amoroso comigo,tão bonito,bom,meu Deus,será que era normal isso pra mim?será que eu tinha vários amantes?"

Michel voltou para a empresa,encontrou com Lú que o parou:
-Doutor e a Naty?
-A levei pra casa
-Me desculpa
-Pelo que?
-Ela não disse?Eu levei ela pra conhecer o estúdio,mas aí encontrei um conhecido que trabalha lá e depois ela sumiu
-Então foi isso que aconteceu,ela chegou mal na minha sala,não devia ter feito isso,se se ofereceu pra ir com ela,deveria ter ficado com ela
-Eu sei,doutor,me perdoe,com licença -diz ela saindo

Dias depois...
Naty se tornou mais fria com Michel,apesar dele estar dormindo na mesma cama,ela não o deixava se aproximar,se sentia culpada por ter traído ele e nem ao menos se lembrar,não havia tido se quer mais nenhuma lembrança,nada.
-Michel,eu posso ir na empresa com você amanhã?
-Claro,pode ir sempre que quiser
-Obrigada
-Tem uns dias já que você tem andado triste,aconteceu alguma coisa que não tenha me contado?
-Não,eu só me sinto frustrada,por não lembrar de nada,mas eu vou tentar melhorar
-Está bem,então boa noite -disse ele se virando na cama,Naty permanecia longe,deitada o mais afastada que conseguia

Assim que amanheceu ela levantou e preparou o café,cuidou de Gabriel e esperou Michel:
-Bom dia!Acordou cedo
-Pois é,perdi o sono
"Eu achei que ficaria tudo bem logo,mas ela ainda não se lembra de nada e agora mais do que antes está afastada de mim,cheguei a pensar que ela me amava" -pensava Michel olhando para ela
-O que foi?
-Não canso de admirar a sua beleza -responde ele sorrindo e se aproximando,ela se afasta -Te fiz alguma coisa Naty?
-Não
-Me odeia pelo que eu te fiz?
-Claro que não,de onde tirou isso,que besteira,eu só tô confusa,eu fico tentando lembrar e parece que eu estou traindo a mim mesma
-Naty que frescura
-Eu me sinto estranha aqui,em qualquer lugar na verdade,eu não quero decepcionar ninguém
-Ei,você não vai
-E se antes,eu tivesse feito alguma coisa que hoje eu não faria,você me perdoaria?
-Do que tá falando?Se lembrou de alguma coisa?
-Não lembrei de nada,me perdoaria ou não?
-Claro que sim,meu amor
-Eu queria recomeçar,mas fico pensando que se eu me lembrar de tudo,de nada teria valido a vida que criar a partir de agora
-Naty olha pra mim,cada dia é um novo recomeço até para pessoas que carregam suas lembranças e afinal você só perdeu as memória,seus sentimentos estão aí,agora,vamos tomar café?
-Vamos
Depois do café eles foram para a empresa,Naty foi um pouco para sua sala e depois foi falar com Michel:
-Posso sair um pouco?
-Se não voltar estranha como da outra vez
-Não
-Naty,eu já sei o que aconteceu
-Sabe?!
-Sim,a Lú me contou que deixou você lá sozinha
-Há,isso,isso mesmo,ela encontrou com alguém,não sei se é namorado dela ou não
-Namorado?!Acho que não,mas quem sabe né
-Eu já conheço um pouco a empresa,então dessa vez não irei me perder
-Então bom tour
-Obrigada

Naty saiu e foi direto para o estúdio,como ela queria Felipe estava lá,assim que a viu ele foi falar com ela:
-Vem comigo -disse ele a puxando para um canto -Estava morrendo de saudade -disse ele tentando beijar ela,mas ela o afastou
-Para,não!
-O que foi linda?
-Queria realmente falar com você,não me importa o que eu fiz antes,não quero sofrer por isso,então,se éramos alguma coisa antes,agora acabou,eu não lembro do que sentia por você só sei que agora,eu amo o Michel
Aquilo o feriu
"Será que nem sem memória ela consegue esquecer esse cara"
-Acabou,tudo
-E se eu não quiser
-Vai fazer o que?Me forçar?
-Posso contar ao seu marido -disse ele a surpreendendo
-Não pode fazer isso
-Posso sim,acha que ele te perdoaria?
-Eu não sei,mas não vou voltar a ficar com você,por causa disso,se quiser contar,conte,eu não posso te impedir e eu sinto muito,por tudo isso,mas não lembro nada de você e talvez nem queira,com licença -diz ela saindo e voltando para sala de Michel
-Tudo bem?
-Tudo,eu vou ficar um pouco na minha sala
-Quer ir almoçar comigo,mas tarde?
-Claro,vamos
Ele sorri a admirando,ela retribui timidamente e entra na sua sala
"Ele nunca vai me perdoar,talvez eu devesse contar a ele" -pensa ela enquanto senta e, sua cadeira,fica lá pensativa até Michel entrar horas depois:
-Oi,vamos,almoçar?
-Vamos
-Tá tudo bem? -perguntou ele se aproximando
-Tá -disse ela o abraçando
-Que abraço bom,quer me falar alguma coisa?
-Me desculpa,esses dias tem sido um pouco difíceis pra mim
-Eu entendo -disse ele levantando o rosto dela e aproximando seus lábios dos dela,ela o beijou
"Pode ser o último,então vou aproveitar" -pensava ela enquanto eles aproveitavam cada segundo daquele momento.


Notas Finais


Mais um capítulo,espero que gostem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...