História Amor Impossível - Fillie - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Dustin Henderson, Eleven (Onze), Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Mike Wheeler, Personagens Originais, Will Byers
Tags Fillie, Stranger Things
Visualizações 130
Palavras 1.454
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 12 - Traidor


Finn On

-Por favor mantenha a calma.- pediu o doutor muito educado se afastando de mim.

-Millie tem poucas chances de sobreviver, poucas mesmo...- quando ele falou isso todos nós estremecemos.

-Ela tem vários ossos quebrados, vários machucados no interior e no exterior do seu corpo, conseguimos descobrir que ela muito provavelmente foi drogada pois tinha marcas de seringas no pescoço dela e tinha bastante droga no corpo dela e talvez tinha sido isso que tenha "ajudado" para que ela ficasse desacordada.- falou ele colocando os óculos que estavam na ponta do nariz para cima.

-Tá, mas ela vai recuperar? Quando podemos ir falar com ela?- perguntou Sadie ansiosa.

-Bem... era aí que eu queria chegar. Millie está em coma e pode demorar bastante tempo para acordar ou pode mesmo não acordar por causa do estado em que se encontra.- Sadie atirou-se para os braços de Noah e ambos choraram.

-Mas podem ir vê-la mas apenas um de cada vez, me sigam por favor.- enquanto o doutor nos levava para o quarto da Millie nós permanecemos em silêncio.

-Eu vou primeiro!- Sadie se colocou na frente.

Sadie On

Quando entro naquele quarto de hospital e vejo minha Millie "dormindo" e ligada a um montão de máquinas só me apetecia chorar mas eu tentei ser forte, sabia que ela me conseguia ouvir e não queria levar lágrimas para a beira dela. Me partia o coração vê-la toda machucada e com um mau aspecto mas eu queria acreditar que ela ia melhorar.

-Oi meu amor, sou eu a Sadie sua melhor amiga.- pego na mão dela e não aguardo uma resposta.

-Sabe... nós temos muitas saudades suas e das suas palhaçadas.- falei passando a mão no seu rosto e uma lágrima cai do meu olho e eu decido sair dali mas antes dou-lhe um beijo na testa.

-Pode entrar amor.- falei me referindo a Caleb.

Caleb On

Cara... ver Millie naquele estado ma machucou imenso, podíamos não ser os melhores amigos como Sadie e Noah mas tínhamos uma relação muito forte e importante. Ela era a pequena morena da casa e eu imaginei como seria o resto dos dias sem ela lá e percebi que não seria bom.

-Millie, sou eu o Caleb... perdoe a Sadie por não ter ficado tanto tempo mas ela estava se sentindo triste mas ao mesmo tempo feliz por estar contigo outra vez. Ficámos todos aqui para ti menos Gaten... eu irei falar com ele mais tarde e vou resolver tudinho e ele vai vir aqui mais tarde. Descanse Mills, nós te amamos.- faço um carinho no cabelo dela e me retiro do quarto para dar tempo para todos. Saindo de lá meu coração ficou mais aliviado mas tinha vontade de chorar.

-Pode ir cara.- falei dando uma palmadinha amigável nas costas de Finn.

-Eu quero ser o último, pode ir Noah... eu espero sem problema.- Finn deu a vez a Noah e logo o rapaz entrou.

Noah On

Minha Millie estava mal, mas eu sabia que ela ia voltar para termos as nossas saídas, nossas conversas de machos e nossos desfiles de roupas novas. Eu sinto falta dela lá em casa juntinha de nós.

-Ei "Milaayy", quando você acordar vou querer te apresentar o Jack, ele ficou super preocupado também, sabia?- falei dando um sorriso fraco.

-Eu te amo muito Mills, acorda logo desse sono. Sempre soube que você era um urso dormindo mas já chega de dormir ein.- falei tentando esquecer os problemas e na esperança de receber um sorriso dela mas só se ouvia os barulhos daquelas máquinas.

-Finn está apaixonado por você, é estranho ver aquele bad boy todo mole e choroso por você. Espero que tudo isto acabe logo para vocês se resolverem.- falo dando um beijo na testa dela.

-Finn, pode entrar parceiro.- falo me sentando e sorrindo para ele.

-Tenho certeza que ela ama ele também.- falei olhando para Sadie e ela sorriu no meio daquelas lágrimas todas.

Finn On

Já tinha visto a Millie nos seus piores dias, toda chorosa, dormindo linda e dormindo que nem uma porca mas ela estava realmente irreconhecível. Agora dava para apreciar cada detalhe dela machucada e toda roxa, senti o meu coração apertar e eu ainda pensava que tinha culpa por não ter dito um "eu te amo também" mais cedo. Queria pagar de pegador e que não pertencia a ninguém mas a verdade é que o meu coração sempre pertenceu a essa chatinha.

-Millie... é difícil ver você assim e não chorar.- falo pegando na mão gelada dela.

-Sabe... quando você voltar e estiver disposta a falar comigo eu quero te contar uma coisa muito importante. Eu te amo tá? Talvez não irá se lembrar disto quando acordar mas eu te amo pequena e eu não quero que você nos deixe... nem pense nisso, ouviu? Sadie está caindo aos pedaços todos os dias e sente tanto a sua falta que tem dormido todos os dias no seu quarto, Noah tem estado tão desamparado sem saber o que fazer sem seus conselhos e momentos juntos... Caleb está se fechando para as pessoas ainda mais por sentir sua falta e ter medo de magoar alguém por andar muito para baixo, Gaten tem andado estranho mas talvez seja por preocupação e eu... Millie... eu não saí de casa nenhum dia em que você não estava, quando todos saíram para irem à policia eu fiquei em casa com esperanças que voltarias, me deitei na sua cama senti o seu cheirinho e chorei. Eu só quero que tudo isto acabe, não tanto como você quer mas todos sentimos sua falta.- enquanto dizia aquilo tudo eu não conti as lágrimas e apertei com força a mão dela e olhei para ela.

-Eu não quero perder outra pessoa que eu amo Millie...- falei me referindo à perda de um familiar próximo.

Dou um abraço leve nela, beijo a bochecha dela e a mão e tomo coragem para sair da beira dela. Vejo o doutor falando com o resto do pessoal e me aproximo.

-Vocês podem ir agora, precisam todos de descansar em camas e não em cadeiras de hospital e amanhã poderão voltar aqui.- falou o doutor se preocupando com a gente.

-Tem certeza que a Millie fica bem doutor?- perguntei a ele.

-Pode ter certeza que ficará melhor do que o lugar onde estava, pode confiar rapaz.- falou ele tirando os óculos.

-Desculpe por à pouco Doutor... Paul Reiser.- fitei os olhos para ler o nome dele que estava na bata dele.

-Não se preocupe eu entendo, até amanhã rapaziada.- o doutor saiu dali e nós fomos para casa mais aliviados.

Caleb On

Chegando em casa eram quase 7 horas da manhã e nos deparámos com Gaten sentado no sofá.

-Cara, onde você foi? A Millie está lá em coma e você assim como nós é F-A-M-Í-L-I-A para ela e devia estar lá apoiando ela! E você faz o quê?! Vem para casa! Você sumiu da festa e ainda não nos contou para onde foi, você andou estranho o tempo todo desde que aconteceu isso à Millie! Demorou mais que o normal para hackear uma coisinha que costuma fazer em minutos! Conta o que você quer contar logo porra!- falei empurrando Gaten e ele cai para trás no sofá.

-Amor se acalma...- Sadie tentou me acalmar mas eu ignorei.

-Querem saber né? A culpa do que aconteceu à Millie é minha! No dia da festa eu estava no meu canto bebendo e vi Jacob me chamando e eu já estava bêbado e não sabia o que fazia nem o que dizia e Jacob ao me ver deve ter pensado que Millie estava comigo e com o resto do pessoal e estava certo e ele falou que andava à procura dela porque veio acompanhar ela e eu disse e fiquei ali caído no chão bebendo sem parar! No dia seguinte quando vocês me contaram o que aconteceu eu me lembrei e me toquei que fui eu que fiz isso! Eu demorei para encontrar porque não queria que vocês descobrissem e eu simplesmente não consigo olhar para o estado da Millie e lembrar que a culpa é minha!- Gaten gritou aquilo tudo e Sadie se aproximou dele e deu um tapa nele.

-Gaten, desapareça daqui... faça suas malas e sai daqui AGORA! Ouviu?! SAI DAQUI AGORA! Você é um traidor!- Sadie berrou chorando e Gaten fez o que ela pediu e foi embora dali.

-Amor... está tudo bem, se acalme.- falei abraçando Sadie e nos sentamos no sofá. Noah e Finn ainda estavam chocados com a confissão de Gaten.

Continua...
 


Notas Finais


Capítulo tenso.
Espero que tenham gostado, dois beijoos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...