História Amor eterno amor - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Philippe Coutinho
Personagens Philippe Coutinho
Visualizações 203
Palavras 892
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Capítulo 12


Aine: Acho que eu coloquei tudo na mala né mãe?

Inês: Sim filha, só ficou algumas roupas suas de calor, quando você voltar pra cá já vai ter algumas roupas!

Aine: Eu tô tão feliz mãe! -Aine disse fechando a sua mala. -Vou sentir tanta Saudades de vocês!

Inês: Nós vamos ir te visitar meu amor! -Dona Inês deu um beijo no rosto da filha. -Tenha juízo! Ainda sou muito jovem para ser avó! -Aine riu.

Aine: O Philippe é o amor da minha vida mãe...Tá tudo tão perfeito!

Inês: Você sabe que as coisas nem sempre vão ser assim né? Existiram momentos onde terá desentendimentos, brigas, mas é bom você lembrar que se Deus uniu vocês é para permanecer assim!

Aine:Eu nunca vou me esquecer disso!

Aine estava animada, Philippe tinha falado com seu pai no dia anterior e eles já iam pra Itália naquele dia, só que dessa vez apenas Aine e Philippe.

A morena se trocou e amarrou os cabelos em um rabo de cavalo. Ela olhou o seu quarto, passou a mão cuidadosamente em sua cama, por um minuto sentiu saudades do seu tempo de criança.

Ela pegou um urso de pelúcia rosa com cheiro de morango, ela tinha ele des de que era criança, o abraçou fortemente, naquele instante uma nova fase começou para Aine, e naquele momento ela percebeu que finalmente tinha crescido!

Ela colocou o urso em cima de sua cama, e foi para a sala onde estavam todos esperando ela.

Inês: Vamos Aine! O Philippe já deve estar no aeroporto! -As suas irmãs correram para o carro, seu pai já estava esperando dentro do carro, a sua mãe saiu de casa e foi diretamente para aonde o resto da família estava.

"Então é isso -Aine pensou- Tchau meu "lar", até a próxima volta que o mundo vai dar!" Aine pensou, saiu da casa e fechou a porta.

(...)

Quando chegou no aeroporto, Philippe e sua família já estavam lá, ela o cumprimentou com um selinho.

Philippe: A gente tem 20 minutos! -Aine assentiu. Ela se aproximou das irmãs.

Aine: agora que eu tô indo embora -Ela disse para Rebecca- você tem a responsabilidade de irritar muito a Carol sendo a irmã mais velha! Não me desaponte! -Ela deu um beijo na bochecha da irmã e se aproximou de Carol, aine abaixou para ficar cara a cara com a pequena menina. -Apronte muito com a Becca, tá? Você é um prodígio! -Aine riu.

Carol:Por que você tem que ir tata? -"tata" era o apelido carinhoso de Carol para Aine, a garota na começou a chorar e Aine a abraçou.

Aine: Eu vou vim te visitar princesa, a tata vai estar sempre perto! -Aine se levantou e abraçou o seu pai. -Obrigada por deixar que eu seja feliz! Eu te amo muito pai, sei como é doloroso para você me deixar ir, mas eu serei externamente grata!

Ailton: eu te amo minha filha! Se cuida!

Dona Inês abraçou fortemente Aine e sorriu.

Inês: Tenho certeza que ele -Ela olhou para Philippe que estava se despedindo da família- vai te fazer muito feliz!

Aine: Me desculpa mãe! -Dona Inês não entendeu. -Por não ter me apaixonado por um advogado, ou por algum médico....

Inês: Não existe pessoa melhor para estar do seu lado do que esse rapaz! -Aine sorriu.

Amanda:AINE! -Amanda corria pelo aeroporto torcendo para que desse tempo dela se despedir da amiga! -Deu tempo, graças a Deus!

As duas se abraçaram, a família de Aine foram até Philippe se despedir.

Amanda: Que sorte grande a sua! Eu agradeço a Deus por ter feito parte dessa história! -Amanda sorriu. -Cuida bem do meu amigo! Eu vou sentir a sua falta amiga! Eu te amo muito!

Aine: Obrigada por tudo Amanda! Você foi um anjo! -Aine sorriu.

Enquanto isso seu Ailton se aproximou discretamente de Philippe.

Ailton: Me diga com toda a sinceridade... -Philippe o fitou. -É pra valer? -Ele disse olhando para Aine.

Philippe encarou a morena que sorria animada e dava risada todos os momentos, era a pessoa mais especial da vida dele.

Philippe: Sim. É pra valer! -Seu Ailton assentiu, e os dois se abraçaram. -Aine! -Ele a chamou. -Precisamos ir!

Ele abraçou Amanda se despedindo da amiga.

Philippe pegou a mala de Aine, e foi para perto da garota.

Esmeraldina: Sejam felizes! E nunca se esqueçam que aqui no Brasil, vocês sempre vão ter pessoas que amam vocês! -Eles sorriram para aquelas pessoas que os criaram.

Aine: Não é um adeus -Ela disse olhando para todos- é um até logo!

E assim eles caminharam até a sala de embarque.

Os pais de Philippe e os pais de Aine sentiam uma sensação de missão cumprida.

(...)

Dentro do avião, Aine encostou a sua cabeça no ombro de Philippe.

Aine: Tô sentindo uma sensação estranha, amor....Já sinto saudade deles, uma parte de mim vai ficar pra sempre no Brasil!

Philippe: Talvez um dia a gente volte a morar no Brasil!

Minutos de silêncio.

Aine: Mas é como se eu tivesse feito a coisa certa....O meu lugar é com você! Eu sinto paz! -Philippe beijou a cabeça da morena.

A partir daquele dia, era apenas os dois, um dependia do outro.

No final o amor venceu essa batalha, eu havia dito em um capítulo que o amor é uma doença, bom, Philippe e Aine não queriam achar a cura! 


Notas Finais


Que casal perfeito ❤
Gostaram ?❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...