História Amor Impossivel - Imagine JungKook - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bts, Jungkook
Visualizações 18
Palavras 1.703
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - I could fall in love with you


Estava tratando dos cabelos de Jungkook já que agora sou staff deles,os fios dele eram tão macios, meus filhos iriam ser lindos. Carolina estava conversando com alguns deles me ajudando e o clima estava bom mas como alegria de pobre dura pouco...
- Oppa! - Pera aí, eu conheço aquela voz...A garota do parque...Engasgo com o meu coração e dou o toque na Carolina e ela percebe. - Jeon, senti tanto a sua falta - Ela diz me empurrando e eu tropecei e caí no chão, mas ninguém me notou além do Suga. Era Oppa para aqui, Oppa para lá, se fosse eu, chamando o Jungkook de Oppa, "Eu não sou seu Oppa"penso fazendo uma voz irritante mentalmente, fdp, estúpido, burro do caralho, cara de crocodilo, falso, idiota, gostoso, lindo...aiai nervoooooo. "Jeon " quem chama pessoa pelo apelido, meu Deus, que brega.Me levanto do chão e decido acabar com essa cena.
- Olha aqui loira de farmácia, se você não está vendo eu tenho um trabalho para terminar, entaõ se me dá licença... - Falo empurrando ela de volta.
- Você chama isso de trabalho?
- Isso vai dar treta...- Namjoon fala suspirando.
- Espera aí, eu te conheço... - Ela fala ficando bem próxima do meu rosto.
- Aii meu Deus - Carolina e Jin dizem ao mesmo tempo.
- Você é a garota que roubou minha maquiagem e meus sapatos, naquele dia! - Ela fala quase gritando para todo mundo ouvir e os garotos ficam chocados por ser ela.
- Então os sapatos são da Hae Ra....chocado em Cristo - Hoseok fala.Ela me olha de cima a baixo e depois fala.
- Devolve meus sapatos agora... - Ela fala e eu fico chocada, não por que eu queria os sapatos mas pela humilhação. - Você, não ouviu?Devolve meus sapatos, só porque não tem dinheiro pra comprar um? Ah e aquele seu sapato de feira, amei, serviu de brinquedo para os meus cães. - Ela fala e um silêncio se instala na sala, sabe aquele momento que você chora de raiva, sim, eu estava assim, eu queria voar no pescoço da madame mas eu preciso dessa droga de emprego...Respiro fundo 3 vezes e sorrio.
- Você é triste... - Falo e ela solta um riso debochado.
- Você ouviu isso Jeon, ela é a triste e me chama de triste... - Ela diz gargalhando e Jungkook se remexe na cadeira desconfortável, sabe o que mais estava doendo naquela situação toda é que eu sabia que Jungkook não me amava mas nós eramos amigos, mas até agora ninguém levantou a mão para me defender dessa garota.
- Sabe porquê você é triste?Porque você precisa rebaixar os outros para se sentir bem, isso - digo retirando os saltos e jogando na mão dela - Só mostra o quão triste você é! - digo tentando esconder o meu rosto, onde as lágrimas se formavam. - Agora sai da minha frente que eu tenho que terminar de fazer o cabelo do Jungkook - digo com a voz meio embargada e escondendo o rosto.
- Quem você pensa que é...? - Hae Ra pergunta me empurrando.
- Olha, chega, eu não me meto em brigas mas é com a Andrea que você está mexendo - Carolina diz se colocando na minha frente - Me ouve bem loira de farmácia, você vai saír dessa sala agora antes que eu te faça limpar esse chão com a sua língua - Carolina diz pegando Hae Ra pelos cabelos e a empurrando para fora da sala.
- Eu vim visitar meu namorado, eu tenho esse direito - Hae Ra diz empurrando Carol.
- Ah ele é seu namorado?Tem certeza amiga? - Carolina diz rindo em deboche e eu já estava ficando saturada com toda essa merda tóxica a minha volta.
- Chega! - Jungkook fala pela primeira vez e mais uma vez o silêncio se instala - Hae Ra, vai embora por favor, depois...- Hae Ra interrompe
- Como assim, você não vai demitir ela? - Hae Ra, pergunta fingindo choro, aii que falsa, mas se eu for demitida, eu parto pra cima dela e ainda esmago ela, eu tenho sangue de brasileira não de barata.
- Hae Ra, eu depois vejo isso, agora é melhor você ir - Jungkook diz suspirando e eu o olho surpresa, alguém me pague bilhete para o Brasil, porque eu já não aguento mais a Coreia!
- O meu beijo? - Ela diz e eles se beijam, só faltava essa, me sento em um sofá bem afastado de onde eles estavam e olho para a janela, estava chovendo, normalmente eu gosto de dias de chuva, são aconchegantes mas esse estava triste.
Jungkook fecha a porta e era como se ninguém quisesse falar nada, ficaram em um pequeno silêncio e Carolina falou:
- Drea, você não vai terminar o cabelo do Jungkook? - Carolina fala e se passam uns 5 segundos e os meus soluços começam a ecoar pela sala, as lágrimas desciam como a chuva.
- Eu já vou, eu só... - Inspiro fundo tentando conter os meus soluços, me levanto do sofá e vou ao encontro de Jungkook colocando os meus cabelos  na frente da cara para cobrir o rosto mas estava todo mundo calado então a minha respiração descompassada se ouvia, os meus soluços embargados. No minuto seguinte Jin me abraçou e eu me afastei...
- Me solta... - Digo me remexendo e deixando as minhas lágrimas aparentes - Porque você está me tratando assim agora?Nós não somos amigos... - Digo largando a escova de cabelo e Jin interrompe.
- É claro que nós somos amigos... - Ele fala segurando o meu rosto e eu o empurro.
- Não, Jin, que tipo de amizade é essa?Ela praticamente me esmagou em pedaços, eu já não sou uma pessoa com autoestima alta mais com isso que aconteceu, eu me sinto um lixo, sabe o que dói ainda mais, é que enquanto ela falava,eu não vi nenhum de vocês mover um dedo para me defender - Eu limpo os olhos e eu vi os seus olhares de pena - Parem de me olhar assim, o que foi? - Falo desabando em lágrimas nos braços de Carolina - Eu não aguento mais...Eu aguentei o máximo, mas eu não consigo viver mais nesse universo tão tóxico...Carol liga para o meu pai, por favor... - Digo respirando fundo e Carol me olha confusa.
- Você vai ir para a Suíça? - Carolina pergunta chocada me largando e eu não respondo - Como assim Andrea?E o nosso pacto?Nós somos irmãs, nós somos cumplices, você não pode simplesmente me largar e me deixar aqui...
- Carol...você lembra quais eram os nossos planos quando chegamos na Coreia? - Digo olhando profundamente nos olhos da Carolina.
- Conhecer um grupo de Kpop famoso e ser amiga deles - Carolina falou baixo.
- Então, olha a gente já cumpriu o nosso plano...E você está feliz? - Pergunto e Carolina não responde - Eu não estou e viver como uma semi vadia, não é o que eu quero para a minha vida, eu tenho metas e agora eu quero cumpri-las mais do que... - Jungkook me interrompe.
- Andrea, se tiver algo que eu possa fazer para que você fique... - Eu interrompo.
- Irónico...Você?Você é a pessoa que mais me faz sofrer, você me trata bem, mal, mal, bem, o que você acha que eu sou, o seu brinquedo pessoal?"Ah não sou mais uma Army apaixonada por mim" - Digo engolindo o choro.
- Se você for para a Suíça, você vai ver no balanço geral, garota americana com ascendência brasileira foi econtrada morta no seu dormitório, quero ver se vai conseguir viver sem mim.
- Drea, olha a tempestade que você está fazendo pela Hae Ra, Hae ra? - Suga diz imitando a voz irritante de Hae Ra e eu solto gargalhada.
- Para... - falo limpando minhas lágrimas e sorrio.
- Então você fica? - Jungkook pergunta puxando meu braço, me fazendo cair em seu colo.
- J-jungkook - Digo e depois as pessoas soltam uma gargalhada - Mas não...é....por...você - Digo dando selinhos e falando, o dando um grande abraço.
- Desculpa... - Jungkook me dá um selinho demorado e Suga interrompe.
- Não entendo o propósito dessa relação...Você é a outra, a atual ou a ex?E quando é que vocês fizeram o pedido?
- É verdade o Suga tem razão... - Falo e Jungkook revira os olhos - Enquanto você namorar com a loirinha não tem mais Andrea aqui não. 
- Jungkook, eu vou te dizer uma coisa, agora falando na real, a Andrea é uma pessoa que diz que não gosta mas quanto mais ela fala isso mais ela ama a pessoa, então não faz meu bêbe sofrer, por favor - Carolina diz me defendendo tão fofa ela e eu a abraço.
- Não se preocupe, eu ainda sei cuidar de mim... - Falo beijando sua testa e ela sorri - Bom, eu tenho um cabelo para terminar...
- E vai terminar esse cabelinho, descalça? - Carolina fala e eu olho para os meus pés...
- Parece que alguém tem que juntar dinheiro para comprar roupas novas...ou ligar para alguém chamado pai... - Falo suspirando triste.
- Você ainda não fala com o seu pai, direito? - Carol pergunta preocupada.
- Sei lá, a nossa quimica paterna não bate, afinal eu nem conhecia ele mesmo... - Falo terminando o cabelo do Jungkook.
- Você não fala com o seu pai? - Hoseok pergunta curioso e eu assinto - Porquê?
- Ele me abandonou quando eu tinha 7 anos... - Falo como sempre colocando os cabelos na frente do rosto e eles me olham tristes - Eu lembro do dia, foi no dia anterior do meu aniversário e eu pensei que a gente ia passear, mas ele me deixou em um parque ao pé de minha casa e entrou no carro, eu corri atrás do carro gritando "Appa, Appa" mas ele me ignorou e eu esperei, 9 anos para ver ele de novo.
- Você quer chorar? - Jungkook pergunta agarrando minha mão e eu nego com a cabeça.
- Não...Eu...preciso de ir no banheiro - Falo saindo da sala.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...