História Amor feito de contrato - (Imagine do Jungkook ) - Capítulo 4


Visualizações 138
Palavras 1.063
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Péssimo café da manhã.


Dia 04 de janeiro. 09:00 da manhã. ( POV DA S/N)

Depois de praticamente dormir o dia inteiro. Eu acabei acordando nove da manhã. Eu acordei assustada, praticamente. Motivo ? Bom, eu tenho um noivo que é um mala e poderia muito bem ter me deixado dentro do carro. Porém, eu apenas amanheci na sala, que aliás, era uma sala luxuosa demais.

Tinha : Três sofás enorme, tapete de pelos, uma mesa de vidro enorme, televisão maior que a parede— exagero mas estamos aí pra tudo— vasos que aparentavam ser caros...

—Porque ainda me surpreendo com isso ?—Falei ainda sonolenta.

Escutei passos vindo de dentro da cozinha. Ao ficar observando que aparecia, acabo suspirando aliviada. Era o meu sogro.

Sr. Jeon: Bom dia passarinho. Dormiu bem na sua nova cama ?— perguntou se sentando no sofá todo sorridente.

—Não. Eu acabei dormindo no sofá—Me ajeitei no sofá e apenas bocejei.

Sr.Jeon: Como ?—Perguntou irritado—Jungkook !!—Berrou e o mesmo, em menos de segundos, desceu as grande escadas.

Jungkook: O que houve, meu pai ?—Perguntou sonolento.

Ele desceu apenas de cueca box e com o cabelo todo bagunçado. Pela cara dele, parece que teve uma noite mal dormida.

Sr.Jeon: Por que a sua noiva dormiu no sofá ? Pensei ter mandado você levá-la contigo !!—Se levantou irritado e foi em direção ao jungkook, no qual, acabou se assustando com o tom de voz usado pelo pai.

Jungkook: Eu já falei, ela que acordasse e subisse, não estou aqui para ser burro de carga.

Sr.Jeon: Jungkook, eu só não ficarei bravo com você, pois, hoje, eu irei ir em uma agência de viagens.

—O senhor irá viajar ?—Acabei chamando atenção de ambos, com aquela pergunta.

Tem certas horas que a melhor coisa a ser fazer e ficar calada...

Sr.Jeon: Não, querida. Eu irei arrumar as passagens para vocês dois !

—Como é?—Berramos juntos. Como é que ele compra passagem de lua de mel sem falar nada com a gente ?.

Sr.Jeon : Bom, eu estou com fome ! Vocês não estão ?—Perguntou irônico e foi em direção a cozinha.

Eu resolvi não falar nada é ir em direção a cozinha. Porém, na hora que eu coloquei a mão na porta da cozinha o Jungkook acabou me puxando e me prensou contra a parede.

—O que você quer ?—Perguntei irritada.

Jungkook: Desiste logo dessa ideia !—falou como se eu tivesse entendido o que ele quis dizer com "ideia"

Sério, não dar pra levar ele a sério. Ele está apensas de cueca e com o cabelo bagunçado na minha frente, isso estava muito fofo pra mim.

—O que você quis dizer com isso ?

Jungkook: Esse casamento de fachada !

—Por que você mesmo não faz isso ? Não é homem suficiente pra dizer isso na cara do seu pai ?

Jungkook: É você , não é mulher o suficiente para dizer que não aceita o casamento comigo ?

Um silêncio tomou aquela sala inteira. Eu não sei mas alguma coisa não bateu. Provavelmente ambos deveriam ter coragem e dizer isso para seus pais mas, tudo que a gente falar será em vão, eles irão alegar que somos sustentados por eles, enfim, será uma guerra perdida.

Com aquele pensamento todo, eu acabei olhando fixamente para chão, com um olhar meu triste.

O Jungkook levantou meu rosto e fez com que eu ficasse olhando para ele. Com aquele gesto, meu coração foi a mil por hora. Eu sei que, por conta de privações de meu pai, eu nunca tive nenhum contato desse jeito com um homem, digamos assim, mas, Por um momento, pensei que ele fosse falar algo entretanto, a voz de seu pai fez com que ele desistisse e se afastasse de mim.

Sr.Jeon: Vamos criança, eu irei acabar com o pão de queijo !!!—Gritou.

[...]

—Me diga, senhor Jeon, você é casado ?—Perguntei enquanto observava uma das empregadas, servir a mesa.

Sr.Jeon: Viúvo—Respondeu rapidamente.

—Me desculpa ter perguntado !

Sr.Jeon: Não tem problema, eu gosto de conhecer as pessoas, então, me diga mais sobre você !

—Eu...—Senti um chute no joelho e rapidamente, olhei para o Jungkook, no qual, estava na minha frente. Pela cara dele, não queria que o pai continuasse a falar, já que ele fez uma expressão de desespero.

Sr.Jeon: Aconteceu alguma coisa ?—Perguntou preocupado.

—Nada não. Eu apenas senti uma dor no joelho—Disfarcei e devolvi o chute que o Jungkook tinha me dado.

Jungkook: Aí—Gemeu de dor e seu pai lhe olhou estranho.

—O que foi , meu amor? Está passando mal ?—Perguntei com a cara mais debochada possível.

Jungkook: Nada não, meu amor—Debochou— só pisei no meu pé sem querer.

Sr.Jeon: Por acaso você está ficando demente ?—Perguntou irritado.

—Sabe, senhor—Chamei sua atenção— meus pais são pessoas bastante rigorosa comigo, então, já deve saber que não tive muito contato com outras pessoas !—Falei e o mesmo começou a prestar atenção no que eu falava.

Eu não podia dar o luxo de dizer que sou 100 % virgem na frente do Jungkook senão, ele iria me importunar pelo resto da minha vida.

Sr.Jeon: Mas eles estão certo, se você ter muito contato com outras pessoas, pode acaba adquirindo uma doença DST ( doença sexualmente transmissível) sem saber de quem é ou pior, você ter o vírus é não saber !—Falou. Senti o Jungkook ficar um pouco sentido com aquelas palavras ou chateado também.

—Mas, acho que se a pessoa for bastante cuidadosa e responsável, não vai ter perigo.

Sr.Jeon: Concordo com você menina porém minha mulher morreu por não ter se cuidado—Comentou de forma, com posso dizer, parecia que ele estava com raiva da ex esposa dele.

—Ela tinha HIV ou AIDS ?

Sr.Jeon: Ela adquiriu essa duas doenças me traindo !—Essa resposta foi como uma facada no meu peito, porém, para o Jungkook, pareceu ter doido mais.

—Me desculpa novamente...—Falei arrependida por ter puxado assunto.

Jungkook: Bom, eu estou me sentindo mal com esse assunto, posso me retirar !

Sr.Jeon: Vá menino, antes que eu mude de ideia !

O Jungkook olhou para mim. Eu pude perceber seus olhos vermelhos, parecia está segurando as lágrimas. Ele se levantou e saiu da cozinha em uma rapidez incrível.

—Ele gostava da mãe ?—Perguntei olhando nos fundos dos olhos do senhor Jeon.

Sr.Jeon: Amava a mãe—Respondeu— posso dizer que ele ficou rebelde desse jeito, depois da morte dela.

—Nossa senhora... Que triste...—desisti de tomar café da manhã, por conta daquele clima pesado que ficou na mesa.

Sr.Jeon: Bom, eu vou ir na agência de viagens agora, espero que não se importe comer sozinha—Ele parecia está chateado.

—Não se preocupe, eu vou ir na minha escola daqui a pouco.—Respondi e vi o mesmo assenti é sair da cozinha.

Então, ele não é mimado....


Notas Finais


Gente, se por acaso em alguma parte estive escrito Baekhyun, é porque eu viajei legal escrevendo esse capítulo. Pensei que fosse a fanfic dele —Que por acaso ainda estou terminando de escrever pra pode postar— peço desculpas !!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...